Abordagem cognitivista

4.406 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.406
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Abordagem cognitivista

  1. 1. ABORDAGEM COGNITIVISTA
  2. 2. Estuda cientificamente a aprendizagem. Essa abordagem é predominantemente interacionista . Seus principais representantes são o suíço Jean Piaget e o norte - americano Jerome Bruner.
  3. 3. Considerando – se o fato de que se trata de uma perspectiva interacionista, homem e mundo serão analisados conjuntamente.
  4. 4. Mobilidade intelectual e afetiva, formação do pensamento hipotético dedutivo. O desenvolvimento social deve caminhar no sentido da democracia, que implica deliberação comum e responsabilidade pelas regras que os indivíduos seguirão. A moral é uma construção gradual, que vai desde regras impostas até o contrato social.
  5. 5. A democracia, pois é uma conquista gradual e deve ser praticada desde a infância. PIAGET(1973b) a democracia consistirá em superação da Teocracia e da Gerontocracia. Não se twem um modelo de sociedade ideal como produto final da evolução humana.
  6. 6. Para os epistemólogos genéticos, conhecimento é considerado como uma construção contínua; A epistemologia genética objetiva conhecer não o sujeito em si, mas unicamente as etapas de sua formação; Piaget admite pelo menos duas fases à aquisição do conhecimento: Fase exógena: fase da constatação, da cópia, da repetição;
  7. 7. Fase endógena: fase da compreensão das relações, das combinações; A aprendizagem pode parar na primeira etapa do conhecimento. No entanto, o verdadeiro conhecimento pressupõe uma abstração. Essa abstração pode ser reflexiva ou empírica; A abstração empírica retira as informações do próprio objeto e a reflexiva só é possível graças às operações, que constitui uma reorganização mental; Considerando-se o construtivismo interacionista, é importante mencionar que para Piaget não há um começo absoluto pois a teoria da assimilação que supõe que o que é assimilado é a um esquema anterior.
  8. 8. O construtivismo sempre se cria algo novo no processo. O desenvolvimento humano é determinado pelas maturações internas do organismo, e pelas experiências que podem ser de três tipos: Devidas ao exercício,a experiência física e experiência lógica-matemática. A diferença básica entre desenvolvimento e aprendizagem é, que num dado momento do desenvolvimento do individuo,os processos vem a ser indutivos e dedutivos.
  9. 9. A biologia é a estrutura básica da teoria do conhecimento. A criança explica o homem Em cada idade a mente tem uma diferente explicação da causa da realidade. O estudo atual do pensamento é relativo a um momento histórico e muda muito depressa, da mesma forma que o conhecimento passado sempre mudou.
  10. 10. Processo educacional, constante teoria de desenvolvimento e conhecimento, tem um papel importante, ao provocar situações que seja desequilibradas para o aluno. E esses desequilíbrios são adequados ao nível de desenvolvimento em que se encontram.
  11. 11. A criança vive intensamente (intelectual e afetivamente) cada etapa de seu desenvolvimento. O objetivo da educação, é portanto não consistirá na transmissão de verdades, informações, demonstrações, modelos etc. A educação portanto é condição formadora necessário ao desenvolvimento natural do ser humano.
  12. 12. Segundo Piaget a escola deveria começar ensinando a criança a observar; Dar ao aluno a possibilidade de aprender por si próprio; Possibilitar ao aluno o desenvolvimento nas possibilidades de ação motora, verbal e mental; Trabalhos em grupo Liberdade de ação
  13. 13. Procura desenvolver a inteligência, priorizando as atividades do sujeito. O ensino deve ser baseado no ensaio e no erro; O ensino consiste em processos e não em produtos de aprendizagem; A aprendizagem verdadeira só se realiza realmente quando o aluno elabora seu conhecimento, Evitar formação de hábitos, criar o desenvolvimento.
  14. 14. Professor atua como um transmissor; Evita rotinas e fixação de respostas; Promove problemas sem ensinar a solução; Cabe ao aluno o papel essencialmente ativo;
  15. 15. Cabe ao professor, planejar situações de ensino onde os conteúdos pedagógicos sejam coerentes com o desenvolvimento da inteligência e não com a idade cronológica dos indivíduos.
  16. 16. Sob a abordagem cognitivista, a avaliação se dá de forma diferente da tradicional (testes, provas, notas, exames, etc...), ela se dá através da verificação do conhecimento adquirido, através de reproduções livres com expressões próprias, relacionamentos, reprodução sob diferentes formas e ângulos, explicações práticas, explicações causais, etc...
  17. 17. E o professor, igualmente deverá considerar as soluções erradas, incompletas ou distorcidas dos alunos, pois esses possuem diferentes interpretações do mundo. Porém, não há pressão no sentido de desempenho acadêmico e desempenhos padronizados durante o desenvolvimento cognitivo do ser humano.
  18. 18. Considera-se o pensamento de Piaget de que tudo que se aprende é assimilado por uma estrutura já existente e provoca uma reestruturação. O conhecimento de Piaget nega o mecanismo de justaposição dos conhecimentos em que se baseiam os behavioristas e os do ensino tradicional.
  19. 19. A abordagem cognitivista difere de forma acentuada da abordagem comportamentalista e tradicional tendo implicações outras para o ensino. Onde o esforço e a aprendizagem interesse também ao aluno e não só ao professor.

×