14 aula perfuração de poços

867 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

14 aula perfuração de poços

  1. 1. AULA 14 AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS PERFURAÇÃO DE POÇOS
  2. 2. Introdução AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  3. 3. Exploração – Atividade de Risco AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Na Perfuração:  É extraído de 70 a 90%  Se é comercial ou não  Se localizado (pois métodos científicos só sugerem a existência ou não) (geologia, geofísica, etc.)
  4. 4.  Se descoberto: AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Perfura-se poços de extensão (determina até aonde será a jazida)  Se existir faz-se necessário o estudo de viabilidade técnico econômica Exploração – Atividade de Risco
  5. 5. Infra-estrututra de produção AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Tubulação de aço (coluna de revestimento).  Camada de cimento em torno da estrutura.  Canhoneio (Canhão especial provoca furos no aço e cimento escoando fluidos para o interior do poço).  Conjunto de válvulas (arvore de natal, controle de produção). Obs. Se o óleo não sobe espontaneamente usa-se bombas (cavalo de pau)
  6. 6. Infra-estrututra de produção AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Uso de estímulos (injeção de gás ou água ou os 2 simultaneamente - “recuperação secundária”  Outros métodos de uso são o CO2, vapor, soda caustica, etc., sempre com o intuito de aumentar a produção  O Petróleo passa por separadores extraindo-se o gás natural, água, etc.  O óleo é tratado, separado, é armazenado para transporte posterior às refinarias.  Do gás natural são extraídas as partículas líquidas tornando-se assim o GLP (gás de cozinha)
  7. 7. Perfuração de poços AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  8. 8. Perfuração de poços AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS Tipos de perfuração:  Percussão (beat) – China séc. XVIII  Séc. XIX em diante - perfuração rotativa.
  9. 9. Tipos de poços AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS Pioneiros – Descobrimento por geologia ou geofísica. Poços exploratórios – descobrimento de novas jazidas, avaliação das reservas ou obtenção de dados geológicos.  Extensão – delimitadores do tamanho da jazida. Desenvolvimento - mais freqüentes (campos aprovados e comerciais).  Injeção – Injetar água ou gases. Especiais – produção de água, alivio para poços em acidente, etc.
  10. 10. Codificação poços exploratórios AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS Códigos 1 a 7 – para avaliação de reservas ou obtenção de dados geológicos  Códigos 7 e 8 – para produzir ou auxiliar a produção  Código 9 - especiais
  11. 11. Trajetórias AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Verticais – São raras, probabilidade rochas, etc..  Direcionais – Intencionalmente alterar a sua trajetória, gerando uma inclinação para atingir o alvo. Horizontais – são casos particulares do direcional, quando a inclinação atinge a 90 graus.
  12. 12. Trajetórias AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  13. 13. Razões do poço horizontal AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS Difícil acesso (lagos, montanhas, ilhas, rochas muito duras, etc.) Controle do poço (desmoronamentos, poços de alívio)  Redução de tempo e custos de posicionamento  Problemas descobertos após o início da perfuração
  14. 14. Vantagens do poço horizontal AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Maior trecho de formação produtora exposta  Maior drenagem e recuperação de fluidos (reservatórios com pequenas espessuras)  Menor queda de pressão ao redor do poço  Menor velocidade de fluxo ao redor do poço  Menos problemas com gases e água  Acelera a produção
  15. 15. Fluído de perfuração AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Funções:  Remover e levar detritos a superfície  Criar pressão hidrostática, impedindo colapsos  Resfriar e lubrificar a broca, bem como a coluna de perfuração. Obs: a cada 30 metros a temperatura aumenta em média 1 ºC.
  16. 16. Fluído de perfuração AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  17. 17. Tipos de fluídos AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Líquidos (água ou óleo) Gasosos (ar, nitrogênio ou gás natural) Mista líquida e gasosa (espuma ou névoa)
  18. 18. Torre de perfuração  Estrutura piramidal, promovendo a base para a suspensão ou descida de tubos e brocas no poço (em média 18 a 28 metros) AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  19. 19. Torre de perfuração Elas podem ser classificadas em torres convencionais ou mastros. AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  20. 20. Tipos de torres AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Convencionais, estruturas treliçadas / metálicas, montadas e desmontadas uma a uma (ou em pequenos painéis) na vertical, mais baratas e rígidas (maior estabilidade),porém proporcionando um maior custo , o que os faz com sejam mais utilizadas em sondas marítimas.
  21. 21. Tipos de torres AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS  Mastros, podem ser montados ou desmontados em partes, na horizontal, tendo maior portabilidade e menores custos de movimentação, o que faz preferíveis em sondas terrestres. Em sondas de pequeno porte (poços rasos ou sondas de produção) são usados mastros ancorados, que usam espiras para o posicionamento de trabalho; mas em geral os mastros são livres.
  22. 22. Curiosidades AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  23. 23. Curiosidades AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  24. 24. Curiosidades AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  25. 25. Curiosidades AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  26. 26. Curiosidades AULA 14 – PERFURAÇÃO DE POÇOS
  27. 27. Questionário  1- Explique porque a exploração de petróleo é uma atividade de risco.  2- Para que servem os fluidos na perfuração.  3- Quais são os estímulos possíveis para extração do petróleo.  4- Quais são os tipos trajetória de perfuração de poços.  5- Qual a vantagem de uma torre de perfuração em uma plataforma off shore.  6- Defina em Geofísica o que quer dizer estratigráfico.  7- Explique poços de extensão.  8- Explique poços de desenvolvimento.  9- Explique poços de injeção.  10- Explique poços pioneiros.
  28. 28. FIM

×