SlideShare uma empresa Scribd logo
DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA Profª. Regina Modesto Raszl
Um problema para os químicos era construir uma teoria consistente que explicasse como os elétrons se distribuíam ao redor dos átomos , dando-lhes as características de reação observadas em nível macroscópico. Linus Gari Pauling (1901-1994), químico americano, elaborou um dispositivo prático que permite colocar todos os subníveis de energia conhecidos em ordem crescente de energia. É o processo das diagonais, denominado diagrama de Pauling. A ordem crescente de energia dos subníveis é a ordem na seqüência das diagonais. Foi o cientista americano Linus G. Pauling quem apresentou a teoria até o momento mais aceita para a distribuição eletrônica.
Os elétrons estão distribuídos em camadas ao redor do núcleo do átomo. Admite-se a existência de 7 camadas eletrônicas, designados pelas letras maiúsculas: K,L,M,N,O,P e Q. À medida que as camadas se afastam do núcleo, aumenta a energia dos elétrons nelas localizados.  As camadas da eletrosfera representam os níveis de energia da eletrosfera. Assim, as camadas K,L,M,N,O, P e Q constituem os 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º e 7º níveis de energia, respectivamente.
Por meio de métodos experimentais, concluiu-se que o número máximo de elétrons que cabe em cada camada ou nível de energia é: Nível de energia Camada Número máximo de elétrons 1º K 2 2º L 8 3º M 18 4º N 32 5º O 32 6º P 18 7º Q 2 (alguns autores admitem até 8)
Em cada camada ou nível de energia, os elétrons se distribuem em subcamadas ou subníveis de energia, representados pelas letras s,p,d,f, em ordem crescente de energia.  O número máximo de elétrons que cabe em cada subcamada, ou subnível de energia, também foi determinado experimentalmente:  s – Sharp  p – Principal  d – Diffuse  f – Fundamental  Subnível s p d f Número máximo de elétrons 2 6 10 14
ē Diagrama de Linus Pauling
Acompanhe o exemplo de distribuição eletrônica:   A distribuição eletrônica para o átomo de Potássio (K) que tem Z = 19 seria obtida da seguinte forma: Z = 19 indica que o potássio no estado neutro, possui igual número de cargas positivas e negativas. Portanto, temos 19 elétrons a distribuir. 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 1 A distribuição eletrônica segue o sentido das setas: Note que o último subnível  preenchido comporta 2 elétrons mas é Necessário somente 1 para  completar os 19.
DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA EM ÍONS
 
EXERCÍCIOS EXTRAS 1.Um elemento cujo átomo possui 20 nêutrons e apresenta distribuição eletrônica no estado fundamental 1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6  4s 1  tem: a) número atômico 20 e número de massa 39; b) número atômico 39 e número de massa 20; c) número atômico 19 e número de massa 20; d) número atômico 19 e número de massa 39; e) número atômico 39 e número de massa 19.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
4. Qual a distribuição eletrônica, em subníveis, para o cátion Ca ++ ? Dado: nº atômico do Cálcio = 20. a)1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6  4s 2  b)1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6  3d 2  c)1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6  4s 2  3d 2   d)1s 2  2s 2  2p 6  3s 2   e)1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],6. Sabendo-se que o subnível mais energético de um átomo do elemento A é o 4s 1  e de outro átomo do elemento B é o 3p 5  assinale a alternativa correta: a) os íons dos átomos dos referidos elementos são isoeletrônicos b) o átomo do elemento A apresenta menor raio atômico que o átomo do elemento B c) o átomo do elemento A apresenta 3 camadas d) o átomo do elemento B apresenta um total de 18 elétrons e) os elementos A e B são metais.
7. Relativamente ao íon Mg +2  de número atômico 12 e número de massa 24, assinale a alternativa correta: a) tem 12 elétrons b) tem 10 nêutrons c) tem 10 prótons d) tem configuração eletrônica 1s 2  2s 2  2p 6  3s 2 e) tem configuração eletrônica idêntica ao íon Na+ de número atômico 11  8. Ao analisarmos os ânion monovalente  17 A 35   e cátion monovalente  19 B 39  podemos dizer que: a) A e B são isótopos; b) A e B são isóbaros; c) A e B são isótonos; d) A e B são isoeletrônicos; e) A e B não têm nenhuma relação. 9. Quantos prótons há no íon X  3+   de configuração 1s 2  2s 2  2p 6  3s 2  3p 6  3d 10 ? a) 25 b) 28 c) 31 d) 51 e) 56

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Densidade
DensidadeDensidade
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
kaliandra Lisboa
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
fisicaatual
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Karol Maia
 
Propriedades periodicas
Propriedades periodicas Propriedades periodicas
Propriedades periodicas
cmdantasba
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
João Paulo Luna
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
Pedro Monteiro
 
Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
Professora Raquel
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
Estude Mais
 
Aula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicasAula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicas
Profª Alda Ernestina
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
Sergio Madureira
 
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus PaulingDistribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
Tabela Periódica
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
Rafael Nishikawa
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
Rebeca Vale
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Juliana Mendes
 
Aula 2 O Atomo
Aula 2   O AtomoAula 2   O Atomo
Aula 2 O Atomo
José Vitor Alves
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
loirissimavivi
 

Mais procurados (20)

Densidade
DensidadeDensidade
Densidade
 
Aula elementos químicos
Aula elementos químicosAula elementos químicos
Aula elementos químicos
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
Quimica inorgânica ácidosbases (9o ano)
 
Propriedades periodicas
Propriedades periodicas Propriedades periodicas
Propriedades periodicas
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Transformação da Materia
Transformação da MateriaTransformação da Materia
Transformação da Materia
 
Aula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono anoAula 9 tabela periódica nono ano
Aula 9 tabela periódica nono ano
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
 
Aula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicasAula sobre ligações químicas
Aula sobre ligações químicas
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
 
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus PaulingDistribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
Distribuição Eletrônica - Diagrama de Linus Pauling
 
Balanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicasBalanceamento de equações químicas
Balanceamento de equações químicas
 
Propriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - QuímicaPropriedades da Matéria - Química
Propriedades da Matéria - Química
 
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
 
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e BasesAula Digital de Química - Ácidos e Bases
Aula Digital de Química - Ácidos e Bases
 
1. introdução a química
1. introdução a química1. introdução a química
1. introdução a química
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Aula 2 O Atomo
Aula 2   O AtomoAula 2   O Atomo
Aula 2 O Atomo
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 

Destaque

Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônicaDistribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
Joanna de Paoli
 
Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica  Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
Karol Maia
 
Diagrama de linus pauling 1
Diagrama de linus pauling 1Diagrama de linus pauling 1
Diagrama de linus pauling 1
simone1444
 
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
Kassen Azanki
 
Exercício_distribuição_eletrônica
Exercício_distribuição_eletrônicaExercício_distribuição_eletrônica
Exercício_distribuição_eletrônica
phabbyanno
 
8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica
Luiza Ferreira
 
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
joana bolsi
 
Slides evolução do modelo atômico
Slides  evolução do modelo atômicoSlides  evolução do modelo atômico
Slides evolução do modelo atômico
elismarafernandes
 
Regras para distrbuição eletronica dos átomos
Regras para distrbuição eletronica dos átomosRegras para distrbuição eletronica dos átomos
Regras para distrbuição eletronica dos átomos
colégio estadual de paiquere
 
Estrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônicaEstrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônica
Profª Alda Ernestina
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
O átomo
O átomoO átomo
Aulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
Aulas 1 e 2 - Modelos AtômicosAulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
Aulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
Felipe Ribeiro de Siqueira
 
ÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculasÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculas
Piedade Alves
 
Distribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomoDistribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomo
Yamani Oliveira
 
Slide Sobre Tabela PerióDica
Slide Sobre Tabela PerióDicaSlide Sobre Tabela PerióDica
Slide Sobre Tabela PerióDica
Fabiana Enio Rodrigues
 
Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)
ct-esma
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
Thiago Benevides
 
A estrutura do átomo
A estrutura do átomoA estrutura do átomo
Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicosEvolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
Patrícia Morais
 

Destaque (20)

Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônicaDistribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
 
Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica  Distribuição eletrônica
Distribuição eletrônica
 
Diagrama de linus pauling 1
Diagrama de linus pauling 1Diagrama de linus pauling 1
Diagrama de linus pauling 1
 
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
 
Exercício_distribuição_eletrônica
Exercício_distribuição_eletrônicaExercício_distribuição_eletrônica
Exercício_distribuição_eletrônica
 
8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica8 04 distribuição-eletrônica
8 04 distribuição-eletrônica
 
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
 
Slides evolução do modelo atômico
Slides  evolução do modelo atômicoSlides  evolução do modelo atômico
Slides evolução do modelo atômico
 
Regras para distrbuição eletronica dos átomos
Regras para distrbuição eletronica dos átomosRegras para distrbuição eletronica dos átomos
Regras para distrbuição eletronica dos átomos
 
Estrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônicaEstrutura atômica e configuração eletrônica
Estrutura atômica e configuração eletrônica
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Aulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
Aulas 1 e 2 - Modelos AtômicosAulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
Aulas 1 e 2 - Modelos Atômicos
 
ÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculasÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculas
 
Distribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomoDistribuição eletrônica no átomo
Distribuição eletrônica no átomo
 
Slide Sobre Tabela PerióDica
Slide Sobre Tabela PerióDicaSlide Sobre Tabela PerióDica
Slide Sobre Tabela PerióDica
 
Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)Evolução do modelo atómico (final)
Evolução do modelo atómico (final)
 
Tabela periódica
Tabela periódicaTabela periódica
Tabela periódica
 
A estrutura do átomo
A estrutura do átomoA estrutura do átomo
A estrutura do átomo
 
Evolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicosEvolução dos modelos atómicos
Evolução dos modelos atómicos
 

Semelhante a Química distribuição eletronica

Lista primeiros
Lista primeirosLista primeiros
Lista primeiros
Daiane Gris
 
05
0505
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptxAula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
DaniDu3
 
Atomicidade
AtomicidadeAtomicidade
Atomicidade
torquatofp
 
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptxAula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
DaniDu3
 
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de paulingAula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
Colegio CMC
 
Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3
Katia Venancio
 
Atomistica
AtomisticaAtomistica
ExercÍcios Vestibular
ExercÍcios   VestibularExercÍcios   Vestibular
ExercÍcios Vestibular
Cursos Profissionalizantes
 
Inorgânica 2º bimestre
Inorgânica 2º bimestreInorgânica 2º bimestre
Inorgânica 2º bimestre
cris_bastardis
 
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanicaAula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
MarceloAugustoLeonez
 
05
0505
Aulas 6 a 16 - Atomística
Aulas 6 a 16 -  AtomísticaAulas 6 a 16 -  Atomística
Aulas 6 a 16 - Atomística
Felipe Ribeiro de Siqueira
 
Teoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódicaTeoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódica
cris_bastardis
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
PostodeSadeBarreto
 
Exercícios sobre atomística
Exercícios sobre atomísticaExercícios sobre atomística
Exercícios sobre atomística
Julio Filho
 
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônicaResumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Profª Alda Ernestina
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
kamilla100
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AlexRodrigues954286
 
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelosESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
katiaegas457
 

Semelhante a Química distribuição eletronica (20)

Lista primeiros
Lista primeirosLista primeiros
Lista primeiros
 
05
0505
05
 
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptxAula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
 
Atomicidade
AtomicidadeAtomicidade
Atomicidade
 
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptxAula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
Aula 1 - Estrutura atômica e eletrônica.pptx
 
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de paulingAula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
 
Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3Estrutura atômica aula 3
Estrutura atômica aula 3
 
Atomistica
AtomisticaAtomistica
Atomistica
 
ExercÍcios Vestibular
ExercÍcios   VestibularExercÍcios   Vestibular
ExercÍcios Vestibular
 
Inorgânica 2º bimestre
Inorgânica 2º bimestreInorgânica 2º bimestre
Inorgânica 2º bimestre
 
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanicaAula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
Aula de Quimica -Do curso de engenharia mecanica
 
05
0505
05
 
Aulas 6 a 16 - Atomística
Aulas 6 a 16 -  AtomísticaAulas 6 a 16 -  Atomística
Aulas 6 a 16 - Atomística
 
Teoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódicaTeoria atômica e tabela periódica
Teoria atômica e tabela periódica
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL (1).ppt
 
Exercícios sobre atomística
Exercícios sobre atomísticaExercícios sobre atomística
Exercícios sobre atomística
 
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônicaResumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
Resumo - Estrutura atômica e distribuição eletrônica
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
 
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.pptAULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
AULA 1-ESTRUTURA ATOMICA ATUAL.ppt
 
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelosESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
ESTRUTURA ATOMICA ATUAL teori atómica modelos
 

Último

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

Química distribuição eletronica

  • 1. DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA Profª. Regina Modesto Raszl
  • 2. Um problema para os químicos era construir uma teoria consistente que explicasse como os elétrons se distribuíam ao redor dos átomos , dando-lhes as características de reação observadas em nível macroscópico. Linus Gari Pauling (1901-1994), químico americano, elaborou um dispositivo prático que permite colocar todos os subníveis de energia conhecidos em ordem crescente de energia. É o processo das diagonais, denominado diagrama de Pauling. A ordem crescente de energia dos subníveis é a ordem na seqüência das diagonais. Foi o cientista americano Linus G. Pauling quem apresentou a teoria até o momento mais aceita para a distribuição eletrônica.
  • 3. Os elétrons estão distribuídos em camadas ao redor do núcleo do átomo. Admite-se a existência de 7 camadas eletrônicas, designados pelas letras maiúsculas: K,L,M,N,O,P e Q. À medida que as camadas se afastam do núcleo, aumenta a energia dos elétrons nelas localizados. As camadas da eletrosfera representam os níveis de energia da eletrosfera. Assim, as camadas K,L,M,N,O, P e Q constituem os 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º e 7º níveis de energia, respectivamente.
  • 4. Por meio de métodos experimentais, concluiu-se que o número máximo de elétrons que cabe em cada camada ou nível de energia é: Nível de energia Camada Número máximo de elétrons 1º K 2 2º L 8 3º M 18 4º N 32 5º O 32 6º P 18 7º Q 2 (alguns autores admitem até 8)
  • 5. Em cada camada ou nível de energia, os elétrons se distribuem em subcamadas ou subníveis de energia, representados pelas letras s,p,d,f, em ordem crescente de energia. O número máximo de elétrons que cabe em cada subcamada, ou subnível de energia, também foi determinado experimentalmente: s – Sharp p – Principal d – Diffuse f – Fundamental Subnível s p d f Número máximo de elétrons 2 6 10 14
  • 6. ē Diagrama de Linus Pauling
  • 7. Acompanhe o exemplo de distribuição eletrônica: A distribuição eletrônica para o átomo de Potássio (K) que tem Z = 19 seria obtida da seguinte forma: Z = 19 indica que o potássio no estado neutro, possui igual número de cargas positivas e negativas. Portanto, temos 19 elétrons a distribuir. 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 1 A distribuição eletrônica segue o sentido das setas: Note que o último subnível preenchido comporta 2 elétrons mas é Necessário somente 1 para completar os 19.
  • 9.  
  • 10. EXERCÍCIOS EXTRAS 1.Um elemento cujo átomo possui 20 nêutrons e apresenta distribuição eletrônica no estado fundamental 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 1 tem: a) número atômico 20 e número de massa 39; b) número atômico 39 e número de massa 20; c) número atômico 19 e número de massa 20; d) número atômico 19 e número de massa 39; e) número atômico 39 e número de massa 19.
  • 11.
  • 12. 4. Qual a distribuição eletrônica, em subníveis, para o cátion Ca ++ ? Dado: nº atômico do Cálcio = 20. a)1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 b)1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 3d 2 c)1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 4s 2 3d 2 d)1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 e)1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6
  • 13.
  • 14. 7. Relativamente ao íon Mg +2 de número atômico 12 e número de massa 24, assinale a alternativa correta: a) tem 12 elétrons b) tem 10 nêutrons c) tem 10 prótons d) tem configuração eletrônica 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 e) tem configuração eletrônica idêntica ao íon Na+ de número atômico 11 8. Ao analisarmos os ânion monovalente 17 A 35 e cátion monovalente 19 B 39 podemos dizer que: a) A e B são isótopos; b) A e B são isóbaros; c) A e B são isótonos; d) A e B são isoeletrônicos; e) A e B não têm nenhuma relação. 9. Quantos prótons há no íon X 3+ de configuração 1s 2 2s 2 2p 6 3s 2 3p 6 3d 10 ? a) 25 b) 28 c) 31 d) 51 e) 56