Gestão de RH e Aprendizado



                                                                                            ...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                            Seleção de Profissio...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                             Seleção de Profissi...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                            Seleção de Profissio...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                                                ...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                            Seleção de Profissio...
Gestão de RH e Aprendizado                                                                    Seleção de Profissionais Cri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seleção de profissionais criativos

1.501 visualizações

Publicada em

Este artigo destaca a importância estratégica da seleção de pessoal para a competitividade das empresas e avalia as várias abordagens existentes na literatura relacionada a seleção de pessoas criativas.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.501
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seleção de profissionais criativos

  1. 1. Gestão de RH e Aprendizado biblioteca Seleção de Profissionais Criativos Este artigo destaca a importância estratégica da seleção de pessoal para a competitividade das empresas e avalia as várias abordagens existentes na literatura relacionada a seleção de pessoas criativas. Neste sentido, conclui-se que não existem testes altamente fidedignos para avaliar a criatividade intrínseca dos indivíduos, mas que é possível se avaliar a criatividade expressa e a capacidade de liberação do potencial criativo de cada indivíduo. Argumenta-se, por fim, que, talvez, o principal desafio das empresas, não seja a seleção de pessoas criativas, mas sim o aumento do potencial criativo da empresa através de contratações. Dr. José Cláudio Cyrineu Terra 1. Introdução decisões de investimento mais importantes para as empresas intensivas em conhecimento. Para este With rare but welcome exceptions, there were no real autor, estas empresas concorrem, de fato, em dois people in most of the management literature. (Pitcher, mercados, o de clientes e o de funcionários. 1995, pág. 1) Pitcher (1995), por exemplo, conclui através de Recruiting new employees is management’s most extenso estudo psicológico e estatístico (incluindo important investment decision and perhaps its most o teste MMPI – Minnesota Multiphasic Personality strategic tool. A knowledge company’s recruitment of Inventory) sobre 15 executivos de uma das new staff can be likened to an industrial company’s maiores instituições financeiras canadenses, que investment in new machinery. By strategic recruitment, as empresas são compostas de artistas, artesãos management can both modify the company’s business e tecnocratas. Os artistas são pessoas visionárias, idea and increase or reduce its competence and other empreendedoras e criativas, os líderes natos; os intangible assets (Sveiby, 1997, pág. 66) artesãos são aqueles que constroem a visão e evitam os excessos dos artistas; já os tecnocratas Em função das novas demandas das são pessoas meticulosas e metódicas, cujo principal organizações sobre os indivíduos, como iniciativa, objetivo é manter o status-quo. autonomia, criatividade, trabalho em equipe etc, vários autores, entre os quais Peters (1994), A conseqüência prática destes resultados, Cusumano & Selby (1995), Pitcher (1995) e Quinn segundo Pitcher, é que a seleção de pessoal é (1996), destacam o recrutamento e seleção como a muito mais importante do que o treinamento e função mais estratégica diretamente relacionada à que as teorias administrativas “behavioristas” administração de RH. O raciocínio, por detrás desta estão absolutamente erradas. Em particular, as ênfase, é que a capacidade cognitiva, a criatividade teorias formuladas por Herbert Simmon estariam e a motivação individual, assim como a capacidade totalmente desconectadas da realidade dos de trabalhar bem em grupos, embora possível indivíduos que formam as organizações. Estes de ser melhorada e facilitada pela organização, podem ser treinados, mas, dificilmente, consegue- são características pessoais, que os indivíduos se mudar suas características básicas que afetam desenvolveram ao longo de suas vidas e, por isso todos os tipos de julgamento, processo de tomada mesmo, dificilmente modificáveis em sua essência. de decisões e capacidade de aceitar diferentes Para Sveiby (1997), ainda, esta seria uma das níveis de risco. © TerraForum Consultores
  2. 2. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br Por outro lado, destacam Quinn et alii (1996) em administração de PD, pois são dois campos de seu estudo sobre empresas que têm uma gestão estudo com longa tradição e preocupação com a pró-ativa e de sucesso do capital intelectual, como capacidade do indivíduo de ser efetivamente criativo Microsoft, The Four Seasons Hotels, McKinsey e inovador no ambiente organizacional. Company, Intel e Genentech, a questão de recrutamento e seleção é encarada, pela alta Com relação às abordagens para a seleção administração como uma das mais estratégicas e de pessoas criativas baseadas nos trabalhos que exigem grande dedicação de tempo e recursos. desenvolvidos no campo da psicologia, pode-s dizer Estas empresas chegam a entrevistar entre 50 a que elas se dividem em quatro grupos principais: 100 candidatos por vaga. O processo de entrevista • Medição da habilidade em pensar criativamente para os escolhidos, além disso, é bastante longo e • Avaliação das características de personalidade envolve a avaliação não apenas das habilidades associadas com criatividade cognitivas, mas também a capacidade criativa, de • Avaliação das características biográficas e dos trabalhar em equipe e de pensar sob pressão. produtos passados associados com criatividade • Medida da motivação para o trabalho Badawy (1998), por sua vez, acrescentou uma importante perspectiva para o desenho de processos Estas abordagens são discutidas a seguir: de seleção de pessoas que deverão participar de processos de inovação. O processo de inovação 2. Medição da habilidade em pensar demanda diferentes tipos de papéis e habilidades criativamente e diferentes graus de criatividade de acordo com as fases do processo de inovação – idea generating, São muitos os testes que medem a capacidade championing, project leading, gatekeeping, dos indivíduos em pensar criativamente. Um sponsoring – e se torna, cada vez mais, dependente dos mais utilizados é o TTCT – Torrance Tests of do trabalho em equipe. Desta forma, além da Creative Thinking, que foi desenvolvido por E.P avaliação da experiência, da criatividade e do Torrance, nos anos 60, para uso educacional. É conhecimento específico, um dos principais papéis baseado na rapidez com que indivíduos produzem das entrevistas seria o de avaliar a compatibilidade respostas inteligentes e originais a sugestões do do candidato com a cultura da empresa e sua tipo: “Liste o maior número possível de usos para habilidade para trabalhar em equipe. um tijolo”; e procura medir quatro aspectos distintos de criatividade: fluência, flexibilidade, originalidade Quais são as principais conclusões da literatura e elaboração. em termos do melhor processo para a seleção Embora usados com freqüência, estes testes de indivíduos que venham a contribuir para a parecem mais apropriados para medir conjunto de construção em termos do melhor processo para a habilidades cognitivas associadas com a criatividade seleção de indivíduos que venham a contribuir para do que a criatividade me si. Comumente acabam por a construção do capital intelectual das empresas avaliar a capacidade de pensamento divergente, que e, principalmente, que venham a contribuir para o é uma habilidade de produzir associações remotas processo criativo e inovador da organização? Uma e originais a um estímulo. De outro lado, assim das maneiras de abordar esta questão é através de como no caso da avaliação biográfica, é importante uma revisão das principais conclusões dos esforços se utilizar de testes desenhados para profissões baseados em pesquisas e testes psicológicos específicas (King Anderson, 1995). e estudos relacionados especificamente ã © TerraForum Consultores
  3. 3. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br Os artistas são pessoas visionárias, empreendedoras e criativas, os líderes natos 3. Avaliação das características de adaptadores e inovadores. personalidades associadas com criatividade ** 16PF – teste de personalidade adulta baseado em 16 fatores: várias dimensões estão associadas São inúmeros os estudos, no campo da à diferentes aspectos da criatividade como: psicologia, que procuram associar características pensamento abstrato, imaginatividade, tendências específicas às pessoas criativas (Kneller, 1978; à experimentação, e auto-determinação. King Anderson, 1995). Entre as características *** OPQ – Occupational Personality Questionnaire: mais comuns encontradas nestes estudos estão: medida multi-dimensional de traços da personalidade relevantes para a profissão; disponível para várias • Tolerância para a incerteza e ambigüidade; profissões. • Auto-Confiança; Os cuidados na sua aplicação incluem, • Não convencionais; principalmente, o fato dos candidatos poderem • Originalidade falsear suas respostas e o, já citado, de que • Motivação intrínseca; diferentes ocupações demandam diferentes • Inteligência acima da média; habilidades criativas. • Determinação para o êxito; • Humor; • Inconformismo. 4. Avaliação das características biográficas e dos produtos passados associados com Isto não quer dizer que estas características sejam criatividade encontradas em todas as pessoas criativas, mas sim que é provável encontrar algumas delas nessas No caso das avaliações biográficas, incluem pessoas. Além disso, ressaltam King Anderson, uma avaliação histórica dos candidatos, começando existem importantes diferenças nas características na infância destes e incluindo uma descrição expressas da criatividade em função da idade, sexo factual da vida dos mesmos. Dessa maneira, são e ocupação profissional. menos claras no seu propósito e, por isso mesmo, menos falseáveis. Já a avaliação dos produtos De qualquer maneira, os testes psicológicos passados consiste em avaliar a criatividade das disponíveis (KAI*, 16PF**, OPQ*** etc) tendem idéias, produtos ou ações profissionais realizados a ser bons indicadores do potencial criativo e do ou empreendidos pelos candidatos, através de desempenho criativo presente e passado. exemplos reais, como no caso da avaliação do _____________________________ portifólio de um artista. * KAI – Kirton Adaption Innovation Inventory: medida uni-dimensional da criatividade em termos Hocevar Bachelor (1989) concluem, após do estilo cognitivo, que classifica os indivíduos em avaliarem uma grande lista de técnicas para © TerraForum Consultores
  4. 4. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br medição da criatividade, que este método é o mais consideração no momento da seleção pessoal. confiável e válido, pois o comportamento passado seria a melhor forma de avaliar o desempenho Com relação a importância da motivação para futuro. As conclusões de Shapero (1985) e Badaway o trabalho criativo, parece relevante destacar a (1988) após extensa pesquisa bibliográfica sobre pesquisa realizada, na década de setenta, por processos de seleção de profissionais para P D Parmeter Garber (1971), “Creative Scientists são muito semelhantes as de Hocevar Bachelor. Rate Creativity Factors”. Neste trabalho, realizado sob os “auspícios” do IRI – Industrial Research Para ambos, a conclusão de várias décadas de Institute, os autores entrevistaram 110 cientistas pesquisa sobre criatividade em P D mostrou que tidos como os mais destacados entre os mais nenhum teste de personalidade é confiável como criativos na época nos E.U.A. (metade deles tinha, instrumento de seleção para pessoal e que, de no mínimo, 50 publicações e patentes), buscando fato, o único bom indicador da capacidade criativa avaliar a percepção destes sobre as características futura do indivíduo é o seu desempenho criativo das pessoas criativas. Um dos resultados mais no passado. Neste sentido, Shapero, por exemplo, interessantes desta pesquisa foi que, para estes recomenda que, no processo de seleção no caso cientistas, as pessoas criativas se caracterizam, de profissões onde o conceito clássico de portfólio principalmente, por: (ex: artes e arquitetura) não se aplica, se utilizem perguntas do tipo: “Qual é a coisa mais criativa que • Uma enorme motivação para o trabalho e para a você realizou nos últimos 3 anos? Qual a coisa ação; mais criativa que você já fez?”. • Grande habilidade de analisar e simplificar um problema; Segundo King Anderson (1996), estas • E capacidade de transferir conceitos de um abordagens têm apresentado uma validade superior campo para ouro. aos testes de personalidade, principalmente em profissões como pesquisa científica, engenharia Baseados nestas evidências e estudos, Kabanoff e design. No entanto, são menos recomendáveis Rossiter (1994, citados em King Anderson, para profissionais recém-formados com curta 1995) sugerem o desenvolvimento de medidas história profissional e, além disso, apresentam uma do histórico motivacional poderiam significar um dificuldade adicional pelo fato de dependerem do importante avanço em termos de técnicas para a caráter subjetivo da avaliação da criatividade do seleção de pessoas criativas. produto pelo examinador. 6. Considerações Finais 5. Medida da motivação para o trabalho A análise das várias abordagens acima parece Segundo vários autores, a criatividade estaria muito alinhada com as conclusões de Kneller muito relacionada aos aspectos motivacionais: o (1978). Para este autor ainda não existem testes que realmente distingue as pessoas criativas é uma altamente fidedignos para avaliar as qualidades motivação intrínseca para o trabalho; são pessoas criativas intrínsecas dos indivíduos. Isto não quer que trabalham duro, preferem definir seu próprio dizer que anos de pesquisa não tenham produzido caminho, lutam para ser originais e mostram grande algum tipo de resposta relevante. Como visto flexibilidade na resolução de problemas. Por isso acima, muito já se aprendeu sobre técnicas que mesmo, estes aspectos devem ser levados em avaliam a criatividade expressa e a capacidade de © TerraForum Consultores
  5. 5. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br liberação do potencial criativo de cada indivíduo. procurando entender a organização como uma E se associarmos a criatividade à capacidade de constante coordenação de diferentes atividades de aprender coisas novas e úteis, verificaremos na contribuições individuais com a finalidade de efetuar literatura, outros exemplos de empresas que já se transações com o ambiente para poder atingir seus utilizam, de forma consistente, este critério para objetivos. selecionar seus funcionários. Assim, se associarmos então o conceito de A seleção de pessoas criativas, entretanto, talvez criatividade ao de adaptação e aprendizado não seja a questão principal para as empresas. contínuo (conforme os trabalhos recentes sobre Mais importante pode ser o desafio de aumentar learning organizations), fica evidente que a a criatividade e capacidade de aprendizado da compreensão da Teoria da Evolução, iniciada por empresa através de contratações. Hamel Prahalad Darwin, tem muito a contribuir para o entendimento (1994), por exemplo, acreditam que os critérios de do papel da criatividade no ambiente empresarial, contratação e promoção dos funcionários têm um pois ela exclui a possibilidade de um órgão central grande impacto na capacidade das empresas em capaz de coordenar todos os desenvolvimentos reinventar continuamente seu futuro. Empresas criativos necessários à evolução, tal como propõem que contratam sempre o mesmo perfil de pessoas as propostas mais recentes sobre estratégia estariam atreladas ao passado. Fazendo uma empresarial e organizacional. Neste sentido, analogia com a biologia, estes autores dizem ser terminamos esta seção do trabalho citando e necessário aumentar a variedade genética das comentando uma interpretação de Paul Hoffman, empresas através da contratação e promoção de editor da revista Discover, a respeito de artigo de pessoas essencialmente diferentes do padrão*. Gould (1996) sobre as mais recentes conclusões Só assim as empresas conseguirão desenvolver acerca da Teoria da Evolução: novas perspectivas e criar coisas absolutamente novas. Ter opiniões fortes e não desistir facilmente Creativity implies a creator, an active and conscious também deveriam ser, na opinião desses autores, mind purposefully fashioning something the world has atributos das pessoas a serem selecionadas . not seen before - or so we often think. Yet to biologists, the most creative force on Earth - the world’s finest De fato, uma abordagem pouco convencional sculptor, painter, and biotech inventor rolled into one - para a questão da criatividade seria associá-la ao is evolution itself, a process that’s completely devoid of conceito de ecologia de empresas desenvolvido any directing intelligence. When Darwin first proposed por Zaccarelli, Fischmann Leme (1980) e his theory of natural selection, many refused to accept it às conclusões mais recentes do campo da precisely because of this attribute; they simply could not paleontologia sobre as teorias evolutivas. A base da swallow the idea that blind, slow change over the course ecologia de empresas extrapola o conceito biológico of millenia could create brains, bodies - life itself. de ecologia para o ambiente empresarial, segundo a tradição contingencialista de Lawrence Lorsch, (Paul Hoffman, Discover, October 1996, pág. 6) *Pudemos observar, durante nosso tempo de trabalho na McKinsey Company, uma clara tendência e esforço da empresa em contratar pessoas com formação diferenciada, ou seja, que não fosse estritamente de negócios. A empresa contratava, freqüentemente, profissionais como jornalistas, físicos, bioquímicos, advogados etc para atuar na consultoria de negócios. Companies that create the future are rebels. They’re subversives. They break the rules. They’re filled with people who take the other side of an issue just to spark a debate. In fact, they’re probably filled with folks who didn’t mind being sent to the principal’s office once in a while** (Hamel Prahalad, 1994, pág 107). Neste mesmo sentido nos ocorre um ditado bastante comum nas empresas brasileiras: “A turma do fundão acaba contratando a turma da frente”. © TerraForum Consultores
  6. 6. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br ReFeRênCiAs Quinn, J. B. Managing innovation: controlled chaos. The McKinsey Quarterly, Spring 1986, pgs 2-21 Badawy, M. Managing Human Resources. Research Technology Management, September-October 1988, Shapero, A. Managing Creative Professionals. págs 19-35 Research Management, March-April 1985, págs 23-28 Discover (revista) - “Eureka Moments” Oct 1996, Sveiby, K.E. The New Organizational Wealth: managing pag 70 a 73 and measuring knowledge-based assets, Berrett- Koehler Publishers, Inc., San Francisco, 1997 Gould, S. J. Creating the Creators, Discover, Oct 1996 pag 42-57 Zaccarelli, Fischmann Leme. Ecologia de empresas: um estudo do ambiente empresarial. Atlas, Hamel, G.; Doz, Y; Prahalad, C. Collaborate with Your 1980 Competitors - and Win. Harvard Business Review, Jan- Feb, 1989, págs. 133-139 * * * Hocevar, D Bachelor, P. A taxonomy and critique of José Cláudio C. Terra é presidente da TerraForum measurenments used in the study of creativity, in J.A. Consultores. Atua como consultor e palestrante no Glover er alii (eds) Handbook of Creativity, New York: Canadá, nos Estados Unidos, em Portugal, na Plenum Press, 1989 França e no Brasil. Também é professor de vários programas e pós-graduação e MBA e autor de Kabanoff, B Rossiter, J. Recents developments vários livros sobre o tema. Seu email é jcterra@ in applied creativity, in C.L I.T Robertson (eds) terraforum.com.br International Review of Industrial Ando Organizational Psychology, volume 9, Chichester: Wiley, 194 King, N. Anderson, N. Innovation and Change in Organizations, Routledge, 1995 Kneller, G. F. Arte e Ciência da Criatividade, Ibrasa, São Paulo, 1978 Parmerter, S.M. Garber, J.D. Creative Scientists Rate Creativity Factors. Research Management, November 1971, págs 65-70 Peters. T. Liberation management: necessary disorganization for the nanosecond nineties, Ballantines Books, New York , 1994 Pitcher, P. Artists, Craftsmen and Technocrats: The Dreams, Realities and Illusions of Leadership. Stoddart, 1995 © TerraForum Consultores
  7. 7. Gestão de RH e Aprendizado Seleção de Profissionais Criativos biblioteca www.terraforum.com.br A eMPResA ARTiGOs ReLACiOnADOs A TerraForum Consultores é uma empresa de consultoria e treinamento em Gestão do Conhecimento (GC) e Tecnologia da Informação. Os What is Talent Management? Secrets of Human Capital Management clientes da empresa são, em sua maioria, grandes HR Outsourcing is a Disruptive Innovation. Secrets of Human Capital e médias organizações dos setores público, privado Management e terceiro setor. A empresa atua em todo o Brasil e também no exterior, tendo escritórios em São Paulo, Brasília e Ottawa no Canadá. É dirigida pelo Dr. José Cláudio Terra, pioneiro e maior referência em Gestão do Conhecimento no país. Além disso, conta com uma equipe especializada e internacional de consultores. PUBLiCAÇÕes TeRRAFORUM Winning at Collaboration Commerce Gestão do Conhecimento e E-learning na Prática Portais Corporativos, a Revolução na Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento - O Grande Desafio Empresarial Gestão do Conhecimento em Pequenas e Médias Empresas Realizing the Promise of Corporate Portals: Leveraging Knowledge for Business Success Gestão de Empresas na Era do Conhecimento © TerraForum Consultores

×