O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Distribuição eletrônica

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 16 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Distribuição eletrônica (20)

Anúncio

Mais de Karol Maia (20)

Distribuição eletrônica

  1. 1. Profa Ana Karoline Maia karoline.quimica@gmail.com www.karolinequimica.blogspot.com
  2. 2. Linus Carl Pauling • (1901- 1994)- foi um químico quântico, bioquímico nos EUA. • Principais químicos do séc XX • Prêmio Nobel: ligações química • Prêmio Nobel da paz: testes nucleares • Dieta da vitamina C •
  3. 3. Camadas Eletrônicas ou Níveis de Energia A eletrosfera está dividida em 7 níveis ou camadas designadas por K, L, M, N, O, P, Q ou pelos números: n = 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, respectivamente. O número de camada é chamado número quântico principal (n). Número máximo de elétrons em cada nível de energia: 1. Teórico: Equação de Rydberg: x = 2n2 K L M N O P Q 2 8 18 32 50 72 98 2. Experimental: O elemento de número atômico 112 apresenta o seguinte número de elétrons nas camadas energéticas: K L M N O P Q 2 8 18 32 32 18 2
  4. 4. Camada de valência (C.V.) ou nível de valência é o nível mais externo, isto é, última camada do átomo e pode contar no máximo 8 elétrons. Camada de Valência é o último nível de uma distribuição eletrônica, normalmente os elétrons pertencentes à camada de valência, são os que participam de alguma ligação química. Subníveis ou Subcamadas de Energia Uma camada de número n será subdividida em n subníveis: s, p, d, f, g, h, i… (sharp= linhas brilhantes ; p=principal ; d= diffuse; f= fine) Nos átomos dos elementos conhecidos, os subníveis teóricos g, h, i… estão vazios. Número máximo de elétrons em cada subnível experimental: s p d f 2 6 10 14 Distribuição dos elétrons nos subníveis (configuração eletrônica) Os subníveis são preenchidos em ordem crescente de energia (ordem energética).
  5. 5. Construção do Diagrama de Linus Pauling • 1 K • 2 L 2 • 3 M 3 3 • 4 N 4 4 4 • 5 O 5 5 5 • 6 P 6 6 • 7 Q
  6. 6. Construção do Diagrama de Linus Pauling • 1 K s2 • 2 L s2 2 p6 • 3 M s2 3 p6 3 d10 • 4 N s2 4 p6 4 d10 4 f14 • 5 O s2 5 p6 5 d10 5 f14 • 6 P s2 6 p6 6 d10 • 7 Q s2
  7. 7. Construção do Diagrama de Linus Pauling • 1 K s2 • 2 L s2 2 p6 • 3 M s2 3 p6 3 d10 • 4 N s2 4 p6 4 d10 4 f14 • 5 O s2 5 p6 5 d10 5 f14 • 6 P s2 6 p6 6 d10 • 7 Q s2
  8. 8. Distribuição energética 1s 2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d10 5p6 6s2 4f14 5d10 6p6 7s2 5f14 6d10
  9. 9. Termos Principais • Subnível mais energético • Subnível mais externo • Camada de Valência
  10. 10. Tabela Periódica e a Distribuição Eletrônica O esquema abaixo mostra o subnível ocupado pelo elétron mais energético dos elementos da tabela periódica. s p d f
  11. 11. Exemplos 26Fe:
  12. 12. stribuição de íons • Retira-se ou adiciona-se elétrons no subnível mais externo.
  13. 13. Exemplos 26Fe2+:
  14. 14. Exemplos 26Fe3+:
  15. 15. Exercício de Distribuição 12Mg: 16S: 23V: 57La:
  16. 16. Exercício de Distribuição 9F-: 12Mg2+: 16S2-:

×