ÉFeso - A Cidade

2.447 visualizações

Publicada em

Introdução do estudo sobre Efésios da Escola Bíblica da IBC - Igreja Batista Central de São João do Jaguaribe - CE. Ministração: Pr. Eid Marques.

Publicada em: Espiritual
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.447
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
935
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
139
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ÉFeso - A Cidade

  1. 1. ÉFESOÉFESO A CidadeA Cidade
  2. 2. Alvo daAlvo da liçãoliçãosaber conhecer um pouco sobre Éfeso nos tempos de Paulo, por meio de imagens das ruínas do sítio arqueológico da cidade; familiarizar-se com o conteúdo geral da carta; entender a amplitude das bênçãos do Pai, do Filho e do Espírito Santo para o novo povo de Deus, a igreja de Cristo; sentir identificar-se com as bênçãos concedidas por Deus e descritas na carta; interessar-se pelo estudo mais profundo da carta aos Efésios; agir apropriar-se das bênçãos concedidas pelo Pai, pelo
  3. 3. Éfeso (Ephesus)Éfeso (Ephesus) Um dos mais importantes centros comerciais, religiosos eUm dos mais importantes centros comerciais, religiosos e políticos da Ásia Ocidental, na época de Paulo.políticos da Ásia Ocidental, na época de Paulo. Mar Mediterrâneo Mar Negro
  4. 4. Atualmente, as ruínas da antiga cidade de Éfeso estão localizadas na TURQUIA, país cujo território encontra-se na Eurásia (parte na Europa e parte na Ásia) Obs.: 99% da população atual da Turquia é muçulmana MAR NEGRO MAR MEDITERRÂNEO TURQUIA
  5. 5. Cidade de Éfeso atualmente
  6. 6. A cidade de Éfeso eraA cidade de Éfeso era comumente conhecida como a ‘Luzcomumente conhecida como a ‘Luz da Ásia’. Era um movimentadoda Ásia’. Era um movimentado porto marítimo, e desfrutava deporto marítimo, e desfrutava de grande prosperidade comercial.grande prosperidade comercial. Sua glória principal era o templo deSua glória principal era o templo de Artemisa (ou Diana).Artemisa (ou Diana).
  7. 7. O templo foi destruído porO templo foi destruído por ocasião de um incêndio, mas foiocasião de um incêndio, mas foi reedificado em 365 A.C., tendoreedificado em 365 A.C., tendo sido considerado então como umasido considerado então como uma das Sete Maravilhas do Mundo.das Sete Maravilhas do Mundo. Todavia, os bárbaros godosTodavia, os bárbaros godos destruíram esse templo por voltadestruíram esse templo por volta de 260 D.C..de 260 D.C..
  8. 8. Templo de Ártemis (Diana), na antiga Éfeso (maquete) Maior templo do mundo antigo (127 colunas com 19 metros de altura). Considerado uma das sete maravilhas do mundo antigo.
  9. 9. Imagens de Ártemis (ou Diana), deusa de Éfeso Ártemis era seu nome romano e Diana o nome grego. Deusa da caça, da vida selvagem, da abundância e da fertilidade.
  10. 10. Não podemos deixar deNão podemos deixar de estabelecer o contraste entre aestabelecer o contraste entre a glória transitória de Éfeso e aglória transitória de Éfeso e a permanência da fé que Paulopermanência da fé que Paulo anunciava. Hoje em dia o nome daanunciava. Hoje em dia o nome da deusa Artemisa desapareceu dadeusa Artemisa desapareceu da memória;memória;
  11. 11. no local de seu grande templono local de seu grande templo nada mais resta, exceto algunsnada mais resta, exceto alguns poucos fragmentos de mármorepoucos fragmentos de mármore partido; a vila erigida em suaspartido; a vila erigida em suas cercanias recebeu um nome quecercanias recebeu um nome que faz lembrar o apóstolo João; e afaz lembrar o apóstolo João; e a torre que existe nas vizinhanças, étorre que existe nas vizinhanças, é chamada pelo nome dechamada pelo nome de Prisão dePrisão de S. PauloS. Paulo..
  12. 12. Ruínas dos pilares do Templo de Ártemis (ou Diana), em Éfeso Destruído por volta de 262 d.C., por ocasião da invasão dos godos.
  13. 13. Naquela área podem serNaquela área podem ser encontrados traços de povoamentoencontrados traços de povoamento que retrocedem até ao século XIIque retrocedem até ao século XII A.C., pois quando chegaram ali osA.C., pois quando chegaram ali os jônicos, mais ou menos nessejônicos, mais ou menos nesse tempo, já havia habitantes natempo, já havia habitantes na região.região.
  14. 14. Éfeso recebeu o cristianismoÉfeso recebeu o cristianismo por intermédio de Paulo (Atospor intermédio de Paulo (Atos 18:18-19), e então por meio de18:18-19), e então por meio de Priscila e Áquila.Priscila e Áquila. Atos 18Atos 18 1818 Paulo...navegou para a Síria, levando em sua companhia Priscila e Áqüila, depois de ter raspado a cabeça em Cencréia, porque tomara voto.
  15. 15. Atos 18Atos 18 1919 Chegados a Éfeso, deixou-os ali; ele, porém, entrando na sinagoga, pregava aos judeus. Depois que o apóstolo partiu daDepois que o apóstolo partiu da cidade, Timóteo foi deixado ali (1cidade, Timóteo foi deixado ali (1 Tm. 1:3),Tm. 1:3),
  16. 16. 1 Timóteo 11 Timóteo 1 0303 Quando eu estava de viagem, rumo da Macedônia, te roguei permanecesses ainda em Éfeso para admoestares a certas pessoas, a fim de que não ensinem outra doutrina, e não demorou a começar o desvioe não demorou a começar o desvio religioso que aparentementereligioso que aparentemente removeu das mentes dos crentesremoveu das mentes dos crentes dali qualquer influência de Paulo.dali qualquer influência de Paulo.
  17. 17. Atos 20Atos 20 2929 Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. 3030 E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles.
  18. 18. 2 Timóteo 42 Timóteo 4 0303 Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; 0404 e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.
  19. 19. Segundo estudiosos a cidadeSegundo estudiosos a cidade de Éfeso depois veio a terde Éfeso depois veio a ter influência do apóstolo João. Umainfluência do apóstolo João. Uma geração mais tarde, uma epístolageração mais tarde, uma epístola de Inácio parece indicar que alide Inácio parece indicar que ali permanecia uma igreja cristã firmepermanecia uma igreja cristã firme e próspera. (Inácio, Efésios 11).e próspera. (Inácio, Efésios 11).
  20. 20. Os últimos tempos seOs últimos tempos se aproximam. Sejamos por estaaproximam. Sejamos por esta razão de espírito reverente, erazão de espírito reverente, e temamos a longanimidade detemamos a longanimidade de Deus, a fim de que nãoDeus, a fim de que não desprezemos as riquezas de Suadesprezemos as riquezas de Sua benignidade e clemência.benignidade e clemência. Epístola de Inácio aosEpístola de Inácio aos EfésiosEfésiosCap. XICap. XI - Uma exortação ao temor- Uma exortação ao temor a Deus.a Deus.
  21. 21. Portanto, tanto temamos a iraPortanto, tanto temamos a ira que há de vir, quanto amemos oque há de vir, quanto amemos o gozo presente, na vida que agoragozo presente, na vida que agora aí está; e que nossa atual eaí está; e que nossa atual e verdadeira alegria seja só esta: serverdadeira alegria seja só esta: ser encontrado em Cristo Jesus, porencontrado em Cristo Jesus, por quem verdadeiramente vivemos.quem verdadeiramente vivemos.
  22. 22. Em momento algum desejaiEm momento algum desejai algo, mesmo que seja somentealgo, mesmo que seja somente respirar, sem a presença Dele.respirar, sem a presença Dele. Porque Ele é minha esperança, ElePorque Ele é minha esperança, Ele é minha exultação; Ele é minhaé minha exultação; Ele é minha riqueza infalível, por cuja razão euriqueza infalível, por cuja razão eu levo sobre mim estas cadeias dalevo sobre mim estas cadeias da Síria a Roma,Síria a Roma,
  23. 23. estas jóias espirituais, nas quaisestas jóias espirituais, nas quais possa eu ser aperfeiçoado porpossa eu ser aperfeiçoado por vossas orações, e tornar-me umvossas orações, e tornar-me um participante dos sofrimentos departicipante dos sofrimentos de Cristo e ter parte com Ele em SuaCristo e ter parte com Ele em Sua morte, Sua ressurreição dosmorte, Sua ressurreição dos mortos, e Sua vida eterna.mortos, e Sua vida eterna.
  24. 24. Que eu possa a isto alcançar,Que eu possa a isto alcançar, para ser contado com o grupo dospara ser contado com o grupo dos Cristãos de Éfeso, que tem sempreCristãos de Éfeso, que tem sempre tido comunicação com ostido comunicação com os apóstolos através do poder deapóstolos através do poder de Jesus Cristo: com Paulo, e João, eJesus Cristo: com Paulo, e João, e Timóteo o mais fiel.Timóteo o mais fiel.
  25. 25. As esculturas de Éfeso foramAs esculturas de Éfeso foram removidas, principalmente pararemovidas, principalmente para Constantinopla. De forma geral,Constantinopla. De forma geral, após o século V de nossa era, aapós o século V de nossa era, a cidade começou a declinar, tendocidade começou a declinar, tendo mesmo quase desaparecidomesmo quase desaparecido inteiramente.inteiramente.
  26. 26. Rua Harbor, na antiga cidade de Éfeso Nos tempos de Paulo, a cidade possuía entre 300 e 400 mil habitantes.
  27. 27. Ruínas do Teatro de Éfeso Maior teatro aberto do mundo antigo (25 mil lugares sentados).
  28. 28. Portal de Augustus Dedicado em honra ao Imperador Augustus e sua família Uma inscrição no portal chama Augustus de “filho da divindade”
  29. 29. Templo de Hadrian Dedicado ao imperador Hadrian (Adriano), quando foi visitar Éfeso.
  30. 30. Biblioteca de Celsus Construída para armazenar mais de 12 mil rolos e pergaminhos.
  31. 31. No século XIV D.C. os turcosNo século XIV D.C. os turcos levaram para o exílio os seuslevaram para o exílio os seus poucos habitantes restantes. Opoucos habitantes restantes. O local é atualmente desabitado.local é atualmente desabitado. Éfeso provavelmente trata-se deÉfeso provavelmente trata-se de uma das mais extensas euma das mais extensas e impressionantes ruínas existentesimpressionantes ruínas existentes na Ásia Menor.na Ásia Menor.
  32. 32. Atualmente a praia do mar ficaAtualmente a praia do mar fica acerca de onze quilômetros deacerca de onze quilômetros de distância, devido ao processo dedistância, devido ao processo de acumulação de detritos, noacumulação de detritos, no decorrer dos séculos.decorrer dos séculos.

×