SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
TEXTO do DIA
• “E o verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos
a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai,
cheio de graça e de verdade.” (Jo 1.14)
SÍNTESE
• O Evangelho de João é essencialmente cristológico e
singular em relação aos demais Evangelhos.
OBJETIVOS
• I) APRESENTAR a autoria, a época e o propósito do
Evangelho de João;
• II) EXPOR a riqueza doutrinária do Evangelho de
João;
• III) COMPREENDER a Cristologia apresentada por
João.
TEXTO BÍBLICO
João 1.1-5,9-14
1 No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o
Verbo era Deus.
2 Ele estava no princípio com Deus.
3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi
feito se fez.
4 Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens.
5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a
compreenderam.
9 Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem
ao mundo.
10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele e o mundo não
o conheceu.
11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.
12 Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem
feitos filhos de Deus; aos que creem no seu nome.
13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne,
nem da Vontade do varão, mas de Deus.
14 E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua
glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de
verdade.
INTRODUÇÃO
• Estudaremos um livro que expõe, com muita clareza,
profundidade e objetividade, uma das principais doutrinas
da Bíblia: a Doutrina de Cristo no Evangelho de João. O
Evangelho de João é essencialmente cristológico e se
apresenta com toda a sua singularidade em relação aos
demais Evangelhos, que guardam entre si grande
similaridade, daí serem considerados sinóticos. Enquanto
Mateus, Marcos e Lucas enfatizam mais a humanidade de
Cristo, em João Jesus é apresentado especialmente como
o Filho de Deus, o Verbo Encarnado.
•1
• AUTOR,
ÉPOCA E
PROPÓSITO
1. O discípulo amado.
• João, filho de Zebedeu e irmão de Tiago, também
discípulo de Jesus (Mt 4.21), é o autor desse
“Evangelho espiritual”, como assim o chamou
Clemente de Alexandria (150-215 d.C.).
• O livro traz várias referências ao discípulo “a
quem Jesus amava” (Jo 13.23; 19.26; 20.2) e
encerra com a expressão: “Este é o discípulo que
testifica dessas coisas e as escreveu” (Jo 21.24).
• João trabalhava com o
pai e o irmão no ramo da
pesca (Mc 1.19,20).
Tornou-se um dos
discípulos mais próximos
de Jesus, ao lado de
Pedro e Tiago, tendo o
privilégio de estar
presente em momentos
ímpares, como na
transfiguração (Mt 17.1).
2. O apóstolo do amor.
• O Evangelho de João foi o último a ser escrito. Não há
uma data específica, mas registros dos primeiros
séculos indicam ter sido entre os anos 80 e 95 d.C.
Nessa época, e nos séculos seguintes, foram intensos os
debates teológicos em torno das doutrinas centrais da
fé cristã. Muitas heresias foram forjadas pelo judaísmo,
que tentou se reestabelecer após a Diáspora, ocorrida
depois de 70 d.C., quando aconteceu a destruição de
Jerusalém. Também no seio do cristianismo surgiram
muitos hereges. Dentre os falsos ensinos destaca-se o
que negava a divindade de Jesus.
3. Evangelista e apologista.
• O diligente pastor João, já idoso, era também
evangelista e apologista. Seu Evangelho tem esse duplo
caráter, sobressaindo nele uma firme apologia da
doutrina central da fé cristã.
• Esse propósito é diretamente anunciado por ele,
quando, após registrar os sinais que evidenciavam a
divindade de Cristo, afirmou: “Estes, porém, foram
escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de
Deus, e que para que, crendo, tenhais vida em seu
nome” (Jo 20.31).
•2
• A RIQUEZA
DOUTRINÁRIA
DO EVANGELHO
DE JOÃO
1. A Cristologia e a Trindade.
• A doutrina de Deus, dentro da compreensão da
Trindade (“um só Deus, eternamente
subsistentemente em três pessoas que, embora
distintas, são iguais em poder, glória e majestade”,
conforme nossa Declaração de Fé), levaria cerca de
três séculos para ser bem compreendida e
sistematizada pela cristandade, mas ali estava, de
maneira inequívoca, o registro acerca das pessoas do
Deus Pai, do Deus Filho e do Deus Espírito Santo, com
indicação, inclusive, do papel primordial de cada uma
delas.
2. Cristo, o Deus Criador.
• João não apenas refere-se a Cristo como um Ser
Divino, mas apresenta desde logo seus principais
atributos, como a eternidade, a Onipotência, a
Onipresença e a Onisciência, pois o situa “no
princípio”, na eternidade passada, agindo com e
como Deus: “No princípio era o Verbo, e o Verbo
estava com Deus, e o Verbo era Deus” (Jo 1.1).
• Ele, aliás, participou com o Pai e o Espírito da obra da
criação: “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem
ele nada do que foi feito se fez” (Jo 1.3).
3. Cristo no Antigo Testamento.
• Um dos exemplos está na declaração paulina aos
coríntios:
• “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais
estiveram todos debaixo da nuvem; e todos passaram
pelo mar, e todos foram batizados em Moisés, na
nuvem e no mar, e todos comeram de um mesmo
manjar espiritual, e beberam todos de uma mesma
bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual
que os seguia; e a pedra era Cristo”
(1 Co 10.1-4).
•3
• CRISTOLOGIA:
SINAIS, SERMÕES E
DECLARAÇÕES
1. Os sinais miraculosos.
• O Evangelho de João apresenta o Jesus homem
manifestando sua glória como o Unigênito do Pai (Jo
1.14). A completa humanidade de Cristo em perfeita
consonância com sua completa divindade.
• As narrativas dos milagres apresentam Jesus homem de
forma natural, como um convidado comum para uma
festa de casamento, por exemplo, realizando sinais
sobrenaturais, próprios de alguém absolutamente
incomum, divino, Todo-Poderoso, capaz de transformar
água em vinho (Jo 2.1-11) e realizar inúmeros outros
milagres.
2. Os sermões cristológico.
• Mas era imperativo que Nicodemos reconhecesse sua
necessidade pessoal de salvação. Como diz Matthew
Henry, “Não era sufi ciente que ele admirasse os
milagres de Cristo, e reconhecesse sua missão; ele
devia nascer de novo”. Por isso Jesus disse-lhe logo:
“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não
nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” (Jo 3.3).
Que declaração fundamental! A mesma revelação do
aspecto salvífico de seu ministério Ele apresentaria no
sermão pregado à mulher samaritana (Jo 4.4-42) e em
outros cinco sermões registrados por João (Jo 5.16-47;
6.37-44; 8.12-30 e 10.1-21).
3. As declarações divinas.
• Além dos sinais e dos sermões, o Evangelho de João
traz sete declarações de Jesus que revelam sua
deidade. Em todas elas, Ele se apresenta como o “EU
SOU’, o mesmo Deus que se manifestou a Moisés
como “o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus
de Jacó” (Êx 3.14,15). Em João esse Deus Único e
Eterno se revela nas figuras do “pão da vida” (Jo
6.35), da “luz do mundo” (Jo 8.12), da “porta” ( Jo
10.9), do “bom Pastor” (Jo 10.11,14), da
“ressurreição e a vida” (Jo 11.25), do “caminho, e a
verdade, e a vida” (14.6) e da “videira” (Jo 15.1,5).
CONCLUSÃO
• João é o Evangelho do Filho de Deus. Sua riqueza
doutrinária, os sinais, sermões e declarações nos
apresentam a Cristo como o Verbo que se fez carne para
ser nosso Libertador, Provedor, Guia, Sustentador,
Protetor, Doador da vida, Garantidor da eternidade. Que
o conheçamos mais e desfrutemos de suas virtudes e
maravilhosas bênçãos, para que permaneçamos firmes
na fé e, ao final, tomemos posse da vida eterna.
expositivocom.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01editorjovens
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aulaJoel Silva
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01JoelSilva477650
 
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Éder Tomé
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aulaJoel Silva
 
A SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOA SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOUilson Nunnes
 
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração divina e autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da BíbliaErberson Pinheiro
 
Não deixe apagar o fogo
Não deixe apagar o fogoNão deixe apagar o fogo
Não deixe apagar o fogoRamón Zazatt
 
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017Andrew Guimarães
 
2016 3 tri lição 12 profecias de salvação e esperança
2016 3 tri lição 12   profecias de salvação e esperança2016 3 tri lição 12   profecias de salvação e esperança
2016 3 tri lição 12 profecias de salvação e esperançaboasnovassena
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosVilmar Nascimento
 

Mais procurados (17)

4º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 014º trimestre 2015 jovens lição 01
4º trimestre 2015 jovens lição 01
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 
Lição 11 a tolerância cristã
Lição 11   a tolerância cristãLição 11   a tolerância cristã
Lição 11 a tolerância cristã
 
1º módulo 4ª aula
1º módulo   4ª aula1º módulo   4ª aula
1º módulo 4ª aula
 
2022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 012022 1º trimestre adulto lição 01
2022 1º trimestre adulto lição 01
 
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
Lição 6 - Evidências Internas da Autenticidade da Bíblia
 
Lição 4
Lição 4Lição 4
Lição 4
 
2º módulo 3ª aula
2º módulo   3ª aula2º módulo   3ª aula
2º módulo 3ª aula
 
A SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOA SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTO
 
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração divina e autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração divina e autoridade da Bíblia
 
Não deixe apagar o fogo
Não deixe apagar o fogoNão deixe apagar o fogo
Não deixe apagar o fogo
 
A Revelação de Deus
A Revelação de DeusA Revelação de Deus
A Revelação de Deus
 
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
Revista adulto de professor 3ºtrimestre 2017
 
2016 3 tri lição 12 profecias de salvação e esperança
2016 3 tri lição 12   profecias de salvação e esperança2016 3 tri lição 12   profecias de salvação e esperança
2016 3 tri lição 12 profecias de salvação e esperança
 
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
 
Discipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultosDiscipulado para jovens e adultos
Discipulado para jovens e adultos
 

Semelhante a A Cristologia no Evangelho de João

20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristoNatalino das Neves Neves
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Paulinho Silva
 
LIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristoLIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristoPr Neto
 
Iii trim 2012 lição 1
Iii trim 2012   lição 1Iii trim 2012   lição 1
Iii trim 2012 lição 1Prof_Adalberto
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoErberson Pinheiro
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoTiago Alencar
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoRODRIGO FERREIRA
 
2022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 022022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 02JoelSilva477650
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoHamilton Souza
 
Um guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisUm guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisIsabel Medeiros
 
Um guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisUm guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisKalianyFran
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.Márcio Martins
 
Trabalho da mainha
Trabalho da mainhaTrabalho da mainha
Trabalho da mainhaVitor Santos
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasJoel O. Silva
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasJoel da Silva
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joãoPIB Penha
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04Joel Silva
 

Semelhante a A Cristologia no Evangelho de João (20)

20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
20174 LBA 3 tri Lição 4 - O senhor e salvador jesus cristo
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
 
LIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristoLIÇÃO_04 Jesus cristo
LIÇÃO_04 Jesus cristo
 
Iii trim 2012 lição 1
Iii trim 2012   lição 1Iii trim 2012   lição 1
Iii trim 2012 lição 1
 
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus CristoLição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
Lição 4 - O Senhor e Salvador Jesus Cristo
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
joao.pptx
joao.pptxjoao.pptx
joao.pptx
 
2022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 022022 1º trimestre jovens lição 02
2022 1º trimestre jovens lição 02
 
O senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristoO senhor e salvador jesus cristo
O senhor e salvador jesus cristo
 
Um guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisUm guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesis
 
Um guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesisUm guia de estudo do livro de gênesis
Um guia de estudo do livro de gênesis
 
Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
 
Trabalho da mainha
Trabalho da mainhaTrabalho da mainha
Trabalho da mainha
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
 
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicasTeologia. 1 doutrinas bíblicas
Teologia. 1 doutrinas bíblicas
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 04
 
29 joão
29 joão29 joão
29 joão
 

Mais de Joel Silva

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptxJoel Silva
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptxJoel Silva
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptxJoel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptxJoel Silva
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptxJoel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 132021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 13Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovens - lição 10
2021   2º trimestre jovens - lição 102021   2º trimestre jovens - lição 10
2021 2º trimestre jovens - lição 10Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 08
2021   2º trimestre jovem - lição 082021   2º trimestre jovem - lição 08
2021 2º trimestre jovem - lição 08Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 07
2021   2º trimestre jovem - lição 072021   2º trimestre jovem - lição 07
2021 2º trimestre jovem - lição 07Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 06
2021   2º trimestre jovem - lição 062021   2º trimestre jovem - lição 06
2021 2º trimestre jovem - lição 06Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 05
2021   2º trimestre jovem - lição 052021   2º trimestre jovem - lição 05
2021 2º trimestre jovem - lição 05Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02Joel Silva
 
2021 2º trimestre jovem - lição 01
2021   2º trimestre jovem - lição 012021   2º trimestre jovem - lição 01
2021 2º trimestre jovem - lição 01Joel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 04.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 03.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 02.pptx
 
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2024 1º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
2022 3º Trimestre Jovens Lição 01.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 08.pptx
 
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Jovens Lição 07.pptx
 
2021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 132021 2º trimestre jovens lição 13
2021 2º trimestre jovens lição 13
 
2021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 122021 2º trimestre jovens lição 12
2021 2º trimestre jovens lição 12
 
2021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 112021 2º trimestre jovens lição 11
2021 2º trimestre jovens lição 11
 
2021 2º trimestre jovens - lição 10
2021   2º trimestre jovens - lição 102021   2º trimestre jovens - lição 10
2021 2º trimestre jovens - lição 10
 
2021 2º trimestre jovem - lição 09
2021   2º trimestre jovem - lição 092021   2º trimestre jovem - lição 09
2021 2º trimestre jovem - lição 09
 
2021 2º trimestre jovem - lição 08
2021   2º trimestre jovem - lição 082021   2º trimestre jovem - lição 08
2021 2º trimestre jovem - lição 08
 
2021 2º trimestre jovem - lição 07
2021   2º trimestre jovem - lição 072021   2º trimestre jovem - lição 07
2021 2º trimestre jovem - lição 07
 
2021 2º trimestre jovem - lição 06
2021   2º trimestre jovem - lição 062021   2º trimestre jovem - lição 06
2021 2º trimestre jovem - lição 06
 
2021 2º trimestre jovem - lição 05
2021   2º trimestre jovem - lição 052021   2º trimestre jovem - lição 05
2021 2º trimestre jovem - lição 05
 
2021 2º trimestre jovem - lição 04
2021   2º trimestre jovem - lição 042021   2º trimestre jovem - lição 04
2021 2º trimestre jovem - lição 04
 
2021 2º trimestre jovem - lição 03
2021   2º trimestre jovem - lição 032021   2º trimestre jovem - lição 03
2021 2º trimestre jovem - lição 03
 
2021 2º trimestre jovem - lição 02
2021   2º trimestre jovem - lição 022021   2º trimestre jovem - lição 02
2021 2º trimestre jovem - lição 02
 
2021 2º trimestre jovem - lição 01
2021   2º trimestre jovem - lição 012021   2º trimestre jovem - lição 01
2021 2º trimestre jovem - lição 01
 

Último

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JAhenrygabrielsilvarib
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptxhenrygabrielsilvarib
 

Último (10)

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
 

A Cristologia no Evangelho de João

  • 1.
  • 2. TEXTO do DIA • “E o verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.” (Jo 1.14)
  • 3. SÍNTESE • O Evangelho de João é essencialmente cristológico e singular em relação aos demais Evangelhos.
  • 4. OBJETIVOS • I) APRESENTAR a autoria, a época e o propósito do Evangelho de João; • II) EXPOR a riqueza doutrinária do Evangelho de João; • III) COMPREENDER a Cristologia apresentada por João.
  • 5. TEXTO BÍBLICO João 1.1-5,9-14 1 No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens. 5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
  • 6. 9 Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo. 10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu. 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. 12 Mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que creem no seu nome. 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da Vontade do varão, mas de Deus. 14 E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
  • 7. INTRODUÇÃO • Estudaremos um livro que expõe, com muita clareza, profundidade e objetividade, uma das principais doutrinas da Bíblia: a Doutrina de Cristo no Evangelho de João. O Evangelho de João é essencialmente cristológico e se apresenta com toda a sua singularidade em relação aos demais Evangelhos, que guardam entre si grande similaridade, daí serem considerados sinóticos. Enquanto Mateus, Marcos e Lucas enfatizam mais a humanidade de Cristo, em João Jesus é apresentado especialmente como o Filho de Deus, o Verbo Encarnado.
  • 10. • João, filho de Zebedeu e irmão de Tiago, também discípulo de Jesus (Mt 4.21), é o autor desse “Evangelho espiritual”, como assim o chamou Clemente de Alexandria (150-215 d.C.). • O livro traz várias referências ao discípulo “a quem Jesus amava” (Jo 13.23; 19.26; 20.2) e encerra com a expressão: “Este é o discípulo que testifica dessas coisas e as escreveu” (Jo 21.24).
  • 11. • João trabalhava com o pai e o irmão no ramo da pesca (Mc 1.19,20). Tornou-se um dos discípulos mais próximos de Jesus, ao lado de Pedro e Tiago, tendo o privilégio de estar presente em momentos ímpares, como na transfiguração (Mt 17.1).
  • 12. 2. O apóstolo do amor.
  • 13. • O Evangelho de João foi o último a ser escrito. Não há uma data específica, mas registros dos primeiros séculos indicam ter sido entre os anos 80 e 95 d.C. Nessa época, e nos séculos seguintes, foram intensos os debates teológicos em torno das doutrinas centrais da fé cristã. Muitas heresias foram forjadas pelo judaísmo, que tentou se reestabelecer após a Diáspora, ocorrida depois de 70 d.C., quando aconteceu a destruição de Jerusalém. Também no seio do cristianismo surgiram muitos hereges. Dentre os falsos ensinos destaca-se o que negava a divindade de Jesus.
  • 14. 3. Evangelista e apologista.
  • 15. • O diligente pastor João, já idoso, era também evangelista e apologista. Seu Evangelho tem esse duplo caráter, sobressaindo nele uma firme apologia da doutrina central da fé cristã. • Esse propósito é diretamente anunciado por ele, quando, após registrar os sinais que evidenciavam a divindade de Cristo, afirmou: “Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e que para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (Jo 20.31).
  • 17. 1. A Cristologia e a Trindade.
  • 18. • A doutrina de Deus, dentro da compreensão da Trindade (“um só Deus, eternamente subsistentemente em três pessoas que, embora distintas, são iguais em poder, glória e majestade”, conforme nossa Declaração de Fé), levaria cerca de três séculos para ser bem compreendida e sistematizada pela cristandade, mas ali estava, de maneira inequívoca, o registro acerca das pessoas do Deus Pai, do Deus Filho e do Deus Espírito Santo, com indicação, inclusive, do papel primordial de cada uma delas.
  • 19. 2. Cristo, o Deus Criador.
  • 20. • João não apenas refere-se a Cristo como um Ser Divino, mas apresenta desde logo seus principais atributos, como a eternidade, a Onipotência, a Onipresença e a Onisciência, pois o situa “no princípio”, na eternidade passada, agindo com e como Deus: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (Jo 1.1). • Ele, aliás, participou com o Pai e o Espírito da obra da criação: “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” (Jo 1.3).
  • 21. 3. Cristo no Antigo Testamento.
  • 22. • Um dos exemplos está na declaração paulina aos coríntios: • “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem; e todos passaram pelo mar, e todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar, e todos comeram de um mesmo manjar espiritual, e beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo” (1 Co 10.1-4).
  • 24. 1. Os sinais miraculosos.
  • 25. • O Evangelho de João apresenta o Jesus homem manifestando sua glória como o Unigênito do Pai (Jo 1.14). A completa humanidade de Cristo em perfeita consonância com sua completa divindade. • As narrativas dos milagres apresentam Jesus homem de forma natural, como um convidado comum para uma festa de casamento, por exemplo, realizando sinais sobrenaturais, próprios de alguém absolutamente incomum, divino, Todo-Poderoso, capaz de transformar água em vinho (Jo 2.1-11) e realizar inúmeros outros milagres.
  • 26. 2. Os sermões cristológico.
  • 27. • Mas era imperativo que Nicodemos reconhecesse sua necessidade pessoal de salvação. Como diz Matthew Henry, “Não era sufi ciente que ele admirasse os milagres de Cristo, e reconhecesse sua missão; ele devia nascer de novo”. Por isso Jesus disse-lhe logo: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” (Jo 3.3). Que declaração fundamental! A mesma revelação do aspecto salvífico de seu ministério Ele apresentaria no sermão pregado à mulher samaritana (Jo 4.4-42) e em outros cinco sermões registrados por João (Jo 5.16-47; 6.37-44; 8.12-30 e 10.1-21).
  • 29. • Além dos sinais e dos sermões, o Evangelho de João traz sete declarações de Jesus que revelam sua deidade. Em todas elas, Ele se apresenta como o “EU SOU’, o mesmo Deus que se manifestou a Moisés como “o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó” (Êx 3.14,15). Em João esse Deus Único e Eterno se revela nas figuras do “pão da vida” (Jo 6.35), da “luz do mundo” (Jo 8.12), da “porta” ( Jo 10.9), do “bom Pastor” (Jo 10.11,14), da “ressurreição e a vida” (Jo 11.25), do “caminho, e a verdade, e a vida” (14.6) e da “videira” (Jo 15.1,5).
  • 30. CONCLUSÃO • João é o Evangelho do Filho de Deus. Sua riqueza doutrinária, os sinais, sermões e declarações nos apresentam a Cristo como o Verbo que se fez carne para ser nosso Libertador, Provedor, Guia, Sustentador, Protetor, Doador da vida, Garantidor da eternidade. Que o conheçamos mais e desfrutemos de suas virtudes e maravilhosas bênçãos, para que permaneçamos firmes na fé e, ao final, tomemos posse da vida eterna.