SlideShare uma empresa Scribd logo

Revisando o romantismo 01

ma.no.el.ne.ves
ma.no.el.ne.ves

Revisando o romantismo 01

1 de 27
história da literatura
Exercícios sobre o Romantismo 01
             Manoel Neves
INSTRUÇÃO
  revisando o romantismo
Leia atentamente o poema a seguir.
TEXTO
   revisando o romantismo
Junto a meu leito, com as mãos unidas,
   Olhos fitos no céu, cabelos soltos,
   Pálida sombra de mulher formosa
  Entre nuvens azuis pranteia orando.
   É um retrato talvez. Naquele seio
  Porventura sonhei doiradas noites:
   Talvez sonhando desatei sorrindo
 Alguma vez nos ombros perfumados
  Esses cabelos negros, e em delíquio
   Nos lábios dela suspirei tremendo.
    Foi-se minha visão. E resta agora
     Aquela vaga sombra na parede
  —Fantasma de carvão e pó cerúleo,
   Tão vaga, tão extinta e fumarenta
Como de um sonho o recordar incerto.
QUESTÃO 01
                                           UNESP
Baseando-se na leitura do texto de Álvares de Azevedo, Assinale a única alternativa
INCORRETA.
Considerando os aspectos temáticos e formais do poema, pode-se vinculá-lo ao segundo
momento do movimento romântico brasileiro, também conhecido como “geração do spleen” ou
“mal do século”.
A presença da mulher amada torna-se o ponto central do poema. Isso é claramente manifestado
pelas recordações do eu-lírico, marcado por um passado vivido, que sempre volta em imagens e
sonhos.
O texto reflete um articulado jogo entre o plano do imaginário e o plano real. Um dos
elementos, entre outros, que articula essa construção é a alternância dos tempos verbais
presente/passado.
Realidade e fantasia tornam-se a única realidade no espaço da poesia lírica romântica, gênero
privilegiado dentro desse movimento.
Apesar de utilizar decassílabo, esse poema possui o andamento próximo ao da prosa. Esse
aspecto formal é importante para intensificar certo prosaísmo intimista da poesia romântica.
SOLUÇÃO COMENTADA
                                          UNESP
A imagem da mulher é evocada apenas pela memória e pelo desejo do sujeito poético. Só no
sonho e em sua imaginação é que ela se corporificou. Trata-se de uma imagem apenas evocada
liricamente pelo sujeito poético. Assinale-se, pois, a alternativa “b”.
QUESTÃO 02
                                              UEL
           Considere as seguintes afirmações sobre a poesia de Álvares de Azevedo:
I. Seu lirismo deixou-se empolgar pelas lutas políticas travadas durante a consolidação da nossa
Independência.
II. Influenciado por Gonçalves Dias, seus versos espelham a força primitiva da natureza e a
admiração pelo índio.
III. A solidão extrema e a timidez amorosa marcaram os versos ora sentimentais, ora irônicos de
sua lírica.
                           Está correto apenas o que se afirma em:
                   I            II            III           IV            V
Anúncio

Recomendados

Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01Revisando o romantismo 01
Revisando o romantismo 01ma.no.el.ne.ves
 
Revisando o romantismo, 05
Revisando o romantismo, 05Revisando o romantismo, 05
Revisando o romantismo, 05ma.no.el.ne.ves
 
Revisando o romantismo 02
Revisando o romantismo 02Revisando o romantismo 02
Revisando o romantismo 02ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do enem 2014, Literatura
Segunda aplicação do enem 2014, LiteraturaSegunda aplicação do enem 2014, Literatura
Segunda aplicação do enem 2014, Literaturama.no.el.ne.ves
 
Análise de transpaixão, de waldo motta
Análise de transpaixão, de waldo mottaAnálise de transpaixão, de waldo motta
Análise de transpaixão, de waldo mottama.no.el.ne.ves
 
Questões sobre canção do africano
Questões sobre canção do africanoQuestões sobre canção do africano
Questões sobre canção do africanoma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do enem 2012, literatura
Segunda aplicação do enem 2012, literaturaSegunda aplicação do enem 2012, literatura
Segunda aplicação do enem 2012, literaturama.no.el.ne.ves
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revisando o romantismo 03
Revisando o romantismo 03Revisando o romantismo 03
Revisando o romantismo 03ma.no.el.ne.ves
 
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machado
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machadoLirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machado
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machadoma.no.el.ne.ves
 
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesQuestões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesma.no.el.ne.ves
 
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...ma.no.el.ne.ves
 
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...ma.no.el.ne.ves
 
Segunda prova do ENEM-2010: Literatura
Segunda prova do ENEM-2010: LiteraturaSegunda prova do ENEM-2010: Literatura
Segunda prova do ENEM-2010: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do enem 2011, literatura
Segunda aplicação do enem 2011, literaturaSegunda aplicação do enem 2011, literatura
Segunda aplicação do enem 2011, literaturama.no.el.ne.ves
 
Revisando o romantismo, 04
Revisando o romantismo, 04Revisando o romantismo, 04
Revisando o romantismo, 04ma.no.el.ne.ves
 
Espumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesEspumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesma.no.el.ne.ves
 
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudorafabebum
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augustoteresakashino
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhaQuestões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhama.no.el.ne.ves
 
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos  julia, heloisa, letíciaLira dos vinte anos  julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letíciateresakashino
 
Terceira geração da poesia romântica
Terceira geração da poesia românticaTerceira geração da poesia romântica
Terceira geração da poesia românticama.no.el.ne.ves
 
Lista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaLista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaDaniela Gimael
 
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves dias
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves diasQuestões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves dias
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves diasma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do enem 2016: Literatura
Segunda aplicação do enem 2016: LiteraturaSegunda aplicação do enem 2016: Literatura
Segunda aplicação do enem 2016: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Revisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraRevisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraSeduc/AM
 

Mais procurados (20)

Revisando o romantismo 03
Revisando o romantismo 03Revisando o romantismo 03
Revisando o romantismo 03
 
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machado
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machadoLirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machado
Lirismo e surrealismo em joão ternura, de aníbal machado
 
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantesQuestões fechadas sobre espumas flutuantes
Questões fechadas sobre espumas flutuantes
 
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...
Revisando a literatura imperial 01: Romantismo, Realismo, Parnasianismo e Sim...
 
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
Revisando a literatura imperial, 02: Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parna...
 
Segunda prova do ENEM-2010: Literatura
Segunda prova do ENEM-2010: LiteraturaSegunda prova do ENEM-2010: Literatura
Segunda prova do ENEM-2010: Literatura
 
Segunda aplicação do enem 2011, literatura
Segunda aplicação do enem 2011, literaturaSegunda aplicação do enem 2011, literatura
Segunda aplicação do enem 2011, literatura
 
Revisando o romantismo, 04
Revisando o romantismo, 04Revisando o romantismo, 04
Revisando o romantismo, 04
 
Espumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alvesEspumas flutuantes, de castro alves
Espumas flutuantes, de castro alves
 
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo
"Claro Enigma", de Carlos Drummond de Andrade - estudo
 
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos  andré,douglas, luis augustoLira dos vinte anos  andré,douglas, luis augusto
Lira dos vinte anos andré,douglas, luis augusto
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: LiteraturaSegunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
Segunda aplicação do ENEM-2019: Literatura
 
Gênero lírico no enem
Gênero lírico no enemGênero lírico no enem
Gênero lírico no enem
 
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanhaQuestões sobre clepsidra, de camilo pessanha
Questões sobre clepsidra, de camilo pessanha
 
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos  julia, heloisa, letíciaLira dos vinte anos  julia, heloisa, letícia
Lira dos vinte anos julia, heloisa, letícia
 
Terceira geração da poesia romântica
Terceira geração da poesia românticaTerceira geração da poesia romântica
Terceira geração da poesia romântica
 
Lista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literaturaLista de exercícios 2º ano em literatura
Lista de exercícios 2º ano em literatura
 
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves dias
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves diasQuestões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves dias
Questões fechadas sobre melhores poemas de gonçalves dias
 
Segunda aplicação do enem 2016: Literatura
Segunda aplicação do enem 2016: LiteraturaSegunda aplicação do enem 2016: Literatura
Segunda aplicação do enem 2016: Literatura
 
Revisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileiraRevisão poesia romântica brasileira
Revisão poesia romântica brasileira
 

Destaque (17)

PENLON ANESTHESIA- TIM
PENLON  ANESTHESIA- TIMPENLON  ANESTHESIA- TIM
PENLON ANESTHESIA- TIM
 
Presentacion maria camila lievano
Presentacion maria camila lievanoPresentacion maria camila lievano
Presentacion maria camila lievano
 
Lema 2016 17
Lema 2016 17Lema 2016 17
Lema 2016 17
 
Asdsjdkjsdjksl
AsdsjdkjsdjkslAsdsjdkjsdjksl
Asdsjdkjsdjksl
 
Munkhorgil file 01
Munkhorgil file 01Munkhorgil file 01
Munkhorgil file 01
 
Crain Resume 4.7.16
Crain Resume 4.7.16Crain Resume 4.7.16
Crain Resume 4.7.16
 
Coco花博
Coco花博Coco花博
Coco花博
 
Disco draw App Presentation
Disco draw App PresentationDisco draw App Presentation
Disco draw App Presentation
 
Ufjf 2008
Ufjf 2008Ufjf 2008
Ufjf 2008
 
Aspectos gramaticais e produção de sentido
Aspectos gramaticais e produção de sentidoAspectos gramaticais e produção de sentido
Aspectos gramaticais e produção de sentido
 
Exercícios sobre estudo da poesia
Exercícios sobre estudo da poesiaExercícios sobre estudo da poesia
Exercícios sobre estudo da poesia
 
Wherewild App Presentation
Wherewild App PresentationWherewild App Presentation
Wherewild App Presentation
 
A poesia e a interpretação de texto em
A poesia e a interpretação de texto emA poesia e a interpretação de texto em
A poesia e a interpretação de texto em
 
Classes de palavras na idecan
Classes de palavras na idecanClasses de palavras na idecan
Classes de palavras na idecan
 
Esmail-Namazi-Resume
Esmail-Namazi-ResumeEsmail-Namazi-Resume
Esmail-Namazi-Resume
 
Manet. Inpresionismoa
Manet. InpresionismoaManet. Inpresionismoa
Manet. Inpresionismoa
 
6.tic sante atelier-h2020-kiolis-10sept15
6.tic sante atelier-h2020-kiolis-10sept156.tic sante atelier-h2020-kiolis-10sept15
6.tic sante atelier-h2020-kiolis-10sept15
 

Semelhante a Revisando o romantismo 01

VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOS
VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOSVESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOS
VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOSIsaquel Silva
 
Lira dos vinte anos (3)marco 2º b
Lira dos vinte anos (3)marco 2º bLira dos vinte anos (3)marco 2º b
Lira dos vinte anos (3)marco 2º bteresakashino
 
questoes-romantismo-enem.pdf
questoes-romantismo-enem.pdfquestoes-romantismo-enem.pdf
questoes-romantismo-enem.pdfBiancaBatista53
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na TavernaKauan_ts
 
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo
Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedoAps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedojuliannecarvalho
 
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)
Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)juliannecarvalho
 
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANOSEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANOPaulo Alexandre
 
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏tamandarealfamanha
 
Revisando o classicismo, 01
Revisando o classicismo, 01Revisando o classicismo, 01
Revisando o classicismo, 01ma.no.el.ne.ves
 
Resumos das obras derek e isabella 2º b
Resumos das obras   derek e isabella 2º bResumos das obras   derek e isabella 2º b
Resumos das obras derek e isabella 2º bteresakashino
 
O romantismo no brasil
O romantismo no brasilO romantismo no brasil
O romantismo no brasilstrawhiit
 

Semelhante a Revisando o romantismo 01 (20)

Literatura Tipo B
Literatura Tipo BLiteratura Tipo B
Literatura Tipo B
 
Literatura Tipo A
Literatura Tipo ALiteratura Tipo A
Literatura Tipo A
 
VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOS
VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOSVESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOS
VESTIBULAR UFPE 2014 - PROVA DE LITERATURA - TODOS OS TIPOS
 
Literatura Tipo C
Literatura Tipo CLiteratura Tipo C
Literatura Tipo C
 
Lira dos vinte anos (3)marco 2º b
Lira dos vinte anos (3)marco 2º bLira dos vinte anos (3)marco 2º b
Lira dos vinte anos (3)marco 2º b
 
questoes-romantismo-enem.pdf
questoes-romantismo-enem.pdfquestoes-romantismo-enem.pdf
questoes-romantismo-enem.pdf
 
Noite na Taverna
Noite na TavernaNoite na Taverna
Noite na Taverna
 
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo
Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedoAps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo
 
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)
Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)Aps 1   2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)
Aps 1 2015 - análise literária do poema saudades de álvares de azevedo (1)
 
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANOSEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
 
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏Questoes literatura   prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
Questoes literatura prof. carlos alexandre(reformado por aluno felipe)‏
 
Revisando o classicismo, 01
Revisando o classicismo, 01Revisando o classicismo, 01
Revisando o classicismo, 01
 
O Romantismo
O RomantismoO Romantismo
O Romantismo
 
eletiva 25_09 (1).pdf
eletiva 25_09 (1).pdfeletiva 25_09 (1).pdf
eletiva 25_09 (1).pdf
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Antologia poética
Antologia poéticaAntologia poética
Antologia poética
 
Resumos das obras derek e isabella 2º b
Resumos das obras   derek e isabella 2º bResumos das obras   derek e isabella 2º b
Resumos das obras derek e isabella 2º b
 
O romantismo no brasil
O romantismo no brasilO romantismo no brasil
O romantismo no brasil
 
RecuperaçãO Final 2 Em
RecuperaçãO Final 2 EmRecuperaçãO Final 2 Em
RecuperaçãO Final 2 Em
 
Simulado lit-prise 2.1 ok
Simulado lit-prise 2.1 okSimulado lit-prise 2.1 ok
Simulado lit-prise 2.1 ok
 

Mais de ma.no.el.ne.ves

Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artesma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologiasma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticaisma.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textualma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internetma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literaturama.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Físicama.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textualma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artesma.no.el.ne.ves
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010ma.no.el.ne.ves
 
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...ma.no.el.ne.ves
 

Mais de ma.no.el.ne.ves (20)

Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologiasSegunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
Segunda aplicação do ENEM-2019: Internet e tecnologias
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileirasSegunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
Segunda aplicação do ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação FísicaSegunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
Segunda aplicação do ENEM-2019: Educação Física
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textualSegunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
Segunda aplicação do ENEM-2019: Compreensão textual
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticaisSegunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
Segunda aplicação do ENEM-2019: Aspectos gramaticais
 
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: ArtesSegunda aplicação do ENEM-2019: Artes
Segunda aplicação do ENEM-2019: Artes
 
ENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: LiteraturaENEM-2019: Literatura
ENEM-2019: Literatura
 
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e TecnologiasENEM-2019: Internet e Tecnologias
ENEM-2019: Internet e Tecnologias
 
ENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileirasENEM-2019: Identidades brasileiras
ENEM-2019: Identidades brasileiras
 
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos GramaticaisENEM-2019: Aspectos Gramaticais
ENEM-2019: Aspectos Gramaticais
 
ENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação FísicaENEM-2019: Educação Física
ENEM-2019: Educação Física
 
ENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão TextualENEM-2019: Compreensão Textual
ENEM-2019: Compreensão Textual
 
ENEM-2019: Artes
ENEM-2019: ArtesENEM-2019: Artes
ENEM-2019: Artes
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e InternetTerceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
Terceira aplicação do ENEM-2017: Tecnologias e Internet
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: LiteraturaTerceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
Terceira aplicação do ENEM-2017: Literatura
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação FísicaTerceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
Terceira aplicação do ENEM-2017: Educação Física
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão TextualTerceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
Terceira aplicação do ENEM-2017: Compreensão Textual
 
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: ArtesTerceira aplicação do ENEM-2017: Artes
Terceira aplicação do ENEM-2017: Artes
 
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
Análise da Prova de Redação da UERJ-2010
 
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...
Análise do tema de redação do ENEM-2019: Democratização do acesso ao cinema n...
 

Último

PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfkeiciany
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfkeiciany
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfalexandrerodriguespk
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...excellenceeducaciona
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 

Último (20)

PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 9º ANO.pdf
 
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
1° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 8º ANO.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
2° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 

Revisando o romantismo 01

  • 1. história da literatura Exercícios sobre o Romantismo 01 Manoel Neves
  • 2. INSTRUÇÃO revisando o romantismo Leia atentamente o poema a seguir.
  • 3. TEXTO revisando o romantismo Junto a meu leito, com as mãos unidas, Olhos fitos no céu, cabelos soltos, Pálida sombra de mulher formosa Entre nuvens azuis pranteia orando. É um retrato talvez. Naquele seio Porventura sonhei doiradas noites: Talvez sonhando desatei sorrindo Alguma vez nos ombros perfumados Esses cabelos negros, e em delíquio Nos lábios dela suspirei tremendo. Foi-se minha visão. E resta agora Aquela vaga sombra na parede —Fantasma de carvão e pó cerúleo, Tão vaga, tão extinta e fumarenta Como de um sonho o recordar incerto.
  • 4. QUESTÃO 01 UNESP Baseando-se na leitura do texto de Álvares de Azevedo, Assinale a única alternativa INCORRETA. Considerando os aspectos temáticos e formais do poema, pode-se vinculá-lo ao segundo momento do movimento romântico brasileiro, também conhecido como “geração do spleen” ou “mal do século”. A presença da mulher amada torna-se o ponto central do poema. Isso é claramente manifestado pelas recordações do eu-lírico, marcado por um passado vivido, que sempre volta em imagens e sonhos. O texto reflete um articulado jogo entre o plano do imaginário e o plano real. Um dos elementos, entre outros, que articula essa construção é a alternância dos tempos verbais presente/passado. Realidade e fantasia tornam-se a única realidade no espaço da poesia lírica romântica, gênero privilegiado dentro desse movimento. Apesar de utilizar decassílabo, esse poema possui o andamento próximo ao da prosa. Esse aspecto formal é importante para intensificar certo prosaísmo intimista da poesia romântica.
  • 5. SOLUÇÃO COMENTADA UNESP A imagem da mulher é evocada apenas pela memória e pelo desejo do sujeito poético. Só no sonho e em sua imaginação é que ela se corporificou. Trata-se de uma imagem apenas evocada liricamente pelo sujeito poético. Assinale-se, pois, a alternativa “b”.
  • 6. QUESTÃO 02 UEL Considere as seguintes afirmações sobre a poesia de Álvares de Azevedo: I. Seu lirismo deixou-se empolgar pelas lutas políticas travadas durante a consolidação da nossa Independência. II. Influenciado por Gonçalves Dias, seus versos espelham a força primitiva da natureza e a admiração pelo índio. III. A solidão extrema e a timidez amorosa marcaram os versos ora sentimentais, ora irônicos de sua lírica. Está correto apenas o que se afirma em: I II III IV V
  • 7. SOLUÇÃO COMENTADA UEL A única opção que comenta corretamente a obra de Álvares de Azevedo é a indicada na alternativa “c”. Principal representante do mal do século brasileiro, o autor de Lira dos vinte anos construiu uma obra que oscila entre o binômio boemia/ironia, à maneira de Byron e a idealização da mulher amada.
  • 8. INSTRUÇÃO revisando o romantismo “Se eu morresse amanhã”, com certeza, é um dos poemas mais lembrados de Álvares de Azevedo.
  • 9. TEXTO revisando o romantismo Se eu morresse amanhã, viria ao menos Fechar meus olhos minha triste irmã; Minha mãe de saudades morreria Se eu morresse amanhã! Quanta glória pressinto em meu futuro! Que aurora de porvir e que manhã! Eu perdera chorando essas coroas Se eu morresse amanhã! Que sol! Que céu azul! Que doce n’alva Acorda a natureza mais louçã! Não me batera tanto amor no peito Se eu morresse amanhã! Mas essa dor da vida que devora A ânsia de glória, o dolorido afã… A dor no peito emudecera ao menos Se eu morresse amanhã!
  • 10. QUESTÃO 03 UEPG-PR Nele estão contemplados temas recorrentes em sua poesia e na estética romântica, como: 01) A exaltação de sentimentos pessoais, com desespero e pessimismo. 02) A análise crítica e científica dos fenômenos sociais brasileiros. 04) O desajustamento do indivíduo ao meio social, que conduz à dor, à aflição e à busca da solidão. 08) A valorização de elementos ligados à natureza, em poesia simples, pastoril, bucolicamente ingênua e inocente. 16) A morte como alívio para o “mal-do-século”.
  • 11. SOLUÇÃO COMENTADA UEPG-PR O poema em análise é um excelente exemplo do que convencionou chamar de mal do século ou spleen – a melancolia, o sofrimento, a angústia, o desespero, a vontade de morrer como desdobramento da incapacidade de o sujeito poético se adaptar ao mundo. Estão, pois, corretas as afirmações feitas em 01, 04 e 16.
  • 12. INSTRUÇÃO revisando o romantismo Leia atentamente a estrofe a seguir.
  • 13. TEXTO revisando o romantismo Teu romantismo bebo, ó minha lua, A teus raios divinos me abandono, Torno-me vaporoso... e só de ver-te Eu sinto os lábios meus se abrir de sono.
  • 14. QUESTÃO 04 FUVEST Neste excerto, o eu-lírico parece aderir com intensidade aos temas de que fala, mas revela, de imediato, desinteresse e tédio. Essa atitude do eu-lírico manifesta a: ironia romântica tendência romântica melancolia romântica aversão dos românticos à natureza fuga romântica para os sonhos
  • 15. SOLUÇÃO COMENTADA FUVEST A insinuação de abordagem de um tema e seu posterior abandono por parte do locutor configura uma das manifestações a ironia romântica por parte do sujeito poético. Assinale-se, pois, a alternativa “a”.
  • 16. INSTRUÇÃO revisando o romantismo Leia os versos de “Navio negreiro”, de Castro Alves:
  • 17. TEXTO revisando o romantismo São os filhos do deserto Onde a terra esposa a luz. Onde voa em campo aberto A tribo dos homens nus... São os guerreiros ousados, Que com os tigres mosqueados Combatem na solidão... Homens simples, fortes, bravos... Hoje míseros escravos Sem ar, sem luz, sem razão...
  • 18. QUESTÃO 05 UFSM-RS Assinale a alternativa correta com relação ao sentido expresso pelos versos transcritos. Descreve a vida dos escravos nas fazendas. Saúda a liberdade decorrente da abolição da escravatura. Salienta a integração dos negros com os índios. Compara o negro livre, na África, com o negro escravizado no Brasil. Propõe que os homens se tornem escravos por quererem fugir do deserto.
  • 19. SOLUÇÃO COMENTADA UFSM-RS Assinale-se a alternativa “d”, pois, neste fragmento de “Navio negreiro”, o locutor se refere ao negro africano e o mostra em dois momentos – livre, na África e aprisionado, no Brasil.
  • 20. QUESTÃO 06 FUVEST Tomadas em conjunto, as obras de Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo e Castro Alves demonstram que, no Brasil, a poesia romântica: Pouco deveu às literaturas estrangeiras, consolidando de forma homogênea a inclinação sentimental e o anseio nacionalista dos escritores da época. Repercutiu, com efeitos locais, diferentes valores e tonalidades da literatura europeia: a dignidade do homem natural, a exacerbação das paixões e a crença em lutas libertárias. Constituiu um painel de estilos diversificados, cada um dos poetas criando livremente sua linguagem, mas preocupados todos com a afirmação dos ideais abolicionistas e republicanos. Refletiu as tendências ao intimismo e à morbidez de alguns poetas europeus, evitando ocupar- se com temas sociais e históricos, tidos como prosaicos. Cultuou sobretudo o satanismo, inspirado no poeta inglês Byron, e a memória nostálgica das civilizações da Antiguidade Clássica, representadas por suas ruínas.
  • 21. SOLUÇÃO COMENTADA FUVEST A alternativa que apresenta um comentário que engloba as obras de Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo e Castro Alves é a letra “b”.
  • 22. INSTRUÇÃO revisando o romantismo Na(s) questão(ões) a seguir escreva nos parênteses a letra (V) se a afirmativa for verdadeira ou (F) se a alternativa for falsa. Observe que os textos a seguir representam a visão do amor em três autores do Romantismo. São momentos da poesia romântica coincidindo com três gerações:
  • 23. TEXTO revisando o romantismo Boa noite, Maria! Eu vou-me embora, A lua nas janelas bate em cheio. Boa noite, Maria! É tarde... é tarde... Não me aperte assim contra o seio. [Castro Alves]
  • 24. TEXTO revisando o romantismo Não acordes tão cedo! Enquanto dormes Eu posso dar-lhe beijos em segredo Mas, quando nos teus olhos raia a vida Não ouso te fitar... Eu tenho medo! [Álvares de Azevedo]
  • 25. TEXTO revisando o romantismo Enfim te vejo - enfim posso, Curvado aos teus pés, dizer-te Que não cessei de querer-te Apesar de quanto sofri. [Gonçalves Dias]
  • 26. QUESTÃO 07 UFPE ( ) O amor em Gonçalves Dias é sempre ilusão perdida, e a experiência concreta é o fracasso e o sofrimento. ( ) Em Álvares de Azevedo, já aparece um misto de erotismo e medo, frustrando assim a realização da experiência amorosa. ( ) Na obra de Castro Alves, prevalece a temática do amor sensual. ( ) O lirismo amoroso de Gonçalves Dias e Álvares de Azevedo inclui a falta de sensualidade presente em Castro Alves e também se descobrem, nos autores, os traços de donjuanismo. ( ) Os três autores apresentam, como pontos em comum, a visão da mulher como uma musa inacessível.
  • 27. SOLUÇÃO COMENTADA UFPE A sequência correta é V-V-V-F-F.