SlideShare uma empresa Scribd logo

Questões sobre navio negreiro

1 de 23
Baixar para ler offline
Questões fechadas sobre

Navio negreiro, de Castro Alves
Manoel Neves
TEXTO

revisional de literatura brasileira
São	
  os	
  filhos	
  do	
  deserto	
  
Onde	
  a	
  terra	
  esposa	
  a	
  luz.	
  
Onde	
  voa	
  em	
  campo	
  aberto	
  
A	
  tribo	
  dos	
  homens	
  nus…	
  
São	
  os	
  guerreiros	
  ousados,	
  
Que	
  com	
  os	
  >gres	
  mosqueados	
  
Combatem	
  na	
  solidão…	
  
Homens	
  simples,	
  fortes,	
  bravos…	
  
Hoje	
  míseros	
  escravos	
  
Sem	
  ar,	
  sem	
  luz,	
  sem	
  razão.	
  
ALVES,	
  Castro.	
  Navio	
  negreiro.	
  São	
  Paulo:	
  Ediouro,	
  2001.	
  Fragmento.	
  
QUESTÃO 01

revisional de literatura
(Professor	
  Márcio	
  Moraes)	
  Assinale	
  a	
  alterna>va	
  INCORRETA	
  com	
  relação	
  ao	
  sen>do	
  expresso	
  
pelos	
  versos	
  transcritos.	
  
a)	
  Há	
  uma	
  visão	
  an>té>ca	
  nos	
  versos,	
  em	
  que	
  se	
  colocam	
  em	
  oposição	
  duas	
  terras	
  distantes.	
  	
  
b)	
   O	
   tempo	
   do	
   ontem	
   e	
   do	
   hoje	
   aparecem,	
   respec>vamente,	
   com	
   a	
   ideia	
   de	
   liberdade	
   e	
  
escravidão.	
  
c)	
  A	
  imagem	
  do	
  índio,	
  implícita	
  no	
  quarto	
  verso,	
  comprova	
  a	
  ineficácia	
  da	
  escravidão	
  indígena,	
  
por	
  isso	
  a	
  necessidade	
  de	
  recorrer	
  aos	
  negros	
  africanos.	
  
d)	
  O	
  úl>mo	
  verso	
  traz	
  a	
  imagem	
  desumanizada	
  do	
  negro	
  no	
  contexto	
  escravocrata.	
  
SOLUÇÃO COMENTADA
revisional de literatura

Não	
  há	
  referência	
  alguma	
  aos	
  índios	
  no	
  fragmento	
  transcrito.	
  Marque-­‐se	
  a	
  alterna>va	
  “c”.	
  
QUESTÃO 02

revisional de literatura
(Professor	
  Márcio	
  Moraes)	
  Todas	
  as	
  caracterís>cas	
  abaixo	
  se	
  aplicam	
  a	
  Castro	
  Alves,	
  EXCETO:	
  
a)	
  U>lização	
  de	
  recursos	
  es>lí>cos	
  sonoros	
  em	
  seus	
  versos.	
  
b)	
  Poesia	
  voltada	
  para	
  a	
  problemá>ca	
  social.	
  
c)	
  Recorrência	
  a	
  apóstrofes,	
  as	
  quais	
  chamam	
  a	
  atenção	
  do	
  leitor.	
  
d)	
  Defesa	
  da	
  segregação	
  racial	
  em	
  prol	
  dos	
  negros.	
  
SOLUÇÃO COMENTADA
revisional de literatura

Não	
  há	
  defesa	
  da	
  segregação	
  racial,	
  mas	
  sim	
  da	
  igualdade	
  entre	
  os	
  povos	
  na	
  poesia	
  de	
  Castro	
  
Alves.	
  

Recomendados

O índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileiraO índio na literatura brasileira
O índio na literatura brasileirama.no.el.ne.ves
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguisticaMarcia Simone
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP06)GernciadeProduodeMat
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosLeisiane Jesus
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15GernciadeProduodeMat
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoClaudiaAdrianaSouzaS
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacaobubble13
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASAmelia Barros
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Denise
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoPéricles Penuel
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)GernciadeProduodeMat
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroJunior Onildo
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literárioFábio Guimarães
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poemaionasilva
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfNatália Moura
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enemLuciene Gomes
 

Mais procurados (20)

Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15
LÍNGUA PORTUGUESA | 1ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LP02) D15
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)
LÍNGUA PORTUGUESA | 2ª SÉRIE | HABILIDADE DA BNCC - (EM13LGG201)/ (GO-EMLGG201A)
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Texto literário e não literário
Texto literário e não literárioTexto literário e não literário
Texto literário e não literário
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poema
 
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdfFICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
FICHA - TIPOLOGIAS TEXTUAIS - Gabarito.pdf
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 

Semelhante a Questões sobre navio negreiro

CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptx
CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptxCASTRO ALVES (2) (1) (2).pptx
CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptxRildeniceSantos
 
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letíciaNavio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letíciateresakashino
 
Revisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraRevisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraSeduc/AM
 
A poesia de castro alves
A poesia de castro alvesA poesia de castro alves
A poesia de castro alvesma.no.el.ne.ves
 
Espumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesEspumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesma.no.el.ne.ves
 
Navios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesNavios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesIsabella Ruas
 
Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01ma.no.el.ne.ves
 
Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01ma.no.el.ne.ves
 
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesQuestões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesma.no.el.ne.ves
 
Avaliação 1 ano 3 bimest re de português
Avaliação 1 ano 3 bimest re de portuguêsAvaliação 1 ano 3 bimest re de português
Avaliação 1 ano 3 bimest re de portuguêsEdilene Aparecida
 
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhaQuestões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhama.no.el.ne.ves
 

Semelhante a Questões sobre navio negreiro (20)

CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptx
CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptxCASTRO ALVES (2) (1) (2).pptx
CASTRO ALVES (2) (1) (2).pptx
 
Simulado lit-prise 2.1 ok
Simulado lit-prise 2.1 okSimulado lit-prise 2.1 ok
Simulado lit-prise 2.1 ok
 
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letíciaNavio negreiro julia, heloísa. letícia
Navio negreiro julia, heloísa. letícia
 
Navio Negreiro Castro Alves
Navio Negreiro   Castro AlvesNavio Negreiro   Castro Alves
Navio Negreiro Castro Alves
 
Revisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraRevisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileira
 
A poesia de castro alves
A poesia de castro alvesA poesia de castro alves
A poesia de castro alves
 
O navio negreiro
O navio negreiro  O navio negreiro
O navio negreiro
 
Espumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesEspumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alves
 
Simulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 okSimulado lit-prise 3 ok
Simulado lit-prise 3 ok
 
Avaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
Avaliação sobre tráfico e escravidão no BrasilAvaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
Avaliação sobre tráfico e escravidão no Brasil
 
Navios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesNavios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro Alves
 
Enem literatura
Enem  literaturaEnem  literatura
Enem literatura
 
Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01
 
Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01
 
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesQuestões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
 
Avaliação 1 ano 3 bimest re de português
Avaliação 1 ano 3 bimest re de portuguêsAvaliação 1 ano 3 bimest re de português
Avaliação 1 ano 3 bimest re de português
 
Navio Negreiro.pptx
Navio Negreiro.pptxNavio Negreiro.pptx
Navio Negreiro.pptx
 
Projetovestibular
ProjetovestibularProjetovestibular
Projetovestibular
 
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhaQuestões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 

Mais de ma.no.el.ne.ves

Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artesma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologiasma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticaisma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textualma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internetma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textualma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artesma.no.el.ne.ves
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010ma.no.el.ne.ves
 

Mais de ma.no.el.ne.ves (20)

Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
 
ENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: LiteraturaENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: Literatura
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Física
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textual
 
ENEM-2019: Artes
ENEM-2019: ArtesENEM-2019: Artes
ENEM-2019: Artes
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
 

Questões sobre navio negreiro

  • 1. Questões fechadas sobre Navio negreiro, de Castro Alves Manoel Neves
  • 2. TEXTO revisional de literatura brasileira São  os  filhos  do  deserto   Onde  a  terra  esposa  a  luz.   Onde  voa  em  campo  aberto   A  tribo  dos  homens  nus…   São  os  guerreiros  ousados,   Que  com  os  >gres  mosqueados   Combatem  na  solidão…   Homens  simples,  fortes,  bravos…   Hoje  míseros  escravos   Sem  ar,  sem  luz,  sem  razão.   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  São  Paulo:  Ediouro,  2001.  Fragmento.  
  • 3. QUESTÃO 01 revisional de literatura (Professor  Márcio  Moraes)  Assinale  a  alterna>va  INCORRETA  com  relação  ao  sen>do  expresso   pelos  versos  transcritos.   a)  Há  uma  visão  an>té>ca  nos  versos,  em  que  se  colocam  em  oposição  duas  terras  distantes.     b)   O   tempo   do   ontem   e   do   hoje   aparecem,   respec>vamente,   com   a   ideia   de   liberdade   e   escravidão.   c)  A  imagem  do  índio,  implícita  no  quarto  verso,  comprova  a  ineficácia  da  escravidão  indígena,   por  isso  a  necessidade  de  recorrer  aos  negros  africanos.   d)  O  úl>mo  verso  traz  a  imagem  desumanizada  do  negro  no  contexto  escravocrata.  
  • 4. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura Não  há  referência  alguma  aos  índios  no  fragmento  transcrito.  Marque-­‐se  a  alterna>va  “c”.  
  • 5. QUESTÃO 02 revisional de literatura (Professor  Márcio  Moraes)  Todas  as  caracterís>cas  abaixo  se  aplicam  a  Castro  Alves,  EXCETO:   a)  U>lização  de  recursos  es>lí>cos  sonoros  em  seus  versos.   b)  Poesia  voltada  para  a  problemá>ca  social.   c)  Recorrência  a  apóstrofes,  as  quais  chamam  a  atenção  do  leitor.   d)  Defesa  da  segregação  racial  em  prol  dos  negros.  
  • 6. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura Não  há  defesa  da  segregação  racial,  mas  sim  da  igualdade  entre  os  povos  na  poesia  de  Castro   Alves.  
  • 7. TEXTO revisional de literatura brasileira Era  um  sonho  dantesco...  o  tombadilho   Que  das  luzernas  avermelha  o  brilho.   Em  sangue  a  se  banhar.   Tinir  de  ferros...  estalar  de  açoite...   Legiões  de  homens  negros  como  a  noite,   Horrendos  a  dançar...   Negras  mulheres,  suspendendo  às  tetas   Magras  crianças,  cujas  bocas  pretas   Rega  o  sangue  das  mães:   Outras  moças,  mas  nuas  e  espantadas,   No  turbilhão  de  espectros  arrastadas,   Em  ânsia  e  mágoa  vãs!   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  São  Paulo:  Ediouro,  2001.  Fragmento.  
  • 8. QUESTÃO 03 revisional de literatura (Professor  Márcio  Moraes)  Tendo  como  base  a  leitura  das  estrofes  acima,  marque  o  comentário   INCORRETO.   a)  O  uso  de  re>cências  contribui  para  gerar  o  sen>mento  de  espanto  e  de  horror  diante  de  tão   infame  quadro.   b)   Na   primeira   estrofe,   há   um   exemplo   de   hipérbole,   que   visa   a   intensificar   o   mardrio   dos   negros.   c)  A  referência  intertextual  à  Divina  comédia  traz  uma  analogia  ao  inferno  descrito  na  obra  do   italiano.   d)   Para   entreter   os   marinheiros,   os   negros   >nham   o   hábito   de   dançar   após   serem   cas>gados   com  açoites.  
  • 9. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura O  costume  referido  na  alterna>va  “d”  é  totalmente  infundado  e  absurdo.  
  • 10. TEXTO revisional de literatura brasileira Senhor  Deus  dos  desgraçados!   Dizei-­‐me  vós,  Senhor  Deus!   Se  é  loucura...  se  é  verdade   Tanto  horror  perante  os  céus?!   Ó  mar,  por  que  não  apagas   Co'a  esponja  de  tuas  vagas   De  teu  manto  este  borrão?...   Astros!  noites!  tempestades!   Rolai  das  imensidades!   Varrei  os  mares,  tufão!   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  São  Paulo:  Ediouro,  2001.  Fragmento.  
  • 11. QUESTÃO 04 revisional de literatura (Professor   Mário   Moraes)   Assinale   o   comentario   INCORRETO   acerca   do   fragmento   lido   anteriormente.   a)  Esta  estrofe  inicia  e  termina  a  quinta  parte  do  poema.   b)  Deus  não  ouve  o  clamor  dos  escravos,  pois  são  seres  desgraçados  pelo  sinal  do  pecado.   c)  A  escravidão  é  a  mancha  que  maculou  o  mar,  cujo  azul  espelha  o  céu.   d)  O  eu  lírico  evoca  elementos  naturais  de  força,  como  tempestades,  tufões  e  o  próprio  mar,  no   desejo  de  ver  ex>nta  a  prá>ca  do  tráfico  de  escravos.  
  • 12. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura A  alterna>va  “b”  é  absurda.  
  • 13. QUESTÃO 05 revisional de literatura (Profesor   Márcio   Moraes)   Todas   as   afirmações   estão   corretas   acerca   do   poema   “Navio   negreiro”,  de  Castro  Alves,  EXCETO   a)  O  poema  também  explicita  a  voz  de  um  poeta  que  se  coloca  como  sujeito  de  seu  tempo  e   lança  mão  dos   ideais  de   liberdade  contra  o  corvo  da   escravidão  que   manchava  toda  a   peisagem   das  terras  americanas.   b)   A   linguagem   do   poema   expressa   a   grandiosidade   e   o   drama   de   um   “eu”   que   se   sente   indignado  com  os  sofrimentos  e  com  o  horror.   c)   As   terras   africanas   figuram   como   espaço   da   “liberdade”,   enquanto   que   o   Brasil   figura   como   o   lugar  do  ca>veiro,  por  isso  o  eu  lírico  externa  a  rebeldia  do  escravo  numa  luta  sanguinária  pela   sua  liberdade  e  pela  sua  dignidade  em  terra  estrangeira.   d)  Os  contrastes  entre  céu  e  mar  são  explorados  quando  os  homens  são  representados  como   livres  no  passado,  e  agora  escravos  no  porão  do  navio  que  os  conduz  para  um  des>no  certo:  a   escravidão  e  a  morte.  
  • 14. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura Não  há  referências  à  luta  dos  escravos  por  sua  liberdade.  Marque-­‐se  a  letra  “c”.  
  • 15. TEXTO revisional de literatura Existe  um  povo  que  a  bandeira  empresta   P'ra  cobrir  tanta  infâmia  e  cobardia!...   E  deixa-­‐a  transformar-­‐se  nessa  festa   Em  manto  impuro  de  bacante  fria!...   Meu  Deus!  meu  Deus!  mas  que  bandeira  é  esta,   Que  impudente  na  gávea  tripudia?   Silêncio.  Musa...  chora,  e  chora  tanto   Que  o  pavilhão  se  lave  no  teu  pranto!...   Auriverde  pendão  de  minha  terra,   Que  a  brisa  do  Brasil  beija  e  balança,   Estandarte  que  a  luz  do  sol  encerra   E  as  promessas  divinas  da  esperança...   Tu  que,  da  liberdade  após  a  guerra,   Foste  hasteado  dos  heróis  na  lança   Antes  te  houvessem  roto  na  batalha,   Que  servires  a  um  povo  de  mortalha!...   Fatalidade  atroz  que  a  mente  esmaga!   Ex>ngue  nesta  hora  o  brigue  imundo   O  trilho  que  Colombo  abriu  nas  vagas,   Como  um  íris  no  pélago  profundo!   Mas  é  infâmia  demais!  ...  Da  etérea  plaga   Levantai-­‐vos,  heróis  do  Novo  Mundo!   Andrada!  arranca  esse  pendão  dos  ares!   Colombo!  fecha  a  porta  dos  teus  mares!   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  São  Paulo:  Ediouro,  2001.  Fragmento.  
  • 16. QUESTÃO 06 revisional de literatura A   leitura   do   momento   histórico,   polí>co   e   social   é   um   dos   pontos   altos   de   “Navio   negreiro”.   Indique,   dentre   os   períodos   indicados   abaixo,   o   que   não   aparece   referido   no   fragmento   transcrito.   a)  A  Era  dos  Descobrimentos.   b)  A  Independência  do  Brasil.   c)  A  Guerra  do  Paraguai.   d)  A  Confederação  do  Equador.  
  • 17. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura Não   há   menção,   no   fragmento   citado,   à   Confederação   do   Equador.   Marque-­‐se   a   letra   “d”.   A   referência   à   Guerra   do   Paraguai   aparece   na   segunda   estrofe   [Tu   que   da   liberdade   após   a   guerra].  Os  dois  úl>mos  versos  da  terceira  estrofe,  ao  invocarem  Colombo  e  Andrada,  acabam   por  configurar  diante  do  leitor  as  referências  à  Era  dos  Descobrimentos  e  à  Independência  do   Brasil.  
  • 18. TEXTO revisional de literatura São  os  filhos  do  deserto   Onde  a  terra  esposa  a  luz.   Onde  voa  em  campo  aberto   A  tribo  dos  homens  nus...   São  os  guerreiros  ousados,   Que  com  os  >gres  mosqueados   Combatem  na  solidão...   Homens  simples,  fortes,  bravos  ...   Hoje  míseros  escravos   Sem  ar,  sem  luz,  sem  razão…   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  Fragmento.  Disponível  em:  hmp://manoelneves.com.  
  • 19. QUESTÃO 07 revisional de literatura Assinale  a  alterna>va  correta  com  relação  ao  sen>do  expresso  pelos  versos  transcritos.   a)  Descreve  a  vida  dos  escravos  nas  fazendas.   b)  Saúda  a  liberdade  decorrente  da  abolição  da  escravatura.   c)  Salienta  a  integração  dos  negros  com  os  índios.   d)  Compara  o  negro  livre,  na  África,  com  o  negro  escravizado  no  Brasil.   e)  Propõe  que  os  homens  se  tornem  escravos  por  quererem  fugir  do  deserto.  
  • 20. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura O  único  comentário  per>nente  em  relação  ao  fragmento  do  poema  é  o  transcrito  na  letra  “d”.  
  • 21. TEXTO revisional de literatura Era  um  sonho  dantesco...  o  tombadilho   Que  das  luzernas  avermelha  o  brilho.   Em  sangue  a  se  banhar.   Tinir  de  ferros...  estalar  de  açoite...   Legiões  de  homens  negros  como  a  noite,   Horrendos  a  dançar...   ALVES,  Castro.  Navio  negreiro.  Fragmento.  Disponível  em:  hmp://manoelneves.com.  
  • 22. QUESTÃO 08 revisional de literatura (UFV)  Aponte  a  alterna>va  que  NÃO  se  aplica  ao  texto:   a)  O  sonho  dantesco  a  que  se  refere  o  poeta  compõe-­‐se  de  figuras  humanas,  os  escravos.   b)   Sonho   dantesco   remete   às   cenas   horríveis   do   “Inferno”,   descritas   na   Divina   comédia,   de   Dante  Alighieri.   c)  O  sonho  dantesco  expressa  a  indignação  do  eu-­‐lírico  diante  do  desajuste  opressor/oprimido   da  sociedade  brasileira  do  século  XIX.   d)  A  expressão  sonho  dantesco  conota  a  recusa  em  admi>r  que  o  que  se  via  era  real.   e)  O  sonho  dantesco  é  o  resultado  da  inadaptação  do  poeta  ao  mundo,  devido  a  seus  conflitos   exclusivamente  interiores.  
  • 23. SOLUÇÃO COMENTADA revisional de literatura A  expressão  em  análise  nesta  questão  intertextualiza  com  a  Divina  comédia,  de  Dante,  e  visa  a   expressar  a  indignação  e  o  asco  que  o  sujeito  poé>co  sente  pela  cena  apresentada  –  o  translado   dos  africanos  [escravizados]  para  as  terras  americanas.  No  poema  “Navio  negreiro”,  do  qual  se   extraiu  o  trecho  citado  anteriormente,  a  expressão  poé>ca  se  volta  para  o  mundo  exterior  e  não   para  a  interioridade,  apesar  de  que,  para  falar  do  sofrimento  dos  negros,  o  locutor  construa  um   discurso  altamente  subje>vo  e  emocional.  Marque-­‐se,  pois,  a  alterna>va  “e”.