Quimica em quadrinhos

2.828 visualizações

Publicada em

O objetivo deste trabalho consiste na elaboração de Histórias em Quadrinhos como instrumento auxiliar no ensino da Química.
A construção de Histórias em Quadrinhos envolve a criatividade na produção de cenários e personagens que devem ser associados aos textos, promovendo relação com o objeto estudado.
Este trabalho foi desenvolvido pelos alunos do
2ºano do Ensino Médio

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Quimica em quadrinhos

  1. 1. E.E. MARIA LINA DE JESUS DIREÇÃO: LIDIANE SILVA DE OLIVEIRA RUA: MARIA LINA DE JESUS Nº175, SÃO JOSÉ DO ALEGRE SER - ITAJUBÁ Química em Quadrinhos GABRIELA BELINI GONTIJO – alquimistagabi@gmail.com A QUÍMICA EM QUADRINHOS • INTRODUÇÃO A atividade lúdica tem como objetivo levar o aluno a memorizar facilmente o assunto abordado, induzindo o raciocínio lógico, a reflexão, o pensamento ajudando na construção do seu conhecimento cognitivo e psicomotor. As Histórias em Quadrinhos (HQs) são um veículo comunicativo com enorme potencial podendo atingir as pessoas em todo o mundo. Podemos perceber seu alcance com as variedades de HQs e as grandes tiragens em todo o mundo. Atualmente, a preocupação com os métodos utilizados no ensino de química nas escolas, e desta forma, os métodos lúdicos vêm tomando espaço. Inovar a cada dia a mediação de conhecimentos apresentado ao aluno, de tal forma, que se torne participativo e interessado em receber os conhecimentos de uma maneira agradável e investigativa. As histórias em quadrinhos (HQ) possui um papel relevante para tal ensino, pois possibilita criar, produzir e elaborar roteiros sobre o conteúdo. Intrinsecamente desperta e aguça o interesse dos alunos, uma vez que para confeccionar suas histórias o aluno deverá pesquisar, ler, organizar suas ideias para que a história fique chamativa e interessante, e assim possibilitando um aprendizado mais agradável. Os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM) e a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) reconhecem a eficácia educativa dos métodos lúdicos. A ideia de unir as HQs e os quadrinhos no conteúdo surgiu de várias charges relacionadas como o assunto na rede social FACEBOOK. Vi a possibilidade de fazer uma revisão dos conteúdos abordados, ao longo dos dois anos letivos, já que a terceira série do Ensino Médio não é contemplada com a disciplina. Frota e colaboradores (2009) usaram do meio digital como conteúdo introdutório ao estudo da química associada à arte. Em conversas com analistas do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE), fui orientada a integrar a tecnologia e a produção de histórias em quadrinhos (HQs), pois existe sites dedicados a criação de charges e tirinhas como o ToonDoo, Meu Gibi, entre outros. De acordo com o PCN “as competências e habilidades cognitivas e afetivas desenvolvidas no ensino de Química deverão capacitar os alunos a tomarem suas próprias decisões em situações problemáticas, ANAIS DO II CONGESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS DA REDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS 7 à 11 de outubro de 2013 I Jaboticatubas-MG I ISBN: 978-85-86503-58-0 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores de Minas Gerais I SEE-MG
  2. 2. contribuindo assim para o desenvolvimento do educando como pessoa humana e como cidadão”. (PCN de Química p.31). Este trabalho objetivou incentivar os alunos a traduzirem em linguagem artística os conteúdos trabalhados pela professora, em sala de aula. Além disto, pretendem-se reduzir as dificuldades apresentadas na análise do PIP (Plano de Intervenção Pedagógica), onde o aluno deverá interpretar, identificar, descrever e narrar uma história, além de revisar conteúdos já vistos, pois o terceiro ano do ensino médio não é contemplado com a disciplina. • Descrição das Atividades Foi proposto aos alunos elaborar uma história pertinente ao conteúdo de Química e montar uma História em Quadrinhos com no mínimo 6 ( seis ) quadros. • Estratégias Escolher o conteúdo (tema) Criar a história (o enredo) Elaborar a montagem dos quadros utilizando papel cartaz, folha A4, produtor de textos ou sites on line para criação de quadrinhos. • Acompanhamento Foram destinados 10 minutos de cada aula para esclarecer as dúvidas durante o terceiro bimestre. Orientar na construção do roteiro A criação é livre, sendo permitido: desenhos criados, colagem, montagens no computador com uso de software, tudo que contribua na criação das HQs.  Considerações Finais O uso de quadrinhos nas aulas de química já foi relatado em alguns estudos como sendo um importante meio de divulgação científica, além de servir como exercício de produção de textos e roteiros, exercício do humor, sensibilização em relação à arte e trabalho em equipe (FERREIRA, et al., 2009; SANTOS, 2003). O uso do site para a produção das tirinhas também serviu como exercício do uso da internet em sala de aula. A produção de História em quadrinhos, a partir de conteúdos químicos, mostrou-se uma estratégia potencial para a alfabetização científica, pois através delas os alunos popularizaram os conhecimentos científicos adquiridos. A representação de fatos cotidianos com explicações científicas demonstrou o grau de abstração, o caráter linguístico e psicológico dos desenhos e da narrativa conseguidos com a técnica de criar HQ. O diferencial dessa atividade e a forma como é confeccionada. Este trabalho requer atenção devido às dificuldades apresentadas no momento da montagem do enredo com o conteúdo. Foi vista como um ponto positivo para a utilização desse material como outro meio, de abordagem dos conteúdos de forma mais interessante, interativa, motivadora e compreensível. Foi ANAIS DO II CONGESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS DA REDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS 7 à 11 de outubro de 2013 I Jaboticatubas-MG I ISBN: 978-85-86503-58-0 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores de Minas Gerais I SEE-MG
  3. 3. observado que através desse método foi possível tanto estimular a criatividade, quanto desenvolver a linguagem oral e escrita e a habilidade tecnológica. • Relatos da professora Como educadora sempre procuro utilizar metodologias atuais que possibilitem a aproximação da disciplina com o cotidiano dos alunos. Confesso que ao dar inicio ao projeto não sabia quão importância teria na vida dos alunos. Foram muitas as dificuldades enfrentadas, os alunos não conseguiam definir o tema, depois foi a dificuldades de produzir o roteiro e ainda a falta de criatividade ao confeccionar os quadrinhos. Entre as dificuldades esperadas, uma me chamou a atenção. Como sugeri que também poderiam fazer em sites especializados de construção de HQ, imaginei que os nativos da tecnologia as sairiam muito bem, e esta foi a maior dificuldade entre os alunos. Os erros de português não foram todos corrigidos, uma falha do projeto. Todos se empenharam muito, o apoio das analistas do NTE (Núcleo de Tecnologia Educacional – 15º SRE– Itajubá) foi a base para o sucesso e dedicação dos alunos. Superamos todas, entre as dificuldades do cotidiano escolar aos preparativos da apresentação! Estava ciente apenas do tema e roteiro de alguns trabalhos, preferi não queria interferir na criação dos quadrinhos. E posso dizer que foi um sucesso. Percebi que o envolvimento da comunidade como os pais e analistas do NTE, eleva a autoestima dos educandos, proporciona uma maior inspiração e dedicação. O sentimento de responsabilidade em produzir uma obra bem feita, pois será apresentada a comunidade, foi o segredo de todo sucesso deste projeto. Minha participação foi de orientar, mediar e incentivar. Os atores principais desta obra foram eles, os alunos. As presenças das analistas do NTE, do Secretário de Educação da cidade contribuíram para o sucesso da apresentação dos trabalhos a comunidade. Não tenho dúvidas o quanto eles aprenderam ( anexo as fotos da realização do evento). • Referencias Bibliográficas ARAUJO, K. C. M. et al. Elaboração de histórias da química em quadrinhos: uma abordagem dinâmica para o ensino médio. In: 47º Congresso Brasileiro de Química, 17-21 set. 2007, FROTA, M. T. et al. Cartunização: Proposta para o Ensino Aprendizagem em Ambientes Informatizados. In: FÓRUM GESTÃO/PESQUISA/EXTENSÃO, III. UNIVERSAIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS, 23-25 set. 2009, Montes Claros, Ministério da Educação. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Brasília: Secretaria de Educação, 2006. FRANCISCO JUNIOR, W. E. Estratégias de leitura e educação química. Química Nova na Escola, v.32, n. 4 p. 220-226, 2010. ANAIS DO II CONGESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS DA REDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS 7 à 11 de outubro de 2013 I Jaboticatubas-MG I ISBN: 978-85-86503-58-0 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores de Minas Gerais I SEE-MG
  4. 4. FERREIRA, D. M.; FRACETO, L. F.; FRACETO, LEONARDO F. Historias em quadrinhos uma ferramenta para o ensino de Química. In. 7º Simpósio Brasileiro de educação Química, 12-14 jul. 2009, Salvador Anexo 1 Figura 1 Alunos exibindo suas obras Figura 3 Alunos exibindo suas obras Figura 5 a comunidade escolar. Figura 2 Os HQs sendo apresentados a comunidade Figura 4 Direção, Supervisão da escola, Secretário e Analistas. Figura 6 Professora, analistas e convidados. ANAIS DO II CONGESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS DA REDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS 7 à 11 de outubro de 2013 I Jaboticatubas-MG I ISBN: 978-85-86503-58-0 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores de Minas Gerais I SEE-MG

×