Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Vargas (1930 a 1945)

3.942 visualizações

Publicada em

Estudos para o CACD
missaodiplo

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Estudos CACD Missão Diplomática - História do Brasil Aula Resumo 05 - Era Vargas (1930 a 1945)

  1. 1. História do Brasil Aula 5 Era Vargas (1930 a 1945)
  2. 2. Aula 05 – Era Vargas 1 Contexto da Revolução de 1930 2 Contexto Internacional nos anos 1930 3 Governo provisório (1930 a 1934) 3.1 Polarização de Grupos e instabilidades no poder 3.2 Revolução Constitucionalista de 1932 4 Período Constitucional (1934 a 1937) 4.1 Constituição de 1934 4.2 Polarização de grupos: AIB e ALN 4.3 Intentona Comunista de 1935 5 O Estado Novo 5.1 Golpe de 1937 5.2 Constituição de 1937: Polaca 5.3 Governo no Estado Novo 6. Economia na Era Vargas 7. Política Externa na Era Vargas 7.1 Equidistância Pragmática 7.2 Reaproximação com EUA e participação na 2ª Guerra 8. Sociedade e Cultura
  3. 3. Aula 05 – Era Vargas
  4. 4. 1 Contexto do Golpe de 1930 . Descontentamento dos militares durante a década de 1920 - Movimento Tenentista - Coluna Prestes (1922 a 1927) . Insatisfação das oligarquias menores centralização poder das oligarquias de MG e SP - RS, RJ, BA e PE formam Reação Republicana (1921) . Rompimento do Regime Café com Leite (1929) - SP apóia Júlio Prestes para presidente - MG apóia Getúlio (Aliança Liberal) . Golpe da Aliança Liberal - Deposição de Washington Luís - Impede Júlio Prestes de assumir presidência Aula 05 – Era Vargas
  5. 5. 2 Contexto Internacional na década de 1930 . Crise econômica Mundial - Quebra da Bolsa Americana em 1929 - Crise do modelo Capitalista Liberal - Queda das exportações brasileiras . Regimes autoritários no poder - Ditadura de Salazar em Portugal - Ditadura de Franco na Espanha - Fascismo de Mussolini na Itália - Nazismo na Alemanha - Outros regimes fascistas no mundo (Chile, Japão, Suiça, Holanda, etc) Aula 05 – Era Vargas
  6. 6. Aula 05 – Era Vargas
  7. 7. 3.1 Governo Provisório (1930 a 1934) . 3 Grupos centralizando e disputando o Poder - Elites Oligárquicas regionais - Grupo de Tenentes - Cúpula Militar . Heterogeneidade de forças = Instabilidade de Governo - Elite paulista como grupo de oposição liberal - Elite mineira descontente com pouca influência - Tenentes com poder e influência - Cúpula militar desconfortável com poder dos Tenentes . Vargas como mediador dos conflitos entre Tenentes e Cúpula militar - preocupação com cúpula militar (possibilidade de novo golpe) - preocupação com tenentes (tenentes tem posição nacionalista e social, mas Vargas precisa de apoio e defesa do grupo contra cúpula militar) Aula 05 – Era Vargas
  8. 8. 3.2 Revolução Constitucionalista de 1932 . Principais fatores - Descontentamento da Elite Oligárquica de São Paulo (Partido Democrata) - Descontentamento da Cúpula Militar com o poder dos Tenentes - Frente Única Gaúcha rompe aliança com Getúlio - Episódio da invasão da sede de jornal tenentista e a morte de 4 rapazes (MMDC) radicaliza conflitos contra governo federal . Objetivos - Elaboração de nova Constituição liberal - Restauração do regime oligárquico e descentralização do poder federal - Restauração da hierarquia militar, menos poder aos tenentes . Consequências - elite paulista se mostra importante, mas perde poder e espaço político - formação de Assembléia Constituinte em 1933 - aprovação da CF1934, com mudanças progressistas Aula 05 – Era Vargas
  9. 9. Aula 05 – Era Vargas
  10. 10. 4.1 Constituição de 1934 . Comissão de juristas escolhidos por Vargas para elaborar anteprojeto de Constituição com poder centralizado (Comissão do Itamaraty) . Anteprojeto de Vargas não é aprovado e CF/1934 tem caráter descentralizado, com autonomia para os estados . Poder político na época passa para burguesia industrial e militares - valores aprovados na CF/1934 refletem aspirações desses grupos . Inspiração da CF/1934 em regimes Fascistas - Repúblicas Federativas com executivo forte - CF da “República de Weimar”(Alemanha 1920) - CF da Espanha (1931) – regime fascista de Franco . Legislação trabalhista progressista, com influências socialistas Aula 05 – Era Vargas
  11. 11. 4.1 Constituição de 1934 . Principais disposições da CF/1934 - voto secreto e obrigatório (a partir de 18 anos) - voto feminino - criação da Justiça do Trabalho - criação da Justiça Eleitoral - nacionalização dos recursos naturais (riquezas do subsolo, águas) - nacionalização dos bancos e seguradoras . Legislação trabalhista - proibição do trabalho infantil - jornada de trabalho de 8 horas - repouso semanal obrigatório - férias remuneradas - indenização por demissão sem justa causa - assistência médica, odontológica e à gravidez . Críticas à CF/1934 - Vargas desejava maior poder - Vargas considera elevados os custos sociais e de nacionalização - Oligarquias e Burguesia sentem-se ameaçadas pelos novos direitos sociais e maior participação popular no processo político, além de crescente organização operária Aula 05 – Era Vargas
  12. 12. 4.2 Polarização de Forças: AIB e ALN . Polarização política entre Integralistas e Comunistas . Ação Integralista Brasileira (AIB) - liderança de Plínio Salgado - unificação dos grupos políticos de extrema direita - inspiração Fascista - crítica ao Liberalismo Constitucionalista - organização paraestatal fortemente militarizada . Aliança Nacional Libertadora (ALN) - liderança de Luis Carlos Prestes - unificação dos grupos de esquerda - participação do PCB e apoio da URSS - adesão de políticos de todo o Brasil - adesão de parte do movimento tenentista - objetivos: instauração de governo popular, proteção às pequenas e médias propriedades, nacionalização de empresas estrangeiras, cancelamento da dívida externa Aula 05 – Era Vargas
  13. 13. 4.3 Intentona Comunista . Nova crise militar em 1935 . Governo fecha e proíbe atuação da ANL - resposta contra “ameaça” do comunismo . “Intentona Comunista” - Reação dos grupos ligados à ANL contra fechamento - Levantes militares liderados pelos tenentes em Recife, Natal e Rio de Janeiro - Rebeliões são rapidamente debeladas pelo governo - Governo decreta Estado de Sítio devido às revoltas Aula 05 – Era Vargas
  14. 14. Aula 05 – Era Vargas
  15. 15. 5.1 Golpe de 1937: O Estado Novo . Vargas aproveita estado de sítio e instabilidades das rebeliões para articular golpe - nomeação de Eurico Gaspar Dutra como Ministro da Guerra - Dutra afasta comandantes militares vinculados à oposição - Vargas afasta governadores e outros políticos da oposição . Plínio Salgado, candidato integralista à presidência, secretamente adere ao golpe . Plano Cohen - documento falso elaborado pelos integralistas com ideologia nacionalista - supostamente um estudo sobre os efeitos de uma revolução comunista no Brasil - elaborado para aterrorizar a população . Em 10 de novembro de 1937, tropas da polícia militar fecham Congresso e Vargas faz pronunciamento decretando o Estado Novo Aula 05 – Era Vargas
  16. 16. 5.2 Constituição de 1937: Polaca . Constituição outorgada por Vargas, elaborada por Francisco Campos . Inspiração na Constituição Fascista da Polônia (1935) . Concentração total do poder - estados passam a ser governados por interventores nomeados por Vargas - prefeitos nomeados pelos interventores estaduais - eleições indiretas para presidente com mandato de 6 anos - proibição do direito de greve - extinção dos partidos políticos - estabelecimento de pena de morte - maior controle sobre os sindicatos Aula 05 – Era Vargas
  17. 17. 5.3 Estado Novo (1937 a 1945) . Criação da Justiça do Trabalho (1939) . Legislação Trabalhista - Getúlio como protetor dos trabalhadores - edição da CLT (1943) - Salário mínimo e direitos trabalhistas . Criação do DIP - Departamento de Imprensa e Propaganda (1937) - promoção do regime junto à população - censura dos meios de comunicação - patriotismo(campanhas nas escolas) - exaltação do trabalho e do trabalhador . Incentivo à industrialização e Desenvolvimento Econômico - substituição de importações - criação do Conselho Nacional do Petróleo e do Conselho Federal de Comércio Exterior . Criação do DASP – Departamento Administrativo do Serviço Público - fortalecimento da máquina pública e da burocracia - suporte ao desenvolvimento econômico - controle e fiscalização dos estados pelo governo federal Aula 05 – Era Vargas
  18. 18. 6.1 Economia na Era Vargas . Transição de Economia Agrária para Economia industrial . Café - negociação com cafeicultores, compra de excedentes de produção - queima de café para manutenção de preços - centralização de controle, diminuição de poder dos produtores - desestímulo à superprodução de café - diminuição da participação do café nas exportações (72% no início da Era Vargas para menos de 40% no final do Estado Novo) . Industrialização - maior participação do Estado - ideologia Nacionalista Modernizadora - Cia Siderúrgica Nacional (1940) - prioridade para infraestrutura e indústria de base - Foco nos setores de Petróleo, Energia Elétrica e Siderurgia Aula 05 – Era Vargas
  19. 19. 6.2 Economia na Era Vargas . Fatores para industrialização a) Intervenção Estatal b) Controle de divisas c) Desvalorização da Moeda d) Desestímulo à produção do Café e) Ideologia Nacionalista Modernizadora f) Tarifas protecionistas (1934) g) Legislação Trabalhista . Setor Financeiro - controle da atuação dos bancos e seguradoras estrangeiros - monopólio do Banco do Brasil - Controle da política cambial e da dívida externa . Entre 1930 e 1933 PIB cresce somente 1% a.a . Após 1933 economia passa a crescer em média 10% a.a (até 1945) . Fatores para o crescimento da economia no período - fim das revoltas militares e fim da guerra em SP - crescimento da indústria - controle das finanças públicas Aula 05 – Era Vargas
  20. 20. 7.1 PEB: Equidistância Pragmática .Década de 1930 considerada divisor de águas para a PEB - PEB à serviço do desenvolvimento industrial brasileiro - mudança de inércia Liberal para substituição de importações . Críticos do regime da Rep. Velha defendem mudança do modelo de submissão aos EUA . Regime de “comércio compensado” com Alemanha - Importação/Exportação através de trocas sem envolver divisas - Brasil passa a exportar produtos além de café e algodão (laranja, couro, tabaco, carne) - Em troca, importa produtos manufaturados e principalmente material bélico . Relacionamento com Alemanha preocupa EUA - americanos forçam acordo comercial bilateral em 1935 para conter relacionamento Brasil-Alemanha . Política de “Equidistância Pragmática” - convinha ao Brasil manter-se o máximo possível no ponto neutro, equidistante entre o relacionamento com EUA e Alemanha para maximizar ganhos Aula 05 – Era Vargas
  21. 21. 7.2 PEB: Reaproximação com EUA e participação na 2ª Guerra . Equidistância se torna mais difícil e Brasil é forçado a tomar partido entre EUA e Alemanha . EUA fornece financiamento para construção da CSN (1940) . Reaparelhamento das Forças Armadas - inclusão do Brasil no fundo “Lend and Lease” para os aliados dos EUA (1942) - Encerra-se ciclo de influência européia sobre Exército Brasileiro para se iniciar fase de influência norte- americana - EUA instalam bases militares no nordeste brasileiro . Brasil envia tropas para o front de guerra - Força Expedicionária Brasileira (FEB) - único país da América do Sul a enviar tropas para a guerra - condições de tratamento diferenciadas como país aliado combatente . Participação na guerra não fortalece Estado Novo - discussão sobre ambiguidade entre a política externa (defesa da democracia) e a política interna (ditadura autoritária) Aula 05 – Era Vargas
  22. 22. 8 Sociedade e Cultura . Modernismo - ruptura com estética do século XIX e idéias da Republica Velha - Busca de identidade nacional, novo nacionalismo - Idéia de “Democracia Racial” – Gilberto Freyre em Casa Grande e Senzala (1933) - Miscigenação como trunfo e não como ônus . Governo Vargas busca cooptar intelectuais - produção artística nacionalista - DIP e Ministério da Educação centralizando política cultural paternalista do Estado Novo - Rádio e Cinema como formas de propaganda e doutrinação políticas . Influência americana - cinema ajuda a divulgar cultura americana no Brasil - American Way of Life como sinônimo de vanguarda e progresso - política da Boa Vizinhança tem impacto cultural duradouro na influência norte-americana sobre o Brasil . Ampliação do ensino e pesquisa - número de alunos nas escolas quadruplica entre 1930 e 1936 - criação da USP em 1934 e da Univ. Do Distrito Federal (RJ) em 1935 - criação do IBGE (1938) Aula 05 – Era Vargas
  23. 23. 9 Queda de Vargas e fim do Estado Novo . Aumento de descontentamento com regime autoritário - ambiguidade da ditadura interna com a defesa externa da democracia nas lutas da 2ª guerra - descontentamento dos militares com concentração de poder perpetuação do regime na figura de Vargas - perda de apoio americano . Reestruturação dos partidos políticos - UDN (União Democrática Nacional) – Eduardo Gomes (Oposição Liberal) - PSD (Part. Social Democrático) – Dutra (governo) - PTB (Part. Trabalhista Brasileiro) – oposição esquerda Aula 05 – Era Vargas
  24. 24. missaodiplomatica.blogspot.com.br

×