SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
3 – O Ambiente
Organizacional
                    3.1 – O ambiente das organizações
     3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional
                           3.3 – O ambiente contextual
                          3.4 – O ambiente operacional
                 3.5 – A relação organização-ambiente




         ADMEMP – Administração de Empresas
          Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 O ambiente é uma força poderosa
  com impacto no sucesso ou no
  insucesso das organizações.
 Para compreender o ambiente e seus
  efeitos sobre as organizações, os
  administradores devem fazer uso da
  análise ambiental.


           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 A análise ambiental baseia-se nos
  conceitos da teoria dos sistemas e de
  contingência e faz parte da reflexão
  estratégica de qualquer organização.
 “ambiente organizacional” é o conjunto
  de forças, tendências e instituições,
  tanto externas como internas à
  organização, que têm potencial para
  influenciar o seu desempenho.
            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 No entanto, nem todos os elementos
  do ambiente organizacional exercem
  a mesma influência na organização.
 Para isso, a análise ambiental faz a
  distinção entre o ambiente interno e o
  externo.



            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 O ambiente externo é o contexto no
  qual as organizações existem e
  operam, sendo constituído pelos
  elementos que se encontram fora dos
  limites da organização.
 O ambiente externo pode ser dividido
  em dois substratos: o ambiente
  contextual e o ambiente operacional.

           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 O ambiente contextual inclui todos os
  fatores que existem fora dos limites
  da organização, mas que independem
  da ação dela, tais como: fatores
  econômicos, políticos-legais,
  socioculturais, demográficos ou
  tecnológicos.
 Afeta a organização indiretamente.

            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 O ambiente operacional é
  diretamente relevante para o alcance
  dos objetivos da organização.
 É composto pelos fornecedores,
  clientes, empresas competidoras,
  agências governamentais.
 Afeta a organização diretamente.


           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.1 – O ambiente das
organizações
 O ambiente interno é composto pelos
  elementos internos da organização,
  como trabalhadores, administradores,
  cultura organizacional, tecnologia,
  estrutura organizacional e instalações
  físicas.
 Influenciam a adequação da empresa ao
  ambiente externo e consequentemente
  ao desempenho organizacional.

           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.2 – O ambiente interno e a
cultura organizacional
 É o ambiente interno que marca a
  singularidade organizacional, uma vez
  que se refere aos pontos fortes e fracos
  particulares de uma organização.
 Esses pontos fracos e fortes podem
  estar localizados em diferentes áreas
  internas da organização.


            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.2 – O ambiente interno e a
cultura organizacional
 Nosso foco de análise do ambiente
  interno compreenderá a “cultura
  organizacional” que representa muito
  da “personalidade” de uma
  organização.




           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.2 – O ambiente interno e a
cultura organizacional
 A cultura organizacional é definida
  como um conjunto de significados
  compartilhados pelos membros da
  organização, expressa e produzida por
  meio de histórias, rituais, lendas,
  símbolos, linguagem e cerimônias.
 A cultura organizacional diferencia uma
  organização de outra.

            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.2 – O ambiente interno e a
cultura organizacional
 Elementos da cultura organizacional:
   Histórias: narrativas baseadas em eventos
     reais que geralmente recuperam
     momentos fundamentais da organização.
   Rituais: atividades repetidas que
     expressam e reforçam os valores-chave da
     organização.
   Símbolos: objetos, ações ou eventos que
     transmitem significado aos membros da
     organização.
   Slogans: frases que expressam de forma
     sucinta valores organizacionais importante.
              ADMEMP – Administração de Empresas
               Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.2 – O ambiente interno e a
cultura organizacional
 Todos esses elementos, ao mesmo
  tempo que ordenam e constroem a
  identidade organizacional, criando as
  bases para a comunicação e para o
  consenso, também servem para ocultar
  e operacionalizar relações de poder
  presentes nas organizações.


           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Corresponde ao conjunto amplo e
  complexo de fatores externos à
  organização que a influenciam,
  geralmente de forma indireta.
 Esses fatores criam um contexto no
  qual a organização se insere e ao qual,
  precisa, em última instância,
  responder.

            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Fatores do ambiente contextual:
   Fatores demográficos:
     Composição de dada população e
      define-se variáveis como estrutura
      etária, gênero, distribuição geográfica,
      nível educacional.
     Afetam o tamanho do mercado, a
      composição e a oferta de recursos
      humanos e características de clientes.
            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Fatores do ambiente contextual:
   Fatores socioculturais:
     Os valores, normas, estilos de vida,
      hábitos e costumes de uma sociedade.
     Demandam sensibilidade por parte dos
      administradores, principalmente no
      que se refere às atitudes em relação às
      organizações e ao trabalho.


            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Fatores do ambiente contextual:
   Fatores econômicos:
     Tendência de expansão ou recessão da
      economia, nível salarial, tendência
      inflacionista, custos energéticos.
     São as variáveis aparentemente mais
      críticas ou mais diretamente
      observáveis para o desempenho de
      uma organização.
           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Fatores do ambiente contextual:
   Fatores político-legais:
     Estabilidade política, clima ideológico,
      legislação laboral, antimonopólio,
      regulamentações governamentais.
     Governos intervêm de forma direta ou
      indireta na vida econômica e social,
      influenciando o rumo das empresas por
      meio de leis e tributos.
            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.3 – O ambiente
contextual
 Fatores do ambiente contextual:
   Fatores tecnológicos:
     A inovação tecnológica de produtos,
      processos e materiais, legislação sobre
      proteção de patentes, normas
      internacionais de qualidade.
     Traduzem o nível de desenvolvimento
      tecnológico da sociedade ou de um
      setor.
            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 É constituído por todos os elementos
  que interagem de forma mais direta e
  próxima à empresa.




           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Clientes:
     São pessoas ou organizações que
      adquirem ou poderão adquirir produtos
      ou serviços da empresa, definindo no
      seu conjunto a demanda ou o
      mercado.
     Definem o sucesso de uma empresa.


            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Fornecedores:
     São responsáveis pelas matérias-
      primas utilizadas pela empresa para
      produzir determinados bens ou
      serviços.




            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Concorrentes:
     São outras organizações, da mesma
      indústria ou do mesmo tipo de
      negócio, que satisfazem ou poderão
      satisfazer as mesmas necessidades dos
      clientes, constituindo no seu conjunto
      a indústria ou a oferta.


            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Instituições financeiras:
     Permitem o acesso ao capital
      necessário para manutenção ou
      expansão de seus negócios.
     Incluem bancos comerciais, bancos de
      investimento, seguradoras.



            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Meios de comunicação social:
     Incluem a mídia de massa ou
      especializada, responsável pela
      divulgação das ações da empresa para
      o público em geral, bem como pela
      publicidade de seus produtos e
      serviços.


            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.4 – O ambiente
operacional
 Componentes do ambiente operacional:
   Grupos de interesse especiais:
     Sindicatos, Associações empresariais,
      Associações de defesa do consumidor,
      Associações ecológicas, ONGs.




            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.5 – A relação
organização-ambiente
 A análise ambiental consiste no
  acompanhamento, na avaliação e na
  divulgação das tendências observadas
  no ambiente externo para conseguir
  maior enquadramento da empresa.
 O ambiente pode influenciar de forma
  diferenciada das organizações, mas a
  forma de lidar com ele depende da
  postura do administrador.

           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.5 – A relação
organização-ambiente
 O monitoramento do ambiente realiza-
  se com o objetivo de perceber os
  primeiros sinais de mudanças nos
  fatores que vão influenciar a empresa.
 Análise de stakeholders:
   Os grupos de interesse são todos
     aqueles que influenciam de forma
     decisiva ou são importantes para o
     sucesso da organização.

            ADMEMP – Administração de Empresas
             Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
3.5 – A relação
organização-ambiente
 O papel do administrador como
  interpretador, balisador e equalizador
  das interações complexas estabelecidas
  entre os ambientes interno e externo
  da organização está cada vez mais
  evidente.




           ADMEMP – Administração de Empresas
            Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
Referências
 AMARU, A. C. Introdução a Administração. São
  Paulo: Atlas, 2004.
 CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da
  Administração. Rio de Janeiro: Campus, 2000.
 MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à Administração.
  São Paulo. Atlas, 2004.
 SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática
  no contexto brasileiro. São Paulo: Pearson – Prentice
  Hall, 2008.
 SILVA, R. O. Teorias da Administração. São Paulo:
  Pioneira Thomson Learning, 2001.



                ADMEMP – Administração de Empresas
                 Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à gestão
Introdução à gestãoIntrodução à gestão
Introdução à gestãoIsabel Pedro
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalFelipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoLemos1960
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalMichel Moreira
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Andrey Martins
 
Aula 3 teoria do desenvolvimento organizacional
Aula 3   teoria do desenvolvimento organizacionalAula 3   teoria do desenvolvimento organizacional
Aula 3 teoria do desenvolvimento organizacionalNiloar Bissani
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoPAULO RICARDO FLORES
 
Introdução a gestão
Introdução a gestãoIntrodução a gestão
Introdução a gestãoUNIMETRO
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacionalMichael Silva
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposMatheus Inácio
 
Teoria comportamental slide
Teoria comportamental  slideTeoria comportamental  slide
Teoria comportamental slideSabrina Suellen
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de PessoasLuis Cunha
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controleRodrigo Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Introdução à gestão
Introdução à gestãoIntrodução à gestão
Introdução à gestão
 
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento OrganizacionalAula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
Aula 1 - Introdução ao Comportamento Organizacional
 
Administração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evoluçãoAdministração - conceitos, origens e evolução
Administração - conceitos, origens e evolução
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Organização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informalOrganização_formal_e_informal
Organização_formal_e_informal
 
Linha Histórica da Administração
Linha Histórica da AdministraçãoLinha Histórica da Administração
Linha Histórica da Administração
 
Estrutura organizacional
Estrutura organizacionalEstrutura organizacional
Estrutura organizacional
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 
Aula 3 teoria do desenvolvimento organizacional
Aula 3   teoria do desenvolvimento organizacionalAula 3   teoria do desenvolvimento organizacional
Aula 3 teoria do desenvolvimento organizacional
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Teoria do Desenvolvimento Organizacional
Teoria do Desenvolvimento OrganizacionalTeoria do Desenvolvimento Organizacional
Teoria do Desenvolvimento Organizacional
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento Estrategico
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Introdução a gestão
Introdução a gestãoIntrodução a gestão
Introdução a gestão
 
Cultura organizacional
Cultura organizacionalCultura organizacional
Cultura organizacional
 
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e TiposEstrutura Organizacional - Conceito e Tipos
Estrutura Organizacional - Conceito e Tipos
 
Teoria comportamental slide
Teoria comportamental  slideTeoria comportamental  slide
Teoria comportamental slide
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
 

Destaque

Gestão participação
Gestão participaçãoGestão participação
Gestão participaçãoKarla Lopes
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacionalCorreios
 
Analise do Ambiente
Analise do AmbienteAnalise do Ambiente
Analise do Ambienteneodo
 
Análise Ambiental Externa e Interna
Análise Ambiental   Externa e InternaAnálise Ambiental   Externa e Interna
Análise Ambiental Externa e Internaguest4dea83
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativaNEAGERED
 
Estruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisEstruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisRafael Evans
 

Destaque (8)

Gestão participação
Gestão participaçãoGestão participação
Gestão participação
 
Aula 5 estrutura organizacional
Aula 5   estrutura organizacionalAula 5   estrutura organizacional
Aula 5 estrutura organizacional
 
Analise do Ambiente
Analise do AmbienteAnalise do Ambiente
Analise do Ambiente
 
Análise Ambiental Externa e Interna
Análise Ambiental   Externa e InternaAnálise Ambiental   Externa e Interna
Análise Ambiental Externa e Interna
 
Previsao de Vendas
Previsao de VendasPrevisao de Vendas
Previsao de Vendas
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
 
Administração participativa
Administração participativaAdministração participativa
Administração participativa
 
Estruturas organizacionais
Estruturas organizacionaisEstruturas organizacionais
Estruturas organizacionais
 

Semelhante a ADM - O ambiente organizacional

Teoria da contigencia
Teoria da contigenciaTeoria da contigencia
Teoria da contigenciaTiago Machado
 
Administracao unidade02
Administracao unidade02Administracao unidade02
Administracao unidade02koddyrj2011
 
Adm estrat aula 04 09-14
Adm estrat  aula 04 09-14Adm estrat  aula 04 09-14
Adm estrat aula 04 09-14katiagomide
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaHomero Alves de Lima
 
Aula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasAula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasHomero Alves de Lima
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesAlexandra Roldão
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacionalCorreios
 
Ambiente externo
Ambiente externoAmbiente externo
Ambiente externoFelipe Leo
 
JSA_Estratégias Empresariais
JSA_Estratégias EmpresariaisJSA_Estratégias Empresariais
JSA_Estratégias EmpresariaisSalvador Abreu
 
Relatório Modelo Pesquisa de Clima Organizacional
Relatório Modelo Pesquisa de Clima OrganizacionalRelatório Modelo Pesquisa de Clima Organizacional
Relatório Modelo Pesquisa de Clima OrganizacionalAlvaro Mello
 
Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Diego Almeida
 
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencialTaty Bahia
 
Administracao capitulo03
Administracao capitulo03Administracao capitulo03
Administracao capitulo03GilbertoSelva
 
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações Contemporâneas
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações ContemporâneasA importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações Contemporâneas
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações ContemporâneasDaniel Pacheco Mendes
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesUnipinhal
 
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdf
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdfteoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdf
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdfJujuLima8
 

Semelhante a ADM - O ambiente organizacional (20)

Gestão Empresarial
Gestão EmpresarialGestão Empresarial
Gestão Empresarial
 
Teoria da contigencia
Teoria da contigenciaTeoria da contigencia
Teoria da contigencia
 
Administracao unidade02
Administracao unidade02Administracao unidade02
Administracao unidade02
 
Adm estrat aula 04 09-14
Adm estrat  aula 04 09-14Adm estrat  aula 04 09-14
Adm estrat aula 04 09-14
 
Livro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresaLivro completo de administração de empresa
Livro completo de administração de empresa
 
Fundamentos de gestão empresarial cap5
Fundamentos de gestão empresarial cap5Fundamentos de gestão empresarial cap5
Fundamentos de gestão empresarial cap5
 
Aula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresasAula 01 administração de empresas
Aula 01 administração de empresas
 
UFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizaçõesUFCD 0594 Administração das organizações
UFCD 0594 Administração das organizações
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
 
Ambiente externo
Ambiente externoAmbiente externo
Ambiente externo
 
Pco
PcoPco
Pco
 
JSA_Estratégias Empresariais
JSA_Estratégias EmpresariaisJSA_Estratégias Empresariais
JSA_Estratégias Empresariais
 
Relatório Modelo Pesquisa de Clima Organizacional
Relatório Modelo Pesquisa de Clima OrganizacionalRelatório Modelo Pesquisa de Clima Organizacional
Relatório Modelo Pesquisa de Clima Organizacional
 
Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)Conceito de ambiente erika (1)
Conceito de ambiente erika (1)
 
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial2º tópico   teoria da contingência - abordagem contingencial
2º tópico teoria da contingência - abordagem contingencial
 
Administracao capitulo03
Administracao capitulo03Administracao capitulo03
Administracao capitulo03
 
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações Contemporâneas
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações ContemporâneasA importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações Contemporâneas
A importância do Gerenciamento de riscos nas Organizações Contemporâneas
 
Ambiente Organizacoes
Ambiente OrganizacoesAmbiente Organizacoes
Ambiente Organizacoes
 
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdf
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdfteoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdf
teoriadacontingncia-140218115535-phpapp02.pdf
 
Clima organizacional
Clima organizacionalClima organizacional
Clima organizacional
 

Mais de Gabriel Faustino

Metodologia orientado a objetos
Metodologia orientado a objetosMetodologia orientado a objetos
Metodologia orientado a objetosGabriel Faustino
 
Conceito de metodologia orientada a objetos
Conceito de metodologia orientada a objetosConceito de metodologia orientada a objetos
Conceito de metodologia orientada a objetosGabriel Faustino
 
Especificação caso de uso
Especificação caso de usoEspecificação caso de uso
Especificação caso de usoGabriel Faustino
 
Sistemas Inteligentes de Apoio a Decisão
Sistemas Inteligentes de Apoio a DecisãoSistemas Inteligentes de Apoio a Decisão
Sistemas Inteligentes de Apoio a DecisãoGabriel Faustino
 
Uso do auto preenchimento para inserir dados
Uso do auto preenchimento para inserir dadosUso do auto preenchimento para inserir dados
Uso do auto preenchimento para inserir dadosGabriel Faustino
 
Sobre data e os Sistemas de Data
Sobre data e os Sistemas de DataSobre data e os Sistemas de Data
Sobre data e os Sistemas de DataGabriel Faustino
 
Funçoes de Planilha listadas por categoria
Funçoes de Planilha listadas por categoriaFunçoes de Planilha listadas por categoria
Funçoes de Planilha listadas por categoriaGabriel Faustino
 
Sistema de Informação para e-Commerce
Sistema de Informação para e-CommerceSistema de Informação para e-Commerce
Sistema de Informação para e-CommerceGabriel Faustino
 
Lista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolLista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolGabriel Faustino
 

Mais de Gabriel Faustino (20)

Modelo caso uso
Modelo caso usoModelo caso uso
Modelo caso uso
 
Metodologia orientado a objetos
Metodologia orientado a objetosMetodologia orientado a objetos
Metodologia orientado a objetos
 
Ferramentas case
Ferramentas caseFerramentas case
Ferramentas case
 
Conceito de metodologia orientada a objetos
Conceito de metodologia orientada a objetosConceito de metodologia orientada a objetos
Conceito de metodologia orientada a objetos
 
Diagrama classes
Diagrama classesDiagrama classes
Diagrama classes
 
Exerciciosde treino
Exerciciosde treinoExerciciosde treino
Exerciciosde treino
 
Exercicio venda livros
Exercicio venda livrosExercicio venda livros
Exercicio venda livros
 
Diagramas uml
Diagramas umlDiagramas uml
Diagramas uml
 
Especificação caso de uso
Especificação caso de usoEspecificação caso de uso
Especificação caso de uso
 
Sistemas Inteligentes de Apoio a Decisão
Sistemas Inteligentes de Apoio a DecisãoSistemas Inteligentes de Apoio a Decisão
Sistemas Inteligentes de Apoio a Decisão
 
Uso do auto preenchimento para inserir dados
Uso do auto preenchimento para inserir dadosUso do auto preenchimento para inserir dados
Uso do auto preenchimento para inserir dados
 
Sobre data e os Sistemas de Data
Sobre data e os Sistemas de DataSobre data e os Sistemas de Data
Sobre data e os Sistemas de Data
 
Resumo de Tipo de Dados
Resumo de Tipo de DadosResumo de Tipo de Dados
Resumo de Tipo de Dados
 
Funçoes de Planilha listadas por categoria
Funçoes de Planilha listadas por categoriaFunçoes de Planilha listadas por categoria
Funçoes de Planilha listadas por categoria
 
Funçao msgBox
Funçao msgBoxFunçao msgBox
Funçao msgBox
 
Função inPutbox
Função inPutboxFunção inPutbox
Função inPutbox
 
Sobre as Macros
Sobre as MacrosSobre as Macros
Sobre as Macros
 
Sistema de Informação para e-Commerce
Sistema de Informação para e-CommerceSistema de Informação para e-Commerce
Sistema de Informação para e-Commerce
 
Manual de portugol
Manual de portugolManual de portugol
Manual de portugol
 
Lista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugolLista de exercícios em portugol
Lista de exercícios em portugol
 

Último

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

ADM - O ambiente organizacional

  • 1. 3 – O Ambiente Organizacional 3.1 – O ambiente das organizações 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional 3.3 – O ambiente contextual 3.4 – O ambiente operacional 3.5 – A relação organização-ambiente ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 2. 3.1 – O ambiente das organizações  O ambiente é uma força poderosa com impacto no sucesso ou no insucesso das organizações.  Para compreender o ambiente e seus efeitos sobre as organizações, os administradores devem fazer uso da análise ambiental. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 3. 3.1 – O ambiente das organizações  A análise ambiental baseia-se nos conceitos da teoria dos sistemas e de contingência e faz parte da reflexão estratégica de qualquer organização.  “ambiente organizacional” é o conjunto de forças, tendências e instituições, tanto externas como internas à organização, que têm potencial para influenciar o seu desempenho. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 4. 3.1 – O ambiente das organizações  No entanto, nem todos os elementos do ambiente organizacional exercem a mesma influência na organização.  Para isso, a análise ambiental faz a distinção entre o ambiente interno e o externo. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 5. 3.1 – O ambiente das organizações  O ambiente externo é o contexto no qual as organizações existem e operam, sendo constituído pelos elementos que se encontram fora dos limites da organização.  O ambiente externo pode ser dividido em dois substratos: o ambiente contextual e o ambiente operacional. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 6. 3.1 – O ambiente das organizações  O ambiente contextual inclui todos os fatores que existem fora dos limites da organização, mas que independem da ação dela, tais como: fatores econômicos, políticos-legais, socioculturais, demográficos ou tecnológicos.  Afeta a organização indiretamente. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 7. 3.1 – O ambiente das organizações  O ambiente operacional é diretamente relevante para o alcance dos objetivos da organização.  É composto pelos fornecedores, clientes, empresas competidoras, agências governamentais.  Afeta a organização diretamente. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 8. 3.1 – O ambiente das organizações  O ambiente interno é composto pelos elementos internos da organização, como trabalhadores, administradores, cultura organizacional, tecnologia, estrutura organizacional e instalações físicas.  Influenciam a adequação da empresa ao ambiente externo e consequentemente ao desempenho organizacional. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 9. 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional  É o ambiente interno que marca a singularidade organizacional, uma vez que se refere aos pontos fortes e fracos particulares de uma organização.  Esses pontos fracos e fortes podem estar localizados em diferentes áreas internas da organização. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 10. 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional  Nosso foco de análise do ambiente interno compreenderá a “cultura organizacional” que representa muito da “personalidade” de uma organização. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 11. 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional  A cultura organizacional é definida como um conjunto de significados compartilhados pelos membros da organização, expressa e produzida por meio de histórias, rituais, lendas, símbolos, linguagem e cerimônias.  A cultura organizacional diferencia uma organização de outra. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 12. 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional  Elementos da cultura organizacional:  Histórias: narrativas baseadas em eventos reais que geralmente recuperam momentos fundamentais da organização.  Rituais: atividades repetidas que expressam e reforçam os valores-chave da organização.  Símbolos: objetos, ações ou eventos que transmitem significado aos membros da organização.  Slogans: frases que expressam de forma sucinta valores organizacionais importante. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 13. 3.2 – O ambiente interno e a cultura organizacional  Todos esses elementos, ao mesmo tempo que ordenam e constroem a identidade organizacional, criando as bases para a comunicação e para o consenso, também servem para ocultar e operacionalizar relações de poder presentes nas organizações. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 14. 3.3 – O ambiente contextual  Corresponde ao conjunto amplo e complexo de fatores externos à organização que a influenciam, geralmente de forma indireta.  Esses fatores criam um contexto no qual a organização se insere e ao qual, precisa, em última instância, responder. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 15. 3.3 – O ambiente contextual  Fatores do ambiente contextual:  Fatores demográficos:  Composição de dada população e define-se variáveis como estrutura etária, gênero, distribuição geográfica, nível educacional.  Afetam o tamanho do mercado, a composição e a oferta de recursos humanos e características de clientes. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 16. 3.3 – O ambiente contextual  Fatores do ambiente contextual:  Fatores socioculturais:  Os valores, normas, estilos de vida, hábitos e costumes de uma sociedade.  Demandam sensibilidade por parte dos administradores, principalmente no que se refere às atitudes em relação às organizações e ao trabalho. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 17. 3.3 – O ambiente contextual  Fatores do ambiente contextual:  Fatores econômicos:  Tendência de expansão ou recessão da economia, nível salarial, tendência inflacionista, custos energéticos.  São as variáveis aparentemente mais críticas ou mais diretamente observáveis para o desempenho de uma organização. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 18. 3.3 – O ambiente contextual  Fatores do ambiente contextual:  Fatores político-legais:  Estabilidade política, clima ideológico, legislação laboral, antimonopólio, regulamentações governamentais.  Governos intervêm de forma direta ou indireta na vida econômica e social, influenciando o rumo das empresas por meio de leis e tributos. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 19. 3.3 – O ambiente contextual  Fatores do ambiente contextual:  Fatores tecnológicos:  A inovação tecnológica de produtos, processos e materiais, legislação sobre proteção de patentes, normas internacionais de qualidade.  Traduzem o nível de desenvolvimento tecnológico da sociedade ou de um setor. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 20. 3.4 – O ambiente operacional  É constituído por todos os elementos que interagem de forma mais direta e próxima à empresa. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 21. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Clientes:  São pessoas ou organizações que adquirem ou poderão adquirir produtos ou serviços da empresa, definindo no seu conjunto a demanda ou o mercado.  Definem o sucesso de uma empresa. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 22. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Fornecedores:  São responsáveis pelas matérias- primas utilizadas pela empresa para produzir determinados bens ou serviços. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 23. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Concorrentes:  São outras organizações, da mesma indústria ou do mesmo tipo de negócio, que satisfazem ou poderão satisfazer as mesmas necessidades dos clientes, constituindo no seu conjunto a indústria ou a oferta. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 24. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Instituições financeiras:  Permitem o acesso ao capital necessário para manutenção ou expansão de seus negócios.  Incluem bancos comerciais, bancos de investimento, seguradoras. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 25. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Meios de comunicação social:  Incluem a mídia de massa ou especializada, responsável pela divulgação das ações da empresa para o público em geral, bem como pela publicidade de seus produtos e serviços. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 26. 3.4 – O ambiente operacional  Componentes do ambiente operacional:  Grupos de interesse especiais:  Sindicatos, Associações empresariais, Associações de defesa do consumidor, Associações ecológicas, ONGs. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 27. 3.5 – A relação organização-ambiente  A análise ambiental consiste no acompanhamento, na avaliação e na divulgação das tendências observadas no ambiente externo para conseguir maior enquadramento da empresa.  O ambiente pode influenciar de forma diferenciada das organizações, mas a forma de lidar com ele depende da postura do administrador. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 28. 3.5 – A relação organização-ambiente  O monitoramento do ambiente realiza- se com o objetivo de perceber os primeiros sinais de mudanças nos fatores que vão influenciar a empresa.  Análise de stakeholders:  Os grupos de interesse são todos aqueles que influenciam de forma decisiva ou são importantes para o sucesso da organização. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 29. 3.5 – A relação organização-ambiente  O papel do administrador como interpretador, balisador e equalizador das interações complexas estabelecidas entre os ambientes interno e externo da organização está cada vez mais evidente. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira
  • 30. Referências  AMARU, A. C. Introdução a Administração. São Paulo: Atlas, 2004.  CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Campus, 2000.  MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à Administração. São Paulo. Atlas, 2004.  SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro. São Paulo: Pearson – Prentice Hall, 2008.  SILVA, R. O. Teorias da Administração. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001. ADMEMP – Administração de Empresas Prof. Ms. Paulo Cristiano de Oliveira