Um crime no expresso do oriente joana lourenço

1.438 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um crime no expresso do oriente joana lourenço

  1. 1. Agatha Christie nasceu na Grã-Bretanha, em 1890.Durante a primeira guerra mundial, prestou serviço numhospital primeiro como enfermeira e depois comofuncionária de farmácia. Esta experiência foi fundamentalpara o conhecimento dos venenos que mais tarde utilizounos seus livros. Com o seu marido, um arqueólogo, Agatha viajavamuito e participava nas escavações arqueológicas usando--as como fonte de conhecimentos e inspiração para aescrita. Autora de cerca de 300 obras( entre romances demistério, poesia, peças para rádio eteatro, contos, documentários, uma autobiografia e seisromances publicados com um pseudónimo).
  2. 2. O seu talento foireconhecido em 1956 quando foidistinguida com o título decommender of the BritishEmpire. Em 1976, a Rainha docrime ou duquesa damorte, morreu. Em 2000, Agatha Christierecebeu dois prémios: o demelhor autora de livros policiaisdo século XX e os livrosprotagonizados por HerculePoirot a melhor série policial doséculo XX.
  3. 3. Poirot e o seu amigo, M. Bouc, apanham o expressoTauro. No dia seguinte, ao almoço Ratchett foi falar comPoirot para contratá-lo para investigar um casorelacionado com a sua segurança, mas Poirot recusou. Oexpresso Oriente-Simplon fez uma paragem em Belgrado. Quando Poirot estava a dormir acordou com umgrito. Foi ver o que se passava viu então o revisor a passar ea bater à porta de Ratchett, este respondeu que era engano.Poirot voltou a deitar-se reparando que faltavam vinte etrês minutos para a uma hora.
  4. 4. Tinha passado pouco tempo quando Poirotvoltou a ouvir outro barulho, desta vez era o barulhode algo abater contra a porta. Quando foi ver o quese passava só viu uma mulher a passar ao fim docorredor e o revisor no canto. Poirot tomava o pequeno-almoço quando orevisor veio dizer que M. Bouc o esperava, quando seencontraram M. Bouc diz a Poirot que Ratchett foiassassinado e pede-lhe que investigue o caso. Poirotconcorda e começa os interrogatórios.
  5. 5. Depois examinou o compartimento onde seencontrava o corpo, descobrindo um limpa- cachimbos,um lenço com a inicial H e um pedaço de papel ondeestavam as palavras “-embre-se da pequena DaisyArmstrong”. Foi então que Poirot se recordou que overdadeiro nome de Ratchett era Casseti e conta a históriada família Armstrong. Depois, Poirot retomou os interrogatórios.
  6. 6. Quando acabou viu Mrs. Hubbard aos gritos adizer que tinha encontrado a arma do crime no seucompartimento. Poirot e os seus dois amigosverificaram que realmente se tratava da arma docrime. Decidiram então iniciar as buscas àsbagagens dos passageiros para encontrarem a fardade revisor castanha, que encontraram na bagagemde Hildegrade Schmidlm, e o fino quimono de sedaescarlate, que encontraram na bagagem de Poirot. Poirot reúne-se com todos os passageiros pararevelar as suas teorias e as possíveis resoluções domistério.
  7. 7. Uma das teorias era que a condessa era a irmã maisnova de Mrs. Armstrong e que o lenço pertencia à princesarussa. Depois de apresentar as duas hipóteses para aresolução do mistério todos concordaram em apresentar aprimeira à policia. Eu penso que o título tem a ver com a obra porque o crime acontece no Expresso do Oriente.
  8. 8. “Mas, mesmo assim, suponhamos isso por um instante. Então, todos os que estão aqui talvez ficassem unidos … pela morte.” (página 27).“Mas graças a enorme riqueza que acumulara, e devido ao poder secreto que exercia sobre varias pessoas, foi absolvido com base em qualquer inexactidão técnica.” (página 64).
  9. 9. Eu gostei muito do livro porque o achei interessante egosto de livros policiais. Eu aconselho a leitura a quemgosta deste género de livros.

×