SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
“Todos os sofrimentos: misérias, decepções,
dores físicas, perdas de seres queridos,
encontram sua consolação na fé no futuro,
e na confiança na justiça de Deus, que o
Cristo veio ensinar aos homens (…)
Eis o que levou Jesus a dizer:
“Vinde a mim, vós todos que estais
fatigados, e eu vos aliviarei”.”
Allan Kardec - Evangelho Segundo o Espiritismo
Dubai, 30-10-2016
Por Patrícia Farias
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
A Nova era
Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.)
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
Cap. VII – O povo de Israel
“Dos Espíritos degredados na
Terra, foram os hebreus que
constituíram a raça mais forte
e mais homogênea, mantendo
inalterados os seus caracteres
através de todas as
mutações.”
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
A Nova era
Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.)
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
Revista Espírita, março de
1861 - A lei de Moisés e a lei
do Cristo
Um de nossos assinantes de
Mulhouse nos dirige a carta e
a comunicação seguintes:
..."Aproveito da ocasião que se
apresenta para vos escrever,
para vos fazer parte de uma
comunicação que recebi, como
médium, de meu Espírito
protetor, e que me parece
interessante e instrutiva a justo
título; se a julgais tal, vos
autorizo a fazer dela o uso que
julgar mais útil.”
1. Em todas as comunicações
que são dadas na Sociedade
Parisiense de Estudos
Espíritas, cita-se Jesus como
sendo aquele que ensinou a
mais bela moral; o que devo
disso pensar? -
2. Em que, pois, a moral de
Moisés é inferior à do Cristo?
“Os leitores se recordam da bela
comunicação publicada no número
de março último, sobre a lei de
Moisés e a lei do Cristo, assinada
por Mardoqueu e recebida pelo Sr.
R..., de Mulhouse. Esse senhor
recebeu outras, igualmente
notáveis, do mesmo Espírito, e que
publicaremos. A que damos a
seguir é de um outro parente
falecido há alguns meses. Foi
ditada em três ocasiões diversas.”
Kardec – Set 1861 – Revista Espírita
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
A Nova Era (O Evangelho Segundo o Espiritismo)
9. Deus é único e Moisés é o Espírito que Ele enviou em missão para
torna-lo conhecido não só dos hebreus, como também dos povos
pagãos. O povo hebreu foi o instrumento de que se serviu Deus para se
revelar por Moisés e pelos profetas, e as vicissitudes por que passou
esse povo destinavam-se a chamar a atenção geral e a fazer cair o véu
que ocultava aos homens a divindade.
Os mandamentos de Deus, dados por intermédio de Moisés, contêm o
gérmen da mais ampla moral cristã. Os comentários da Bíblia, porém,
restringiam-lhe o sentido, porque, praticada em toda a sua pureza, não
na teriam então compreendido. Mas, nem por isso os dez mandamentos
de Deus deixavam de ser um como frontispício brilhante, qual farol
destinado a clarear a estrada que a Humanidade tinha de percorrer.
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
A moral que Moisés ensinou era apropriada ao
estado de adiantamento em que se encontravam
os povos que ela se propunha regenerar, e esses
povos, semi-selvagens quanto ao
aperfeiçoamento da alma, não teriam
compreendido que se pudesse adorar a Deus de
outro modo que não por meio de holocaustos,
nem que se devesse perdoar a um inimigo.
Notável do ponto de vista da matéria e mesmo do
das artes e das ciências, a inteligência deles
muito atrasada se achava em moralidade e não
se houvera convertido sob o império de uma
religião inteiramente espiritual. Era-lhes
necessária uma representação semimaterial,
qual a que apresentava então a religião hebraica.
Os holocaustos lhes falavam aos sentidos, do
mesmo passo que a idéia de Deus lhes falava ao
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
“Enquanto a civilização egípcia e os iniciados hindus criavam o
politeísmo para satisfazer os imperativos da época,
contemporizando com a versatilidade das multidões, o povo de
Israel acreditava somente na existência do Deus Todo-Poderoso,
por amor do qual aprendia a sofrer todas as injúrias e a tolerar
todos os martírios.”
– do Livro A Caminho da Luz
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
O Cristo foi o iniciador da mais pura, da
mais sublime moral, da moral
evangélico- cristã, que há de renovar o
mundo, aproximar os homens e torná-los
irmãos; que há de fazer brotar de todos
os corações a caridade e o amor do
próximo e estabelecer entre os humanos
uma solidariedade comum; de uma
moral, enfim, que há de transformar a
Terra, tornando-a morada de Espíritos
superiores aos que hoje a habitam. E a
lei do progresso, a que a Natureza está
submetida, que se cumpre, e o
Espiritismo é a alavanca de que Deus se
utiliza para fazer que a Humanidade
avance.
(A Nova Era - Evangelho Segundo o Espiritismo)
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
NÃO VIM DESTRUIR A LEI
São chegados os tempos em que se hão de desenvolver as idéias, para
que se realizem os progressos que estão nos desígnios de Deus. Têm
elas de seguir a mesma rota que percorreram as idéias de liberdade,
suas precursoras. Não se acredite, porém, que esse desenvolvimento se
efetue sem lutas. Não; aquelas idéias precisam, para atingirem a
maturidade, de abalos e discussões, a fim de que atraiam a atenção das
massas. Uma vez isso conseguido, a beleza e a santidade da moral
tocarão os espíritos, que então abraçarão uma ciência que lhes dá a
chave da vida futura e descerra as portas da felicidade eterna.
Moisés abriu o caminho; Jesus continuou a obra; o
Espiritismo a concluirá.
Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.)
INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
Fraternidade sem Fronteiras: como
explicar com palavras?
A próxima caravana está com data marcada:
Caravana sem Fronteiras: de 14 de abril a 1 de maio de 2017
“Moçambique integra o grupo dos 10 países com os piores Índice
de Desenvolvimento Humano do planeta (dados do IDH 2015).
Chama a atenção o fato de todos os 10 países deste grupo
pertencerem ao Continente Africano.”
“Uma cena chocou os caravaneiros durante caminhada
hoje pelas aldeias de Moçambique. No teto de uma
casinha, ratos desidratados são alternativa de alimento
para uma família de Chicualacuala, região seca e triste,
onde não chove regularmente há mais de 10 anos. Os rios
secaram. Não há água para plantar. Também não é época
da Cuacua, a planta de cuja semente as famílias
sobrevivem até conseguirem vender um pouco de carvão
para comprar comida.”
28-10-2016 https://www.youtube.com/watch?v=4PgU8J8chPQ&feature=youtu.be
Dubai, 14-08-2016
Por Patrícia Farias
Vídeo e Audio
http://www.livestream.com
Audio
http://www.espacodespertar.blogspot.com
Obrigada!
A Paz do Cristo.
Acompanhe as reuniões em:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoIntroducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoCEVP - Divulgação
 
Autoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaAutoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaHelio Cruz
 
Jornada 2014 apresentação rosana
Jornada 2014 apresentação rosanaJornada 2014 apresentação rosana
Jornada 2014 apresentação rosanaj_vello
 
Espiritismo x evangelho
Espiritismo x evangelhoEspiritismo x evangelho
Espiritismo x evangelhoJoão Eduardo
 
O evangelho segundo_espiritismo.
O evangelho segundo_espiritismo.O evangelho segundo_espiritismo.
O evangelho segundo_espiritismo.havatar
 
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoRoteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoMovimento da Fraternidade
 
O que é o evangelho segundo o espiritismo
O que é o evangelho segundo o espiritismoO que é o evangelho segundo o espiritismo
O que é o evangelho segundo o espiritismoFatoze
 
Espiritismo visto através de uma análise bíblica
Espiritismo visto através de uma análise bíblicaEspiritismo visto através de uma análise bíblica
Espiritismo visto através de uma análise bíblicaEgmon Pereira
 
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26Patricia Farias
 
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do Evangelho
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do EvangelhoV Ciclo de palestras UAE - Prefacio do Evangelho
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do EvangelhoPatricia Farias
 
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6Patricia Farias
 
Módulo II - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo II - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo II - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo II - Aula IV - Mansão Espíritabrunoquadros
 

Mais procurados (18)

Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoIntroducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Autoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina EspíritaAutoridade da Doutrina Espírita
Autoridade da Doutrina Espírita
 
Jornada 2014 apresentação rosana
Jornada 2014 apresentação rosanaJornada 2014 apresentação rosana
Jornada 2014 apresentação rosana
 
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUSKARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
KARDEC E O ENSINO MORAL DE JESUS
 
Espiritismo x evangelho
Espiritismo x evangelhoEspiritismo x evangelho
Espiritismo x evangelho
 
O evangelho segundo_espiritismo.
O evangelho segundo_espiritismo.O evangelho segundo_espiritismo.
O evangelho segundo_espiritismo.
 
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoRoteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Roteiro para Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritasPalestra Espírita - Missão dos espíritas
Palestra Espírita - Missão dos espíritas
 
ALLAN KARDEC, JESUS E OS EVANGELHOS
ALLAN KARDEC, JESUS E OS EVANGELHOSALLAN KARDEC, JESUS E OS EVANGELHOS
ALLAN KARDEC, JESUS E OS EVANGELHOS
 
Palestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelaçõesPalestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelações
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
 
O que é o evangelho segundo o espiritismo
O que é o evangelho segundo o espiritismoO que é o evangelho segundo o espiritismo
O que é o evangelho segundo o espiritismo
 
Espiritismo visto através de uma análise bíblica
Espiritismo visto através de uma análise bíblicaEspiritismo visto através de uma análise bíblica
Espiritismo visto através de uma análise bíblica
 
O livro dos espíritos !
O  livro dos espíritos !O  livro dos espíritos !
O livro dos espíritos !
 
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26
Livro dos Espiritos Q.305 ESE cap. 26
 
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do Evangelho
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do EvangelhoV Ciclo de palestras UAE - Prefacio do Evangelho
V Ciclo de palestras UAE - Prefacio do Evangelho
 
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
 
Módulo II - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo II - Aula IV - Mansão EspíritaMódulo II - Aula IV - Mansão Espírita
Módulo II - Aula IV - Mansão Espírita
 

Destaque

Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4Patricia Farias
 
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5Patricia Farias
 
Autodescobrimento / Uma busca interior
Autodescobrimento / Uma busca interiorAutodescobrimento / Uma busca interior
Autodescobrimento / Uma busca interiorPatricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5Patricia Farias
 
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maesLivro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maesPatricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69Patricia Farias
 

Destaque (20)

Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
 
Natal 2016
Natal 2016Natal 2016
Natal 2016
 
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4
Livro dos Espíritos Cap.426 e ESE cap2 item4
 
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1
Livro dos espíritos Q423 e 424 ESE cap II / item1
 
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5
Livro dos Espíritos 416 e ESE cap1item 5
 
Autodescobrimento / Uma busca interior
Autodescobrimento / Uma busca interiorAutodescobrimento / Uma busca interior
Autodescobrimento / Uma busca interior
 
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3
Livro dos Espiritos Q.447a452 ESE cap3
 
Ano Novo 2017
Ano Novo 2017Ano Novo 2017
Ano Novo 2017
 
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3
Livro dos Espíritos 456 ESE cap 3 - item3
 
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3
Livro dos Espíritos Q456 ESE cap 3 item3
 
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5
Livro dos Espiritos Q.428 ESE Cap. 2 item 5
 
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6
Livro dos espiritos Q.459 e ESE cap3 item6
 
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
Livro dos Espíritos Q.439 EvangelhoSE cap.2 item 8
 
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maesLivro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
Livro dos Espiritos Q.384 e Comemoracao dia das maes
 
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
Livro dos Espíritos Q.382 ESE cap. 28 item 59
 
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1
Livro dos Espíritos Q407, 408 e 409 ESEcap1
 
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
Livro dos Espíritos - Q.392 ESE cap.28 item71
 
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64
Livro dos Espíritos Q. 386 ESE cap.28 item 64
 
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67
Livro dos Espíritos Q.387 Evangelho cap.28 item 67
 
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69
Livro dos Espíritos 389 ESE cap.28 item 69
 

Semelhante a A moral de Moisés e de Cristo

Aprendendo com o evangelho
Aprendendo com o evangelhoAprendendo com o evangelho
Aprendendo com o evangelhoHelio Cruz
 
Jesus viveu-na-india-holger kersten
Jesus viveu-na-india-holger kerstenJesus viveu-na-india-holger kersten
Jesus viveu-na-india-holger kerstenTaís Alcântara
 
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Marcílio Pereira
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Patricia Farias
 
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade Média
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade MédiaFilosofia: pós socráticos, cristianismo e idade Média
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade MédiaLuci Bonini
 
Reformador 07 julho_2006
Reformador 07 julho_2006Reformador 07 julho_2006
Reformador 07 julho_2006grupofce
 
Período pós socrático a Idade Média
Período pós socrático a Idade Média Período pós socrático a Idade Média
Período pós socrático a Idade Média Luci Bonini
 
Huberto Rohden - Catecismo da Filosofia
Huberto Rohden - Catecismo da FilosofiaHuberto Rohden - Catecismo da Filosofia
Huberto Rohden - Catecismo da Filosofiauniversalismo-7
 
Huberto rohden catecismo da filosofia
Huberto rohden   catecismo da filosofiaHuberto rohden   catecismo da filosofia
Huberto rohden catecismo da filosofiaUniversalismo Cultura
 
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda divaldo franco
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda  divaldo francoJesus e o evangelho á luz da psicologia profunda  divaldo franco
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda divaldo francoHelio Cruz
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Cynthia Castro
 
Heresias - visão espírita
Heresias - visão espíritaHeresias - visão espírita
Heresias - visão espíritaLUCAS CANAVARRO
 
Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita
Tríplice Aspecto da Doutrina EspíritaTríplice Aspecto da Doutrina Espírita
Tríplice Aspecto da Doutrina EspíritaAntonino Silva
 

Semelhante a A moral de Moisés e de Cristo (20)

Aprendendo com o evangelho
Aprendendo com o evangelhoAprendendo com o evangelho
Aprendendo com o evangelho
 
Jesus viveu-na-india-holger kersten
Jesus viveu-na-india-holger kerstenJesus viveu-na-india-holger kersten
Jesus viveu-na-india-holger kersten
 
Mofra cartilha
Mofra cartilhaMofra cartilha
Mofra cartilha
 
Jesus viveu na índia
Jesus viveu na índiaJesus viveu na índia
Jesus viveu na índia
 
ESE cap1 item9
ESE cap1 item9ESE cap1 item9
ESE cap1 item9
 
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espíritaAg 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
 
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...Apostila auxiliar de estudos    a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
Apostila auxiliar de estudos a evolução do cristianismo até o espiritismo ...
 
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
Evangelho Segundo o Espiritismo Cap 28
 
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade Média
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade MédiaFilosofia: pós socráticos, cristianismo e idade Média
Filosofia: pós socráticos, cristianismo e idade Média
 
Reformador 07 julho_2006
Reformador 07 julho_2006Reformador 07 julho_2006
Reformador 07 julho_2006
 
Falsos cristos
Falsos cristosFalsos cristos
Falsos cristos
 
Período pós socrático a Idade Média
Período pós socrático a Idade Média Período pós socrático a Idade Média
Período pós socrático a Idade Média
 
Huberto Rohden - Catecismo da Filosofia
Huberto Rohden - Catecismo da FilosofiaHuberto Rohden - Catecismo da Filosofia
Huberto Rohden - Catecismo da Filosofia
 
Huberto rohden catecismo da filosofia
Huberto rohden   catecismo da filosofiaHuberto rohden   catecismo da filosofia
Huberto rohden catecismo da filosofia
 
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda divaldo franco
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda  divaldo francoJesus e o evangelho á luz da psicologia profunda  divaldo franco
Jesus e o evangelho á luz da psicologia profunda divaldo franco
 
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
Evolução em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo XX - Corpo e Espiritual e...
 
As cruzadas set final
As cruzadas set finalAs cruzadas set final
As cruzadas set final
 
Heresias - visão espírita
Heresias - visão espíritaHeresias - visão espírita
Heresias - visão espírita
 
Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita
Tríplice Aspecto da Doutrina EspíritaTríplice Aspecto da Doutrina Espírita
Tríplice Aspecto da Doutrina Espírita
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - estudo religioso
( Espiritismo)   # - amag ramgis - estudo religioso( Espiritismo)   # - amag ramgis - estudo religioso
( Espiritismo) # - amag ramgis - estudo religioso
 

Mais de Patricia Farias

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxPatricia Farias
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaPatricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5Patricia Farias
 

Mais de Patricia Farias (20)

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptx
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
 

Último

Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............Nelson Pereira
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxPIB Penha
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaDenisRocha28
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusFilipeDuartedeBem
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 

Último (15)

Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 

A moral de Moisés e de Cristo

  • 1. “Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perdas de seres queridos, encontram sua consolação na fé no futuro, e na confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens (…) Eis o que levou Jesus a dizer: “Vinde a mim, vós todos que estais fatigados, e eu vos aliviarei”.” Allan Kardec - Evangelho Segundo o Espiritismo
  • 3. NÃO VIM DESTRUIR A LEI A Nova era Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.) INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS Cap. VII – O povo de Israel “Dos Espíritos degredados na Terra, foram os hebreus que constituíram a raça mais forte e mais homogênea, mantendo inalterados os seus caracteres através de todas as mutações.”
  • 4. NÃO VIM DESTRUIR A LEI A Nova era Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.) INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS Revista Espírita, março de 1861 - A lei de Moisés e a lei do Cristo Um de nossos assinantes de Mulhouse nos dirige a carta e a comunicação seguintes: ..."Aproveito da ocasião que se apresenta para vos escrever, para vos fazer parte de uma comunicação que recebi, como médium, de meu Espírito protetor, e que me parece interessante e instrutiva a justo título; se a julgais tal, vos autorizo a fazer dela o uso que julgar mais útil.” 1. Em todas as comunicações que são dadas na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, cita-se Jesus como sendo aquele que ensinou a mais bela moral; o que devo disso pensar? - 2. Em que, pois, a moral de Moisés é inferior à do Cristo? “Os leitores se recordam da bela comunicação publicada no número de março último, sobre a lei de Moisés e a lei do Cristo, assinada por Mardoqueu e recebida pelo Sr. R..., de Mulhouse. Esse senhor recebeu outras, igualmente notáveis, do mesmo Espírito, e que publicaremos. A que damos a seguir é de um outro parente falecido há alguns meses. Foi ditada em três ocasiões diversas.” Kardec – Set 1861 – Revista Espírita
  • 5. NÃO VIM DESTRUIR A LEI A Nova Era (O Evangelho Segundo o Espiritismo) 9. Deus é único e Moisés é o Espírito que Ele enviou em missão para torna-lo conhecido não só dos hebreus, como também dos povos pagãos. O povo hebreu foi o instrumento de que se serviu Deus para se revelar por Moisés e pelos profetas, e as vicissitudes por que passou esse povo destinavam-se a chamar a atenção geral e a fazer cair o véu que ocultava aos homens a divindade. Os mandamentos de Deus, dados por intermédio de Moisés, contêm o gérmen da mais ampla moral cristã. Os comentários da Bíblia, porém, restringiam-lhe o sentido, porque, praticada em toda a sua pureza, não na teriam então compreendido. Mas, nem por isso os dez mandamentos de Deus deixavam de ser um como frontispício brilhante, qual farol destinado a clarear a estrada que a Humanidade tinha de percorrer. INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
  • 6. NÃO VIM DESTRUIR A LEI A moral que Moisés ensinou era apropriada ao estado de adiantamento em que se encontravam os povos que ela se propunha regenerar, e esses povos, semi-selvagens quanto ao aperfeiçoamento da alma, não teriam compreendido que se pudesse adorar a Deus de outro modo que não por meio de holocaustos, nem que se devesse perdoar a um inimigo. Notável do ponto de vista da matéria e mesmo do das artes e das ciências, a inteligência deles muito atrasada se achava em moralidade e não se houvera convertido sob o império de uma religião inteiramente espiritual. Era-lhes necessária uma representação semimaterial, qual a que apresentava então a religião hebraica. Os holocaustos lhes falavam aos sentidos, do mesmo passo que a idéia de Deus lhes falava ao INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS “Enquanto a civilização egípcia e os iniciados hindus criavam o politeísmo para satisfazer os imperativos da época, contemporizando com a versatilidade das multidões, o povo de Israel acreditava somente na existência do Deus Todo-Poderoso, por amor do qual aprendia a sofrer todas as injúrias e a tolerar todos os martírios.” – do Livro A Caminho da Luz
  • 7. NÃO VIM DESTRUIR A LEI O Cristo foi o iniciador da mais pura, da mais sublime moral, da moral evangélico- cristã, que há de renovar o mundo, aproximar os homens e torná-los irmãos; que há de fazer brotar de todos os corações a caridade e o amor do próximo e estabelecer entre os humanos uma solidariedade comum; de uma moral, enfim, que há de transformar a Terra, tornando-a morada de Espíritos superiores aos que hoje a habitam. E a lei do progresso, a que a Natureza está submetida, que se cumpre, e o Espiritismo é a alavanca de que Deus se utiliza para fazer que a Humanidade avance. (A Nova Era - Evangelho Segundo o Espiritismo) INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
  • 8. NÃO VIM DESTRUIR A LEI São chegados os tempos em que se hão de desenvolver as idéias, para que se realizem os progressos que estão nos desígnios de Deus. Têm elas de seguir a mesma rota que percorreram as idéias de liberdade, suas precursoras. Não se acredite, porém, que esse desenvolvimento se efetue sem lutas. Não; aquelas idéias precisam, para atingirem a maturidade, de abalos e discussões, a fim de que atraiam a atenção das massas. Uma vez isso conseguido, a beleza e a santidade da moral tocarão os espíritos, que então abraçarão uma ciência que lhes dá a chave da vida futura e descerra as portas da felicidade eterna. Moisés abriu o caminho; Jesus continuou a obra; o Espiritismo a concluirá. Um Espírito israelita. (Mulhouse, 1861.) INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS
  • 9. Fraternidade sem Fronteiras: como explicar com palavras?
  • 10. A próxima caravana está com data marcada: Caravana sem Fronteiras: de 14 de abril a 1 de maio de 2017 “Moçambique integra o grupo dos 10 países com os piores Índice de Desenvolvimento Humano do planeta (dados do IDH 2015). Chama a atenção o fato de todos os 10 países deste grupo pertencerem ao Continente Africano.”
  • 11. “Uma cena chocou os caravaneiros durante caminhada hoje pelas aldeias de Moçambique. No teto de uma casinha, ratos desidratados são alternativa de alimento para uma família de Chicualacuala, região seca e triste, onde não chove regularmente há mais de 10 anos. Os rios secaram. Não há água para plantar. Também não é época da Cuacua, a planta de cuja semente as famílias sobrevivem até conseguirem vender um pouco de carvão para comprar comida.” 28-10-2016 https://www.youtube.com/watch?v=4PgU8J8chPQ&feature=youtu.be
  • 12. Dubai, 14-08-2016 Por Patrícia Farias Vídeo e Audio http://www.livestream.com Audio http://www.espacodespertar.blogspot.com Obrigada! A Paz do Cristo. Acompanhe as reuniões em: