Value Stream Map - Mapa do Fluxo de Valor

1.836 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Value Stream Map - Mapa do Fluxo de Valor

  1. 1. Pare, Escute & Olhe Fique a conhecer bem o funcionamento da sua gráfica.Numa altura em que provavelmente já tentou de tudo para diminuir os seus custos defuncionamento ao mesmo tempo que baixou as suas margens para continuar a garantir que asua empresa continue a ter trabalho, saiba que poderá ainda descobrir em alguns processos dasua linha de produção onde ganhar preciosos segundos.Numa indústria cada vez mais competitiva e com clientes cada vez mais exigentes, o tempo é umbem que se torna muito valioso e convém geri-lo de forma a diminuir o seu desperdício.Para conseguir isso nada melhor do que reservar um pouco do seu tempo, para, escutar esimplesmente olhar para a sua linha de produção, perceber de que forma, quando e em quecondições as informações são transmitidas de um posto para outro, avaliar os movimentos dosseus colaboradores no desempenho normal das suas funções, avaliar o tempo que os diversosmateriais demoram em cada posto até se transformar no produto acabado, medir a distanciapercorrida desde a sua entrada na cadeia até à entrega ao cliente. Estas e outras observaçõesdeverão ser feitas como forma de avaliar o seu fluxo e o valor acrescentado ao produto em cadaposto pela sua cadeia de produção. No fim destas observações, o mais certo é que encontremuitos e preciosos minutos que se poderão transformar em horas poupadas. O tempo poupadotraduz-se em maior disponibilidade dos equipamentos de modo a executar mais trabalho,aumentar a capacidade da sua empresa utilizando os mesmos meios e recursos, isto significaaumentar a sua produtividade e executar produtos e/ou serviços de forma mais económica.Existe uma técnica, ou ferramenta, muito útil que o poderá ajudar nesta tarefa, o VSM, ValueStream Mapping, ou O Mapa do Fluxo de Valor, trata-se de uma técnica que se engloba nafilosofia mais abrangente da produção magra. O VSM é uma técnica de análise visual, com ainformação estruturada de forma simples, utilizando simbologia própria, que o ajudarão avisualizar a sua cadeia de produção, detetar eventuais desperdícios e por fim resolvê-los. O VSMteve a sua origem na Toyota onde esta técnica é também conhecida por Material andInformation Flow Mapping. Permite a visualização do percurso, ou mapa, de um produto ouserviço ao longo da cadeia de produção. Pretende dar uma perspectiva global de todos osprocessos ao invés de se focar nos processos individuais que compõem a cadeia de produção outransformação. O mapa de fluxo de valor é uma ferramenta que ajuda a identificar o fluxo de material e informação dentro de uma organização. Para elaborá-lo, deve-se apenas seguir o caminho da produção de um produto, desde o consumidor até o fornecedor (door to door), e, cuidadosamente desenhar uma representação visual de cada processo no fluxo de material e informação. Algumas vezes, detalham-se mais um determinado processo para um objetivo específico na eliminação de desperdícios. Entretanto, normalmente o mapa de fluxo de valor é feito numa única página e mostra desde o recebimento da ordem de serviço até a entrega do produto final1.Segundo Womack e Jones, o mapa de valor é o conjunto de todas as ações específicasnecessárias para levar um produto ou serviço através das três etapas críticas na gestão dequalquer empresa:- Resolução de problemas;- Gestão da informação;- Transformação.1 http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.pt/2009/07/mapa-de-fluxo-de-valor-stream-map-value.html 1|Página O Mapa do Fluxo de Valor
  2. 2. Resumindo, a técnica VSM é uma ferramenta de planeamento que visa identificar desperdícios,conceber soluções para os eliminar e comunicar visualmente conceitos de produção magra -Lean Thinking.ImplementaçãoPara se implementar a técnica VSM deverão ser tomados alguns passos, tipicamente serão osseguintes2: 1. Identificar o produto alvo, família de produtos ou serviços; 2. Enquanto na cadeia de produção, desenhar o estado atual do Mapa do Fluxo de Valor onde deverão constar os processos atuais, atrasos e os fluxos de informação necessários para concluir e entregar o produto ou serviço. Poderá ser aplicado a um fluxo de produção (matérias primas até ao consumidor) ou fluxo de desenho (conceito até à produção). Como referido anteriormente, existem símbolos próprios e padronizados para a correta representação de toda a cadeia; 3. Avaliar o estado atual do Mapa do Fluxo de Valor de modo a “recriar” o fluxo eliminando desperdícios; 4. Desenhar o estado futuro desejado do Mapa do Fluxo de Valor; 5. Tomar medidas no sentido de atingir esse estado futuro desejado.2 http://en.wikipedia.org/wiki/Value_stream_mapping#cite_note-0 2|Página O Mapa do Fluxo de Valor
  3. 3. Exemplo33Sebrosa, Rui – Lean Printing: Produção Magra na Indústria Gráfica – Sebenta de Mestrado em Tecnologias Gráficas,ISEC. 3|Página O Mapa do Fluxo de Valor
  4. 4. Como se pode verificar, toda a informação aparece estruturada de forma a permitir uma fácilvisualização e leitura. Por exemplo os traços “em raio” significam informação eletrónica, osprocessos ou postos de trabalho estão devidamente identificados, assim como o tempo edistância percorrida em cada um deles.Neste exemplo conseguiu-se uma redução no tempo de ciclo ou fabrico (Lead Time) de 22 horasno estado atual para 11 horas no estado futuro, isto é, ganhou-se 50% de tempo.SimbologiaNão existe nenhuma norma ou padrão para os símbolos VSM, existem no entanto símbolos maisou menos universais cujo significado está já bem identificado. Poderão ser criados novossímbolos a constarem nos quadros VSM para designar fluxos específicos ou processosespecíficos. Legenda: C/T – Cycle Time, Tempo de Ciclo: Intervalo de tempo entre a saída de um produto de um processo e a saída do produto seguinte do mesmo processo. Tempo expresso em segundos. C/O – Change Over Time, Tempo de Mudança: Intervalo de tempo entre um processo e outro. Uptime – Disponibilidade: Tempo que uma máquina está disponível para executar tarefas. Tempo expresso em percentagem. Kanban – Processo de melhoria contínua.Ilustração 1 - Exemplos de símbolos utilizados na técnica VSM. 4|Página O Mapa do Fluxo de Valor
  5. 5. Bibliografia 1. Rother, Mike (2009), Toyota Kata, McGraw-Hill; 2. Sebrosa, Rui – Lean Printing: Produção Magra na Indústria Gráfica – Sebenta de Mestrado em Tecnologias Gráficas, ISEC.Referências On-line (Informação acedida em 12 de Junho de 2012) 1. http://engenhariadeproducaoindustrial.blogspot.pt/2009/07/mapa-de-fluxo-de-valor-stream- map-value.html; 2. http://en.wikipedia.org/wiki/Value_stream_mapping#cite_note-0; 3. http://www.strategosinc.com; 4. http://pt.scribd.com/doc/3500513/Lean-Manufacturing-3Tecnicas-e-ferramentas; Aluno Nº 20110167 Paul John Vicente 5|Página O Mapa do Fluxo de Valor

×