Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx

PLANO DE AÇÃO - 2023
Unidade Escolar: EE Cel. João Ernesto Figueiredo
Diretor: Filomeno Bueno de Camargo
COE: Fernando Tadeu de Almeida
COE: Regiane Cristina Moraes Gomes
CPCG: Paloma Alves Marinho Lucena
CGPAC de Linguagens: Flávia e Simone Mendes
CGPAC de Ciências da Natureza e Matemática: Maria Aparecida e Simone Graciano
CGPAC de Ciências Humanas: Edilson Lucena
Supervisor de Ensino: Elenira Martins Sanches
PCNP: Gabriela Cecília Alves Pereira
Missão: Ser um núcleo formador de jovens, primando pela excelência na formação acadêmica, pelo apoio integral aos seus Projetos de Vida,
pelo aprimoramento do aluno como pessoa humana, pela formação ética e pelo desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento
crítico para desempenho do seu papel social.
Visão: Está alinhada aos objetivos do Programa Educação – Compromisso de São Paulo: ser em 2030, reconhecida internacionalmente como
uma Rede pública de ensino integral de excelência, posicionada entre as 25 primeiras do mundo.
Valores: Os valores do Programa Ensino Integral são:
✔ ensino público de qualidade;
✔ a valorização dos educadores;
✔ a gestão escolar democrática e responsável;
✔ o espírito de equipe e cooperação;
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO
DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE BRAGANÇA PAULISTA
EE PEI - Cel. JOÃO ERNESTO FIGUEIREDO
✔ a mobilização, engajamento, comprometimento da Rede, alunos e sociedade em torno do processo ensino-aprendizagem voltado ao
espírito público e à cidadania;
✔ e, finalmente, a escola como centro irradiador da inovação.
Objetivos Gerais: Em consonância com o Programa Educação Compromisso de São Paulo, os valores são fundamentos que orientam as
ações desenvolvidas para atender aos OBJETIVOS ESPECÍFICOS abaixo elencados:
- Ser uma escola que contribua na formação do jovem para que este seja capaz de agir pessoal e coletivamente.
- Formar o jovem para que ele direcione seu futuro a partir da sua vivência escolar e como parte da solução do problema.
Premissa: PROTAGONISMO
PROFESSOR. Desenvolver atividades diferenciadas que atendam aos diferentes níveis de compreensão das habilidades não adquiridas e
as potencialidades de aprendizagem de cada aluno.
GCPAC. Oferecer formação na área que leve os professores a trabalharem os diferentes níveis de aprendizagem dos alunos, por meio de
estratégias de ensino.
CGPG. Buscar conhecer os alunos, os professores e os CGPAC em sua individualidade (projeto de vida, Programa de Ação, pontos fortes e
de melhoria).
COE. Buscar conhecer os estudantes e os profissionais da escola em sua individualidade, pontos fortes e de desenvolvimento. Compartilhar
os Projetos de Vida dos estudantes a todos. Propiciar espaços para que os estudantes sejam o sujeito principal da ação (líder, grêmio, na
solução aos problemas da escola). Atuar como modelo a ser seguido.
DIRETOR. Apoiar os Presidentes de Clubes para desenvolver ações na escola que promovam relacionamentos respeitosos e
práticas não discriminatórias.
PROTAGONISMO JUVENIL
Objetivo: Buscar conhecer os alunos, professores e gestores em sua individualidade, ajudando a formar pessoas autônomas, solidárias e
competentes.
Formar jovens competentes, autônomos e solidários.
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Conhecer o aluno,
professor e gestores no
seu Projeto de Vida.
100% dos alunos,
professores e gestores
com Projeto de Vida
elaborado para o ano
Ficha de tutoria;
Mural dos sonhos (local
onde estarão dispostos os
projetos de vida dos
estudantes).
1º Bimestre:
Implementação;
2º Bimestre: Avaliação
Apoiar de forma
contínua e permanente
a construção do Projeto
de Vida de alunos,
professores e gestores,
revisitando documentos
do PEI sobre Projeto de
Vida
COE: Elaboração dos
documentos;
Professores de PV:
Elaboração do Mural
dos Sonhos;
Todos: Preenchimento
dos documentos e
acompanhamento;
Incentivar o
protagonismo juvenil a
partir da resolução de
problemas enfrentados
no ambiente pessoal e
coletivo, através de
experiências positivas
coletadas nos
momentos de Clube
Juvenil e Tutoria, além
do Grêmio Estudantil.
Diretor: Clube Juvenil;
COE Fernando:
Grêmio juvenil e tutoria
tarde;
COE Regiane: Tutoria
Manhã.
Premissa: PROTAGONISMO - PROTAGONISMO SÊNIOR
Objetivo: Ter clareza do seu propósito de atuação de forma ampla, servir como exemplo (presença educativa).
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Atuar como modelo a
ser seguido pelos alunos
e profissionais da
escola.
100% de Pontualidade
e Participação da
construção e
cumprimento dos
combinados.
Datas de entrega dos
documentos,
relatórios/Atas das
reuniões e
alinhamentos sobre os
combinados.
Bimestral
Construir os
combinados de forma
coletiva em
Planejamento,
Replanejamento,
Conselho de
Classe/Série e ATPCG.
Efetivar os combinados
estabelecidos.
Professores, CGPG;
CGPACs, COEs e
Diretor.
CGPG; CGPACs,
COEs e Diretor.
Premissa: FORMAÇÃO CONTINUADA
Domínio do conhecimento:
PROFESSOR. Demonstrar domínio do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo em sua disciplina; conhecer os
princípios do Currículo do Estado de São Paulo e sua relação com o Programa Ensino Integral e dominar o uso dos instrumentos de apoio
ao ensino para que a gestão de suas atividades atenda as expectativas dos alunos.
CGPAC. Demonstrar ter domínio do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo em relação às disciplinas de sua área,
ter domínio da interdisciplinaridade das disciplinas de sua área e ter clareza das “entregas” que devem ser realizadas nas ATPCs pelos
professores da área e posteriormente, nas diferentes reuniões de alinhamento.
CGPG. Conhecer os princípios do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo e sua relação com o Programa de Ensino
Integral, ter domínio da interdisciplinaridade do Currículo do Estado de São Paulo, ter domínio da Parte Diversificada da matriz curricular
do Programa Ensino Integral e dominar o uso dos instrumentos de apoio ao ensino e gestão de suas atividades para apoiar os CGPAC e a
equipe docente para o desenvolvimento das disciplinas Eletivas e Atividades Complementares.
COE. Dominar técnicas de mediação de conflitos. Ser didática nas reuniões da Equipe Gestora, Professores e Funcionários e nas
orientações aos pais ou responsáveis. Orientar professores às demandas dos alunos para orientar professores de Projeto de Vida e
Tutores.
DIRETOR. Ter o amplo conhecimento dos princípios do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo e sua relação com o
Programa Ensino Integral. Dominar os processos e os documentos da parte administrativa e financeira e o Modelo de Gestão do Programa
Ensino Integral. Dominar o uso dos instrumentos de apoio ao ensino e gestão de suas atividades para apoiar a equipe escolar, bem como
fazer as parcerias com toda a comunidade interna e externa.
Disposição ao Autodesenvolvimento Contínuo
PROFESSOR: Participar em cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua Função, buscar proativamente aprendizados
adicionais para sua prática visando a melhoria da qualidade de suas aulas e consequente aprendizagem dos alunos.
CGPAC. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua função como CGPAC, incentivar e orientar os professores
de sua área na busca proativa de aprendizados adicionais para sua prática e realizar formação dos professores de sua área oferecendo
subsídios teóricos e metodologias diferenciadas. Replicar em ATPCAs as formações externas.
CGPG. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua função como CGPG (temas específicos à função ou ao
modelo Pedagógico ou de Gestão do Programa de Ensino Integral). Buscar proativamente aprendizados adicionais através de leituras,
palestras, formações da Diretoria de Ensino e outros meios.
COE. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício da minha função. Ouvir as devolutivas recebidas e reavaliar as
práticas. Colocar em prática os aprendizados adquiridos nas formações. Buscar devolutivas das orientações e formações das Tutorias e
Projetos de Vida.
Formação continuada e Disposição para mudanças
Objetivo: Ampliar a importância do papel que os educadores desempenham na busca contínua do aprender e se desenvolver, como pessoa e
profissional, a partir do modelo do Programa, reavaliando sua prática, tecnologias, ferramentas e formas de pensar.
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Envolver os educadores
no conteúdo e
metodologia do modelo
pedagógico e de Gestão
90% Educadores com
conhecimento
consolidado sobre o
Modelo de Gestão do
Relatório de
acompanhamento de
sala de aula;
Semestral (pré
avaliação 360º).
Promover formação
continuada dos
educadores no Modelo
do Programa Ensino
Integral, a partir das
CGPG/COE/Diretor
do PEI, consolidando a
prática pedagógica em
consonância com o
Currículo Paulista do
novo ensino médio e
BNCC.
PEI, além do Currículo
Paulista do novo ensino
médio e BNCC.
Programa de Ação
Pré avaliação 360º.
Semanalmente
(formação);
necessidades
apontadas no processo
avaliativo das equipes
escolares, nos
instrumentos de gestão
e nas ações de
acompanhamento.
Envolver o professor
na sua própria
formação no
aprofundamento
curricular e nos
componentes da base;
Conhecer o
componente que
leciona.
CGPAC
Professores
Premissa: EXCELÊNCIA EM GESTÃO
Comprometer com o processo e os resultados
PROFESSOR. Planejar ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola, identificando as necessidades
de aprendizagem dos alunos e os resultados para que se tornem autônomos, solidários e competentes.
CGPAC. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola. Orientar os
professores de sua área no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola.
CGPG. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola, orientando os
professores e os CGPAC no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. Revisar suas
práticas para atingir melhores resultados.
COE. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola. Orientar os
professores de PV e tutores para o planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. Elaboração
do MMR com ações pontuais. Realizar as ações planejadas como mediador de conflitos junto aos estudantes e familiares. Apoiar alunos,
professores e gestores de forma a sempre buscar melhores resultados.
DIRETOR. Liderar a elaboração do Plano de Ação da escola alinhado ao Programa Ensino Integral, incentivando e viabilizando a
participação de toda a comunidade escolar. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do
Plano de Ação da escola. Orientar os gestores no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da
escola. Planejar ações de orientação aos líderes de turma, Presidentes de Clubes Juvenis e alunos do Grêmio Estudantil apoiando o
desenvolvimento do Protagonismo Juvenil.
Objetivo: Oferecer possibilidades para monitorar os resultados em todas as dimensões do projeto escolar.
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Elaborar o Programa de
Ação para melhoria da
aprendizagem em LP,
MAT e manutenção do
fluxo
Executar 100% do
Programa de Ação,
buscando atingir os
índices das avaliações
internas e externas.
Programa de Ação Bimestral Elaborar o Programa de
Ação;
Evidenciar as ações
planejadas;
Avaliar os impactos das
ações realizadas.
Professor/CGPAC/
CGPG/Diretor
Premissa: CORRESPONSABILIDADE
Relacionamento e corresponsabilidade
PROFESSOR. Mostra-se próximo e constrói vínculo positivo com os alunos e profissionais da escola, estando disponível dentro e fora da
sala de aula. É capaz de ouvir e valorizar outras pessoas. Colaborar com os outros profissionais da escola no dia a dia (apoia e oferece
ajuda).
CGPAC. Auxilia na integração e no bom relacionamento entre os professores da área, junto com os professores das demais áreas.
CGPG. Busca se relacionar com alunos e profissionais da escola, construindo vínculos positivos. É capaz de ouvir e valorizar outras pessoas.
Mostra-se disponível e orienta pais e/ou responsáveis sobre o desempenho escolar dos alunos, incentivando sua participação como
corresponsáveis.
COE. Colaborar com os profissionais da escola e comunidade no dia a dia, apoiando-os. Valorizar o trabalho dos tutores e professores de
PV por meio dos alinhamentos.Orientar pais/responsáveis dos estudantes, incentivando a participação deles como corresponsáveis.
DIRETOR. Colaborar com a comunidade interna e externa, apoiando-as e oferecendo ajuda. Deve-se ouvir e valorizar o trabalho de toda
a comunidade escolar por meio dos princípios e premissas do PEI.
Objetivo: Envolver a comunidade escolar atuando de maneira comprometida com o novo modelo pedagógico da escola
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Fortalecer a parceria
junto às famílias para
conscientização acerca
do modelo pedagógico
da unidade escolar e
envolvimento na vida
escolar do aluno.
50% de adesão, apoio
e acompanhamento das
famílias na vida escolar
de seus filhos.
Lista de presença das
reuniões de pais e
responsáveis;
Termos de orientação;
Semanalmente
Bimestral
Realizar ações de
comunicação eficiente
para divulgação das
práticas exitosas;
Divulgação dos
resultados bimestrais
para alunos e
responsáveis
Professores,
coordenadores e
diretor
Tutores
Premissa: REPLICABILIDADE
SOLUÇÃO E CRIATIVIDADE
PROFESSOR. Identificar avanços e pontos de melhoria dentro de suas atividades docentes e conhecer o contexto atual para atender a
comunidade a qual está inserido.
CGPAC. Incentivar os professores da área a refletir sobre os avanços e pontos de atenção, tendo em vista o contexto no qual está inserida
a escola.
CGPG. Tem visão crítica, sendo capaz de identificar avanços e pontos de melhoria. Quando identifica um ponto de melhoria, propõe e
implementa ações para melhorar os resultados. Incentiva os professores e CGPAC a testar novas práticas e atividades.
COE. Incentivar os professores de PV e tutores a refletirem sobre os avanços ou pontos de atenção, tendo em vista o contexto no qual
está inserida a escola. Incentivar os gestores e professores a desenvolverem a postura de foco em solução, propondo ações para melhorar
resultados. Valorizar as diferentes sugestões e reconhecer boas ideias. Criar soluções alternativas quando o problema não foi solucionado
por vias comuns.
DIRETOR. Incentiva a equipe escolar e comunidade externa a refletir sobre os avanços e pontos de atenção, tendo em vista o contexto no
qual está inserida a escola, bem como as inovações trazidas pelo PEI.
Difusão e Multiplicação
PROFESSOR. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com os seus pares.
CGPAC. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com as demais áreas de conhecimento.
CGPG. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com os gestores e professores. Incentivar os
professores e os CGPAC a documentar as boas práticas adotadas, tendo em vista o seu compartilhamento.
COE. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento. Incentivar os professores de PV e tutores a
documentar as boas práticas.
COE. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento. Incentivar a equipe escolar a documentar as boas
práticas adotadas, tendo em vista o seu compartilhamento com os pares e comunidade externa, bem como com outras escolas da rede
e do PEI. Compartilhar práticas do Projeto de Vida com os gestores e professores.
Objetivo: Ter disposição para mudanças e flexibilidade para adotar novas práticas e tecnologias. Quando identifica um problema que não pode ser
solucionado por vias comuns, é capaz de criar soluções alternativas.
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Incentivar o uso dos
equipamentos, espaços
e recursos da escola
Reduzir 10% dos
alunos que se
encontram com
rendimento abaixo do
básico
Avaliações internas,
Saresp e IDEB.
Bimestralmente Apoiar e incentivar o
uso de metodologias
ativas
Diversificar as
estratégias de aula e/ou
avaliação
Acompanhar e avaliar
as estratégias adotadas
Diretor, COE, CGPG e
CGPA
Professores
CGPG,CGPA e
Professores
Objetivo: Disseminar práticas inovadoras e sistematizadas, com foco na solução dos problemas, identificando caminhos alternativos sempre que
necessário.
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Sistematizar as práticas
replicáveis no plano de
expansão do modelo
para a Rede.
Difundir 100% das
ações exitosas
realizadas na escola.
Publicações em
diferentes canais de
comunicação
Mensalmente
Desenvolver estratégias
para divulgação e
compartilhamento das
boas práticas
Diretor, COE e CGPG
DESEMPENHO EM LÍNGUA PORTUGUESA
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Melhorar o desempenho
em Língua Portuguesa
IDEB - 5,1
SARESP Língua
Portuguesa 300
Baixo desempenho em
Língua Portuguesa
(263)
Bimestral
Envolver os professores
para incentivar a
participação dos alunos
em atividades
relacionadas à leitura.
Diretor, CGPG,
CGPAC e Professor
da Sala.
Desenvolver e aplicar
atividades que
desenvolvam a
interpretação de texto
pelos alunos
Elaborar o Guia de
Aprendizagem
utilizando as
habilidades previstas
para o ano/série.
Desenvolver as
habilidades nos planos
de aulas.
Realizar devolutivas
formativas aos alunos
Professores de Língua
Portuguesa, Sala de
Leitura e Orientação
de Estudos.
DESEMPENHO EM MATEMÁTICA
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Melhorar o desempenho
em Matemática
IDEB – 5,1
SARESP
Matemática 350
Baixo desempenho em
Matemática (278)
Bimestral Promover o
desenvolvimento das
habilidades
estruturantes e
essenciais, e
acompanhar os
resultados
Diretor, PCG, PCA e
Professor de
Matemática e de
Orientação de
Estudos.
Elaborar o Guia de
Aprendizagem
utilizando as
habilidades previstas
para o ano/série.
Desenvolver as
habilidades nos planos
de aulas.
Realizar devolutivas
formativas aos alunos.
Professores de
Matemática.
Fluxo
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Reduzir a 0% a taxa de
evasão
Registro de chamada e
de busca ativa.
Semanalmente Realizar a chamada
diariamente e
encaminhar as
ausências para o tutor;
Entrar em contato com
o responsável;
Convocar os
responsáveis em casos
de frequência inferior a
80%;
Notificar o Conselho
tutelar casos de
frequência inferior a
75%
Professores
Tutor;
COE Fernando -
Manhã e COE
Regiane - Tarde
COE Fernando -
Manhã e COE
Regiane - Tarde
MMR
Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
Elaborar o Plano de
Ação para melhoria da
aprendizagem em LP,
MAT e manutenção do
fluxo
Atingir 90% de
realização das AAP em
todas as turmas;
Aumentar os índices de
aproveitamento em
10% em todas as
turmas;
Desempenho nas
avaliações internas
elaboradas pelo
professor, Plataforma
São Paulo (CAEd) e
avaliações externas –
IDESP e IDEB
Desenvolvimento dos
Guias de
Aprendizagem, dos
Planos de Aula e
Nivelamento.
Bimestralmente Desenvolver estratégias
para garantir melhorias
nos índices de
aprendizado, através de
metodologias ativas em
todos os componentes;
Apoiar os professores
no desenvolvimento de
estratégias
diversificadas
Professores
CGPAC e CGPG
DIRETOR DE ESCOLA: SUPERVISOR DE ENSINO: PEC
DATA DA ELABORAÇÃO: 01/02/2023 DATA DA REVISÃO: / /2023– após devolutiva, / /2023
Bibliografia:
● Modelo de Gestão do programa ensino integral, Caderno do Gestor, modelo único, 2021.
● Mapa de Competências, Programa de Ensino Integral, SEE – SP.
1 de 12

Recomendados

Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx por
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxMaxLuisEspinosa
39.6K visualizações22 slides
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf por
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfPrograma de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfAdrianoSilvestre6
14.4K visualizações16 slides
Plano de ação 2011 por
Plano de ação 2011Plano de ação 2011
Plano de ação 2011GERALDOGOMESDEBARROS
136.1K visualizações6 slides
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil... por
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...SandraRombi
11.4K visualizações32 slides
Mapa de competências ensino integral (1) (1) por
Mapa de competências ensino integral (1) (1)Mapa de competências ensino integral (1) (1)
Mapa de competências ensino integral (1) (1)Roseli Basellotto
142.9K visualizações23 slides
Tutoria e orientação de estudos por
Tutoria e orientação de estudosTutoria e orientação de estudos
Tutoria e orientação de estudosELZA PIRES
55.7K visualizações84 slides

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aulas de protagonismo juvenil ef por
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil efMarina da Costa Lima
34.4K visualizações58 slides
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem por
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemPlano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemGoisBemnoEnem
5.9K visualizações13 slides
Projeto recuperação semestral reforço escolar por
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolaralvinarocha
32.2K visualizações25 slides
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil por
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilFormação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilSandraRombi
3.5K visualizações21 slides
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx por
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxssuser6c03a6
17.4K visualizações15 slides
Planejamento pedagógico por
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógicoSMEdeItabaianinha
32.3K visualizações21 slides

Mais procurados(20)

Aulas de protagonismo juvenil ef por Marina da Costa Lima
Aulas de protagonismo juvenil efAulas de protagonismo juvenil ef
Aulas de protagonismo juvenil ef
Marina da Costa Lima34.4K visualizações
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem por GoisBemnoEnem
Plano de Ampliação e Recomposição da AprendizagemPlano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
Plano de Ampliação e Recomposição da Aprendizagem
GoisBemnoEnem5.9K visualizações
Projeto recuperação semestral reforço escolar por alvinarocha
Projeto recuperação semestral reforço escolarProjeto recuperação semestral reforço escolar
Projeto recuperação semestral reforço escolar
alvinarocha32.2K visualizações
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil por SandraRombi
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilFormação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
SandraRombi3.5K visualizações
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx por ssuser6c03a6
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
ssuser6c03a617.4K visualizações
Planejamento pedagógico por SMEdeItabaianinha
Planejamento pedagógicoPlanejamento pedagógico
Planejamento pedagógico
SMEdeItabaianinha32.3K visualizações
Plano de trabalho para Gestão Escolar por Belister Paulino
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Belister Paulino226.7K visualizações
Formação recomposição da Aprendizagem por carmensilva723002
Formação recomposição da Aprendizagem Formação recomposição da Aprendizagem
Formação recomposição da Aprendizagem
carmensilva7230025.6K visualizações
Projeto familia na escola por Eduardojr-professor
Projeto familia na escolaProjeto familia na escola
Projeto familia na escola
Eduardojr-professor125.6K visualizações
Projeto politico pedagogico PPP por Profissão Professor
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor25.2K visualizações
relatório da educação especial-estágio por UFMA e UEMA
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA49.2K visualizações
Planejamento escolar por Joao Balbi
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
Joao Balbi114.2K visualizações
Estagio regencia de sala por Alessandra Alves
Estagio regencia de salaEstagio regencia de sala
Estagio regencia de sala
Alessandra Alves58.8K visualizações
Relatório estágio por Maria da C.A.Versiani
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
Maria da C.A.Versiani249.9K visualizações
Meu pré projeto joiara nara por joiramara
Meu pré projeto joiara naraMeu pré projeto joiara nara
Meu pré projeto joiara nara
joiramara443.1K visualizações
Relatório de gestão escolar por Maryanne Monteiro
Relatório de gestão escolarRelatório de gestão escolar
Relatório de gestão escolar
Maryanne Monteiro29.1K visualizações
Plano de Ação Matemática por Manuel de Abreu
Plano de Ação MatemáticaPlano de Ação Matemática
Plano de Ação Matemática
Manuel de Abreu48.9K visualizações
Projeto de Incentivo a Leitura por Cirlei Santos
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
Cirlei Santos13.4K visualizações

Similar a Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx

Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015 por
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015jeffcezanne
725 visualizações67 slides
PlanodeacaodoCoordenador.pdf por
PlanodeacaodoCoordenador.pdfPlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdfAnaCristinaLuizaSouz
139 visualizações9 slides
Progestao por
ProgestaoProgestao
ProgestaoReijane
825 visualizações14 slides
20 pea-2013-2016 por
20 pea-2013-201620 pea-2013-2016
20 pea-2013-2016Maria José Oliveira
264 visualizações13 slides
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf por
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfAntonio Burnat
26 visualizações578 slides
Projeto didáticas e práticas de ensino por
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoMaria Cecilia Silva
196 visualizações20 slides

Similar a Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx(20)

Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015 por jeffcezanne
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
Planejamento Pedagógico - EE República do Suriname 2015
jeffcezanne725 visualizações
PlanodeacaodoCoordenador.pdf por AnaCristinaLuizaSouz
PlanodeacaodoCoordenador.pdfPlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
AnaCristinaLuizaSouz139 visualizações
Progestao por Reijane
ProgestaoProgestao
Progestao
Reijane825 visualizações
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf por Antonio Burnat
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS.pdf
Antonio Burnat26 visualizações
Projeto didáticas e práticas de ensino por Maria Cecilia Silva
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensino
Maria Cecilia Silva196 visualizações
P.Ação - 2022.docx por WAGNERLUIZMENDES1
P.Ação - 2022.docxP.Ação - 2022.docx
P.Ação - 2022.docx
WAGNERLUIZMENDES1450 visualizações
oficina de programa de ação.pptx por VitorFilho3
oficina de programa de ação.pptxoficina de programa de ação.pptx
oficina de programa de ação.pptx
VitorFilho363 visualizações
2 currículo, programa e programação por psicologiaestoi
2 currículo, programa e programação2 currículo, programa e programação
2 currículo, programa e programação
psicologiaestoi14.3K visualizações
Simulado por Marcia Tavares
SimuladoSimulado
Simulado
Marcia Tavares59 visualizações
Avaliacao do Desempenho Docente e Supervisao Pedagogica por Agostinho NSilva
Avaliacao do Desempenho Docente e Supervisao PedagogicaAvaliacao do Desempenho Docente e Supervisao Pedagogica
Avaliacao do Desempenho Docente e Supervisao Pedagogica
Agostinho NSilva3.3K visualizações
05 pcagp documento orientador por Wilson Barbieri
05 pcagp   documento orientador05 pcagp   documento orientador
05 pcagp documento orientador
Wilson Barbieri882 visualizações
Plano De Melhoramento Revisado por dicamari
Plano De Melhoramento RevisadoPlano De Melhoramento Revisado
Plano De Melhoramento Revisado
dicamari543 visualizações
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora... por dicamari
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
C:\Documents And Settings\Administrador\Meus Documentos\Mari\Plano De Melhora...
dicamari131 visualizações
Projeto de apoio a leitura por Miguel Dias
Projeto de apoio a leituraProjeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leitura
Miguel Dias4.1K visualizações
Universidade do estado da bahia.docx pro por Conceição Ramos
Universidade do estado da bahia.docx proUniversidade do estado da bahia.docx pro
Universidade do estado da bahia.docx pro
Conceição Ramos351 visualizações
83539926 proposta-coordenacao por Eduardo Lopes
83539926 proposta-coordenacao83539926 proposta-coordenacao
83539926 proposta-coordenacao
Eduardo Lopes7.7K visualizações
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx por MatheusSimoesMasuoka1
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
5ºATPC de Linguagens - Planejando as Aulas.pptx
MatheusSimoesMasuoka16 visualizações

Último

a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag... por
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...azulassessoriaacadem3
31 visualizações2 slides
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r... por
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...azulassessoriaacadem3
18 visualizações2 slides
ATIVIDADE PROPOSTA Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat... por
ATIVIDADE PROPOSTA   Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...ATIVIDADE PROPOSTA   Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...
ATIVIDADE PROPOSTA Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...azulassessoriaacadem3
29 visualizações2 slides
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf por
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdfRaulGomez822561
25 visualizações4 slides
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros... por
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...azulassessoriaacadem3
10 visualizações1 slide
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan... por
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...azulassessoriaacadem3
11 visualizações2 slides

Último(20)

a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag... por azulassessoriaacadem3
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...
a. O papel do psicopedagogo no trabalho com o professor para que a aprendizag...
azulassessoriaacadem331 visualizações
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r... por azulassessoriaacadem3
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...
a. Sabemos que a causa da dermatite seborreica é multifatorial e pode estar r...
azulassessoriaacadem318 visualizações
ATIVIDADE PROPOSTA Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat... por azulassessoriaacadem3
ATIVIDADE PROPOSTA   Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...ATIVIDADE PROPOSTA   Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...
ATIVIDADE PROPOSTA Considerando o exposto acima, elabore um texto dissertat...
azulassessoriaacadem329 visualizações
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf por RaulGomez822561
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
28-11-2023 - Reflexions sessió.pdf
RaulGomez82256125 visualizações
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros... por azulassessoriaacadem3
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...
A confeitaria mistura técnica, arte e criatividade na elaboração dos inúmeros...
azulassessoriaacadem310 visualizações
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan... por azulassessoriaacadem3
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...
1) Elabore um MAPA CONCEITUAL sobre os estilos de aprendizagem. Você pode tan...
azulassessoriaacadem311 visualizações
a) ​DETERMINE quais as funções dos conceitos T1 e T2 e suas principais difere... por HelpEducacional
a) ​DETERMINE quais as funções dos conceitos T1 e T2 e suas principais difere...a) ​DETERMINE quais as funções dos conceitos T1 e T2 e suas principais difere...
a) ​DETERMINE quais as funções dos conceitos T1 e T2 e suas principais difere...
HelpEducacional18 visualizações
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf por Paulino Silva
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdfPaulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf
Paulino Silva - BSC - III Jornadas Contabilidade ISCAP - Slideshare.pdf
Paulino Silva37 visualizações
4- Escrever na tela os setores que alcançaram a meta. por AzulAssessoria5
4- Escrever na tela os setores que alcançaram a meta.4- Escrever na tela os setores que alcançaram a meta.
4- Escrever na tela os setores que alcançaram a meta.
AzulAssessoria510 visualizações
Etapa 3: - Definindo a localização da extremidade da sonda, ou seja, se vai f... por azulassessoriaacadem3
Etapa 3: - Definindo a localização da extremidade da sonda, ou seja, se vai f...Etapa 3: - Definindo a localização da extremidade da sonda, ou seja, se vai f...
Etapa 3: - Definindo a localização da extremidade da sonda, ou seja, se vai f...
azulassessoriaacadem320 visualizações
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm. por azulassessoriaacadem3
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.
b) Estime, com base no modelo obtido em (A), a massa de uma mulher de 160 cm.
azulassessoriaacadem334 visualizações
Sobre essa temática, considere a seguinte situação hipotética: Breno Giord é ... por marcosvsoares
Sobre essa temática, considere a seguinte situação hipotética: Breno Giord é ...Sobre essa temática, considere a seguinte situação hipotética: Breno Giord é ...
Sobre essa temática, considere a seguinte situação hipotética: Breno Giord é ...
marcosvsoares15 visualizações
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei... por pauladiasuni
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
A Lei da Libras nº 10.436, de 24 de abril de 2002 reconhece a Língua Brasilei...
pauladiasuni61 visualizações
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do... por IntegrareAcademy2
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...
- Qual é a relação entre planejamento e dimensão investigativa no trabalho do...
IntegrareAcademy211 visualizações
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf por Vítor Santos
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
5_01_a revolução americana_francesa_outras.pdf
Vítor Santos102 visualizações
Considerando o exposto, faça uma pesquisa elencando dois recursos que possam ... por azulassessoriaacadem3
Considerando o exposto, faça uma pesquisa elencando dois recursos que possam ...Considerando o exposto, faça uma pesquisa elencando dois recursos que possam ...
Considerando o exposto, faça uma pesquisa elencando dois recursos que possam ...
azulassessoriaacadem331 visualizações
sorteados Reserva de vagas 2024.pdf por Jornal do Commercio
sorteados Reserva de vagas 2024.pdfsorteados Reserva de vagas 2024.pdf
sorteados Reserva de vagas 2024.pdf
Jornal do Commercio1.6K visualizações
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx por LuizHenriquedeAlmeid6
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptxSlides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx
Slides Lição 11, CPAD, Missões e a Igreja Perseguida.pptx
LuizHenriquedeAlmeid627 visualizações
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des... por azulassessoriaacadem3
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
Você foi convidado a ser o Nutricionista integrante de uma equipe que vai des...
azulassessoriaacadem312 visualizações
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2... por assessoriaff06
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...
ATIVIDADE 1 - SSOC - FUNDAMENTOS TEÓRICO-FILOSÓFICOS DO SERVIÇO SOCIAL - 54/2...
assessoriaff0611 visualizações

Cópia de Plano de Ação_EE Coronel 2023.docx

  • 1. PLANO DE AÇÃO - 2023 Unidade Escolar: EE Cel. João Ernesto Figueiredo Diretor: Filomeno Bueno de Camargo COE: Fernando Tadeu de Almeida COE: Regiane Cristina Moraes Gomes CPCG: Paloma Alves Marinho Lucena CGPAC de Linguagens: Flávia e Simone Mendes CGPAC de Ciências da Natureza e Matemática: Maria Aparecida e Simone Graciano CGPAC de Ciências Humanas: Edilson Lucena Supervisor de Ensino: Elenira Martins Sanches PCNP: Gabriela Cecília Alves Pereira Missão: Ser um núcleo formador de jovens, primando pela excelência na formação acadêmica, pelo apoio integral aos seus Projetos de Vida, pelo aprimoramento do aluno como pessoa humana, pela formação ética e pelo desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico para desempenho do seu papel social. Visão: Está alinhada aos objetivos do Programa Educação – Compromisso de São Paulo: ser em 2030, reconhecida internacionalmente como uma Rede pública de ensino integral de excelência, posicionada entre as 25 primeiras do mundo. Valores: Os valores do Programa Ensino Integral são: ✔ ensino público de qualidade; ✔ a valorização dos educadores; ✔ a gestão escolar democrática e responsável; ✔ o espírito de equipe e cooperação; GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO DE BRAGANÇA PAULISTA EE PEI - Cel. JOÃO ERNESTO FIGUEIREDO
  • 2. ✔ a mobilização, engajamento, comprometimento da Rede, alunos e sociedade em torno do processo ensino-aprendizagem voltado ao espírito público e à cidadania; ✔ e, finalmente, a escola como centro irradiador da inovação. Objetivos Gerais: Em consonância com o Programa Educação Compromisso de São Paulo, os valores são fundamentos que orientam as ações desenvolvidas para atender aos OBJETIVOS ESPECÍFICOS abaixo elencados: - Ser uma escola que contribua na formação do jovem para que este seja capaz de agir pessoal e coletivamente. - Formar o jovem para que ele direcione seu futuro a partir da sua vivência escolar e como parte da solução do problema. Premissa: PROTAGONISMO PROFESSOR. Desenvolver atividades diferenciadas que atendam aos diferentes níveis de compreensão das habilidades não adquiridas e as potencialidades de aprendizagem de cada aluno. GCPAC. Oferecer formação na área que leve os professores a trabalharem os diferentes níveis de aprendizagem dos alunos, por meio de estratégias de ensino. CGPG. Buscar conhecer os alunos, os professores e os CGPAC em sua individualidade (projeto de vida, Programa de Ação, pontos fortes e de melhoria). COE. Buscar conhecer os estudantes e os profissionais da escola em sua individualidade, pontos fortes e de desenvolvimento. Compartilhar os Projetos de Vida dos estudantes a todos. Propiciar espaços para que os estudantes sejam o sujeito principal da ação (líder, grêmio, na solução aos problemas da escola). Atuar como modelo a ser seguido. DIRETOR. Apoiar os Presidentes de Clubes para desenvolver ações na escola que promovam relacionamentos respeitosos e práticas não discriminatórias. PROTAGONISMO JUVENIL Objetivo: Buscar conhecer os alunos, professores e gestores em sua individualidade, ajudando a formar pessoas autônomas, solidárias e competentes. Formar jovens competentes, autônomos e solidários. Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
  • 3. Conhecer o aluno, professor e gestores no seu Projeto de Vida. 100% dos alunos, professores e gestores com Projeto de Vida elaborado para o ano Ficha de tutoria; Mural dos sonhos (local onde estarão dispostos os projetos de vida dos estudantes). 1º Bimestre: Implementação; 2º Bimestre: Avaliação Apoiar de forma contínua e permanente a construção do Projeto de Vida de alunos, professores e gestores, revisitando documentos do PEI sobre Projeto de Vida COE: Elaboração dos documentos; Professores de PV: Elaboração do Mural dos Sonhos; Todos: Preenchimento dos documentos e acompanhamento; Incentivar o protagonismo juvenil a partir da resolução de problemas enfrentados no ambiente pessoal e coletivo, através de experiências positivas coletadas nos momentos de Clube Juvenil e Tutoria, além do Grêmio Estudantil. Diretor: Clube Juvenil; COE Fernando: Grêmio juvenil e tutoria tarde; COE Regiane: Tutoria Manhã. Premissa: PROTAGONISMO - PROTAGONISMO SÊNIOR Objetivo: Ter clareza do seu propósito de atuação de forma ampla, servir como exemplo (presença educativa). Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
  • 4. Atuar como modelo a ser seguido pelos alunos e profissionais da escola. 100% de Pontualidade e Participação da construção e cumprimento dos combinados. Datas de entrega dos documentos, relatórios/Atas das reuniões e alinhamentos sobre os combinados. Bimestral Construir os combinados de forma coletiva em Planejamento, Replanejamento, Conselho de Classe/Série e ATPCG. Efetivar os combinados estabelecidos. Professores, CGPG; CGPACs, COEs e Diretor. CGPG; CGPACs, COEs e Diretor. Premissa: FORMAÇÃO CONTINUADA Domínio do conhecimento: PROFESSOR. Demonstrar domínio do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo em sua disciplina; conhecer os princípios do Currículo do Estado de São Paulo e sua relação com o Programa Ensino Integral e dominar o uso dos instrumentos de apoio ao ensino para que a gestão de suas atividades atenda as expectativas dos alunos. CGPAC. Demonstrar ter domínio do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo em relação às disciplinas de sua área, ter domínio da interdisciplinaridade das disciplinas de sua área e ter clareza das “entregas” que devem ser realizadas nas ATPCs pelos professores da área e posteriormente, nas diferentes reuniões de alinhamento. CGPG. Conhecer os princípios do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo e sua relação com o Programa de Ensino Integral, ter domínio da interdisciplinaridade do Currículo do Estado de São Paulo, ter domínio da Parte Diversificada da matriz curricular do Programa Ensino Integral e dominar o uso dos instrumentos de apoio ao ensino e gestão de suas atividades para apoiar os CGPAC e a equipe docente para o desenvolvimento das disciplinas Eletivas e Atividades Complementares. COE. Dominar técnicas de mediação de conflitos. Ser didática nas reuniões da Equipe Gestora, Professores e Funcionários e nas orientações aos pais ou responsáveis. Orientar professores às demandas dos alunos para orientar professores de Projeto de Vida e Tutores.
  • 5. DIRETOR. Ter o amplo conhecimento dos princípios do Currículo Paulista e Currículo vigente do Estado de São Paulo e sua relação com o Programa Ensino Integral. Dominar os processos e os documentos da parte administrativa e financeira e o Modelo de Gestão do Programa Ensino Integral. Dominar o uso dos instrumentos de apoio ao ensino e gestão de suas atividades para apoiar a equipe escolar, bem como fazer as parcerias com toda a comunidade interna e externa. Disposição ao Autodesenvolvimento Contínuo PROFESSOR: Participar em cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua Função, buscar proativamente aprendizados adicionais para sua prática visando a melhoria da qualidade de suas aulas e consequente aprendizagem dos alunos. CGPAC. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua função como CGPAC, incentivar e orientar os professores de sua área na busca proativa de aprendizados adicionais para sua prática e realizar formação dos professores de sua área oferecendo subsídios teóricos e metodologias diferenciadas. Replicar em ATPCAs as formações externas. CGPG. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício de sua função como CGPG (temas específicos à função ou ao modelo Pedagógico ou de Gestão do Programa de Ensino Integral). Buscar proativamente aprendizados adicionais através de leituras, palestras, formações da Diretoria de Ensino e outros meios. COE. Participar de cursos de formação a fim de aprimorar o exercício da minha função. Ouvir as devolutivas recebidas e reavaliar as práticas. Colocar em prática os aprendizados adquiridos nas formações. Buscar devolutivas das orientações e formações das Tutorias e Projetos de Vida. Formação continuada e Disposição para mudanças Objetivo: Ampliar a importância do papel que os educadores desempenham na busca contínua do aprender e se desenvolver, como pessoa e profissional, a partir do modelo do Programa, reavaliando sua prática, tecnologias, ferramentas e formas de pensar. Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Envolver os educadores no conteúdo e metodologia do modelo pedagógico e de Gestão 90% Educadores com conhecimento consolidado sobre o Modelo de Gestão do Relatório de acompanhamento de sala de aula; Semestral (pré avaliação 360º). Promover formação continuada dos educadores no Modelo do Programa Ensino Integral, a partir das CGPG/COE/Diretor
  • 6. do PEI, consolidando a prática pedagógica em consonância com o Currículo Paulista do novo ensino médio e BNCC. PEI, além do Currículo Paulista do novo ensino médio e BNCC. Programa de Ação Pré avaliação 360º. Semanalmente (formação); necessidades apontadas no processo avaliativo das equipes escolares, nos instrumentos de gestão e nas ações de acompanhamento. Envolver o professor na sua própria formação no aprofundamento curricular e nos componentes da base; Conhecer o componente que leciona. CGPAC Professores Premissa: EXCELÊNCIA EM GESTÃO Comprometer com o processo e os resultados PROFESSOR. Planejar ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola, identificando as necessidades de aprendizagem dos alunos e os resultados para que se tornem autônomos, solidários e competentes. CGPAC. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola. Orientar os professores de sua área no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. CGPG. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola, orientando os professores e os CGPAC no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. Revisar suas práticas para atingir melhores resultados. COE. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do Plano de Ação da escola. Orientar os professores de PV e tutores para o planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. Elaboração do MMR com ações pontuais. Realizar as ações planejadas como mediador de conflitos junto aos estudantes e familiares. Apoiar alunos, professores e gestores de forma a sempre buscar melhores resultados. DIRETOR. Liderar a elaboração do Plano de Ação da escola alinhado ao Programa Ensino Integral, incentivando e viabilizando a participação de toda a comunidade escolar. Elaborar o planejamento de suas ações de forma a contribuir para o alcance das metas do
  • 7. Plano de Ação da escola. Orientar os gestores no planejamento com vistas a garantir a articulação das ações com o Plano de Ação da escola. Planejar ações de orientação aos líderes de turma, Presidentes de Clubes Juvenis e alunos do Grêmio Estudantil apoiando o desenvolvimento do Protagonismo Juvenil. Objetivo: Oferecer possibilidades para monitorar os resultados em todas as dimensões do projeto escolar. Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Elaborar o Programa de Ação para melhoria da aprendizagem em LP, MAT e manutenção do fluxo Executar 100% do Programa de Ação, buscando atingir os índices das avaliações internas e externas. Programa de Ação Bimestral Elaborar o Programa de Ação; Evidenciar as ações planejadas; Avaliar os impactos das ações realizadas. Professor/CGPAC/ CGPG/Diretor Premissa: CORRESPONSABILIDADE Relacionamento e corresponsabilidade PROFESSOR. Mostra-se próximo e constrói vínculo positivo com os alunos e profissionais da escola, estando disponível dentro e fora da sala de aula. É capaz de ouvir e valorizar outras pessoas. Colaborar com os outros profissionais da escola no dia a dia (apoia e oferece ajuda). CGPAC. Auxilia na integração e no bom relacionamento entre os professores da área, junto com os professores das demais áreas. CGPG. Busca se relacionar com alunos e profissionais da escola, construindo vínculos positivos. É capaz de ouvir e valorizar outras pessoas. Mostra-se disponível e orienta pais e/ou responsáveis sobre o desempenho escolar dos alunos, incentivando sua participação como corresponsáveis. COE. Colaborar com os profissionais da escola e comunidade no dia a dia, apoiando-os. Valorizar o trabalho dos tutores e professores de PV por meio dos alinhamentos.Orientar pais/responsáveis dos estudantes, incentivando a participação deles como corresponsáveis. DIRETOR. Colaborar com a comunidade interna e externa, apoiando-as e oferecendo ajuda. Deve-se ouvir e valorizar o trabalho de toda a comunidade escolar por meio dos princípios e premissas do PEI.
  • 8. Objetivo: Envolver a comunidade escolar atuando de maneira comprometida com o novo modelo pedagógico da escola Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Fortalecer a parceria junto às famílias para conscientização acerca do modelo pedagógico da unidade escolar e envolvimento na vida escolar do aluno. 50% de adesão, apoio e acompanhamento das famílias na vida escolar de seus filhos. Lista de presença das reuniões de pais e responsáveis; Termos de orientação; Semanalmente Bimestral Realizar ações de comunicação eficiente para divulgação das práticas exitosas; Divulgação dos resultados bimestrais para alunos e responsáveis Professores, coordenadores e diretor Tutores Premissa: REPLICABILIDADE SOLUÇÃO E CRIATIVIDADE PROFESSOR. Identificar avanços e pontos de melhoria dentro de suas atividades docentes e conhecer o contexto atual para atender a comunidade a qual está inserido. CGPAC. Incentivar os professores da área a refletir sobre os avanços e pontos de atenção, tendo em vista o contexto no qual está inserida a escola. CGPG. Tem visão crítica, sendo capaz de identificar avanços e pontos de melhoria. Quando identifica um ponto de melhoria, propõe e implementa ações para melhorar os resultados. Incentiva os professores e CGPAC a testar novas práticas e atividades. COE. Incentivar os professores de PV e tutores a refletirem sobre os avanços ou pontos de atenção, tendo em vista o contexto no qual está inserida a escola. Incentivar os gestores e professores a desenvolverem a postura de foco em solução, propondo ações para melhorar resultados. Valorizar as diferentes sugestões e reconhecer boas ideias. Criar soluções alternativas quando o problema não foi solucionado por vias comuns. DIRETOR. Incentiva a equipe escolar e comunidade externa a refletir sobre os avanços e pontos de atenção, tendo em vista o contexto no qual está inserida a escola, bem como as inovações trazidas pelo PEI.
  • 9. Difusão e Multiplicação PROFESSOR. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com os seus pares. CGPAC. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com as demais áreas de conhecimento. CGPG. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento com os gestores e professores. Incentivar os professores e os CGPAC a documentar as boas práticas adotadas, tendo em vista o seu compartilhamento. COE. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento. Incentivar os professores de PV e tutores a documentar as boas práticas. COE. Documentar as boas práticas adotadas, possibilitando o seu compartilhamento. Incentivar a equipe escolar a documentar as boas práticas adotadas, tendo em vista o seu compartilhamento com os pares e comunidade externa, bem como com outras escolas da rede e do PEI. Compartilhar práticas do Projeto de Vida com os gestores e professores. Objetivo: Ter disposição para mudanças e flexibilidade para adotar novas práticas e tecnologias. Quando identifica um problema que não pode ser solucionado por vias comuns, é capaz de criar soluções alternativas. Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Incentivar o uso dos equipamentos, espaços e recursos da escola Reduzir 10% dos alunos que se encontram com rendimento abaixo do básico Avaliações internas, Saresp e IDEB. Bimestralmente Apoiar e incentivar o uso de metodologias ativas Diversificar as estratégias de aula e/ou avaliação Acompanhar e avaliar as estratégias adotadas Diretor, COE, CGPG e CGPA Professores CGPG,CGPA e Professores Objetivo: Disseminar práticas inovadoras e sistematizadas, com foco na solução dos problemas, identificando caminhos alternativos sempre que necessário. Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
  • 10. Sistematizar as práticas replicáveis no plano de expansão do modelo para a Rede. Difundir 100% das ações exitosas realizadas na escola. Publicações em diferentes canais de comunicação Mensalmente Desenvolver estratégias para divulgação e compartilhamento das boas práticas Diretor, COE e CGPG DESEMPENHO EM LÍNGUA PORTUGUESA Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Melhorar o desempenho em Língua Portuguesa IDEB - 5,1 SARESP Língua Portuguesa 300 Baixo desempenho em Língua Portuguesa (263) Bimestral Envolver os professores para incentivar a participação dos alunos em atividades relacionadas à leitura. Diretor, CGPG, CGPAC e Professor da Sala. Desenvolver e aplicar atividades que desenvolvam a interpretação de texto pelos alunos Elaborar o Guia de Aprendizagem utilizando as habilidades previstas para o ano/série. Desenvolver as habilidades nos planos de aulas. Realizar devolutivas formativas aos alunos Professores de Língua Portuguesa, Sala de Leitura e Orientação de Estudos. DESEMPENHO EM MATEMÁTICA Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis
  • 11. Melhorar o desempenho em Matemática IDEB – 5,1 SARESP Matemática 350 Baixo desempenho em Matemática (278) Bimestral Promover o desenvolvimento das habilidades estruturantes e essenciais, e acompanhar os resultados Diretor, PCG, PCA e Professor de Matemática e de Orientação de Estudos. Elaborar o Guia de Aprendizagem utilizando as habilidades previstas para o ano/série. Desenvolver as habilidades nos planos de aulas. Realizar devolutivas formativas aos alunos. Professores de Matemática. Fluxo Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Reduzir a 0% a taxa de evasão Registro de chamada e de busca ativa. Semanalmente Realizar a chamada diariamente e encaminhar as ausências para o tutor; Entrar em contato com o responsável; Convocar os responsáveis em casos de frequência inferior a 80%; Notificar o Conselho tutelar casos de frequência inferior a 75% Professores Tutor; COE Fernando - Manhã e COE Regiane - Tarde COE Fernando - Manhã e COE Regiane - Tarde
  • 12. MMR Prioridade Metas Indicadores Periodicidade Ações Responsáveis Elaborar o Plano de Ação para melhoria da aprendizagem em LP, MAT e manutenção do fluxo Atingir 90% de realização das AAP em todas as turmas; Aumentar os índices de aproveitamento em 10% em todas as turmas; Desempenho nas avaliações internas elaboradas pelo professor, Plataforma São Paulo (CAEd) e avaliações externas – IDESP e IDEB Desenvolvimento dos Guias de Aprendizagem, dos Planos de Aula e Nivelamento. Bimestralmente Desenvolver estratégias para garantir melhorias nos índices de aprendizado, através de metodologias ativas em todos os componentes; Apoiar os professores no desenvolvimento de estratégias diversificadas Professores CGPAC e CGPG DIRETOR DE ESCOLA: SUPERVISOR DE ENSINO: PEC DATA DA ELABORAÇÃO: 01/02/2023 DATA DA REVISÃO: / /2023– após devolutiva, / /2023 Bibliografia: ● Modelo de Gestão do programa ensino integral, Caderno do Gestor, modelo único, 2021. ● Mapa de Competências, Programa de Ensino Integral, SEE – SP.