SlideShare uma empresa Scribd logo
. CARICATURA
. CHARGE
. CARTUM
. TIRINHA/HISTÓRIA
EM
QUADRINHO
(HQ)
 . PARÓDIA
QUAL É
A
DIFERENÇA?
CARICATURA
É a representação exagerada de características ou hábitos de uma pessoa.
A primeira representa muito bem o que é a
caricatura. Veja que ela ressalta os dentes tortos,
nariz largo e cabelos longos (apesar desses  não
serem visíveis na foto) do jogador Ronaldinho
Gaúcho.
CHARGE
Charge  é um estilo de ilustração que tem por
finalidade satirizar, por meio de uma caricatura, algum
acontecimento atual com uma ou mais personagens
envolvidas. As charges foram criadas no princípio do
século XIX (dezenove), por pessoas opostas a governos
ou críticos políticos que queriam se expressar de forma
jamais apresentada, inusitada. Foram reprimidos por
governos (principalmente impérios), porém ganharam
grande popularidade com a população, fato que
acarretou sua existência até os tempos de hoje.
Isso pode ser visto na ilustração do ministro Joaquim
Barbosa (abaixo). Nela o martelo e a capa foram
realçados, o primeiro através de uma ampliação,
indicando uma punição dolorosa aos réus do
“mensalão”, já a segunda foi diferenciada a fim de
comparar o personagem com um herói, um justiceiro.
CARTUM
Um cartoon, cartune ou cartum é um desenho humorístico acompanhado ou não de legenda, de
caráter extremamente crítico retratando de uma forma bastante sintetizada algo que envolve o dia-
a-dia de uma sociedade. O termo é de origem inglesa. O significado original da palavra cartoon é
mesmo "estudo", ou "esboço", e é muito utilizada nas artes plásticas.Este tipo de desenho é ainda
considerado uma forma de comédia e mantém o seu espaço na imprensa  escrita atual. No Brasil,
foi na revista Pererê, de Ziraldo edição de Fevereiro de 1964, que se lançou o neologismo cartum,
logo adotado no jargão profissional. Na composição do cartum podem ser inseridos elementos da
história em quadrinhos, como os balões de falas, subtítulos, onomatopéias e até mesmo a divisão
de cena sem quadrinhos. A narrativa do cartum pode ocorrer numa cena ou numa sequência de
cenas.
HISTÓRIA EM QUADRINHOS
As histórias em quadrinhos são enredos
narrados quadro a quadro por meio de desenhos
e textos que utilizam o discurso direto,
característico da língua falada. Assim, justifica-se
a pesquisa pelo interesse de demonstrar como
as estratégias de organização de um texto falado
são utilizadas na construção da história em
quadrinhos, que possui em seu texto escrito,
características próximas a uma conversação face
a face, além de apresentar elementos visuais
complementadores à compreensão, tornando
este estudo bastante prazeroso, pois a leitura de
uma HQ causa no leitor um determinado fascínio
devido à combinação de todos esses elementos.
PARÓDIA
A paródia é a recriação de um
texto ou imagem, geralmente
célebre, conhecido. É uma
reescritura de caráter contestador,
irônico, zombeteiro, crítico,
satírico, humorístico A paródia
constrói, assim, um percurso de
desvio em relação ao texto
parodiado, numa espécie de
insubordinação crítica, cômica. 
ESSE CARA SOU EU (paródia)
“Os caras” da vida real
O cara que pega em seu pé toda hora.
Que conta os segundos que você demora.
Que te chateia e humilha sem se conter.
Como um carrapato, gruda em você.
E no meio da rua faz drama,
De ciúmes, reclama.
Esse cara sou eu.
O cara que nega a você um abraço.
Finge sucesso, mas no fundo é um fracasso.
Que está do seu lado e olha pra outra mulher.
O marido camuflado de super chofer.
Quase sempre te expõe ao perigo.
Seu pior castigo.
Esse cara sou eu.
CORRELACIONE:
1 – Paródia 2- História em quadrinho 3- Cartum 4- Charge 5- Caricatura
( ) ( )
( )
( )
( )
Referências
http://fabianaeaarte.blogspot.com.br/2011/05/cartum-e-charge-qual-
diferenca.html
http://umvestibulando.wordpress.com/2013/01/06/a-diferenca-entre-
charge-cartum-tirinha-e-caricatura/
http://www.filologia.org.br/viiicnlf/anais/caderno12-11.html
PARA CASA:
Recorte uma charge de um jornal/revista e
produza uma
paródia de um trecho de uma música famosa.
PARA CASA:
Recorte uma charge de um jornal/revista e
produza uma
paródia de um trecho de uma música famosa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
Andriane Cursino
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
Luciene Gomes
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Inferência
InferênciaInferência
Inferência
Marilia Teddy
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
Tissiane Gomes
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
Marcelo Cordeiro Souza
 
Genero textual charge
Genero textual chargeGenero textual charge
Genero textual charge
Fabio Junior Sarti
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Ademir Teixeira de Freitas
 
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opiniãoDiferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Elaine Maia
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Tirinhas aula 1- características gerais
Tirinhas  aula 1- características geraisTirinhas  aula 1- características gerais
Tirinhas aula 1- características gerais
Pibid Letras UEA
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
Renally Arruda
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
Luciene Gomes
 
Gênero textual narrativo
Gênero textual narrativoGênero textual narrativo
Gênero textual narrativo
Paulo Alexandre
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
ClaudiaAdrianaSouzaS
 

Mais procurados (20)

Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Inferência
InferênciaInferência
Inferência
 
SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.SLIDES – PARÓDIA.
SLIDES – PARÓDIA.
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Genero textual charge
Genero textual chargeGenero textual charge
Genero textual charge
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opiniãoDiferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
Diferenças entre texto dissertativo argumentativo e artigo de opinião
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Tirinhas aula 1- características gerais
Tirinhas  aula 1- características geraisTirinhas  aula 1- características gerais
Tirinhas aula 1- características gerais
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
Gênero textual narrativo
Gênero textual narrativoGênero textual narrativo
Gênero textual narrativo
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 

Semelhante a Caricatura x Charge x Cartum x História em Quadrinho

Diferenças entre cartum charge e tira
Diferenças entre cartum charge e tiraDiferenças entre cartum charge e tira
Diferenças entre cartum charge e tira
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 
Gênero Charge e Cartum.pptx
Gênero Charge e Cartum.pptxGênero Charge e Cartum.pptx
Gênero Charge e Cartum.pptx
Caroline Assis
 
charge.pdf
charge.pdfcharge.pdf
charge.pdf
JulianaVerge1
 
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptx
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptxHistórias em Quadrinhos (HQs).pptx
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptx
AndrezaFlorencio1
 
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptxSlides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
ElkeTicianeVieiraSak
 
Oficina de História em Quadrinhos
Oficina de História em QuadrinhosOficina de História em Quadrinhos
Oficina de História em Quadrinhos
Terc Cre
 
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - CartumGÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
Augusto Costa
 
Ppt apto para slide share lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
Ppt apto para slide share  lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agostoPpt apto para slide share  lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
Ppt apto para slide share lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
EglePinho
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricatura
projetoassis
 
Charge - interpretação 9° Ano.pdf
Charge - interpretação 9° Ano.pdfCharge - interpretação 9° Ano.pdf
Charge - interpretação 9° Ano.pdf
DanielaMonteiro32311
 
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdfCHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
Erikajosiane
 
Oficina HQ
Oficina HQOficina HQ
Oficina HQ
Alex Souto
 
Análise: Gantz
Análise: GantzAnálise: Gantz
Análise: Gantz
Pedro Correia
 
Pedro.docx
Pedro.docxPedro.docx
Pedro.docx
JssicaCassiano2
 
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
DalvaSantos25
 
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptxGENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
Janaina Diniz
 
Português charge cartum tirinha e caricatura 111
Português charge cartum tirinha e caricatura 111Português charge cartum tirinha e caricatura 111
Português charge cartum tirinha e caricatura 111
Maria Tavares
 
Caminhos cruzados erico verissimo
Caminhos cruzados   erico verissimoCaminhos cruzados   erico verissimo
Caminhos cruzados erico verissimo
Patrick François Jarwoski
 
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e EsportivosPortfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
Patrus Cult'ral
 
Charge
ChargeCharge

Semelhante a Caricatura x Charge x Cartum x História em Quadrinho (20)

Diferenças entre cartum charge e tira
Diferenças entre cartum charge e tiraDiferenças entre cartum charge e tira
Diferenças entre cartum charge e tira
 
Gênero Charge e Cartum.pptx
Gênero Charge e Cartum.pptxGênero Charge e Cartum.pptx
Gênero Charge e Cartum.pptx
 
charge.pdf
charge.pdfcharge.pdf
charge.pdf
 
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptx
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptxHistórias em Quadrinhos (HQs).pptx
Histórias em Quadrinhos (HQs).pptx
 
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptxSlides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
Slides charges e quadrinhos - Prof Elke.pptx
 
Oficina de História em Quadrinhos
Oficina de História em QuadrinhosOficina de História em Quadrinhos
Oficina de História em Quadrinhos
 
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - CartumGÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
GÊNERO TEXTUAL - TIRINHAS - Charges - Cartum
 
Ppt apto para slide share lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
Ppt apto para slide share  lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agostoPpt apto para slide share  lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
Ppt apto para slide share lingua portuguesa- semana de 3 a 7 de agosto
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricatura
 
Charge - interpretação 9° Ano.pdf
Charge - interpretação 9° Ano.pdfCharge - interpretação 9° Ano.pdf
Charge - interpretação 9° Ano.pdf
 
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdfCHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
CHARGUE 8 ANO - ATIVIDADE.pdf
 
Oficina HQ
Oficina HQOficina HQ
Oficina HQ
 
Análise: Gantz
Análise: GantzAnálise: Gantz
Análise: Gantz
 
Pedro.docx
Pedro.docxPedro.docx
Pedro.docx
 
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
38790_a5d6bab71405e9f56f0149228a6169ad.pptx
 
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptxGENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
GENEROS TEXTUAIS QUADRINHOS E TIRINHAS.pptx
 
Português charge cartum tirinha e caricatura 111
Português charge cartum tirinha e caricatura 111Português charge cartum tirinha e caricatura 111
Português charge cartum tirinha e caricatura 111
 
Caminhos cruzados erico verissimo
Caminhos cruzados   erico verissimoCaminhos cruzados   erico verissimo
Caminhos cruzados erico verissimo
 
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e EsportivosPortfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
Portfolio de Projetos Culturais, Sociais e Esportivos
 
Charge
ChargeCharge
Charge
 

Mais de Valeria Nunes

2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade
Valeria Nunes
 
2. Linguagem e identidade
2. Linguagem e identidade2. Linguagem e identidade
2. Linguagem e identidade
Valeria Nunes
 
2. Alfabeto manual
2. Alfabeto manual2. Alfabeto manual
2. Alfabeto manual
Valeria Nunes
 
1. Sentimentos e características pessoais
1. Sentimentos e características pessoais1. Sentimentos e características pessoais
1. Sentimentos e características pessoais
Valeria Nunes
 
1. curiosidades sobre a libras
1. curiosidades sobre a libras1. curiosidades sobre a libras
1. curiosidades sobre a libras
Valeria Nunes
 
1. cumprimentos
1. cumprimentos1. cumprimentos
1. cumprimentos
Valeria Nunes
 
Musicas
MusicasMusicas
Musicas
Valeria Nunes
 
New york
New yorkNew york
New york
Valeria Nunes
 
Copa musica
Copa musicaCopa musica
Copa musica
Valeria Nunes
 
New york city
New york cityNew york city
New york city
Valeria Nunes
 
Datas
DatasDatas
Por que
Por quePor que
Por que
Valeria Nunes
 
Quinhentismo e barroco
Quinhentismo e barrocoQuinhentismo e barroco
Quinhentismo e barroco
Valeria Nunes
 
Texto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunçãoTexto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunção
Valeria Nunes
 
Acordo ortografico
Acordo ortograficoAcordo ortografico
Acordo ortografico
Valeria Nunes
 
Topicos em literatura
Topicos em literaturaTopicos em literatura
Topicos em literatura
Valeria Nunes
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
Valeria Nunes
 
Pronome s
Pronome sPronome s
Pronome s
Valeria Nunes
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Valeria Nunes
 
Currículo
CurrículoCurrículo
Currículo
Valeria Nunes
 

Mais de Valeria Nunes (20)

2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade
 
2. Linguagem e identidade
2. Linguagem e identidade2. Linguagem e identidade
2. Linguagem e identidade
 
2. Alfabeto manual
2. Alfabeto manual2. Alfabeto manual
2. Alfabeto manual
 
1. Sentimentos e características pessoais
1. Sentimentos e características pessoais1. Sentimentos e características pessoais
1. Sentimentos e características pessoais
 
1. curiosidades sobre a libras
1. curiosidades sobre a libras1. curiosidades sobre a libras
1. curiosidades sobre a libras
 
1. cumprimentos
1. cumprimentos1. cumprimentos
1. cumprimentos
 
Musicas
MusicasMusicas
Musicas
 
New york
New yorkNew york
New york
 
Copa musica
Copa musicaCopa musica
Copa musica
 
New york city
New york cityNew york city
New york city
 
Datas
DatasDatas
Datas
 
Por que
Por quePor que
Por que
 
Quinhentismo e barroco
Quinhentismo e barrocoQuinhentismo e barroco
Quinhentismo e barroco
 
Texto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunçãoTexto descritivo e conjunção
Texto descritivo e conjunção
 
Acordo ortografico
Acordo ortograficoAcordo ortografico
Acordo ortografico
 
Topicos em literatura
Topicos em literaturaTopicos em literatura
Topicos em literatura
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
 
Pronome s
Pronome sPronome s
Pronome s
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Currículo
CurrículoCurrículo
Currículo
 

Último

Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 

Caricatura x Charge x Cartum x História em Quadrinho

  • 1. . CARICATURA . CHARGE . CARTUM . TIRINHA/HISTÓRIA EM QUADRINHO (HQ)  . PARÓDIA QUAL É A DIFERENÇA?
  • 2. CARICATURA É a representação exagerada de características ou hábitos de uma pessoa. A primeira representa muito bem o que é a caricatura. Veja que ela ressalta os dentes tortos, nariz largo e cabelos longos (apesar desses  não serem visíveis na foto) do jogador Ronaldinho Gaúcho.
  • 3. CHARGE Charge  é um estilo de ilustração que tem por finalidade satirizar, por meio de uma caricatura, algum acontecimento atual com uma ou mais personagens envolvidas. As charges foram criadas no princípio do século XIX (dezenove), por pessoas opostas a governos ou críticos políticos que queriam se expressar de forma jamais apresentada, inusitada. Foram reprimidos por governos (principalmente impérios), porém ganharam grande popularidade com a população, fato que acarretou sua existência até os tempos de hoje. Isso pode ser visto na ilustração do ministro Joaquim Barbosa (abaixo). Nela o martelo e a capa foram realçados, o primeiro através de uma ampliação, indicando uma punição dolorosa aos réus do “mensalão”, já a segunda foi diferenciada a fim de comparar o personagem com um herói, um justiceiro.
  • 4. CARTUM Um cartoon, cartune ou cartum é um desenho humorístico acompanhado ou não de legenda, de caráter extremamente crítico retratando de uma forma bastante sintetizada algo que envolve o dia- a-dia de uma sociedade. O termo é de origem inglesa. O significado original da palavra cartoon é mesmo "estudo", ou "esboço", e é muito utilizada nas artes plásticas.Este tipo de desenho é ainda considerado uma forma de comédia e mantém o seu espaço na imprensa  escrita atual. No Brasil, foi na revista Pererê, de Ziraldo edição de Fevereiro de 1964, que se lançou o neologismo cartum, logo adotado no jargão profissional. Na composição do cartum podem ser inseridos elementos da história em quadrinhos, como os balões de falas, subtítulos, onomatopéias e até mesmo a divisão de cena sem quadrinhos. A narrativa do cartum pode ocorrer numa cena ou numa sequência de cenas.
  • 5. HISTÓRIA EM QUADRINHOS As histórias em quadrinhos são enredos narrados quadro a quadro por meio de desenhos e textos que utilizam o discurso direto, característico da língua falada. Assim, justifica-se a pesquisa pelo interesse de demonstrar como as estratégias de organização de um texto falado são utilizadas na construção da história em quadrinhos, que possui em seu texto escrito, características próximas a uma conversação face a face, além de apresentar elementos visuais complementadores à compreensão, tornando este estudo bastante prazeroso, pois a leitura de uma HQ causa no leitor um determinado fascínio devido à combinação de todos esses elementos.
  • 6. PARÓDIA A paródia é a recriação de um texto ou imagem, geralmente célebre, conhecido. É uma reescritura de caráter contestador, irônico, zombeteiro, crítico, satírico, humorístico A paródia constrói, assim, um percurso de desvio em relação ao texto parodiado, numa espécie de insubordinação crítica, cômica.  ESSE CARA SOU EU (paródia) “Os caras” da vida real O cara que pega em seu pé toda hora. Que conta os segundos que você demora. Que te chateia e humilha sem se conter. Como um carrapato, gruda em você. E no meio da rua faz drama, De ciúmes, reclama. Esse cara sou eu. O cara que nega a você um abraço. Finge sucesso, mas no fundo é um fracasso. Que está do seu lado e olha pra outra mulher. O marido camuflado de super chofer. Quase sempre te expõe ao perigo. Seu pior castigo. Esse cara sou eu.
  • 7. CORRELACIONE: 1 – Paródia 2- História em quadrinho 3- Cartum 4- Charge 5- Caricatura ( ) ( ) ( ) ( ) ( )
  • 9. PARA CASA: Recorte uma charge de um jornal/revista e produza uma paródia de um trecho de uma música famosa.
  • 10. PARA CASA: Recorte uma charge de um jornal/revista e produza uma paródia de um trecho de uma música famosa.