Estruturação temporal- Psicomotricidade

30.289 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Estruturação temporal- Psicomotricidade

  1. 1. ESTRUTURAÇÃO TEMPORAL
  2. 2. JUSTIFICATIVA Muitas das crianças que passam por dificuldades deaprendizagem, principalmente de leitura e escrita, estão nessa situaçãoem decorrência do mau desenvolvimento psicomotor. Assim, faz-senecessário um bom desenvolvimento dessas habilidades e dentre elas aEstruturação Temporal. A Estruturação Temporal é essencial para que a criança possadesenvolver noções de simultaneidade, ordem e sequência (antes, agora,depois), duração de intervalos (segundo, minuto, hora), tempo (ontem,hoje, amanhã), e ritmo. Essas habilidades vão sendo construídasnaturalmente conforme as experiências vividas pelas crianças.
  3. 3. Posto isso, a relevância desse trabalho consisteem se conhecer e discutir sobre a temática, vistoque muitas das vezes a escola e os professoresnão possuem uma preparação para lidar e auxiliaros alunos que evidenciam alguma defasagempsicomotora. Mostrando alternativas e atividadeslúdicas para que as crianças possam passarpelos obstáculos assegurando umdesenvolvimento saudável e significativo.
  4. 4. OBJETIVOS Objetivo Geral: Compreender a importância da Estruturação Temporal na aprendizagem psicomotora da criança. Objetivos Específicos:• Entender o conceito e importância da Estruturação Temporal no desenvolvimento da criança;• Descrever as etapas e conceitos da Estruturação Temporal;• Pontuar as dificuldades na aprendizagem da criança ocasionadas pelo não desenvolvimento da Estruturação Temporal.
  5. 5. O tempo é o espaço em movimento. (Jean Piaget)Espaço e tempo sãoconcebidos comoindissociáveis.O corpo coordena-se emovimenta-se dentrode um espaçodeterminado emfunção de um tempo.
  6. 6. A Estruturação Temporal portanto, é a capacidade da pessoase situar em função da sucessão dos acontecimentos: Passado; Futuro; PresenteEste FLUXO do tempo, é contínuo no qual os acontecimentosdo futuro passam pelo presente e se tornam passado.Possuímos o que Defontaine chama de horizonte temporal.
  7. 7. E é também a capacidade dese situar na duração deintervalos e da renovaçãocíclica de certos períodos.(dia , semana, mês, ano)
  8. 8. A Importância da Estruturação Temporal Para uma criança aprender a ler, é necessária que possua domínio do ritmo, uma sucessão de sons no tempo, uma memorização auditiva, uma diferenciação de sons, um reconhecimento das frequências e das durações dos sons das palavras.
  9. 9. Um indivíduo deve ter capacidadepara lidar com conceitos de ontem,hoje e amanhã. Uma criançapequena não consegue extrapolarsuas ações para o passado ou ofuturo. O seu presente é o que estávivenciando. Os acontecimentospassados normalmente seencontram enevoados eentrelaçados com as noções depresente. Ela não percebe assequências dos acontecimentos.
  10. 10. A palavra tempo é empregada paraindicar os momentos de mudança. Ohomem se insere no tempo. Elenasce, cresce e morre e suaatividade é uma sequência demudanças. O seu organismo viveem função de um certo "relógiointerno", condicionado pelas suasatividades diárias. Normalmentedormimos à noite e de diatrabalhamos
  11. 11. A criança precisa captar e discriminar aduração e a sucessão dos sons e, também,conceitos de tempo, como: ontem, hoje, diasda semana, meses, etc. É essa consciênciaque permitirá à ela que se oriente no tempodurante a realização das atividades
  12. 12. ETAPAS DA ESTRUTURAÇÃO TEMPORAL
  13. 13. A estruturação temporal tem que serconstruída e exige um esforço, umtrabalho mental da criança que ela sóconseguirá realizar quando tiver umdesenvolvimento cognitivo maisavançado.
  14. 14. 1 – AQUISIÇÃO DOS ELEMENTOS BÁSIOS: Seusgestos e seus movimentos vão se ajustando ao tempoe ao espaço exteriores2 – CONSCIÊNCIA DAS RELAÇÕES NO TEMPO: Irátrabalhar as noções e relações de ordem, sucessão,duração e alternância entre objetos e ações.
  15. 15. •Simultaneidade •Ordem e sequência • Duração dos intervalos•Renovação cíclica de certos períodos •Ritmo
  16. 16. Simultaneidade • É vivenciada inicialmente através do movimento, de forma motora. São movimentos que, para serem realizados, têm que aparecer.Ordem e sequência • Sequência é denominada como a disposição dos acontecimentos em uma escala temporal, de modo que as relações de tempo e a ordem dos acontecimentos evidenciam- se.
  17. 17. Duração dos intervalos • Os fenômenos que acontecem no tempo apresentam uma certa duração – tempo curto e tempo longo – e envolvem as noções de hora, minuto e segundo, isto é, o tempo.
  18. 18. RENOVAÇÃO CÍCLICA DE CERTOS PERÍODOSPara Oliveira (2011) a renovação cíclica de certos períodos“é a percepção de que o tempo é determinado por dias(manhã, tarde e noite), semanas, estações.” (p. 91)
  19. 19. RENOVAÇÃO CÍCLICA DE CERTOS PERÍODOSDe Meur e Staes (1989) também partilham da mesmadefinição. Para eles a “Estruturação temporal é acapacidade de situar-se em função [...] da renovaçãocíclica de certos períodos: os dias da semana, osmeses, as estações.” (p. 15)
  20. 20. Ex: Conhecer o nome das estações do ano, associá-las comfenômenos ou atividades que sejam característicos de cada umadelas:Verão: são as férias; faz calor; há muito sol. Outono: as folhas caem; chove frequentemente; as crianças voltam às aulas. Inverno: faz frio; festeja-se São João. Primavera: nascem brotos nas árvores; as flores se abrem; o sol é mais forte.
  21. 21. RitmoConforme De Meur e Staes (1989) “Oritmo abrange a noção de ordem, desucessão, de duração, dealternância; ” (p. 17) O ritmo pode ser aprendido com atividades que envolvam cantos, como “Marcha soldado”, “Pirulito que bate, bate” e “Escravo de Jó”
  22. 22. Oliveira (2011) apud Kephart (op.cit., p. 147) distinguetrês tipos de ritmos: motor, auditivo e visual. O ritmo motor está ligado ao movimento do organismo que se realiza em um intervalo de tempo constante.
  23. 23. O ritmo auditivo normalmente é trabalhado emassociação com algum movimento.
  24. 24. O ritmo visual envolve a exploração sistemáticade um ambiente visual muito amplo para serincluído no campo visual em uma só fixação. Acriança precisa desenvolver uma transferênciaespaçotemporal. Muitas vezes, seu olhos nãoleem com ritmo constante, isto é, uma palavraatrás da outra.
  25. 25. Gislene (2011) “na escrita, também verificamos o ritmoquando a criança respeita os espaços entre as palavrase quando consegue ordenar as letras dentro da palavrae as palavras nas frases.” (p. 93)
  26. 26. Le Boulch (1984, p. 182) apud Oliveira (2011)afirma que “a associação do canto e domovimento permite à criança sentir a identidaderítmica, ligando os movimentos do corpo aossons musicais.” (p. 95)
  27. 27. Dificuldades em estruturaçãotemporalNão perceber os intervalos de tempo.“não perceber os espaços existentesentre as palavras. Não percebe tambémo que vai mais depressa e mais devagar.Confusão na ordenação e sucessãodos elementos de uma sílaba. “isto é, não percebe o que é primeiro eo que é último, não se situa antes edepois.”
  28. 28. Problema na falta de padrão rítmicaconstante.“ uma falta de coordenação na realização dosmovimentos.”Dificuldade na organização do tempo“ não prevê suas atividades. Demora muito emuma tarefa e não consegue terminar as outras porfalta de tempo.”
  29. 29. Organização espaço-temporal inadequada“pode provocar também um fracasso emmatemática.”“também, má utilização dos termos verbais. Acriança deve saber distinguir: "ontem eu fui aocinema" de "amanhã irei ao teatro".Dificuldades em representação mental sonora“se esquecem da correspondência dos nos com asrespectivas letras que os representam.”
  30. 30. REFERÊNCIAS: OLIVEIRA, G. C. Psicomotricidade: educação e reeducação num enfoque psicopedagógico: Petrópolis, RJ: Vozes, 1997. MEUR, A. DE; STAES, L. Psicomotricidade: educação e reeducação. SP: Manole, 1989;
  31. 31. 1º Atividade- MURAL DAS QUATRO ESTAÇÕESHabilidade: Renovação cíclica de certos períodosFaixa-etária: A partir de 5 anosComponentes: 4Objetivos:Associar um material ou atividade com as estações;Conhecer o nome das estações do ano;Colocam-se espalhados pelo chão imagens querepresentam cada estação do ano. Em seguida cada umpega uma imagem, de uma vez, e cola no muralassociando a sua respectiva estação. Ganha quemterminar primeiro, associando as imagens corretas.
  32. 32. 2º Atividade- Ordem e sucessão dos objetosHabilidade: Ordem e SucessãoFaixa-etária: A partir de 5 anosComponentes: 4Objetivos:Memorizar a ordem em que as cores foram colocadas;Reconstituir a ordem em que as cores foram postas.Em dupla, as crianças observam uma série de coresdurante 15 segundos para serem memorizados. Emseguida são retirados e embaralhados. Cada dupla devecolocar as cores na ordem, obedecendo a sua sucessão.Ganha a dupla que colocar as cores na ordem esucessão certa, no menor tempo.
  33. 33. 3º Atividade- ESCRAVO DE JÓHabilidade: RitmoFaixa-etária: A partir de 5 anosComponentes: 10Objetivos:Desenvolver o ritmo auditivo;Trabalhar ordem e sucessão;Deslocar o objeto dentro do círculo seguindo o ritmo da música;
  34. 34. 1. Em pé em uma roda, cada criança deve ter uma caixinha de fósforo,pedra ou outro objeto;2. Enquanto canta, cada criança passa o objeto para o colega ao lado,fazendo movimentos conforme a letra.Os escravos de Jó jogavam caxangá (vai passando para o colega ao lado);Tira (levanta o objeto), põe (põe na sua frente na mesa), deixa ficar (apontapara o objeto na frente e balança o dedo);Guerreiros com guerreiros fazem zigue (passa para o colega ao lado),zigue (volta o objeto para sua frente), zá (passa para o colega).3. Sai da brincadeira aquele que errar um movimento.vídeo

×