SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Cap. 16 Item 4
JESUS EM CASA
DE ZAQUEU
Parte 2
E STUDO DO E VA NGE LHO
SE GUNDO O E SPIR ITISMO
CAPÍTULO XVI
NÃO SE PODE SERVIR A DEUS E A MAMON
Por Patrícia Farias – Brasil, 12/04/2022
4. Tendo Jesus entrado em Jericó, passava pela cidade – e havia ali um homem chamado
Zaqueu, chefe dos publicanos e muito rico – o qual, desejoso de ver a Jesus, para conhecê-
lo, não o conseguia devido à multidão, por ser ele de estatura muito baixa. Por isso, correu
à frente da turba e subiu a um sicômoro, para o ver, porquanto ele tinha de passar por ali.
Chegando a esse lugar, Jesus dirigiu paro o alto o olhar e, vendo-o, disse-lhe: - Zaqueu, dá-
te pressa em descer, porquanto preciso que me hospedes hoje em tua casa.
Zaqueu desceu imediatamente e o recebeu jubiloso. Vendo isso, todos murmuravam, a
dizer: - Ele foi hospedar-se em casa de um homem de má vida. (Veja-se: “Introdução”, artigo –
Publicanos.)
(S. Lucas, 19: 1 a 10.)
JESUS EM CASADE ZAQUEU
Entretanto, Zaqueu, pondo-se diante do Senhor, lhe disse:
- Senhor, dou a metade dos meus bens aos pobres e, se causei dano a alguém, seja no que for, indenizo-o com quatro
tantos.
Ao que Jesus lhe disse:
- Esta casa recebeu hoje a salvação, porque também este é filho de Abraão; – visto que o Filho do homem veio para
procurar e salvar o que estava perdido.
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
Ele ouviu o chamado: “Eis que estou à porta, e
bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a
porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei e
ele comigo.” E deixou que o amor lhe tocasse a
alma, fazendo nova todas as coisas.
*Apocalipse 3:20
*Foi escrito por João na ilha de Patmos, no mar Egeu.
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
As leis divinas estão escritas na consciência, ensinam os amigos espirituais. O
espírito traz em si o código de conduta adequado, o registro profundo ainda
que em nível inconsciente, que ao longo da vida (pela cultura, ou
maturidade) permite vir a superfície da percepção. Resguardada para o
direcionamento do ser para a sintonia com a lei maior do amor
Chega sempre a hora da maturidade espiritual para o ser e para Zaqueu, o
encontro com Jesus foi momento decisivo. Ele decidiu encarar a própria
sombra, conciliar os opostos em si e facear as características repulsivas de sua
intimidade, confrontando-se.
*Livro dos Espíritos - Q.621
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
Fazendo contato com o divino em si, Zaqueu percebe-se em falta vivendo em
abundancia de recursos sem partilha-los com o semelhante e decide:
“distribuirei aos pobres metade dos meus bens” e complementa, “se
nalguma coisa tenho defraudado alguém restituo quadruplicado.” pois essa
era a maior condenação que o direito romano da época prescrevia.
Zaqueu não enfrenta nenhum tribunal externo, mas não pode fugir de si
mesmo, de constatar a própria dor de não estar em sintonia com o amor,
única realidade da vida e de não estar em paz, o que tanto almejava.
*Lucas 19:8
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
A CULPA é a constatação da responsabilidade. O individuo pode
negá-la, desejar fugir e alienar-se no uso de substancias e prazeres,
mas não podera isentar-se de encará-las mas dia menos dia. Ela
pode se manifestar de formas diferenciadas na vida do individuo:
como arrependimento ou como remorso.
O REMORÇO é escolha, o ARREPENDIMENTO caminho natural.
O remorso é filho do orgulho, e atesta um sentimento interno de não
merecimento da felicidade e uma decisão pela autopunição.
No remorso o ser permanece preso nos ciclos viciosos da repetição da
experiência, no campo mental e sentimental determinando sofrimento
desnecessário para si.
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
Podemos concluir que a sabedoria do Evangelho nas falas e atitudes
de Jesus, prescrevendo-nos perdão, amorosidade e compaixão com
nós mesmos e com nosso próximo, expressa não só uma verdade
religiosa, mas um tratado cientifico do bem viver e da saúde integral.
A DOR é experiência natural e pode surgir em múltiplos aspectos
no processo evolutivo: a dor do crescimento, ao enfrentar-se as
adversidades; a dor educativa, a dor do auxilio, entre outras. No
entanto o sofrimento é escolha, pois ele surge a partir da
interpretação da dor.
ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO
Perante o sofrimento decorrente da interpretação de nossas ações
pelo registro da lei divina em nossa consciência, atestando-nos as
faltas perante a lei , somente o amor pode solucionar. A alma em
falta só se permite a paz quando se sintoniza com a fonte do bem,
por meio das redecisões e da reparação das consequências das
lesões materiais e afetivas em si mesmo e no outro.
Como ensina Allan Kardec.
“O espírito é sempre o árbitro da própria sorte, podendo prolongar
os sofrimentos pela pertinácia no mal, ou suaviza-los e anula-los
pela prática do bem.”
*LIVRO O CÉU E O INFERNO, (1ª. Parte, cap. VII)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a evangelho_cap16_item4_parte2.pptx

Subsídio Uruguaiana
Subsídio UruguaianaSubsídio Uruguaiana
Subsídio UruguaianaRafael Barros
 
Boletim Jovem Setembro 2011
Boletim Jovem Setembro 2011Boletim Jovem Setembro 2011
Boletim Jovem Setembro 2011willams
 
Palestra convidar os pobres e estropiados
Palestra convidar os pobres e estropiadosPalestra convidar os pobres e estropiados
Palestra convidar os pobres e estropiadosElizabeth Pimentel
 
Boletim o pae julho 2019 (1)
Boletim o pae   julho 2019 (1)Boletim o pae   julho 2019 (1)
Boletim o pae julho 2019 (1)O PAE PAE
 
Chama do Carmo_171
Chama do Carmo_171Chama do Carmo_171
Chama do Carmo_171Frei João
 
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDA
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDADESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDA
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDAClea Alves
 
Sem barganhas com Deus - Caio Fábio
Sem barganhas com Deus -  Caio FábioSem barganhas com Deus -  Caio Fábio
Sem barganhas com Deus - Caio FábioAlex Martins
 
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docxESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docxsergio dos santos
 
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7Fatoze
 
Meu encontro com Deus
Meu encontro com DeusMeu encontro com Deus
Meu encontro com DeusEspacoHefziba
 
Estudo do livro Roteiro lição 14
Estudo do livro Roteiro lição 14Estudo do livro Roteiro lição 14
Estudo do livro Roteiro lição 14Candice Gunther
 
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWH
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É  IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWHEM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É  IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWH
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWHMarcos Nascimento
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84CEJG
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Fatima Carvalho
 
Ressurreiçào e reencarnação
Ressurreiçào e reencarnaçãoRessurreiçào e reencarnação
Ressurreiçào e reencarnaçãoSergio Menezes
 

Semelhante a evangelho_cap16_item4_parte2.pptx (20)

Jornal da Trindade
Jornal da TrindadeJornal da Trindade
Jornal da Trindade
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
 
Subsídio Uruguaiana
Subsídio UruguaianaSubsídio Uruguaiana
Subsídio Uruguaiana
 
Jesus Homem Livre
Jesus   Homem LivreJesus   Homem Livre
Jesus Homem Livre
 
Boletim Jovem Setembro 2011
Boletim Jovem Setembro 2011Boletim Jovem Setembro 2011
Boletim Jovem Setembro 2011
 
Palestra convidar os pobres e estropiados
Palestra convidar os pobres e estropiadosPalestra convidar os pobres e estropiados
Palestra convidar os pobres e estropiados
 
Boletim o pae julho 2019 (1)
Boletim o pae   julho 2019 (1)Boletim o pae   julho 2019 (1)
Boletim o pae julho 2019 (1)
 
532994 a-segunda-uncao
532994 a-segunda-uncao532994 a-segunda-uncao
532994 a-segunda-uncao
 
Chama do Carmo_171
Chama do Carmo_171Chama do Carmo_171
Chama do Carmo_171
 
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDA
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDADESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDA
DESEJANDO VER JESUS - K.S.S.FLORIDDA
 
Sem barganhas com Deus - Caio Fábio
Sem barganhas com Deus -  Caio FábioSem barganhas com Deus -  Caio Fábio
Sem barganhas com Deus - Caio Fábio
 
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docxESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
ESTUDO DAS CÉLULAS 2022.docx
 
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7
A presença amorosa de jesus em nossas vidas 7
 
Meu encontro com Deus
Meu encontro com DeusMeu encontro com Deus
Meu encontro com Deus
 
Estudo do livro Roteiro lição 14
Estudo do livro Roteiro lição 14Estudo do livro Roteiro lição 14
Estudo do livro Roteiro lição 14
 
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWH
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É  IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWHEM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É  IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWH
EM MEIO AOS CATIVOS, EZEQUIEL É IMPACTADO COM A GLORIA DE DEUS YHWH
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84
 
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
 
Ressurreiçào e reencarnação
Ressurreiçào e reencarnaçãoRessurreiçào e reencarnação
Ressurreiçào e reencarnação
 

Mais de Patricia Farias

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxPatricia Farias
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxPatricia Farias
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaPatricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5Patricia Farias
 

Mais de Patricia Farias (20)

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
 
Evangelho cap11 item8
Evangelho cap11 item8Evangelho cap11 item8
Evangelho cap11 item8
 
Evangelho cap11 item5
Evangelho cap11 item5Evangelho cap11 item5
Evangelho cap11 item5
 
Evangelho cap11 item1
Evangelho cap11 item1Evangelho cap11 item1
Evangelho cap11 item1
 

Último

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfnestorsouza36
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 

evangelho_cap16_item4_parte2.pptx

  • 1. Cap. 16 Item 4 JESUS EM CASA DE ZAQUEU Parte 2 E STUDO DO E VA NGE LHO SE GUNDO O E SPIR ITISMO CAPÍTULO XVI NÃO SE PODE SERVIR A DEUS E A MAMON Por Patrícia Farias – Brasil, 12/04/2022
  • 2. 4. Tendo Jesus entrado em Jericó, passava pela cidade – e havia ali um homem chamado Zaqueu, chefe dos publicanos e muito rico – o qual, desejoso de ver a Jesus, para conhecê- lo, não o conseguia devido à multidão, por ser ele de estatura muito baixa. Por isso, correu à frente da turba e subiu a um sicômoro, para o ver, porquanto ele tinha de passar por ali. Chegando a esse lugar, Jesus dirigiu paro o alto o olhar e, vendo-o, disse-lhe: - Zaqueu, dá- te pressa em descer, porquanto preciso que me hospedes hoje em tua casa. Zaqueu desceu imediatamente e o recebeu jubiloso. Vendo isso, todos murmuravam, a dizer: - Ele foi hospedar-se em casa de um homem de má vida. (Veja-se: “Introdução”, artigo – Publicanos.) (S. Lucas, 19: 1 a 10.) JESUS EM CASADE ZAQUEU Entretanto, Zaqueu, pondo-se diante do Senhor, lhe disse: - Senhor, dou a metade dos meus bens aos pobres e, se causei dano a alguém, seja no que for, indenizo-o com quatro tantos. Ao que Jesus lhe disse: - Esta casa recebeu hoje a salvação, porque também este é filho de Abraão; – visto que o Filho do homem veio para procurar e salvar o que estava perdido.
  • 3. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO Ele ouviu o chamado: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei e ele comigo.” E deixou que o amor lhe tocasse a alma, fazendo nova todas as coisas. *Apocalipse 3:20 *Foi escrito por João na ilha de Patmos, no mar Egeu.
  • 4. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO As leis divinas estão escritas na consciência, ensinam os amigos espirituais. O espírito traz em si o código de conduta adequado, o registro profundo ainda que em nível inconsciente, que ao longo da vida (pela cultura, ou maturidade) permite vir a superfície da percepção. Resguardada para o direcionamento do ser para a sintonia com a lei maior do amor Chega sempre a hora da maturidade espiritual para o ser e para Zaqueu, o encontro com Jesus foi momento decisivo. Ele decidiu encarar a própria sombra, conciliar os opostos em si e facear as características repulsivas de sua intimidade, confrontando-se. *Livro dos Espíritos - Q.621
  • 5. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO Fazendo contato com o divino em si, Zaqueu percebe-se em falta vivendo em abundancia de recursos sem partilha-los com o semelhante e decide: “distribuirei aos pobres metade dos meus bens” e complementa, “se nalguma coisa tenho defraudado alguém restituo quadruplicado.” pois essa era a maior condenação que o direito romano da época prescrevia. Zaqueu não enfrenta nenhum tribunal externo, mas não pode fugir de si mesmo, de constatar a própria dor de não estar em sintonia com o amor, única realidade da vida e de não estar em paz, o que tanto almejava. *Lucas 19:8
  • 6. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO A CULPA é a constatação da responsabilidade. O individuo pode negá-la, desejar fugir e alienar-se no uso de substancias e prazeres, mas não podera isentar-se de encará-las mas dia menos dia. Ela pode se manifestar de formas diferenciadas na vida do individuo: como arrependimento ou como remorso. O REMORÇO é escolha, o ARREPENDIMENTO caminho natural. O remorso é filho do orgulho, e atesta um sentimento interno de não merecimento da felicidade e uma decisão pela autopunição. No remorso o ser permanece preso nos ciclos viciosos da repetição da experiência, no campo mental e sentimental determinando sofrimento desnecessário para si.
  • 7. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO Podemos concluir que a sabedoria do Evangelho nas falas e atitudes de Jesus, prescrevendo-nos perdão, amorosidade e compaixão com nós mesmos e com nosso próximo, expressa não só uma verdade religiosa, mas um tratado cientifico do bem viver e da saúde integral. A DOR é experiência natural e pode surgir em múltiplos aspectos no processo evolutivo: a dor do crescimento, ao enfrentar-se as adversidades; a dor educativa, a dor do auxilio, entre outras. No entanto o sofrimento é escolha, pois ele surge a partir da interpretação da dor.
  • 8. ZAQUEU - ARREPENDIMENTO E REPARAÇÃO Perante o sofrimento decorrente da interpretação de nossas ações pelo registro da lei divina em nossa consciência, atestando-nos as faltas perante a lei , somente o amor pode solucionar. A alma em falta só se permite a paz quando se sintoniza com a fonte do bem, por meio das redecisões e da reparação das consequências das lesões materiais e afetivas em si mesmo e no outro. Como ensina Allan Kardec. “O espírito é sempre o árbitro da própria sorte, podendo prolongar os sofrimentos pela pertinácia no mal, ou suaviza-los e anula-los pela prática do bem.” *LIVRO O CÉU E O INFERNO, (1ª. Parte, cap. VII)