Resumo da aula do dia 23 de abril

178 visualizações

Publicada em

Nessa aula foi discutido sobre as diferentes linhas pedagógicas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
178
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo da aula do dia 23 de abril

  1. 1. Linhas Pedagógicas Cleocimara Fortes de Jesus Na aula do dia 23 de abril, foi discutido sobre as linhas pedagógicas, que são: (Construtivista, Montessoriana, Linha Waldorf, Interacionista, Tecnicista, Comportamentalismo, Logosófico). Construtivismo: Inspirado nas ideias de Jean Piaget, procura instigar a curiosidade, já que o aluno é levado a encontrar respostas a partir de seus próprios conhecimentos e de sua interação com a realidade e com os demais colegas. Emília Ferrero (foi aluna de Piaget), ampliou a teoria para o campo da leitura e escrita e concluiu que a criança pode se alfabetizar sozinha desde que o ambiente estimule o contato com diversos textos. O construtivismo propõe que o aluno participe do próprio aprendizado, mediante a experimentação, a pesquisa em grupo, o estímulo a dúvida e também o desenvolvimento do raciocínio. A partir de suas ações vai estabelecendo as propriedades dos objetos. Noções de quantidade, causalidade, volume, surgem da própria interação com o meio em que a criança vive, assim vão sendo formados esquemas que lhe permitem agir sobre a realidade de um modo mais complexo do que podia fazer com seus reflexos iniciais. O método construtivista enfatiza o erro como um trampolim na rota de aprendizagem e não como um tropeço, a teoria condena a rigidez nos processos de ensino, as disciplinas estão voltadas para a reflexão e auto- avaliação. Várias escolas utilizam este método como uma teoria psicológica que busca explicar como se modificam as estratégias de conhecimento do indivíduo. Montessoriana: Criada pela pedagoga Maria Montessori, que valoriza a educação pelos sentidos e pelo movimento para estimular a concentração e as percepções sensório motoras da criança. A teoria parte da ideia de que a criança é dotada de infinita potencialidades. Maria Montessori acreditava que nem a educação nem a vida deveriam se limitar às conquistas materiais, mas sim encontrar seu lugar no mundo, desenvolver um trabalho gratificante e nutrir paz e densidade interiores para ter a capacidade de amar. As escolas montessorianas incentivam seus alunos a desenvolver um senso de responsabilidade pelo próprio aprendizado e adquirir autoconfiança. Os alunos são expostos a trabalhos, jogos e atividades lúdicas, que os aproximem da ciência, arte e música. Os professores são guias que removem obstáculos da aprendizagem, localizando e trabalhando as dificuldades de cada um. A avaliação é realizada para todas as tarefas, portanto, não existem provas formais. Linha Waldorf: A Pedagogia de Waldorf se baseia na Antroposofia, ciência elaborada por Rudolf Steiner, que estuda o ser humano em seus aspectos físicos, alma e o espírito, de acordo com as características de cada um e da faixa etária, buscando uma total integração do corpo, da alma e
  2. 2. do espírito. Foi criada em 1919 na Alemanha e está presente até hoje no mundo inteiro. O ensino teórico é sempre acompanhado pelo prático, com grande enfoque nas atividades corporais, artísticas e artesanais, de acordo com a faixa etária da criança. Seu foco principal é o de desenvolver seres humanos capazes de, por eles próprios, dar sentido e direção a suas vidas. Nessa concepção predomina o exercício e desenvolvimento de habilidades e não de mero acúmulo de informações, cultivando a ciência, a arte e os valores morais e espirituais necessárias ao ser humano. As disciplinas são divididas por épocas, em vez de ter aulas de diversas disciplinas ao longo do dia ou da semana, o estudante passa quatro semanas com a mesma disciplina. A avaliação dos alunos é baseada nas atividades diárias, que resultam em boletins descritivos. Linha Tradicional: Teve sua origem no século XVIII, a partir do Iluminismo. O principal objetivo era universalizar o acesso do indivíduo ao conhecimento. As escolas que adotam a linha tradicional acreditam que a formação de um aluno critico e criativo depende justamente da bagagem de informação. Naã a lugar para o aluno atuar, agir ou reagir de forma individual. Não existem atividades práticas que permitem aos alunos inquirir, criar e recriar. O professor é o guia do processo educativo e exerce uma espécie de poder. Tem como função transmitir o conhecimento, mantendo certa distância dos alunos, que são “elementos passivos”, em sala de aula. As avaliações são periódicas, por meio de provas. Na linha tradicional as escolas preparam seus alunos para o vestibular desde o início do currículo escolar, pois não há como formar um aluno questionador sem uma base sólida e rígida. Os principais estudiosos das teorias educacionais são: • Edward -Comportamentalismo • Pavlov -comportamentalismo • J.B. -Comportamentalismo • B.F. Skinner- comportamentalismo • Robert Gagné- neo-comportementalista • Jean Piaget- construtivista • David Ausubel- mapas conceituais e teorias cognitivas • Bruner- currículo em espiral e com algumas ideias de Skinner e Piaget • Vigotsky- interacionismo ou construtivismo. Referências: FRANÇA, Carlos aula ministrada no dia 23 de abril de 2015, Universidade Federal da Fronteira
  3. 3. Sul.

×