Projeto de Investigação 
As tecnologias da informação na gestão e nos 
processos de trabalho das lideranças 
Luis Folgado ...
Questões 
i) Qual a relação entre a utilização das TIC e as 
práticas de gestão da escola? 
ii) Qual é o impacto da utiliz...
Estado de Arte 
• Mintzberg (1995) - Estrutura das Organizações e 
Processos de Trabalho. 
• Hargreaves (1998) - De que fo...
Estado de Arte 
• As investigações são mais focadas na análise dos 
diretores na sua relação com a implementação de 
tecno...
Estado de Arte 
• Telem (1990, citado por Shah, 2013) introduz a 
definição de um sistema de gestão de informação como 
MI...
Estado de Arte 
• Estudos recentes indicam a liderança 
transformacional como sendo uma forma de 
liderança que mais fomen...
Metodologia 
Modelo Exploratório 
1ª Fase  2ª Fase 
Análise Quantitativa 
Justificação/triangulação 
  
Análise Qualita...
O instrumento de investigação 
• O desenvolvimento inicial do questionário tem 
como base a formulação da hipótese geral e...
Domínios do instrumento 
• Relativamente aos domínios em estudo, e definidas as 
hipóteses operacionais, estes foram agrup...
(Fase 1) Questionário 
• A aplicação do questionário será dirigido ao 
universo de escolas públicas de 3º ciclo e 
secundá...
(Fase 1) Análise dos dados 
• As conclusões da análise de dados do questionário 
permitirão reunir os casos relacionados c...
(Fase 2) Análise Documental 
• O principal objetivo da análise documental prende-se 
com a necessidade de realizar uma car...
(Fase 2) Análise Documental 
• Assim, a caraterização da realidade da escola, será realizada com 
recurso: 
• Projeto Educ...
Contributos 
• Pretende-se, no final, criar um documento que 
possa fazer um retrato da escola na relação entre 
as variáv...
Cronograma
Recursos 
• Questionários Online 
• Lideranças Intermédias 
• Gestão 
• Recolha de contatos (2º fase) dos professores
Referências 
Abdullah, N. A. W., DeWitt, D., & Alias, N. (2013). School improvement efforts and challenges: A 
case study ...
Projeto de Investigação 
As tecnologias da informação na gestão e 
nos processos de trabalho das lideranças 
Luis Folgado ...
Projeto de Investigação do Curso de Doutoramento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto de Investigação do Curso de Doutoramento

367 visualizações

Publicada em

Projeto de Investigação do Curso de Doutoramento

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
367
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • (linhas gerais... alguns conceitos principais,..)

    Pode-se também afirmar que o sistema de comunicação numa empresa como também numa organização social constitui também um“importante fator de coesão organizacional e de formação duma cultura de empresa, disseminada ao nível estratégico, tático e operacional”
    (Zorrinho, 1991, p. 50)


    A compressão do tempo e do espaço está a criar uma mudança acelerada, uma sobrecarga de inovações e uma intensificação do trabalho docente. (Hargreaves, 1998, p. 11) e Costa, J. A. (1996). Imagens organizacionais da escola. Lisboa: Edições ASA.
  • Projeto de Investigação do Curso de Doutoramento

    1. 1. Projeto de Investigação As tecnologias da informação na gestão e nos processos de trabalho das lideranças Luis Folgado Ferreira webmaster@lanapt.com intermédias da escola Sob orientação do Prof. Doutor José Castro Silva e Prof. Doutor Francisco Peixoto Doutoramento em Ciências da Educação Novembro de 2014
    2. 2. Questões i) Qual a relação entre a utilização das TIC e as práticas de gestão da escola? ii) Qual é o impacto da utilização das ferramentas informáticas nos processos de trabalho das lideranças intermédias? iii) Qual é o contributo da utilização de ferramentas TIC na organização, comunicação e gestão escolar?
    3. 3. Estado de Arte • Mintzberg (1995) - Estrutura das Organizações e Processos de Trabalho. • Hargreaves (1998) - De que forma a sua utilização representa uma diminuição da burocracia e do aumento do volume de trabalho dos professores. • GEPE (2008) - Estudos como o da Inspeção Geral de Educação, realizado com base em inquérito a todas as escolas públicas apurou uma utilização do correio eletrónico não superior a 40%.
    4. 4. Estado de Arte • As investigações são mais focadas na análise dos diretores na sua relação com a implementação de tecnologias na escola (Abdullah et al., 2013; Cakir, 2012). • Abdullah, DeWitt e Alias (2013) - Referenciam o pouco investimento na investigação na área dos líderes tecnológicos.
    5. 5. Estado de Arte • Telem (1990, citado por Shah, 2013) introduz a definição de um sistema de gestão de informação como MIS, Management Information System. Este sistema de gestão de informação é desenhado para ir ao encontro de uma estrutura organizacional, tarefas de gestão, processos institucionais e necessidades específicas da escola. • Zain, Atan e Idrus (2004, citados por Shah, 2013) – Existência de melhorias reveladas com a utilização das TIC nas práticas de gestão, como o enriquecimento da cultura tecnológica escolar, melhor acesso à informação, uma administração mais eficiente e uma maior utilização dos recursos tecnológicos da escola.
    6. 6. Estado de Arte • Estudos recentes indicam a liderança transformacional como sendo uma forma de liderança que mais fomenta e promove a utilização das TIC nas escolas (Mojgan Afshari, Kamariah Abu Bakar, Wong & Saedah Siraj, 2012 citados por Abdullah, DeWitt & Alias, 2013). • Por sua vez, Cakir (2012) refere que os diretores das escolas não conseguem alcançar a integração tecnológica sem a cooperação dos professores da escola.
    7. 7. Metodologia Modelo Exploratório 1ª Fase  2ª Fase Análise Quantitativa Justificação/triangulação   Análise Qualitativa Questionário Análise Documental Dados e Resultados
    8. 8. O instrumento de investigação • O desenvolvimento inicial do questionário tem como base a formulação da hipótese geral e das respetivas hipóteses operacionais de investigação deste estudo, recomendadas por Hill e Hill (2002). • Foi assim proposta, como hipótese geral, que: “a utilização das tecnologias na escola melhora os processos de trabalho dos professores e a gestão da escola.”
    9. 9. Domínios do instrumento • Relativamente aos domínios em estudo, e definidas as hipóteses operacionais, estes foram agrupados em três áreas principais do questionário de forma a responder às nossas hipóteses: • utilização efetiva das ferramentas; • motivação na utilização; • perceção de melhoria nos processos de gestão/trabalho. • Os questionários serão elaborados sobretudo com base em questões fechadas estruturadas com resposta em formato escala de Likert (com 5 opções de resposta).
    10. 10. (Fase 1) Questionário • A aplicação do questionário será dirigido ao universo de escolas públicas de 3º ciclo e secundárias portuguesas, precedida por uma pré-testagem. • Operacionalizando-se em dois momentos: • Propondo às direções de cada escola, através do envio por correio eletrónico, a sua colaboração no preenchimento do questionário e pedindo que, através de uma página Web, os professores da sua escola se inscrevam e se disponham a realizar o questionário, a aplicar num momento posterior.
    11. 11. (Fase 1) Análise dos dados • As conclusões da análise de dados do questionário permitirão reunir os casos relacionados com as escolas que revelem caraterísticas relevantes e que, utilizando a análise documental (2ªfase), iremos posteriormente analisar em maior detalhe, realizando-se um processo de enquadramento desses dados com um contexto através dos dados recolhidos da análise documental.
    12. 12. (Fase 2) Análise Documental • O principal objetivo da análise documental prende-se com a necessidade de realizar uma caraterização da escola de forma a cruzar com a informação recolhida por questionário com outras fontes de dados confirmatórias. • Este cruzamento de dados ser-nos-á útil na confirmação de situações que revelem relações entre os domínios em estudo mais concretamente a gestão, as lideranças intermédias e as tecnologias.
    13. 13. (Fase 2) Análise Documental • Assim, a caraterização da realidade da escola, será realizada com recurso: • Projeto Educativo de Escola Contexto escolar social em que a escola está inserida, projetos que os órgãos de gestão e melhoria dos processos de funcionamento da escola e informações relevantes quanto à caraterização da comunidade escolar e corpo docente, bem como das instalações/equipamentos tecnológicos disponíveis. • Relatório de Avaliação Externa Propõe-se em particular a análise do domínio 3.3 – Liderança e gestão, bem como do ponto 4, que diz respeito aos pontos fortes e áreas de melhoria.
    14. 14. Contributos • Pretende-se, no final, criar um documento que possa fazer um retrato da escola na relação entre as variáveis: gestão, lideranças intermédias e tecnologias utilizadas. • Com isto, após a realização do questionário e congregando a informação relativa à caraterização da realidade escolar de cada escola por análise documental, desenvolver-se-á o relatório digital escolar que se pretende que possa vir a dar sugestões, de implementação nas escolas, deixando-se contudo espaço de adaptação às particularidades identificadas em cada uma.
    15. 15. Cronograma
    16. 16. Recursos • Questionários Online • Lideranças Intermédias • Gestão • Recolha de contatos (2º fase) dos professores
    17. 17. Referências Abdullah, N. A. W., DeWitt, D., & Alias, N. (2013). School improvement efforts and challenges: A case study of a principal utilizing information communication technology. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 103, 791–800. doi:10.1016/j.sbspro.2013.10.400 Cakir, R. (2012). Technology integration and technology leadership in schools as learning organizations. Turkish Online Journal of Educational Technology, 11(4), 273–282. Recuperado de http://eric.ed.gov/?id=EJ989277 GEPE, (2008). Modernização tecnológica do ensino em Portugal. Estudo de diagnóstico. Lisboa: Ministério da Educação. Recuperado de http://www.dgeec.mec.pt/np4/100/{$clientServletPath}/?newsId=160&fileName=mt_ensino_portug al.pdf Hargreaves, A. (1998). Os professores em tempos de mudança. Alfragide: McGraw-Hill. Hill, M. M., & Hill, A. H. (2002). Investigação por questionário, Lisboa: Edições Sílabo. Mintzberg, H. (1995). Estrutura e dinâmica das organizações. Lisboa: Dom Quixote. Telem, M. (1996). MIS implementation in schools: A systems socio-technical framework. Computers & Education, 27(2), 85–93. Recuperado de http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/0360131596000218 Shafrir, S. M., & Yuan, Y. C. (2012). Getting the feel: Email usage in a nonprofit community organization in a low-income community. Communication Quarterly, 60(1), 103–121. doi:10.1080/01463373.2012.641898 Shah, M., (2013). Impact of management information systems (MIS) on school administration: What the literature says. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 116, 2799–2804. doi:10.1016/j.sbspro.2014.01.659
    18. 18. Projeto de Investigação As tecnologias da informação na gestão e nos processos de trabalho das lideranças Luis Folgado Ferreira webmaster@lanapt.com intermédias da escola Obrigado. Doutoramento em Ciências da Educação

    ×