A EXPERIMENTAÇÃO EM CIÊNCIAS CONSTITUÍDA NA INTERATIVIDADE ONLINE

201 visualizações

Publicada em

Apresentação utilizada no ESUD 2015

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
201
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A EXPERIMENTAÇÃO EM CIÊNCIAS CONSTITUÍDA NA INTERATIVIDADE ONLINE

  1. 1. A EXPERIMENTAÇÃO EM CIÊNCIAS CONSTITUÍDA NA INTERATIVIDADE ONLINE Valmir Heckler1, Cezar Soares Motta1, Maria do Carmo Galiazzi1 1 - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE – FURG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS: QUÍMICA DA VIDA E SAÚDE
  2. 2. A PESQUISA Campo empírico da pesquisa Apresentar compreensões sobre como uma comunidade de professores desenvolve/compreende a experimentação em Ciências mediada via internet. P’ropósitoCentral Tópicos Especiais: Experimentação em Ciências na EaD (TEECE)  PPGEC/FURG - segundo semestre de 2011  13 professores - licenciados em Química, Biologia e Física
  3. 3. Aspectos da Educação Online na EaD Brasileira  Formação de professores em ambientes educativos via/na web;  Disponibilidade das interfaces/ferramentas da web 2.0;  Dispositivos comunicacionais: todos-todos.  Interatividade via internet  Ambientes colaborativos
  4. 4. Construção de significados com base na linguagem Linguagem ferramenta epistêmica Transformar sujeitos e suas práticas sociais Pesquisa-formação Online Objeto Aperfeiçoáveloperar  Escrita  Fala  Simulador  Vídeo  Experimento  Modelo  Questionamento  ... Artefatos (materiais e simbólicos) compreender e atuar interlocutores em Comunidade Construir significados
  5. 5. Interatividade A interatividade pode ser fomentada em diferentes ambientes educativos, desde que sejam propiciadas aos sujeitos em formação as experiências de participar, colaborar, criar e cocriar a aprendizagem e a comunicação (SILVA, 2006)
  6. 6. Caminho metodológico da Pesquisa-Formação  Construção coletiva  escrita semanal  proposição das atividades  inter-relações entre os professores e as atividades Professor(a) Clara Ester João Júlia Laís Lara Marta Paula Paulo Pedro Rita Sara Sofia  “atividade clássica”
  7. 7. Caminho metodológico da Pesquisa-Formação modus operandi da pesquisa-formação online  Registros das ações online no AVA  Descrição da experiência vivida 10 semanas de atividades Busca do fenômeno situado com a linguagem registrada no AVA Recorte no campo empírico – Aula da quinta semana
  8. 8. Caminho metodológico da Pesquisa-Formação Aula com os professores geograficamente distantes
  9. 9. Análise das informações registradas no AVA pela ATD Interlocuções teóricas e empíricas…
  10. 10. Análise das informações registradas no AVA pela ATD Metatexto Código Categoria inicial Código da categoria final A Construção de modelos explicativos para compreender os fenômenos da natureza com e pela linguagem. 1 C Interações do coletivo de professores ampliam a construção dos modelos explicativos. 1 B Artefatos e interfaces potencializam a indagação em atividades da experimentação em Ciências na EaD. 2 E Uso e apropriação de artefatos/ferramentas em processo mediado pelos professores em fóruns e chat. 2 D Distintas possibilidades metodológicas, individualidades e quantidade de informações emergentes constituem desafios de pesquisa aos professores na EaD. 3 F Atuação em AVA no contexto online desafia à apropriação tecnológica e ao planejamento na comunidade de professores. 3 G Interlocuções, argumentação e coautoria são ações dos professores em AVA como experiência coletiva. 3 Código da categoria final Categoria final 1 Construção de modelos dos fenômenos pela e com a Linguagem 2 Artefatos no mediar a experimentação em Ciências na EaD em interfaces 3 Pesquisa-formação online dos professores em AVA Corpus de análise Complexificar argumentos
  11. 11. Análise das informações registradas no AVA pela ATD  O fenômeno da natureza pode ser mostrado - modelo não está diretamente visível, é uma abstração...  Modelos na Ciência - construção humana provisória com o conjunto de signos das Ciências. Subcategorias da Primeira Categoria (apresentada neste artigo)  Compreender os modelos dos fenômenos com a linguagem dos artefatos.  A linguagem nas interações dos professores amplia a construção de modelos. Organizaçãodaanálise
  12. 12. Professor(a) Transcrição dos diálogos Uso do Vídeo - Primeiro fórum (Coletivo_possíveis_explicações) Laís Boa tarde coleg@s, como boa química, problematizo a pergunta no que tange ao tipo de material do telhado. A pergunta aponta como telhado de vidro, mas no vídeo percebi que era muito fosco. Voltei ao início, e o narrador diz que é fibra de vidro. Apesar do nome vidro em ambos, eles possuem diferenças, a Fibra de Vidro ou Lã de Vidro contém sílica e íons, sais, carbonatos e é extremamente isolante, térmica e acústica. Vidro é produzido da sílica (alguns têm misturas com metais), tem mais transparência, permitindo a maior entrada de luz solar. Paulo Boa Tarde, Laís, ótima observação. Não observei este detalhe ao criar a questão. Fico pensando por que a fibra de vidro é melhor isolante do que outro material? E outro desafio que consigo ver é se é a entrada de luz a variável que interfere na eficiência da secagem... Vamos conversando sobre... Laís A fibra de vidro é usada nos refrigeradores, ela tem essa característica de isolante térmico mais acentuada que o vidro... é mais resistente e barato que o vidro [...]. Compreensão de Modelos dos Fenômenos pela e com a Linguagem
  13. 13. Compreensão de Modelos dos Fenômenos pela e com a Linguagem simulação como mediação distinta  “[...] potencializa problematizar modelos de partículas (átomos, moléculas, íons, fótons, energia, radiação infravermelha)”.  “[...] os modelos de partículas não são perceptíveis ao trabalhar apenas com a estufa, o que dificultaria complexificar as explicações entre os sujeitos”. Professor Pedro
  14. 14. Compreensão de Modelos dos Fenômenos pela e com a Linguagem Argumento da categoria (do artigo aqui apresentado) As interações entre os professores e os artefatos da experimentação em Ciências na EaD ampliam compreensões na construção de modelos dos fenômenos Aspecto emergente: interatividade no compreender os fenômenos
  15. 15. Considerações Finais  As interações entre os professores e os artefatos da experimentação em Ciências, em ambiente mediado na web, ampliam compreensões na construção de modelos dos fenômenos.  A interação dos professores com a linguagem do vídeo, do simulador e das questões disponibilizadas e pela linguagem cocriada nas diferentes interfaces utilizadas emerge como interatividade no compreender os fenômenos.  O propor/desenvolver de atividades da experimentação em Ciências em ambiente na web, acontece com ações de escrita, leitura e escuta, por meio do uso de vídeo, simulador e questionamentos iniciais, constituindo pela interatividade dos participantes o processo de pesquisa-formação dos professores.  A interatividade online possibilita a transformação dos participantes e dos aspectos teórico- práticos propostos em AVA na web.
  16. 16. Obrigado a todos! Me coloco a disposição para diálogos e-mail: prof.valmir@hotmail.com A EXPERIMENTAÇÃO EM CIÊNCIAS CONSTITUÍDA NA INTERATIVIDADE ONLINE

×