SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
Política é, em linhas gerais, a arte de governar ou administrar o lar,
a empresa, o clube, a cidade, o estado ou o país”. Onde há grupos
humanos, aí há política, mesmo entre os que a detestam (isso
também é uma decisão política).
Para Maquiavel, em seu livro O Príncipe, política é “a arte de
conquistar, manter e exercer o poder...” A política tem como base a
questão do poder (alguém manda e alguém obedece). Há vários tipos
de poder, porém, dentre estes, destacam-se o poder econômico e o
ideológico.
A POLÍTICA NASCE COM O CIDADÃO
O homem é um ser social
Ele é o único ser que constrói formas e modos
de regular a ação, seja ela tomada em seu
aspecto de relação do homem com a natureza,
seja em seu aspecto de relação homem-homem,
isto é, em seu aspecto social.
RELAÇÃO DO HOMEM COM A NATUREZA E A
RELAÇÃO HOMEM-HOMEM?
Essas formas de regular a ação não são
naturais, como entre os animais, são
mediadas pela razão, conduzidas pela
consciência.
Relações produzidas pelo homem em
sociedade – invenção humana é a Politica
Não há humanidade, nem homem,
nem sociedade sem política.
Para Aristóteles:
O Homem é um "animal político", pois somente
ele possui a linguagem e esta é o fundamento da
comunicação entre os seres humanos.
Segundo seu ponto de vista, os demais animais
só exprimem dor e prazer, mas o Homem utiliza a
palavra (logos) e com isso sua capacidade de
julgamento entre o bem e o mal, o certo e o
errado.
A palavra Politica foi empregada durante século
para indicar a participação dos indivíduos na
vida social ligadas à cidade-estado grega.
A origem da palavra política – origem grega politikós –
Polís – Cidade -Estado
Polis que dizer “cidade”, incluindo não apenas a
acepção física , mas o espaço público.
OS PRINCÍPIOS DA INVENÇÃO DA POLITICA
PELOS GREGOS E ROMANOS
Tradicionalmente se atribui aos gregos e
romanos a invenção da política como
organização governamental, pautada em
leis, ou seja, no direito, de um território,
portanto, de forma racional e coletiva.
TRAÇOS DA INVENÇÃO OU DO SURGIMENTO
DA POLÍTICA:
 a separação do poder da autoridade pessoal privada do poder impessoal
público;
 a separação da autoridade militar do poder civil, estando a autoridade militar
subordinada ao poder civil;
 distinção da autoridade religiosa do poder temporal laico;
 criação da ideia da prática da lei como expressão da vontade coletiva e
pública;
 instituição do erário público ou do fundo público;
 criação do espaço público como lugar de discussão e de debates que eram
submetidos ao voto em decisões coletivas, sendo esta última característica o
coração da política.
A PARTIR DAS REVOLUÇÕES LIBERAIS DOS
SÉCULOS XVII E XVIII...
Revoluções Burguesas - o poder econômico da burguesia e sua
ascensão ao poder político.
Revoluções
Inglesas
Independência
dos EUA
Revolução
Francesa
Revolução
Industrial
...a palavra politica passou a ser empregada para atividades relativas
ao controle do Estado.
COMO ENTENDER A POLÍTICA NAS
SOCIEDADES ATUAIS ?
Direitos dos cidadãos
Leis para regulamentar a vida em sociedade
Um meio de resolver conflito
A VIDA DOS CIDADÃOS E O ACESSO A
SEUS DIREITOS
Serviços públicos Qualidade de vida Acesso aos direitos
A política está presente em nossas
vidas.
Política
https://eusr.files.wordpress.com/2013/04/eus-r-dignidade-humana-0.jpg
Meios pelos quais
um sujeito ou
grupo se organiza.
Exercer ou
conquistar o
poder
Estado
Modo
especifico de
exercício de
poder sobre a
sociedade
FORMAS DE EXERCÍCIO DO PODER
POLÍTICO
Uso da
força
Coesão física
Consenso social
Imposição sobre
determinada coletividade
ou sujeito.
Produção de consenso para
impor sua vontade
Segundo o filósofo Norberto Bobbio:
O consenso social de que aqueles que detém o poder político pode fazer valer sua vontade
sobre a coletividade.
TRÊS FORMAS DE PENSAMENTO
RELEVANTE PARA O ESTUDO SOCIOLÓGICO
Max Weber Karl Marx Émile Durkheim
http://literatortura.com/wp-content/uploads/2015/07/marx-weber-e-durkheim2.png
O PODER POLÍTICO LEGÍTIMO E AS FORMAS
DE DOMINAÇÃO
Max Weber
Sociólogo alemão do final do século XIX e início
do XX.
O poder é legítimo quando a influência
exercida é concedida por parte daqueles que
se submetem a vontade do outro.
Exercício do Poder - Dominação
Poder exercido com o uso da força a
dominação não é legítima.
http://www.newrepublic.com/sites/default/files/migrat
ed/max-weber.jpg
AS FORMAS DE DOMINAÇÃO DE ACORDO COM
MAX WEBER
Dominação legítima
Tradição Carismática Racional legal
Relações feudais,
patriarcalismo e
o coronelismo
Lideranças politicas
ou políticos com
grande influência
social
Burocracia
moderna, normas
e regras.
PENSAMENTO DE MAX WEBER EM
RELAÇÃO A POLITICA
Política e poder estão diretamente relacionados, pois o poder é recurso
inerente ao exercício da política.
A prática política
um papel de liderança no
Estado, ou na luta pelo poder
a fim de controlar
distribuição deste, seja entre
Estado ou entre grupos
dentro do Estado.
A VISÃO DE KARL MARX SOBRE A POLÍTICA
Os meios de produção levam ao controle
político.
A exploração Econômica é compreendida pela
relação existente entre essas duas classes.
A dominação econômica e a dominação política
estão relacionadas.
TEORIA DE DOMINAÇÃO EM MARX
O Estado é um instrumento de dominação de classe.
Segundo Karl Marx, para estudar qualquer sociedade,
devemos partir da forma como a mesma produz os
bens necessários à sua vida, pois daí é que
descobriremos como ela produz e divulga suas ideias.
A economia está na base estrutural de qualquer país,
ou seja, faz parte da Infraestrutura (estrutura material
da sociedade). A economia determina o modo de vida,
de moral e de ideias de uma sociedade.
ÉMILE DURKHEIM IDEALIZOU UMA
FORMA DE ESTADO
O Estado deveria funcionar como agente para
garantir a organização moral da sociedade e
deveria atuar como centro de organização
mental dos grupos secundários, ou seja,
aqueles grupos que refletiam os objetivos da
coletividade. (BELLAMY, 1994, p.169)
Votar
Ser candidato
Apoiar um candidato
Agremiação política
Partido político
Participar de reuniões
Manifestações
Comícios públicos
Discussão de assuntos políticos
Sindicatos ou associações
Movimentos sociais
PARTICIPAÇÃO POLÍTICA
A POLÍTICA É PARTE INTEGRANTE DO
NOSSO COTIDIANO
Importância da participação da
população nas decisões políticas
Escola Hospitais Emprego Lazer
Segurança
Todos os aspectos sociais são
decisões políticas individuais e
coletivas.
POLITICA.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a POLITICA.pptx

Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
VvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvVvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvrose soratto
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia políticaricardo13613
 
Conceituando pol ticas_educacionais
Conceituando pol ticas_educacionaisConceituando pol ticas_educacionais
Conceituando pol ticas_educacionaisSyl Vidal
 
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptTGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptdramagnoliaaleixoadv
 
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfSlides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfLeandroBrando21
 
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...andrea almeida
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade vjoao paulo
 
Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1Proempresa
 
Filosofia .docx
Filosofia .docxFilosofia .docx
Filosofia .docxBeltoGIL
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1Darlan Campos
 
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Israel serique
 
Mudanças Sociais- Política e Estética
Mudanças Sociais- Política e EstéticaMudanças Sociais- Política e Estética
Mudanças Sociais- Política e EstéticaSilvana
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesAlan
 
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIACLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIAClaudinei Leite
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Paula Raphaela
 

Semelhante a POLITICA.pptx (20)

Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
VvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvVvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Conceituando pol ticas_educacionais
Conceituando pol ticas_educacionaisConceituando pol ticas_educacionais
Conceituando pol ticas_educacionais
 
Política e Poder.pptx
Política e Poder.pptxPolítica e Poder.pptx
Política e Poder.pptx
 
sociologia
sociologiasociologia
sociologia
 
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.pptTGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
TGE- teoria geral do estadoperguntas20e20respostas.ppt
 
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfSlides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
 
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
1000%20 perguntas%20e%20respostas%20sobre%20teoria%20geral%20do%20estado%20de...
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade v
 
Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1
 
Filosofia .docx
Filosofia .docxFilosofia .docx
Filosofia .docx
 
Políticas públicas educacionais aula 1
Políticas públicas educacionais   aula   1Políticas públicas educacionais   aula   1
Políticas públicas educacionais aula 1
 
Estado e relações de poder
Estado e relações de poderEstado e relações de poder
Estado e relações de poder
 
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5Ciência Política: Bonavides 3 4 5
Ciência Política: Bonavides 3 4 5
 
Mudanças Sociais- Política e Estética
Mudanças Sociais- Política e EstéticaMudanças Sociais- Política e Estética
Mudanças Sociais- Política e Estética
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de Aristóteles
 
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIACLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA
CLÁSSICOS DA SOCIOLOGIA
 
Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.Poder, Política e Estado.
Poder, Política e Estado.
 
Política
PolíticaPolítica
Política
 
Resumo de tge
Resumo de tgeResumo de tge
Resumo de tge
 

Mais de ssuser2af87a

Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...ssuser2af87a
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfssuser2af87a
 
BNCC-EM-HUM-comentada.pdf
BNCC-EM-HUM-comentada.pdfBNCC-EM-HUM-comentada.pdf
BNCC-EM-HUM-comentada.pdfssuser2af87a
 
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.ppt
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.pptINTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.ppt
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.pptssuser2af87a
 
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdf
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdfprogramaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdf
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdfssuser2af87a
 
Augusto comte principios de filosofia positiva
Augusto comte   principios de filosofia positivaAugusto comte   principios de filosofia positiva
Augusto comte principios de filosofia positivassuser2af87a
 

Mais de ssuser2af87a (8)

Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
Aula 01 - Cultura e suas definições, no senso comum, na sociologia e na antro...
 
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdfIntrodução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
Introdução à teoria do cinema - Robert Stam.pdf
 
BNCC-EM-HUM-comentada.pdf
BNCC-EM-HUM-comentada.pdfBNCC-EM-HUM-comentada.pdf
BNCC-EM-HUM-comentada.pdf
 
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.ppt
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.pptINTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.ppt
INTRODUCAO-AS-CIENCIAS-SOCIAIS-II.pptx.ppt
 
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdf
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdfprogramaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdf
programaformacao_eixo01_fasciculo01_introducaosociologia.pdf
 
PUTIN.pptx
PUTIN.pptxPUTIN.pptx
PUTIN.pptx
 
Poder.pptx
Poder.pptxPoder.pptx
Poder.pptx
 
Augusto comte principios de filosofia positiva
Augusto comte   principios de filosofia positivaAugusto comte   principios de filosofia positiva
Augusto comte principios de filosofia positiva
 

Último

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 

Último (20)

Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 

POLITICA.pptx

  • 1.
  • 2. Política é, em linhas gerais, a arte de governar ou administrar o lar, a empresa, o clube, a cidade, o estado ou o país”. Onde há grupos humanos, aí há política, mesmo entre os que a detestam (isso também é uma decisão política). Para Maquiavel, em seu livro O Príncipe, política é “a arte de conquistar, manter e exercer o poder...” A política tem como base a questão do poder (alguém manda e alguém obedece). Há vários tipos de poder, porém, dentre estes, destacam-se o poder econômico e o ideológico.
  • 3. A POLÍTICA NASCE COM O CIDADÃO O homem é um ser social Ele é o único ser que constrói formas e modos de regular a ação, seja ela tomada em seu aspecto de relação do homem com a natureza, seja em seu aspecto de relação homem-homem, isto é, em seu aspecto social.
  • 4. RELAÇÃO DO HOMEM COM A NATUREZA E A RELAÇÃO HOMEM-HOMEM? Essas formas de regular a ação não são naturais, como entre os animais, são mediadas pela razão, conduzidas pela consciência.
  • 5. Relações produzidas pelo homem em sociedade – invenção humana é a Politica Não há humanidade, nem homem, nem sociedade sem política.
  • 6. Para Aristóteles: O Homem é um "animal político", pois somente ele possui a linguagem e esta é o fundamento da comunicação entre os seres humanos. Segundo seu ponto de vista, os demais animais só exprimem dor e prazer, mas o Homem utiliza a palavra (logos) e com isso sua capacidade de julgamento entre o bem e o mal, o certo e o errado.
  • 7. A palavra Politica foi empregada durante século para indicar a participação dos indivíduos na vida social ligadas à cidade-estado grega. A origem da palavra política – origem grega politikós – Polís – Cidade -Estado Polis que dizer “cidade”, incluindo não apenas a acepção física , mas o espaço público.
  • 8. OS PRINCÍPIOS DA INVENÇÃO DA POLITICA PELOS GREGOS E ROMANOS Tradicionalmente se atribui aos gregos e romanos a invenção da política como organização governamental, pautada em leis, ou seja, no direito, de um território, portanto, de forma racional e coletiva.
  • 9. TRAÇOS DA INVENÇÃO OU DO SURGIMENTO DA POLÍTICA:  a separação do poder da autoridade pessoal privada do poder impessoal público;  a separação da autoridade militar do poder civil, estando a autoridade militar subordinada ao poder civil;  distinção da autoridade religiosa do poder temporal laico;  criação da ideia da prática da lei como expressão da vontade coletiva e pública;  instituição do erário público ou do fundo público;  criação do espaço público como lugar de discussão e de debates que eram submetidos ao voto em decisões coletivas, sendo esta última característica o coração da política.
  • 10. A PARTIR DAS REVOLUÇÕES LIBERAIS DOS SÉCULOS XVII E XVIII... Revoluções Burguesas - o poder econômico da burguesia e sua ascensão ao poder político. Revoluções Inglesas Independência dos EUA Revolução Francesa Revolução Industrial ...a palavra politica passou a ser empregada para atividades relativas ao controle do Estado.
  • 11. COMO ENTENDER A POLÍTICA NAS SOCIEDADES ATUAIS ? Direitos dos cidadãos Leis para regulamentar a vida em sociedade Um meio de resolver conflito
  • 12. A VIDA DOS CIDADÃOS E O ACESSO A SEUS DIREITOS Serviços públicos Qualidade de vida Acesso aos direitos
  • 13. A política está presente em nossas vidas. Política https://eusr.files.wordpress.com/2013/04/eus-r-dignidade-humana-0.jpg Meios pelos quais um sujeito ou grupo se organiza. Exercer ou conquistar o poder Estado Modo especifico de exercício de poder sobre a sociedade
  • 14. FORMAS DE EXERCÍCIO DO PODER POLÍTICO Uso da força Coesão física Consenso social Imposição sobre determinada coletividade ou sujeito. Produção de consenso para impor sua vontade Segundo o filósofo Norberto Bobbio: O consenso social de que aqueles que detém o poder político pode fazer valer sua vontade sobre a coletividade.
  • 15. TRÊS FORMAS DE PENSAMENTO RELEVANTE PARA O ESTUDO SOCIOLÓGICO Max Weber Karl Marx Émile Durkheim http://literatortura.com/wp-content/uploads/2015/07/marx-weber-e-durkheim2.png
  • 16. O PODER POLÍTICO LEGÍTIMO E AS FORMAS DE DOMINAÇÃO Max Weber Sociólogo alemão do final do século XIX e início do XX. O poder é legítimo quando a influência exercida é concedida por parte daqueles que se submetem a vontade do outro. Exercício do Poder - Dominação Poder exercido com o uso da força a dominação não é legítima. http://www.newrepublic.com/sites/default/files/migrat ed/max-weber.jpg
  • 17. AS FORMAS DE DOMINAÇÃO DE ACORDO COM MAX WEBER Dominação legítima Tradição Carismática Racional legal Relações feudais, patriarcalismo e o coronelismo Lideranças politicas ou políticos com grande influência social Burocracia moderna, normas e regras.
  • 18. PENSAMENTO DE MAX WEBER EM RELAÇÃO A POLITICA Política e poder estão diretamente relacionados, pois o poder é recurso inerente ao exercício da política. A prática política um papel de liderança no Estado, ou na luta pelo poder a fim de controlar distribuição deste, seja entre Estado ou entre grupos dentro do Estado.
  • 19. A VISÃO DE KARL MARX SOBRE A POLÍTICA Os meios de produção levam ao controle político. A exploração Econômica é compreendida pela relação existente entre essas duas classes. A dominação econômica e a dominação política estão relacionadas.
  • 20. TEORIA DE DOMINAÇÃO EM MARX O Estado é um instrumento de dominação de classe. Segundo Karl Marx, para estudar qualquer sociedade, devemos partir da forma como a mesma produz os bens necessários à sua vida, pois daí é que descobriremos como ela produz e divulga suas ideias. A economia está na base estrutural de qualquer país, ou seja, faz parte da Infraestrutura (estrutura material da sociedade). A economia determina o modo de vida, de moral e de ideias de uma sociedade.
  • 21. ÉMILE DURKHEIM IDEALIZOU UMA FORMA DE ESTADO O Estado deveria funcionar como agente para garantir a organização moral da sociedade e deveria atuar como centro de organização mental dos grupos secundários, ou seja, aqueles grupos que refletiam os objetivos da coletividade. (BELLAMY, 1994, p.169)
  • 22. Votar Ser candidato Apoiar um candidato Agremiação política Partido político Participar de reuniões Manifestações Comícios públicos Discussão de assuntos políticos Sindicatos ou associações Movimentos sociais PARTICIPAÇÃO POLÍTICA
  • 23. A POLÍTICA É PARTE INTEGRANTE DO NOSSO COTIDIANO Importância da participação da população nas decisões políticas Escola Hospitais Emprego Lazer Segurança Todos os aspectos sociais são decisões políticas individuais e coletivas.