Responsabilidades de um pai

1.052 visualizações

Publicada em

Mensagem sobre as responsabilidades de um pai cristão...

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.052
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
259
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Responsabilidades de um pai

  1. 1. Ser pai é um sublime privilégio, mas também uma imensa responsabilidade. Não basta gerar filhos; é preciso fazer grandes investimentos na vida deles para educá-los e prepará-los para a vida.
  2. 2. Muitos homens tornam-se famosos e alcançam o sucesso na carreira profissional, mas nem sempre têm êxito lar.
  3. 3. Grandes homens, como Isaque e Jacó, cometeram sérios erros na criação de filhos. Homens que exerceram sólida liderança espiritual sobre multidões, como Eli e Samuel, falharam na formação moral e espiritual dos filhos.
  4. 4. O maior rei de Israel, Davi, depois de grandes vitórias na vida, sofreu a maiores derrotas dentro do lar.
  5. 5. Ser Pai responsável é um grande desafio ainda hoje. Vamos observar, à luz da Palavra, alguns princípios importantes para os pais.
  6. 6. 1. SER EXEMPLO PARA OS FILHOS Antes de um pai ensinar os filhos, ele precisa viver o que ensina. O exemplo não é apenas uma forma de ensinar, e sim a mais eficaz.
  7. 7. O pai não pode apenas ensinar o caminho aos filhos, mas ensinar NO caminho. Provérbios 22 06 Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.
  8. 8. O pai é como um espelho. Precisamos de pais que sejam modelo de honestidade, de amor e vida cheia do Espírito. O pai precisa ser um homem que ama a Deus e viva com Deus, ensinando os filhos pelo exemplo.
  9. 9. Deuteronômio 6 04 Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR. 05 Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. 06 Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração;
  10. 10. Deuteronômio 6 07 tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.
  11. 11. Deuteronômio diz que, antes de instruir nossos filhos acerca de Deus, devemos amar a Deus sobre todas as coisas. Andes de inculcar em nossos filhos os preceitos de Deus, devemos ter no coração a Sua Palavra.
  12. 12. Não podemos exigir dos nossos filhos aquilo que não vivemos. O exemplo não é uma forma de ensinar, mas é a única forma eficaz de fazê- lo.
  13. 13. Uma das grandes tragédias da família contemporânea é que os pais deixaram de ser modelo para os filhos. Muitos pais tropeçam na conduta.
  14. 14. A inconsistência na vida e nas palavras esvazia a autoridade dos pais. Os pais precisam ser como espelho para os filhos. O espelho não grita; demonstra. Não faz discurso; revela.
  15. 15. Os pais precisam amar a Deus, andar com Deus e ser exemplo para os filhos, se quiserem vê-los andando por essas mesmas veredas.
  16. 16. 2. ENCONTRAR TEMPO PARA OS FILHOS Quem ama, prioriza. Quem ama, encontra tempo para a pessoa amada. Um pai jamais sacrifica o importante pelo o urgente.
  17. 17. Tudo à nossa volta tem o apelo do urgente. Mas nem sempre o urgente é importante. Os filhos são importantes. Eles merecem o melhor do nosso tempo, da nossa agenda, da nossa atenção.
  18. 18. Se um pai está tão ocupado a ponto de não ter tempo para os filhos, ele está ocupado demais. Na verdade, nenhum sucesso compensa o fracasso do relacionamento com os filhos.
  19. 19. A herança de Deus na vida dos pais não é o dinheiro, mas os filhos. Salmo 127 03 Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão.
  20. 20. Presentes jamais substituem a presença do pai na vida dos filhos. Os filhos precisam dos pais, mas do que de coisas.
  21. 21. Jó era um homem rico. Ele tinha uma agenda congestionada. Tinha muitas propriedades, rebanhos e servos. Mas ele dedicava o melhor do seu tempo para conversar com os filhos e orar por eles.
  22. 22. Jó 1 05 Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham pecado os meus filhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente.
  23. 23. 3. EQUILIBRAR CORREÇÃO E ENCORAJAMENTO O rei Davi pecou contra seus filhos porque não gostava de contrariá-los.
  24. 24. O sacerdote Eli é acusado de amar mais os filhos do que a Deus, mas seu amor não era responsável, pois ele foi conivente com o erro dos filhos e não teve pulso para corrigi-los.
  25. 25. Efésios 6 04 E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.
  26. 26. Deixar de corrigir os filhos é um grande perigo. Porém, a correção precisa ser equilibrada com o encorajamento.
  27. 27. Os filhos precisam ser estimulados pelos pais. O elogio sincero e a apreciação dos filhos são ferramentas importantes na formação emocional dos filhos.
  28. 28. Os filhos precisam ser amados, protegidos e orientados pelos pais. Correção sem encorajamento é castigo; encorajamento sem correção é bajulação. Ambas as atitudes estão fora do propósito de Deus.
  29. 29. Não basta ao pai dar teto, comida, roupa, educação e segurança aos filhos. Ele precisa prioritariamente conduzir seus filhos pelos caminhos do Senhor.
  30. 30. Não basta ao pai dar teto, comida, roupa, educação e segurança aos filhos. Ele precisa prioritariamente conduzir seus filhos pelos caminhos do Senhor.
  31. 31. Salmo 78 03 O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, 04 não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do SENHOR, e o seu poder, e as maravilhas que fez. 05 Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos,
  32. 32. Salmo 78 06 a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; 07 para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos.
  33. 33. Os pais precisam ter tempo para ensinar os filhos, orar com os filhos, ouvir os filhos, chorar com os filhos e celebrar com eles.
  34. 34. Essas são algumas das responsabilidades de um pai!

×