SlideShare uma empresa Scribd logo
TEXTO do DIA
• “Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era
João. Este veio para testemunho para que testificasse
da luz, para que todos cressem por ele.” (Jo 1.6,7)
SÍNTESE
• João, o evangelista, nos apresenta João, o Batista,
que veio dar testemunho de Jesus.
OBJETIVOS
• APRESENTAR a origem do precursor de Jesus
Cristo, João Batista;
• APONTAR a mensagem do precursor;
• SABER que a pregação de João Batista apresentava
Jesus como o Verbo de Deus e que ele foi o último
profeta do Antigo Testamento.
TEXTO BÍBLICO
• João 1.6-8,15,16,24-27
• 6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era
João.
• 7 Este veio para testemunho para que testificasse da
Luz, para que todos cressem por ele.
• 8 Não era ele a Luz, mas veio para que testificasse da
luz.
• 15 João testificou dele e clamou, dizendo: Este era
aquele de quem eu dizia: o que vem depois de mim é
antes de mim, porque foi primeiro do que eu.
• 16 E todos nós recebemos também da sua plenitude,
com graça sobre graça.
• 24 E os que tinham sido enviados eram dos fariseus.
• 25 E perguntaram-lhe, e disseram-lhe: Por que batizas,
pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta?
• 26 João respondeu-lhes, dizendo: Eu batizo com água,
mas, no meio de vós. está um a quem vós não
conheceis,
• 27 Este é aquele que vem após mim, que foi antes de
mim, do qual eu não sou digno de desatar as correias
das sandálias.
INTRODUÇÃO
• Na lição desta semana, veremos a fundamental
importância do testemunho para a implantação e
expansão do Reino de Deus. No seu relacionamento
com as pessoas, nosso Deus sempre se valeu do
próprio ser humano para revelar sua vontade e
propósito, gerar fé nos corações e construir
relacionamentos. Veremos também como João, o
evangelista, nos apresenta João, o Batista, que veio
dar testemunho de Jesus.
•1 • A ORIGEM DO
PRECURSO
1. Das montanhas de Judá.
• Lucas é o único dos evangelistas que registra
informações do nascimento de João, que passaria a
ser identificado como “o Batista”, aquele que batiza,
segundo o Comentário Bíblico Pentecostal Novo
Testamento, O texto sagrado não menciona sua
cidade de origem, senão que ficava na região
montanhosa de Judá (Lc 1.39). A tradição cristã a
identifica como a atual Ein Kerem, vila que pertence
à Jerusalém Ocidental. Maria foi para lá, após
receber o anúncio da concepção de Jesus, visitar
sua prima Isabel, grávida já havia seis meses (Lc
1.36).
2. O anúncio a Zacarias.
• O plano de Deus estava sendo fielmente executado.
O mesmo Gabriel que visitou Maria e anunciou-lhe a
obra do Espirito Santo para a encarnação do Filho
de Deus (Lc 1.26-36), já havia estado com o
sacerdote Zacarias, homem justo e temente a Deus
(Lc 1.5,6), anunciando-lhe o nascimento de João, o
precursor do Messias (Lc 1.13-19).
• Zacarias e Isabel, assim como Simeão e Ana, nos
mostram que mesmo diante da apostasia e do
declínio moral reinantes naquele tempo, alguns
judeus piedosos serviam a Deus e perseveravam
em oração,...
3. O cumprimento profético.
• O anjo Gabriel cita Malaquias 4.5,6 ao falar do
ministério de João: “E converterá muitos dos filhos
de Israel ao Senhor, seu Deus, e irá adiante dele no
espírito e virtude de Elias, para converter o coração
dos pais aos filhos e os rebeldes, à prudência dos
justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo
bem disposto” (Lc 1.16,17). Mas a principal profecia
do precursor é a que o próprio João Batista
menciona para apresentar-se aos judeus que lhe
indagavam a respeito de quem era: “Eu sou a voz
do que clama no deserto: Endireitai o caminho do
Senhor, como disse o profeta Isaias” (Jo 1.23).
•2
• A MENSAGEM
DO
PRECURSOR
1. O estabelecimento de uma ruptura.
• Um chamado ao arrependimento diante do quadro
degradante vivido pelos judeus. Sectarismo,
apostasia, politização, corrupção moral e indiferença
eram as principais marcas do judaísmo de então.
Essênios, zelotes, herodianos, fariseus e saduceus
eram os principais grupos representativos da babel
política e religiosa que Israel havia se transformado.
João aparece no deserto da Judeia para marcar a
chegada de um novo tempo.
• Uma necessária ruptura com o pervertido sistema
religioso reinante, preparando a chegada do
Salvador.
2. Um enviado de Deus.
• A autoridade de João Batista decorria de ele ser um
enviado de Deus, Foi escolhido desde o ventre e
preparado na escola divina (Lc 1.13-27).
• Entendeu e aceitou inteiramente o propósito de Deus
para sua vida, era o último dos profetas do Antigo
Testamento (Mt 11.13; Lc 16,16).
3. Uma mensagem contundente.
• ..O Batista não se iludia com religiosidades, Tinha
uma mensagem transformadora, que exigia de todos
mudança de atitudes:
• “Quem tiver duas túnicas, que reparta com o que não
tem, e quem tiver alimentos, que faça da mesma
maneira”; de caráter, como dito aos cobradores de
impostos e aos soldados respectivamente: “Não
peçais mais do que aquilo que vos está ordenado”;
“A ninguém trateis mal, nem defraudeis e contentai-
vos com o vosso soldo” (Lc 3.11-14).
•3
• O VERBO, O
PREGADOR E A
PREGAÇÃO
1. O último dos profetas do Antigo
Testamento.
• O profetismo sempre fez parte da ação de Deus na
revelação de sua vontade e propósitos para a
humanidade, especialmente ao povo de Israel.
Como já vimos, João foi o último representante
desse ministério no Antigo Pacto (Lc 16.16). O ofício
persiste no Novo Concerto, mas não nos moldes
veterotestamentário, pois agora temos o Canon
Sagrado. O Novo Testamento cita diversas vezes os
profetas atuando na Igreja (At 11.27; 13 1:15 32;
21.10). Apesar de atualmente não haver
reconhecimento nominalou designativo, o ministério
profético continua existindo como função, no poder
do Espírito.
2. A importância da pregação.
• João Batista foi enviado para dar testemunho de Jesus,
o Verbo encarnado, “para que cressem por ele” (Jo 1 .7
). Isso nos mostra a imprescindibilidade e a seriedade
da pregação. Como instrumento necessário à fé (Rm
10 .17 ), a exposição do Evangelho deve ser feita com
zelo e profunda responsabilidade. Não podemos
brincar e nem aceitar que brinquem com a pregação
em nossos púlpitos, ou em qualquer outro espaço
vinculado à igreja. Também não podem os concordar
que esse ofício sagrado seja banalizado mesmo em
ambientes privados ou por meios particulares, como as
redes sociais.
3. O perigo do estrelismo.
• Para os, a pregação tem se transformado em uma
carreira rumo ao estrelato, em busca de fama e
vantagens econômicas, precisamos amar a Palavra
de Deus, conhecê-la e ter com ela profundo
compromisso, para que possamos discernir
heresias, bizarrices e meros espetáculos.
• A verdadeira pregação neotestamentário é
cristocêntrica e marcada pelo poder do Espírito
Santo; promotora e receptiva à manifestação dos
dons espirituais disponíveis à Igreja.
• Ela não é fria ou formal e nem fundamentada em
filosofias.
CONCLUSÃO
• João Batista exerceu fielmente seu ministério, tendo
cumprido integralmente a vontade de Deus em sua
vida. Deixa-nos o exemplo de quão importante é
compreender e aceitar o que Deus espera de nós,
para que nossa vida seja plena expressão de sua
vontade, João Batista testificou de Cristo como seu
precursor. Que sejamos testemunhas de seu poder
salvífico e de seu reino eterno, que não tarda se
manifestar.
expositivocom.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de Deus
Quenia Damata
 
2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 132021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 13
Joel Silva
 
A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1
Sergio Menezes
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02
Joel Silva
 
Quem é Jesus
Quem é JesusQuem é Jesus
Quem é Jesus
Jucieudo Costa
 
Lição 11 a tolerância cristã
Lição 11   a tolerância cristãLição 11   a tolerância cristã
Lição 11 a tolerância cristã
edmundo mendes silva
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
JoelSilva477650
 
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstoloLição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Marcus Wagner
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
Paulo Ferreira
 
Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01
Pr Neto
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
Andre Nascimento
 
2021 2º trimestre jovem - lição 01
2021   2º trimestre jovem - lição 012021   2º trimestre jovem - lição 01
2021 2º trimestre jovem - lição 01
Joel Silva
 

Mais procurados (14)

Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Formação Sagrada Tradição
 
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de Deus
 
2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04
 
2021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 132021 1º trimestre jovens lição 13
2021 1º trimestre jovens lição 13
 
A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1A inspiração de pedro 1
A inspiração de pedro 1
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02
 
Quem é Jesus
Quem é JesusQuem é Jesus
Quem é Jesus
 
Lição 11 a tolerância cristã
Lição 11   a tolerância cristãLição 11   a tolerância cristã
Lição 11 a tolerância cristã
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
 
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstoloLição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
 
Hebreus
Hebreus Hebreus
Hebreus
 
Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01Tabernáculo_PARTE_01
Tabernáculo_PARTE_01
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 12: Preparados para a vinda do Senhor
 
2021 2º trimestre jovem - lição 01
2021   2º trimestre jovem - lição 012021   2º trimestre jovem - lição 01
2021 2º trimestre jovem - lição 01
 

Semelhante a 2022 1º trimestre jovens lição 02

2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
Natalino das Neves Neves
 
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
ssuserc59aac
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
Joel Silva
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
Elias Farias
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
Andre Nascimento
 
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
kakaufig
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ... [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
José Carlos Polozi
 
Evangelismo e testemunho prof. elvis
Evangelismo e testemunho   prof. elvisEvangelismo e testemunho   prof. elvis
Evangelismo e testemunho prof. elvis
E. M. Silva
 
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Robson Santana
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Paulinho Silva
 
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptxSLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
HenriqueLuciano2
 
Lição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é EvangelizaçãoLição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é Evangelização
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptxUma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
JorgeVieira668836
 
Eles venceram pela fé
Eles venceram pela féEles venceram pela fé
Eles venceram pela fé
Antonio Rodrigues
 
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
Natalino das Neves Neves
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Erberson Pinheiro
 
Barnabé e as pressões sofridas em icônio
Barnabé e as pressões sofridas em icônioBarnabé e as pressões sofridas em icônio
Barnabé e as pressões sofridas em icônio
marosam1
 
Chegou a hora
Chegou a horaChegou a hora
Chegou a Hora - Pr Jonatan Conceicao
Chegou a Hora -  Pr Jonatan ConceicaoChegou a Hora -  Pr Jonatan Conceicao
Chegou a Hora - Pr Jonatan Conceicao
Zafnat Panea
 

Semelhante a 2022 1º trimestre jovens lição 02 (20)

2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
2016 3 TRI LIÇÃO 12 - PROFECIAS DE SALVAÇÃO E ESPERANÇA
 
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
Licao 02 01 Trimestre 2022 Jovens.pptx .
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
 
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
TODAS AS LIÇÕES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense) - Aula 1
 
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
Quem é Jesus para Marcos ( Pe Rodrigo Azevedo)
 
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ... [EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
[EBD Maranata] Revista Profecias | Lição 8 - João Batista, O último profeta ...
 
Evangelismo e testemunho prof. elvis
Evangelismo e testemunho   prof. elvisEvangelismo e testemunho   prof. elvis
Evangelismo e testemunho prof. elvis
 
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
Evangelização - como criar uma cultura de evangelização na igreja local - J. ...
 
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adolescentes 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
 
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptxSLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
SLAID PAG 58 EVANGELISTA MISSIONARIO.pptx
 
Lição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é EvangelizaçãoLição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é Evangelização
 
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptxUma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
Uma perspectiva Pentecostal de Evangelismo e Missões.pptx
 
Eles venceram pela fé
Eles venceram pela féEles venceram pela fé
Eles venceram pela fé
 
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
 
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo TestamentoLição 7 - Missões no Antigo Testamento
Lição 7 - Missões no Antigo Testamento
 
Barnabé e as pressões sofridas em icônio
Barnabé e as pressões sofridas em icônioBarnabé e as pressões sofridas em icônio
Barnabé e as pressões sofridas em icônio
 
Chegou a hora
Chegou a horaChegou a hora
Chegou a hora
 
Chegou a Hora - Pr Jonatan Conceicao
Chegou a Hora -  Pr Jonatan ConceicaoChegou a Hora -  Pr Jonatan Conceicao
Chegou a Hora - Pr Jonatan Conceicao
 

Mais de Joel Silva

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
Joel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
Joel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
Joel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
Joel Silva
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
Joel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
Joel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens - lição 10
2021   2º trimestre jovens - lição 102021   2º trimestre jovens - lição 10
2021 2º trimestre jovens - lição 10
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 08
2021   2º trimestre jovem - lição 082021   2º trimestre jovem - lição 08
2021 2º trimestre jovem - lição 08
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 06
2021   2º trimestre jovem - lição 062021   2º trimestre jovem - lição 06
2021 2º trimestre jovem - lição 06
Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 12
2021 1º trimestre jovens lição 122021 1º trimestre jovens lição 12
2021 1º trimestre jovens lição 12
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 092021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 09
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07
Joel Silva
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06
Joel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
 
2021 2º trimestre jovens - lição 10
2021   2º trimestre jovens - lição 102021   2º trimestre jovens - lição 10
2021 2º trimestre jovens - lição 10
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09
 
2021 2º trimestre jovem - lição 08
2021   2º trimestre jovem - lição 082021   2º trimestre jovem - lição 08
2021 2º trimestre jovem - lição 08
 
2021 2º trimestre jovem - lição 06
2021   2º trimestre jovem - lição 062021   2º trimestre jovem - lição 06
2021 2º trimestre jovem - lição 06
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03
 
2021 1º trimestre jovens lição 12
2021 1º trimestre jovens lição 122021 1º trimestre jovens lição 12
2021 1º trimestre jovens lição 12
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
 
2021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 092021 1º trimestre jovens lição 09
2021 1º trimestre jovens lição 09
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08
 
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07
 
2021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 062021 1º trimestre jovens lição 06
2021 1º trimestre jovens lição 06
 

Último

Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 

Último (18)

Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 

2022 1º trimestre jovens lição 02

  • 1.
  • 2. TEXTO do DIA • “Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.” (Jo 1.6,7)
  • 3. SÍNTESE • João, o evangelista, nos apresenta João, o Batista, que veio dar testemunho de Jesus.
  • 4. OBJETIVOS • APRESENTAR a origem do precursor de Jesus Cristo, João Batista; • APONTAR a mensagem do precursor; • SABER que a pregação de João Batista apresentava Jesus como o Verbo de Deus e que ele foi o último profeta do Antigo Testamento.
  • 5. TEXTO BÍBLICO • João 1.6-8,15,16,24-27 • 6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. • 7 Este veio para testemunho para que testificasse da Luz, para que todos cressem por ele. • 8 Não era ele a Luz, mas veio para que testificasse da luz. • 15 João testificou dele e clamou, dizendo: Este era aquele de quem eu dizia: o que vem depois de mim é antes de mim, porque foi primeiro do que eu.
  • 6. • 16 E todos nós recebemos também da sua plenitude, com graça sobre graça. • 24 E os que tinham sido enviados eram dos fariseus. • 25 E perguntaram-lhe, e disseram-lhe: Por que batizas, pois, se tu não és o Cristo, nem Elias, nem o profeta? • 26 João respondeu-lhes, dizendo: Eu batizo com água, mas, no meio de vós. está um a quem vós não conheceis, • 27 Este é aquele que vem após mim, que foi antes de mim, do qual eu não sou digno de desatar as correias das sandálias.
  • 7. INTRODUÇÃO • Na lição desta semana, veremos a fundamental importância do testemunho para a implantação e expansão do Reino de Deus. No seu relacionamento com as pessoas, nosso Deus sempre se valeu do próprio ser humano para revelar sua vontade e propósito, gerar fé nos corações e construir relacionamentos. Veremos também como João, o evangelista, nos apresenta João, o Batista, que veio dar testemunho de Jesus.
  • 8. •1 • A ORIGEM DO PRECURSO
  • 9. 1. Das montanhas de Judá.
  • 10. • Lucas é o único dos evangelistas que registra informações do nascimento de João, que passaria a ser identificado como “o Batista”, aquele que batiza, segundo o Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento, O texto sagrado não menciona sua cidade de origem, senão que ficava na região montanhosa de Judá (Lc 1.39). A tradição cristã a identifica como a atual Ein Kerem, vila que pertence à Jerusalém Ocidental. Maria foi para lá, após receber o anúncio da concepção de Jesus, visitar sua prima Isabel, grávida já havia seis meses (Lc 1.36).
  • 11. 2. O anúncio a Zacarias.
  • 12. • O plano de Deus estava sendo fielmente executado. O mesmo Gabriel que visitou Maria e anunciou-lhe a obra do Espirito Santo para a encarnação do Filho de Deus (Lc 1.26-36), já havia estado com o sacerdote Zacarias, homem justo e temente a Deus (Lc 1.5,6), anunciando-lhe o nascimento de João, o precursor do Messias (Lc 1.13-19). • Zacarias e Isabel, assim como Simeão e Ana, nos mostram que mesmo diante da apostasia e do declínio moral reinantes naquele tempo, alguns judeus piedosos serviam a Deus e perseveravam em oração,...
  • 13. 3. O cumprimento profético.
  • 14. • O anjo Gabriel cita Malaquias 4.5,6 ao falar do ministério de João: “E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus, e irá adiante dele no espírito e virtude de Elias, para converter o coração dos pais aos filhos e os rebeldes, à prudência dos justos, com o fim de preparar ao Senhor um povo bem disposto” (Lc 1.16,17). Mas a principal profecia do precursor é a que o próprio João Batista menciona para apresentar-se aos judeus que lhe indagavam a respeito de quem era: “Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaias” (Jo 1.23).
  • 16. 1. O estabelecimento de uma ruptura.
  • 17. • Um chamado ao arrependimento diante do quadro degradante vivido pelos judeus. Sectarismo, apostasia, politização, corrupção moral e indiferença eram as principais marcas do judaísmo de então. Essênios, zelotes, herodianos, fariseus e saduceus eram os principais grupos representativos da babel política e religiosa que Israel havia se transformado. João aparece no deserto da Judeia para marcar a chegada de um novo tempo. • Uma necessária ruptura com o pervertido sistema religioso reinante, preparando a chegada do Salvador.
  • 18. 2. Um enviado de Deus.
  • 19. • A autoridade de João Batista decorria de ele ser um enviado de Deus, Foi escolhido desde o ventre e preparado na escola divina (Lc 1.13-27). • Entendeu e aceitou inteiramente o propósito de Deus para sua vida, era o último dos profetas do Antigo Testamento (Mt 11.13; Lc 16,16).
  • 20. 3. Uma mensagem contundente.
  • 21. • ..O Batista não se iludia com religiosidades, Tinha uma mensagem transformadora, que exigia de todos mudança de atitudes: • “Quem tiver duas túnicas, que reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, que faça da mesma maneira”; de caráter, como dito aos cobradores de impostos e aos soldados respectivamente: “Não peçais mais do que aquilo que vos está ordenado”; “A ninguém trateis mal, nem defraudeis e contentai- vos com o vosso soldo” (Lc 3.11-14).
  • 22. •3 • O VERBO, O PREGADOR E A PREGAÇÃO
  • 23. 1. O último dos profetas do Antigo Testamento.
  • 24. • O profetismo sempre fez parte da ação de Deus na revelação de sua vontade e propósitos para a humanidade, especialmente ao povo de Israel. Como já vimos, João foi o último representante desse ministério no Antigo Pacto (Lc 16.16). O ofício persiste no Novo Concerto, mas não nos moldes veterotestamentário, pois agora temos o Canon Sagrado. O Novo Testamento cita diversas vezes os profetas atuando na Igreja (At 11.27; 13 1:15 32; 21.10). Apesar de atualmente não haver reconhecimento nominalou designativo, o ministério profético continua existindo como função, no poder do Espírito.
  • 25. 2. A importância da pregação.
  • 26. • João Batista foi enviado para dar testemunho de Jesus, o Verbo encarnado, “para que cressem por ele” (Jo 1 .7 ). Isso nos mostra a imprescindibilidade e a seriedade da pregação. Como instrumento necessário à fé (Rm 10 .17 ), a exposição do Evangelho deve ser feita com zelo e profunda responsabilidade. Não podemos brincar e nem aceitar que brinquem com a pregação em nossos púlpitos, ou em qualquer outro espaço vinculado à igreja. Também não podem os concordar que esse ofício sagrado seja banalizado mesmo em ambientes privados ou por meios particulares, como as redes sociais.
  • 27. 3. O perigo do estrelismo.
  • 28. • Para os, a pregação tem se transformado em uma carreira rumo ao estrelato, em busca de fama e vantagens econômicas, precisamos amar a Palavra de Deus, conhecê-la e ter com ela profundo compromisso, para que possamos discernir heresias, bizarrices e meros espetáculos. • A verdadeira pregação neotestamentário é cristocêntrica e marcada pelo poder do Espírito Santo; promotora e receptiva à manifestação dos dons espirituais disponíveis à Igreja. • Ela não é fria ou formal e nem fundamentada em filosofias.
  • 29. CONCLUSÃO • João Batista exerceu fielmente seu ministério, tendo cumprido integralmente a vontade de Deus em sua vida. Deixa-nos o exemplo de quão importante é compreender e aceitar o que Deus espera de nós, para que nossa vida seja plena expressão de sua vontade, João Batista testificou de Cristo como seu precursor. Que sejamos testemunhas de seu poder salvífico e de seu reino eterno, que não tarda se manifestar.