SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
TEXTO DO DIA
• “E, para que me não exaltasse pelas excelências das
revelações, foi-me dado um espinho na carne, a
saber, um mensageiro de Satanás, para me
esbofetear, a fim de não me exaltar” (2Co 12.7).
SÍNTESE
• Paulo ao orar para se ver livre de seu espinho
recebe de Deus uma resposta diferente, porém mais
excelsa do que imaginava.
OBJETIVOS
 DIMENSIONAR o valor da experiência na vida
cristã;
 COMPREENDER o contexto da oração de Paulo pelo
seu “espinho”.
TEXTO BÍBLICO
2 Coríntios 12.7-10,15.
• 7 — E, para que me não exaltasse pelas excelências das
revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um
mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de não me
exaltar.
• 8 — Acerca do qual três vezes orei ao Senhor, para que se
desviasse de mim.
• 9 — E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder
se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei
nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de
Cristo.
• 10 — Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas
necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de
Cristo. Porque, quando estou fraco, então, sou forte.
• 15 — Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar
pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais,
seja menos amado.
INTRODUÇÃO
• Quando escreveu sua Segunda Carta aos cristãos da igreja
em Corinto, o apóstolo fez referência a uma sequência de
três orações que fizera acerca de um espinho na carne.
Sobre esse momento e seu contexto, preciosos
ensinamentos nos foram deixados: Primeiro, sobre a
importância em testemunharmos acerca das maravilhas
de Deus em nossas vidas; segundo, sobre o espinho na
carne e seus efeitos; terceiro, que também há orações
sinceras cujas respostas divinas são negativas; quarto, que
a graça de Deus é suficiente em nossas vidas.
•1 • AS VISÕES
CELESTIAIS
1. O valor de um testemunho.
• Deus permitiu que o apóstolo tivesse visões e
revelações e, nessa Carta, elas são apresentadas de
forma restrita. Já de início, ele deixa muito claro que
não poderá dar muitos detalhes acerca das palavras
que ouvira, que por serem inefáveis, não podem ser
explicadas, apenas sentidas. Essa experiência
aconteceu, provavelmente, em Tarso, pouco antes da
primeira viagem missionária (At 13). Paulo foi levado ao
terceiro céu onde está Deus e durante esse momento
ouviu palavras inefáveis.
2. O inefável na vida do crente.
• Paulo conta em seu testemunho que ouviu
palavras inefáveis, que com vocábulos humanos
não se consegue descrever (2Co 12.4). Mas, o
que é “inefável”? Segundo o Dicionário Houaiss,
é “algo que não se pode descrever por causa da
sua grandeza, poder, beleza”. Possivelmente as
visões e revelações que o apóstolo teve foram
tão magníficas e impressionantes que qualquer
definição humana jamais conseguiria descrever.
3. Experiências que edificam.
• Muitas vezes, passamos por experiências que
marcam a nossa história e nos fazem refletir acerca
de importantes ações. Um exemplo disso está no
texto que estamos estudando. Não há uma
descrição acerca da visão, nem sobre o que foi
revelado muito menos uma maior clareza acerca
das palavras inefáveis. Mas esse evento marcou
profundamente a caminhada de Paulo, bem como
as vidas dos incontáveis cristãos que tiveram
acesso a esse relato ao Longo da história.
•2 • O ESPINHO NA
CARNE
1. O espinho.
• Muito se tem perguntado acerca da natureza do
“espinho na carne” (2Co 12.7), mas há apenas
suposições.
• Muitos acreditam ser algo de natureza física, como
um problema nos olhos (Gl 4.15), ou uma doença
(Gl 4.13).
• Também há especulações quanto às perseguições
dos judeus a quem tanto amava (Rm 9.3) ou ainda
sobre a ação constante de inimigos (Fp 3.4-7).
2. O crescimento.
• O “espinho na carne” do apóstolo o fez ser mais
dependente de Deus e, em tudo, buscar a
orientação do Espírito (Hb 12.10). Sempre que os
desafios se apresentavam, ele saia mais
fortalecido. Chegou ao ponto de. com
serenidade, afirmar que sentia prazer em suas
fraquezas, suas dificuldades e suas perseguições,
tudo por amor a Cristo (2Co 12.10). Esse prazer
era fruto da certeza de que tudo contribuiria para
o bem (Rm 8.28).
3. As correções.
• Uma das formas de Deus nos aperfeiçoar é
trabalhando as nossas falhas. Em nossa limitação,
o Espírito vai nos formando e criando novas
maneiras de percebermos e Lidarmos com os
desafios diários. Muitas vezes, diante de nossas
fragilidades, recuamos em nossa missão e
pensamos em desistir. Mas, não é isso que o Pai
tem preparado para nós! Quando Ele nos chama
para uma missão, também nos dá as condições
para tal (Jr 1.6-9).
CONCLUSÃO
• O verdadeiro sentido da oração foi o tema que
nos conduziu durante esta primeira lição.
Pudemos perceber que a oração tem profunda
relação com a essência do verdadeiro
cristianismo. É a forma como nós, seres humanos,
podemos nos aproximar do Pai Amado e abrir os
nossos corações em meio a palavras simples,
porém repletas de sentido.
expositivocom.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2021 2º trimestre jovem - lição 07
2021   2º trimestre jovem - lição 072021   2º trimestre jovem - lição 07
2021 2º trimestre jovem - lição 07Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12Joel Silva
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasNatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féErberson Pinheiro
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)Pastor Natalino Das Neves
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorAndre Nascimento
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoAilton da Silva
 
O andar do cristão
O andar do cristãoO andar do cristão
O andar do cristãoJoel Silva
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Joel Silva
 
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)Pastor Natalino Das Neves
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Joel Silva
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOPastor Natalino Das Neves
 
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus Cristo
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus CristoLição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus Cristo
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus CristoAilton da Silva
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoErberson Pinheiro
 
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
Aula 3   A Superioridade do EvangelhoAula 3   A Superioridade do Evangelho
Aula 3 A Superioridade do EvangelhoRicardo Gondim
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02Joel Silva
 

Mais procurados (20)

2021 2º trimestre jovem - lição 07
2021   2º trimestre jovem - lição 072021   2º trimestre jovem - lição 07
2021 2º trimestre jovem - lição 07
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
 
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
 
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
LIÇÃO 12 - Da circuncisão e dos alimentos sacrificados aos ídolos (1 Co 7-8)
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificação
 
Colossences 4
Colossences 4Colossences 4
Colossences 4
 
Os Tudo De Paulo De Tarso
Os Tudo De Paulo De TarsoOs Tudo De Paulo De Tarso
Os Tudo De Paulo De Tarso
 
O andar do cristão
O andar do cristãoO andar do cristão
O andar do cristão
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)
 
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
LIÇÃO 13_A santa Ceia, o amor e a ressurreição (I Co 11-15)
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus Cristo
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus CristoLição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus Cristo
Lição 3 - justificação pela fé, somente em Jesus Cristo
 
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus CristoJustificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
 
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
Aula 3   A Superioridade do EvangelhoAula 3   A Superioridade do Evangelho
Aula 3 A Superioridade do Evangelho
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
EPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDROEPÍSTOLAS DE PEDRO
EPÍSTOLAS DE PEDRO
 

Semelhante a 2021 1º trimestre jovens lição 13

2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristãoMárcio Pereira
 
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRRespostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRGerson G. Ramos
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaCarlos Allvarenga
 
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...José Carlos Polozi
 
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdf
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdfDoc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdf
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdfbreno calado
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanosNatalino das Neves Neves
 
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimento
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimentoTeologia do antigo testamento o problema do sofrimento
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimentoJose Ventura
 
Estudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humanaEstudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humanaManaus Anúncios
 
A outra face dos milagres
A outra face dos milagresA outra face dos milagres
A outra face dos milagresEDUARDO MOURA
 
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8Robson Tavares Fernandes
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoRicardo Gondim
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaAilton da Silva
 
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015Gerson G. Ramos
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouÉder Tomé
 
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptx
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptxESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptx
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptxEmbaixadoresdeCristo
 

Semelhante a 2021 1º trimestre jovens lição 13 (20)

2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
2 Coríntios capítulo 12 - As glórias no sofrimento cristão
 
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGRRespostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
Respostas_1032016_Jesus conquistava a confiança das pessoas_GGR
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosa
 
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
[EBD Maranata] Lição 12 - A justiça divina sempre prevalece | Revista A base ...
 
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdf
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdfDoc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdf
Doc go.net 353489982-escola-de-profetas-kris-vallotton.pdf
 
Pregação-Vida na dependência de deus
Pregação-Vida na dependência de deusPregação-Vida na dependência de deus
Pregação-Vida na dependência de deus
 
A graça basta!!!
A graça basta!!!A graça basta!!!
A graça basta!!!
 
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
2014 2 TRI LIÇÃO 1 - E deu dons aos seres humanos
 
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimento
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimentoTeologia do antigo testamento o problema do sofrimento
Teologia do antigo testamento o problema do sofrimento
 
Estudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humanaEstudo sobre anatureza humana
Estudo sobre anatureza humana
 
A outra face dos milagres
A outra face dos milagresA outra face dos milagres
A outra face dos milagres
 
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8
159 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_8
 
O Propósito da Tentação
O Propósito da TentaçãoO Propósito da Tentação
O Propósito da Tentação
 
Amargura pr. jorge
Amargura  pr. jorgeAmargura  pr. jorge
Amargura pr. jorge
 
EPÍSTOLAS PAULINAS E GERAIS (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
EPÍSTOLAS PAULINAS E GERAIS (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)EPÍSTOLAS PAULINAS E GERAIS (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
EPÍSTOLAS PAULINAS E GERAIS (AULA 02 - BÁSICO - IBADEP)
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeito
 
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosaLição 2 - Uma salvação grandiosa
Lição 2 - Uma salvação grandiosa
 
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
A humildade dos sábios_Lição_original com textos_1212015
 
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelouLição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 01 - O Deus Todo-Poderoso se revelou
 
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptx
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptxESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptx
ESCOLA BÍBLICA O MINISTERIO AVIVADO DE JESUS.pptx
 

Mais de Joel Silva

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptxJoel Silva
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptxJoel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptxJoel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptxJoel Silva
 
2022 1º trimestre jovens lição 03
2022 1º trimestre jovens lição 032022 1º trimestre jovens lição 03
2022 1º trimestre jovens lição 03Joel Silva
 
2022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 022022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 02Joel Silva
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 132021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 13Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 05
2021   2º trimestre jovem - lição 052021   2º trimestre jovem - lição 05
2021 2º trimestre jovem - lição 05Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 092021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 09Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06Joel Silva
 

Mais de Joel Silva (19)

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
 
2022 1º trimestre jovens lição 03
2022 1º trimestre jovens lição 032022 1º trimestre jovens lição 03
2022 1º trimestre jovens lição 03
 
2022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 022022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 02
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
 
2021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 132021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 13
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09
 
2021 2º trimestre jovem - lição 05
2021   2º trimestre jovem - lição 052021   2º trimestre jovem - lição 05
2021 2º trimestre jovem - lição 05
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
 
2021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 092021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 09
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08
 
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06
 

Último

slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 

Último (9)

slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 

2021 1º trimestre jovens lição 13

  • 1.
  • 2. TEXTO DO DIA • “E, para que me não exaltasse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de não me exaltar” (2Co 12.7).
  • 3. SÍNTESE • Paulo ao orar para se ver livre de seu espinho recebe de Deus uma resposta diferente, porém mais excelsa do que imaginava.
  • 4. OBJETIVOS  DIMENSIONAR o valor da experiência na vida cristã;  COMPREENDER o contexto da oração de Paulo pelo seu “espinho”.
  • 5. TEXTO BÍBLICO 2 Coríntios 12.7-10,15. • 7 — E, para que me não exaltasse pelas excelências das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de não me exaltar. • 8 — Acerca do qual três vezes orei ao Senhor, para que se desviasse de mim.
  • 6. • 9 — E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. • 10 — Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando estou fraco, então, sou forte. • 15 — Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.
  • 7. INTRODUÇÃO • Quando escreveu sua Segunda Carta aos cristãos da igreja em Corinto, o apóstolo fez referência a uma sequência de três orações que fizera acerca de um espinho na carne. Sobre esse momento e seu contexto, preciosos ensinamentos nos foram deixados: Primeiro, sobre a importância em testemunharmos acerca das maravilhas de Deus em nossas vidas; segundo, sobre o espinho na carne e seus efeitos; terceiro, que também há orações sinceras cujas respostas divinas são negativas; quarto, que a graça de Deus é suficiente em nossas vidas.
  • 8. •1 • AS VISÕES CELESTIAIS
  • 9. 1. O valor de um testemunho.
  • 10. • Deus permitiu que o apóstolo tivesse visões e revelações e, nessa Carta, elas são apresentadas de forma restrita. Já de início, ele deixa muito claro que não poderá dar muitos detalhes acerca das palavras que ouvira, que por serem inefáveis, não podem ser explicadas, apenas sentidas. Essa experiência aconteceu, provavelmente, em Tarso, pouco antes da primeira viagem missionária (At 13). Paulo foi levado ao terceiro céu onde está Deus e durante esse momento ouviu palavras inefáveis.
  • 11. 2. O inefável na vida do crente.
  • 12. • Paulo conta em seu testemunho que ouviu palavras inefáveis, que com vocábulos humanos não se consegue descrever (2Co 12.4). Mas, o que é “inefável”? Segundo o Dicionário Houaiss, é “algo que não se pode descrever por causa da sua grandeza, poder, beleza”. Possivelmente as visões e revelações que o apóstolo teve foram tão magníficas e impressionantes que qualquer definição humana jamais conseguiria descrever.
  • 13. 3. Experiências que edificam.
  • 14. • Muitas vezes, passamos por experiências que marcam a nossa história e nos fazem refletir acerca de importantes ações. Um exemplo disso está no texto que estamos estudando. Não há uma descrição acerca da visão, nem sobre o que foi revelado muito menos uma maior clareza acerca das palavras inefáveis. Mas esse evento marcou profundamente a caminhada de Paulo, bem como as vidas dos incontáveis cristãos que tiveram acesso a esse relato ao Longo da história.
  • 15. •2 • O ESPINHO NA CARNE
  • 17. • Muito se tem perguntado acerca da natureza do “espinho na carne” (2Co 12.7), mas há apenas suposições. • Muitos acreditam ser algo de natureza física, como um problema nos olhos (Gl 4.15), ou uma doença (Gl 4.13). • Também há especulações quanto às perseguições dos judeus a quem tanto amava (Rm 9.3) ou ainda sobre a ação constante de inimigos (Fp 3.4-7).
  • 19. • O “espinho na carne” do apóstolo o fez ser mais dependente de Deus e, em tudo, buscar a orientação do Espírito (Hb 12.10). Sempre que os desafios se apresentavam, ele saia mais fortalecido. Chegou ao ponto de. com serenidade, afirmar que sentia prazer em suas fraquezas, suas dificuldades e suas perseguições, tudo por amor a Cristo (2Co 12.10). Esse prazer era fruto da certeza de que tudo contribuiria para o bem (Rm 8.28).
  • 21. • Uma das formas de Deus nos aperfeiçoar é trabalhando as nossas falhas. Em nossa limitação, o Espírito vai nos formando e criando novas maneiras de percebermos e Lidarmos com os desafios diários. Muitas vezes, diante de nossas fragilidades, recuamos em nossa missão e pensamos em desistir. Mas, não é isso que o Pai tem preparado para nós! Quando Ele nos chama para uma missão, também nos dá as condições para tal (Jr 1.6-9).
  • 22. CONCLUSÃO • O verdadeiro sentido da oração foi o tema que nos conduziu durante esta primeira lição. Pudemos perceber que a oração tem profunda relação com a essência do verdadeiro cristianismo. É a forma como nós, seres humanos, podemos nos aproximar do Pai Amado e abrir os nossos corações em meio a palavras simples, porém repletas de sentido.