ESTADO MATO GROSSO
SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO – SEDUC
ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ELIZABETH MARIA BASTOS
MINEIRO
PROJE...
nota de 450 pontos na média geral. Vestibulares e o ENEM, ministrado
na modalidade presencial, por professores com vasta e...
destacar, que alguns funcionários das mais diversas áreas da nossa
escola, aderiram o projeto no intuito de estudar para c...
a) Planejamento: Consiste em reunir os professores envolvidos para
delinear e traçar parâmetros e escolher os temas e assu...
7.7. Será solicitado ao CDCE, Direção ou Coordenação Pedagógica, a
disponibilidade da sala de informática, salas e bibliot...
Agosto
Setembro
Outubro
10. RECURSOS MATERIAIS
Os recursos materiais serão subsidiados pela própria escola no que
tange a ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto: Preparatorio ENEM para Escola Pública

8.375 visualizações

Publicada em

Envolver professores de todas as Disciplinas que são cobradas no ENEM, trabalhando na formação humana, destes alunos, durante a execução do projeto

Publicada em: Educação
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.375
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
453
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
265
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto: Preparatorio ENEM para Escola Pública

  1. 1. ESTADO MATO GROSSO SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO – SEDUC ESCOLA ESTADUAL PROFESSORA ELIZABETH MARIA BASTOS MINEIRO PROJETO TRANSDISCIPLINAR: Preparatório para o ENEM EQUIPE TÉCNICA: Diretor: Coord. Pedagógicos: Professores: Equipe de Professores voluntários desta escola Matemática/Física: Língua Portuguesa/Redação/Literatura: História: Geografia: Inglês/Espanhol: Biologia/Química: Coordenação do Projeto: PÚBLICO ALVO: Os alunos do Ensino Médio e funcionários da escola 1. JUSTIFICATIVA O Curso Preparatório ENEM é uma complementação nas mais diversa áreas do conhecimento, promovendo situações em que os educadores e possam trocar experiências, surgindo assim um melhor aprendizado, com um espírito mútuo de cooperação e solidariedade. O baixo índice do IDEB na nossa escola, oriundo de diversos fatores socioculturais, tem em vista evitar o fracasso no ato das provas do Enem. Rendimento escolar que tem o objetivo de preparar alunos, com baixa renda familiar, para prestar Exames. Antes não havia essa obrigação de nota mínima no Enem, bastava que o aluno tivesse feito o Enem para contratar o Fies, mas agora com as novas regras só é possível com a
  2. 2. nota de 450 pontos na média geral. Vestibulares e o ENEM, ministrado na modalidade presencial, por professores com vasta experiência na área. é tema de diversos estudos em os pesquisadores na aérea da educação e às vezes tenta-se colocar a falha em alguém, que pode ser a escola, o professor, a família e por fim o próprio educando, mas é salutar lembrar que se o aluno tem dificuldade em ler logo não poderá saber interpretar textos sejam eles de quaisquer disciplina segundo (1)STEFANINI e CRUZ, cita vários atores, causas ou pressupostos “...os professores sobre as dificuldades de aprendizagem de seus alunos e as causas destas dificuldades” no entanto pode-se verificar que “...Os resultados mostram que os professores apresentam três concepções distintas de dificuldade de aprendizagem: dificuldade em assimilar o conteúdo, dificuldade na leitura e na escrita e dificuldade no raciocínio...” me que estas dificuldades podem advir de um leque mais abrangente “... As causas das dificuldades são atribuídas à família, à criança e à escola”, mas, se o aluno não sabe ler como saberá interpretar? Assim com a leitura e interpretação de textos dos problemas das Disciplinas de Física e de Matemática, vai servir suporte para as mesmas. 1.1. APRESENTAÇÃO O aluno ao relembrar as disciplinas solicitadas pelo exame nacional, ele terá maiores chances para acertos na prova, e deixa de ser apenas de um franco atirador, e passa a compreender e solucionar os enunciados dos problemas ali elencados, as aulas ocorrerão aos sábados, no horário vespertino, das 14:00h às 17:00h, onde os professores voluntários,nas mais diversas disciplinas, farão uso das apostilas da Seed/Pr, como guia orientativo, mas, será livre a inserção de temas relativos ao Enem, pelos professores. Haverá um simulado a cada mês, surgiu a ideia de implantar este projeto “Preparatório para o ENEM” que é uma iniciativa dos Professores do Ensino Médio, Coordenação Pedagógica e CDCE, pautado nos baixos índices de aprovação no exame nacional, que não é uma característica única de nossa escola, mas, um problema estadual nas escolas públicas, um problema educacional do Brasil, logo, este projeto visa estimular os alunos, vale um destaque, que foi realizada uma pesquisa da necessidade da implantação deste preparatório, houve uma adesão, de mais de 70 alunos, dispostos a fazer este preparatório, e aumentar suas chances de aprovação nas vagas disponibilizadas pelo SISU, que oferece vagas nas universidades públicas, para os melhores colocados no exame nacional ensino médio. Outro fato há de se
  3. 3. destacar, que alguns funcionários das mais diversas áreas da nossa escola, aderiram o projeto no intuito de estudar para concorrer nas vagas destinadas ao ENEM. Elevando o número de participantes para mais de 80. 2. OBJETIVO GERAL Estimular uma melhor dinâmica educacional entre educadores de forma transdisciplinar no processo do ensino-aprendizagem nas disciplinas da Física e da Matemática com o auxilio da disciplina da Língua Portuguesa para uma melhor compreensão e desenvoltura nestas disciplinas. 3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Incentivar aos cursantes a conquistar as vagas oferecidas pelo SISU; • Demonstrar que é possível trabalhar com este tipo de projeto de forma transdisciplinar; e, • Envolver professores de todas Disciplinas que são cobradas no ENEM, aplicados de forma transdisciplinar, durante a execução do projeto. 4. PÚBLICO-ALVO Os alunos do Ensino Médio/Fundamenta, abrangendo as turmas dos períodos Matutino e Noturno e parte da comunidade escolar. 5. ÁREA DE ATUAÇÃO Escola Estadual Professora Elizabeth Maria Bastos Mineiro. Endereço: rua 15, quadra 118, s/n, bairro São Mateus, Várzea Grande/MT.Telefone: (65) 3694.5300. Com a utilização da sala de informática e salas de aula desta escola. 6. FASES DO PROJETO E METODOLOGIA Este projeto esta dividido em quatro fases que se interagem ao decorrer do período proposto (abril a novembro), com feedback ao final de cada bimestre do curso, com uma reunião com equipe técnica e professores. As aulas serão ofertadas em forma de palestras, com duração de uma hora. O CDCE da escola fornecerá certificados de palestra aos participantes, bem como, a estes professores, também lhes será conferido, 2 (dois) pontos como participação em projeto pedagógico escolar.
  4. 4. a) Planejamento: Consiste em reunir os professores envolvidos para delinear e traçar parâmetros e escolher os temas e assuntos a serem abordados e trabalhados no decorrer do curso; b) Execução do Projeto: Cada professor de posse dos assuntos e/ou textos a serem trabalhados, porá em pratica com seus alunos; c) Avaliação: Nesta fase ela ocorrerá ao final de cada bimestre com aplicação de simulados, com questões de ENEM anteriores e outros vestibulares nacional. d) Aproveitamento: Será verificado no final do bimestre a evolução deste projeto, usando como parâmetro o resultados dos simulados, se houve um bom resultado e corrigir as possíveis falhas e implementar novas ideias ou sugestões. 7. SUBFASES DO PROJETO Ficara a cargo da Coordenação Pedagógica a orientação e acompanhamento em todas as fases deste projeto, auxiliando no planejamento e execução das ações, fornecendo material pedagógico, lembrando que este projeto pode ser alterado e adaptado sempre ao término de cada bimestre ou de como fica decidido na fase do planejamento. 7.1. Aprovação do material escolhido pelo grupo de professores em pauta será por meio de reunião; 7.2. Apresentar o Projeto Transdisciplinar “Preparatório para o ENEM” ao Conselho Deliberativo da Comunidade Escola (CDCE), para deliberação e aprovação. 7.3. Escolher o Coordenador deste Projeto escolar, como mediador das reuniões do projeto e execussão; 7.4. Formalização deste projeto em documento interno ou Ata de reunião do CDCE; 7.5. Divulgação do Projeto a critério da Direção escolar ou Coordenação Pedagógica; 7.6. Promover uma reunião com o Mediador e professores com o objetivo de fixar as datas de reunião,simulados e outras deliberações;
  5. 5. 7.7. Será solicitado ao CDCE, Direção ou Coordenação Pedagógica, a disponibilidade da sala de informática, salas e biblioteca, materiais, livros e xerox, entre outros; 7.8. Lançamento do Projeto a comunidade escolar, mais precisamente aos alunos em voga, apresentando os principais objetivos; 7.9. O Mediador deverá enfatizar a importância da participação de cada professor envolvido e explicar as fases e procedimentos do projeto; 8. OBJETIVOS A SEREM ALCANÇADOS Cabe ao professor deverá trabalhar na sua respectiva área de forma transdisciplinar, para haver uma melhor compreensão, no intuito de facilitar um melhor entendimento dos problemas e exercícios destas disciplinas. 8.1. Algumas possibilidades para sua utilização deste projeto são: • Rever conteúdos e temas elencados e cobrados no ENEM, diversas formas de exercícios formas de encaminhamento das atividades, expectativas de aprendizagem e maneiras de aprendizados; • Refletir sobre uma melhor prática pedagógica, tendo em vista uma coerência com os objetivos propostos no exame nacional; • Preparar um planejamento que possa de fato orientar o trabalho em sala de aula; • Discutir com a equipe do projeto as razões que levam os alunos a terem maior ou menor participação nas atividades aplicadas no decorrer do curso preparatório; • Identificar, produzir ou solicitar novos materiais que possibilitem contextos mais significativos de aprendizagem relativos ao projeto; • Subsidiar as discussões de temas educacionais específicos ao ENEM e vestibulares. 9. Cronograma. Meses Abril Maio Junho Julho
  6. 6. Agosto Setembro Outubro 10. RECURSOS MATERIAIS Os recursos materiais serão subsidiados pela própria escola no que tange a xerox, data show, apostilas, livros e salas. Quanto as apostilas dos alunos serão disponibilizadas por meio eletrônico ou xerocadas por eles próprios. 11. CUSTOS Deverá ser calculado no planejamento, de acordo com o que será descrito nas reuniões. 12. BILBIOGRAFIA 1. STEFANINI, M. C. B.; CRUZ, S. A. B. Dificuldades de Aprendizagem e suas causas: o olhar do professor de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/faced/ojs/index.php/faced/article/viewFil e/436/332. Educação: Porto Alegre – RS, ano XXIX, n. 1 (58), p. 85 – 105, Jan./Abr. 2006.Acesso em: 25 dez. 2010. 2.Brasil. Secretaria de Educação Fundamental.Parâmetros curriculares nacionais : introdução aosparâmetros curriculares nacionais / Secretaria deEducação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1997. IMPORTANTE: Por questões de ética e direitos de autoria, pedimos que ao fazer utilização deste trabalho para outros fins senão a leitura do mesmo, por gentileza o referencie devidamente

×