Empregabilidade - Jovem Candango

622 visualizações

Publicada em

Carreira, Empregabilidade, Marketing Pessoal, Postura Ética, Como elaborar um currículo, Entrevista

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Empregabilidade - Jovem Candango

  1. 1. EMPREGABILIDADE 18º Encontro Instrutor Jader Windson Março de 2015
  2. 2. REFLEXÃO “O êxito começa no exato momento em que o homem decide o que quer e começa a trabalhar para consegui-lo.” Roberto Flávio C. Silva “Para o trabalho que gostamos levantamo-nos cedo e fazemo-lo com alegria.” William Shakespeare
  3. 3. RELAÇÕES ENTRE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES  Há uma evolução nas relações entre pessoas e organizações, porém ainda há pouca valorização das pessoas.  Empresas inteligentes percebem que só se alcança resultados satisfatórios se houver investimento nas pessoas.
  4. 4. RELAÇÕES ENTRE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES “As organizações funcionam por meio das pessoas, que delas fazem parte e que decidem e agem em seu nome...as organizações são constituídas de pessoas e dependem delas para atingir objetivos e cumprir missões. E para as pessoas, as organizações constituem o meio através do qual elas podem alcançar vários objetivos pessoais.” Chiavenato, 2004 p.5
  5. 5. RELAÇÕES ENTRE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES As organizações e os indivíduos são interdependentes, cada um tem seus objetivos e com isso, e através de uma troca existente, cada um poderá alcançar seus objetivos.
  6. 6. RELAÇÕES ENTRE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES O que se esperar de um profissional para uma organização?  Capital Intelectual  Capital Emocional  Capital Ético
  7. 7. EMPREGABILIDADE Almeida (2006, p. 112) cita um trecho do artigo de Nancy Malschitzky: “Entende-se por empregabilidade a busca constante do desenvolvimento de habilidades e competências agregadas por meio do conhecimento específico e pela multifuncionalidade, as quais tornam o profissional apto à obtenção de trabalho dentro ou fora da empresa.”
  8. 8. EMPREGABILIDADE Para Almeida (2006) é a capacidade de adequação do profissional ao mercado de trabalho. Quanto mais adaptado o profissional, maior sua empregabilidade.
  9. 9. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Inicialmente seria importante explicar os termos competência e habilidade, pois ambos estão diretamente relacionados com a empregabilidade. Conforme Almeida (2006), a competência representa o saber efetivo da matéria enquanto a habilidade relaciona-se à sua execução, ou seja, sua prática.
  10. 10. PILARES DA EMPREGABILIDADE 1. Adequação vocacional – estar na profissão certa e exercer seu talento; 2. Competência profissional – capacitação, habilidades físicas e mentais; 3. Idoneidade – ética para vida e trabalho; 4. Saúde física e mental – equilíbrio entre o trabalho e o lazer, entre obrigação e diversão; 5. Reserva financeira – poupança para investimentos, emergências, viagens, projetos futuros; 6. Fontes alternativas e relacionamentos – networking para abrir caminhos e oportunidades no mercado de trabalho. Quem não é visto, não é lembrado.
  11. 11. EMPREGABILIDADE
  12. 12. EMPREGABILIDADE  Empregabilidade não significa fazer tudo para agradar a seu superior.  Empregabilidade não significa ser simpático e dizer sim toda vez que outras pessoas lhe pedem para fazer alguma coisa. Empregabilidade significa dizer não quando você sabe que não poderá desempenhar a tarefa com o nível desejado de qualidade.
  13. 13. MARKETING PESSOAL
  14. 14. DICAS PARA O SUCESSO  Seja pontual - gera confiança;  Vista-se para ser visto – mostre seu estilo de forma que seja agradável aos olhos e evite extravagância;  Construir seu personagem – estar preparado para o público que irá enfrentar;  Nunca perca a naturalidade – seja você mesmo, pois isso constrói sua credibilidade profissional;
  15. 15. DICAS PARA O SUCESSO  Estimule sua criatividade – faça cursos, viaje, leia com isso você será mais produtivo e motivado;  Você é tímido? Não omita. O segredo é mostrar que sua capacidade de concentração e objetividade no diálogo;  Ensaie seu discurso – Tenha em mente o que irá dizer. Planeje sua apresentação ou assunto para não demonstrar nervosismo e passar confiança no diálogo;  Conheça bem a si mesmo – suas falhas, limites, pontos fortes e fracos. Saiba administrar os dois primeiros e explore os dois últimos.
  16. 16. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO?
  17. 17. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 1 - Dados pessoais O início do currículo deve apresentar o profissional, com nome completo, idade, estado civil, cidade, região, telefone (celular, residencial ou para recados) e e-mail. Não é preciso informar o CEP.
  18. 18. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 2 – Objetivo Neste tópico, os profissionais precisam escrever de forma direta para que a empresa veja qual é a posição de interesse. Os candidatos não devem colocar diversos objetivos juntos.
  19. 19. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 3 - Resumo de qualificações É importante que os candidatos aproveitem esse espaço para colocar informações positivas sobre sua carreira. O objetivo é chamar atenção para que o recrutador leia o currículo até o final. Nesse item, o profissional deve pensar quais habilidades, conhecimentos e experiências que ele possui seriam positivos para a posição e companhia. A partir dessa resposta, é possível selecionar o que será colocado no resumo.
  20. 20. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 4 - Formação acadêmica O candidato deve colocar o último grau de escolaridade que possui, ou seja, quem não tem nível superior deve citar o nível médio, e assim por diante. Profissionais com MBA, pós- graduação ou curso técnico devem mencioná- los. A descrição deve ter o nome da instituição, curso e ano ou previsão de término.
  21. 21. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 5 - Experiência profissional Candidato sem experiência pode citar eventuais trabalhos em empresa júnior ou no centro acadêmico da faculdade, colocando as atribuições e responsabilidades que tinha.
  22. 22. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 6 - Cursos complementares Cursos extracurriculares ou de curta duração e workshops podem ser informados. É importante mencionar o nome da instituição, mês e ano de início e término e carga horária.
  23. 23. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 7 – Idiomas O candidato precisar ser honesto e indicar seu real conhecimento do idioma, já que o recrutador poderá testá-lo durante a entrevista. A fluência pode ser categorizada como: básico, intermediário, avançado e fluente.
  24. 24. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 8 – Informática O profissional pode informar seus conhecimentos em cada programa e categorizá-los. Quem fez curso na área pode colocá-lo seguindo o padrão usado nos cursos complementares.
  25. 25. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 9 - Outras informações Neste campo, o candidato pode informar experiências internacionais e trabalhos voluntários. Atividades feitas fora do horário de trabalho podem ser citadas, desde que tenham relação com o emprego ou destaquem as qualidades do profissional.
  26. 26. COMO PREPARAR UM BOM CURRÍCULO? 10 - O que não colocar - Foto (Só deve ser enviada quando empregador solicitar) - Número de documentos - Título “currículo vitae” ou “currículo” - Pronomes pessoais (Ao invés de colocar “eu desenvolvi um projeto” substitua por “desenvolvimento de projeto”) - Informações negativas (Profissionais que não possuem algum tipo de conhecimento não devem colocar essa informação. A melhor opção é não informar nada) - Nome de pais, marido ou esposa e filhos - Referências pessoais (Contatos de pessoas que podem falar sobre o profissional não devem ser indicados) - Motivo de saída de empregos anteriores - Pretensão salarial - Cartas de referência - Certificados de cursos realizados - Data e assinatura
  27. 27. COMO SE VESTIR PARA ESSE LOCAL?
  28. 28. COMO SE VESTIR PARA ESSE LOCAL?
  29. 29. COMO SE VESTIR PARA ESSE LOCAL?
  30. 30. COMO SE VESTIR PARA ESSE LOCAL?
  31. 31. COMO SE VESTIR PARA ESSE LOCAL?
  32. 32. DINÂMICA EM GRUPO

×