Prof. Valmir Heckler
Objetivos Específicos



- Reconhecer algumas potencialidades e aplicações das TIC
no processo ensino-aprendizagem em tópi...
Realidade do Ensino de Física



- ensino de física em nosso país enfrenta dificuldades de
                               ...
Ensino de Física frente a realidade educacional

                       ! !      ,         ,!             2 ,
            ...
,                                ,
                           Discussão Crítica



                  Não basta apenas inse...
0
                 +                5

- conceito de aula, de espaço e tempo, de
comunicação audiovisual (Moran, 2000).

-...
0
                       +                          5
• !                            6 7     ()))+8

•                  7 ...
Novas Tecnologias com ferramentas
        auxiliares no ensino de física
     - A...na aquisi ão e anBlise de dados, na mo...
Uso de Imagens, simulações e Vídeos


                                 Conhecimentos Prévios

                            ...
Simuladores interativos em Flash Player




    , 7,, DDE E E 8   8   8 DF   D

                                     #

  ...
Simulação e Modelagem - MODELLUS




H,           $. ,        I               G 0   H ,   !          .   2 $
Faculdade de ...
Desenvolvimento e uso de Hipermídias
• 20 ! ,               J

•                /                       / J

• ,                                  ,            ...
Contemplação dos PCNs

                                            L




              ! !       ,               2,
      ...
Por onde começar - PCNs

            Etapas importantes de um projeto na Escola

                             ,
Idéia do q...
P #N              L                     P ,             3 I ,          B,                     0


                        ...
2, . ,   ,!   #   P




Fonte: HECKLER, V. $ Revista SETREM, 2004 $ pBg. 55 - 56.
2, . ,   ,!   #   P
2, . ,                ,!                               #        P




FIGURA Seleção da Sucata para a Construção do “Robô ...
2, . ,   ,!   #   P




 2,    &   1,
6&.   #%
Referênciais
BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs: Ciências da Natureza,...
Referênciais

HECKLER, V. O uso de novas tecnologias no processo educativo. Revista SETREM, Três de Maio, v. 3, n. 4, p. 5...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As Novas Tecnologias como potencialidades a serem exploradas no Ensino de Física

4.292 visualizações

Publicada em

Disponibilizamos material utilizado na Mesa Redonda: Formação de professores de Física e Matemática na I Semana Acadêmica do IMEF da Furg, objetivando:
Reconhecer algumas potencialidades e aplicações das TIC no processo ensino-aprendizagem em tópicos de Física, suas relações com a matemática e temas afins.
Potencializar análise crítica sobre a inserção das ferramentas das “novas tecnologias” no Ensino de Física.
Oportunizar aos professores de física o desafio da construção de projetos para e com seus estudantes.
Promover e incentivar melhorias no Ensino de Física.

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
57
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
116
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As Novas Tecnologias como potencialidades a serem exploradas no Ensino de Física

  1. 1. Prof. Valmir Heckler
  2. 2. Objetivos Específicos - Reconhecer algumas potencialidades e aplicações das TIC no processo ensino-aprendizagem em tópicos de Física, suas relações com a matemática e temas afins. -Potencializar análise crítica sobre a inserção das ferramentas das “novas tecnologias” no Ensino de Física. - Oportunizar aos professores de física o desafio da construção de projetos para e com seus estudantes. - Promover e incentivar melhorias no Ensino de Física.
  3. 3. Realidade do Ensino de Física - ensino de física em nosso país enfrenta dificuldades de país, aprendizagem e pouco interesse por essa ciência; - escola e o atual licenciado em física (professor), em sua grande (professor) maioria, apresentando aulas unicamente em quadro negro e giz; - desestimulo a criatividade não envolvimento dos aprendizes; criatividade, - contexto de escola tradicional; tradicional - alunos não fazem uma conexão entre a física aprendida e o mundo ao seu redor. ! " # $ % &' ())*+
  4. 4. Ensino de Física frente a realidade educacional ! ! , ,! 2 , necessidade - , . / 010 Formação de Professores de Física , , , , 3 0 , , , ,! Ensino de Física ! / , 10 4 / , Estudantes da Educação Básica
  5. 5. , , Discussão Crítica Não basta apenas inserir Computadores , 3 . , , 10 Professor de Física -perspectivas educacionais; , ,! -de pesquisa; -desenvolvimento de projetos (interdisciplinares e transdisciplinares);
  6. 6. 0 + 5 - conceito de aula, de espaço e tempo, de comunicação audiovisual (Moran, 2000). - um meio para complementar deficiências e falhas (Civiletti e Araújo,1997). - enriquecimento dos ambientes de aprendizagem (Valente, 1993).
  7. 7. 0 + 5 • ! 6 7 ()))+8 • 7 , ,,, ())9+8 • , , : ;<!= >??@+8
  8. 8. Novas Tecnologias com ferramentas auxiliares no ensino de física - A...na aquisi ão e anBlise de dados, na modeliza ão e simula ão, na multim<dia, na Realidade Virtual e InternetC. (Fiolhais & Trindade, 2003); - A...aquisi ão automBtica de dados sem muitos custos e fazer medidas de diferentes grandezasC (Haag, 2001); - A....desenvolver kits de aquisi ão automBtica de dadosC, para serem usados nos laborat1rios de F sica de escolas de Ensino M<dio (VEIT et. al. 2003); A...sensor, o qual faz a medida da grandeza f sica, interface, para conversão do sinal #A anal1gico em digital, e o software, para capta ão e armazenamento de dadosC (VEIT et. al. 2003); # A...uso de simuladores e imagens como ferramentas auxiliares no ensino/aprendizagem de 1ticaC (Heckler, Saraiva e Oliveira, 2004); - A...Aplica ões de modelagem com STELLA em F sicaC (Kurtz dos Santos et al, FURG, 2002); - A..uso da modelagem no ensino de f sica, atrav<s do ModellusC (Veit e Teodoro, 2002).
  9. 9. Uso de Imagens, simulações e Vídeos Conhecimentos Prévios Ausubel 3 30 0 ,! 0 3 <! 4 , , ! : . 30 0 ,!
  10. 10. Simuladores interativos em Flash Player , 7,, DDE E E 8 8 8 DF D # ! "
  11. 11. Simulação e Modelagem - MODELLUS H, $. , I G 0 H , ! . 2 $ Faculdade de Ciências e Tecnologia I 0 Universidade Nova de Lisboa ,, , % &' Portugal
  12. 12. Desenvolvimento e uso de Hipermídias
  13. 13. • 20 ! , J • / / J • , , J • , , $ ,! J • 7 , 0 ! , ! I ())) 8 K(+
  14. 14. Contemplação dos PCNs L ! ! , 2, , , , B , B, L 0 ! !: , , , 1 M , 8 5
  15. 15. Por onde começar - PCNs Etapas importantes de um projeto na Escola , Idéia do que fazer N + + 7 , + ! ! + ! ! , < 2, +O , + 2 ! . I , ! 2, 7 2, , ,1 ! &
  16. 16. P #N L P , 3 I , B, 0 / 4 ! ! ,L & 7 , 3 , , ,! M , , , 10 # , ,1 L J # , 3 , 7 3 8 #I , , ,! $. , +J # , 4 , , ! ! ,1, 888
  17. 17. 2, . , ,! # P Fonte: HECKLER, V. $ Revista SETREM, 2004 $ pBg. 55 - 56.
  18. 18. 2, . , ,! # P
  19. 19. 2, . , ,! # P FIGURA Seleção da Sucata para a Construção do “Robô Joaquim”. " # , . 3 ' & 0 Fonte: Anezi, Gallas, Heckler, Rodrigues, Sieben.
  20. 20. 2, . , ,! # P 2, & 1, 6&. #%
  21. 21. Referênciais BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. MEC/SEF, 1998. Disponível em: <http://www.mec.gov.br/seb/ensmed/pcn.shtm>. Acesso em: 15 jun. 2006. BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs+: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. MEC/SEF, 1998. Disponível em: <http://www.mec.gov.br/seb/ensmed/pcn.shtm>. Acesso em: 11 ago. 2007. CAVALCANTE, M. A. O ensino de uma nova física e o exercício da cidadania. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 21, n. 4, p. 550-551, dez. 1999. CIVILETTI, M. V. P.; ARAUJO, A. M. R. As novas possibilidades didáticas com a chegada da Internet. Rio de Janeiro: UFG, 1997. p. 1-27. (Série acadêmica, v. 1). EYNG, A. M. Projeto político pedagógico: planejamento e gestão da escola. Revista Educação em Movimento. Curitiba, v. 1, n. 2, p. 56-69, maio/ago. 2002. FENDT, W. Applets Java de Física. Disponível em: <http://www.walter-fendt.de/ph11br>. Acesso em: 15 jun. 2003. FIOLHAIS, C.; TRINDADE, J. Física no computador: o computador como uma ferramenta no ensino e na aprendizagem das ciências físicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 3, p. 259-272, set. 2003. FIOLHAIS, C.; TRINDADE, J. Física no computador: o computador como uma ferramenta no ensino e na aprendizagem das ciências físicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 3, p. 259-272, set. 2003. HAAG, R. Utilizando a placa de som do micro PC no laboratório didático de física. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 23, n. 2, p. 176-183, jun. 2001. FIOLHAIS, C.; TRINDADE, J. Física no computador: o computador como uma ferramenta no ensino e na aprendizagem das ciências físicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 3, p. 259-272, set. 2003. HECKLER, V., SARAIVA, M. F. O., OLIVEIRA FILHO, K. S. Uso de simuladores e imagens como ferramentas auxiliares no ensino/aprendizagem de ótica. Dissertação de Mestrado. IF/UFRGS. Dez. 2004. HECKLER, V., SARAIVA, M. F. O., OLIVEIRA FILHO, K. S. Ótica no Ensino Médio. Hipermídia de apoio ao professor de física. Porto Alegre: IF da UFRGS, 2005.
  22. 22. Referênciais HECKLER, V. O uso de novas tecnologias no processo educativo. Revista SETREM, Três de Maio, v. 3, n. 4, p. 52-59, jan. /jun. 2004. LÉVY, P. Cybercultura. São Paulo: Editora 34, 1998. MEDEIROS, A.; MEDEIROS, C. F. Possibilidades e limitações das simulações computacionais no ensino de física. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 77-86, jun. 2002. MENDES, M. A. Ferramentas virtuais na educação tecnológica a distância: o caso dos laboratórios virtuais e softwares de simulação. Dissertação de Mestrado, UFSC/PPGEP, Florianópolis, 2001. Disponível em: < http://teses.eps.ufsc.br/defesa/pdf/5652.pdf>. Acesso em: 15 jun. 2003. FIOLHAIS, C.; TRINDADE, J. Física no computador: o computador como uma ferramenta no ensino e na aprendizagem das ciências físicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 25, n. 3, p. 259-272, set. 2003. MORAN, J. M; MASETTO, M. T.; BEHERENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus, 2000. MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1999. PETITTO, S. Projetos de trabalho em informática: desenvolvendo competências. Campinas: Papirus, 2003. SILVA, R. T. Modelagem e construtivismo no ensino de física. Disponível em: <http://www.fisica.ufpb.br/~romero/port/emc.htm>. Acesso em: 12 maio. 2009. VALENTE, J. A. Os diferentes usos do computador na educação. In: VALENTE, J. A. Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: UNICAMP, 1993. p. 1-23. VEIT, E. A. et al. Novas tecnologias no ensino de física no nível médio Disponível em: <http://www.if.ufrgs.br/cref/ntef>. Acesso em: 12 maio. 2009. VEIT, E. A.; TEODORO, V. D. Modelagem no ensino/aprendizagem de física e os novos parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 87-90, jun. 2002.

×