Era Vargas 1930 - 1945

815 visualizações

Publicada em

Golpe de 1929, Governo provisório, Revolta Constitucionalista de 1932, Governo Constitucional, Estado Novo

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Errado, fascismo viola despoticamente o direito a propriedade, é reformador e centralizador. O fascismo só foi outra tendência socialista que surgiu, como o nazismo, a social democracia e o socialismo fabiano.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
815
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
92
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Era Vargas 1930 - 1945

  1. 1. Era Vargas: A construção de um Brasil novo
  2. 2. Características da Era Vargas  Tutela Estatal;  Industrialização;  Legislação trabalhista e sindical;  Centralismo político;  Corporativismo;  Autoritarismo durante o Estado Novo (1937-45);
  3. 3. O contexto internacional: crise do Liberalismo
  4. 4. Capitalismo liberal  Mercados concorrenciais;  Auto-regulação da economia;  Tendência ao mínimo controle estatal na economia (Estado mínimo);
  5. 5. Década de 1920  Crise do Liberalismo;  Auge da crise (Quebra da Bolsa de Valores de Nova York – 1929);  Falência do Capitalismo;
  6. 6. Impactos da Crise de 1929  Nacionalismo exacerbado;  Desemprego em massa;  Empobrecimento da população;  Surgimento de regimes Totalitários na Europa; Grande Depressão
  7. 7. Nacionalismo exacerbado Hitler e Franco Mussolini e Hitler
  8. 8. O Brasil no contexto da crise de 1929  Dependência externa;  Exportação agrícola;  Falências;  Mudança na forma de acumulação capitalista;
  9. 9. O governo provisório (1930-1934)  Redução do poder dos estados;  Centralização política;  Dissolução do Congresso;  Controle do Estado sobre a economia;  Eclosão da Revolução Constitucionalista de 1932, em São Paulo; Getúlio Vargas
  10. 10. Revolução Constitucionalista de 1932 Cartazes alusivos ao movimento revolucionário paulista de 1932
  11. 11. O governo constitucional (1934-1937)
  12. 12. Eleições em 1933  Representação classista;  Criação da Justiça eleitoral;  Aprovação do Voto feminino; O Tribunal Superior Eleitoral faz sua primeira reunião em 1932
  13. 13. Constituição de 1934  Regulamentação do voto feminino;  Direitos trabalhistas;  Ensino primário gratuito e obrigatório;
  14. 14. Contexto internacional  Propaganda nazi-fascista;  Ascensão de Hitler na Alemanha (1933);  Eclosão da Guerra Civil Espanhola (1936);  Consolidação do socialismo na URSS; Guernica, quadro de Pablo Picasso
  15. 15. Polarização ideológica  Ação Integralista Brasileira (AIB): Tendência fascista - extrema direita;  Aliança Nacional Libertadora (ANL): Tendência socialista – esquerda;
  16. 16. Ação Integralista Brasileira (AIB): Tendência fascista
  17. 17. Aliança Nacional Libertadora (ANL): Tendência socialista
  18. 18. Intentona Comunista (1935)
  19. 19. O Plano Cohen
  20. 20. Plano Cohen * Fictícia ameaça de dominação comunista no Brasil; * Pretexto para a decretação do Estado Novo em 10 de novembro de 1937.
  21. 21. O Estado Novo (1937-1945)  Período ditatorial;  Suspensão das liberdades individuais;  Combate ao comunismo;  Repressão política;  Decretação da CLT (1943);  2ª Guerra – apoio aos Aliados;
  22. 22. Disposições autoritárias do Estado Novo
  23. 23. Constituição de 1937 (Polaca)  Centralização política;  Intervenção do Estado na economia;  Autoritarismo;  Censura;  Repressão política;
  24. 24. Estratégias de manipulação e coerção  Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP);  Propaganda varguista e controle da imprensa;  Censura ao meios de comunicação;  Educação: disciplina do indivíduo;
  25. 25. Economia e Trabalho no Estado Novo  Indústria pesada: desenvolvimento econômico;  Capital estatal: criação de indústrias de base;
  26. 26. Economia e Trabalho no Estado Novo
  27. 27. A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)  Produção de aço;  Contexto histórico da 2ª Guerra Mundial (apoio dos Estados Unidos);  Controle nacional;
  28. 28. Criação de indústrias de base  Visava o desenvolvimento nacional (autônomo e sustentável);
  29. 29. Questões trabalhistas V * Reorganização sindical; • * Controle dos sindicatos; • * Criação do imposto sindical; • * Criação do Salário mínimo; • * CLT (1943): síntese da política trabalhista de Vargas, restrita ao trabalhador urbano; • DASP (Departamento de Administração do Serviço Público): visava conferir mais agilidade e eficiência no serviço público;
  30. 30. Aspectos da cultura nas décadas de 1930 e 1940
  31. 31. Uma nova sociedade  Crescimento urbano;  Modernização das cidades;  Surgimento de uma sociedade de consumo e de massas;
  32. 32. A era do rádio  Difusão de notícias, propagandas e programas variados (novelas, humor);  Difusão das mensagens de Getúlio Vargas para a sociedade brasileira;  Divulgação dos artistas da MPB;
  33. 33. A era do Rádio no Brasil
  34. 34. O nacional e o popular  Construção da nacionalidade;  Defesa do ideal do trabalho, da ordem social e da estabilidade;  Comemorações: festas cívicas e esportivas;  Projeto de nacionalização da cultura;  Escolas de samba;  Cultura popular;  DIP – exaltação dos vultos célebres da pátria;
  35. 35. A resistência cultural  Desenvolvimento de uma cultura engajada;  Resistência comportamental;  Negação do trabalho;
  36. 36. Malandragem carioca “Meu chapéu de lado Tamanco arrastado Lenço no pescoço Navalha no bolso Eu passo gingando Provoco e desafio Eu tenho orgulho De ser vadio.”
  37. 37. “O Bonde de São Januário” que a censura do Estado Novo transformou em “hino do bom cidadão”. A versão original, que exaltava a malandragem, dizia: “O Bonde de São Januário Leva mais um otário Sou eu que vou trabalhar.” A versão da censura getulista dizia: “O Bonde de São Januário Leva mais um operário Sou eu que vou trabalhar.”

×