Colégio e Curso Coração de Maria
AMBIGUIDADE
Profª Evelyn Leite
Ambiguidade
 É a "circunstância de uma comunicação lingüística se prestar a mais de
uma interpretação.” (CÂMARA JR., Joaq...
 Embora funcione como recurso estilístico, a ambigüidade também pode ser
um vício de linguagem, que decorre da má colocaç...
Exemplo:
“O professor falou com o aluno parado na sala"
Comentário:
Neste caso, a ambiguidade decorre da má construção s...
Exemplo:
"A polícia cercou o ladrão do banco na rua Santos."
Comentário:
O banco ficava na rua Santos, ou a polícia cerc...
Exemplo: "O presidente americano (...) produziu um espetáculo cinematográfico
em novembro passado na Arábia Saudita, onde...
Exemplo: "A principal notícia foi o bate-boca entre os
presidentes do Senado e da Câmara que chocou a todos."
Comentário...
“Bruno Gagliasso revela que está escrevendo um livro na
bienal”.
 Não vai dar tempo, porque a Bienal do Livro (Rio) vai
...
O mau uso dos possessivos
O diretor geral de um banco estava preocupado com um jovem e
brilhante diretor que, depois de te...
 Algumas acepções da palavra receita
 Cul. Relação dos ingredientes e do modo de
preparar um prato.
 Renda, montante ar...
 No exemplo abaixo, a
ambiguidade gerada pelo pronome
possessivo SUAS, adquire um sentido
absurdo e cria um problema na
c...
 O out-door da Assistência Funeral SINAF “Como arrumar uma coroa” utiliza da
ambiguidade do verbo arrumar e do substantiv...
Exercício de Fixação
1- Indique as ambigüidades das frases a seguir, devido à má colocação da
palavra em destaque:
a) O ju...
4) Nos casos abaixo, assinale o item em que não ocorre um caso de
ambiguidade lexical:
A) Estudantes viram piranhas.
B) Co...
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Ambiguidade186201116236
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ambiguidade186201116236

1.541 visualizações

Publicada em

Slide sobre Ambiguidade

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Ambiguidade186201116236

  1. 1. Colégio e Curso Coração de Maria AMBIGUIDADE Profª Evelyn Leite
  2. 2. Ambiguidade  É a "circunstância de uma comunicação lingüística se prestar a mais de uma interpretação.” (CÂMARA JR., Joaquim Mattoso. Dicionário de lingüística e gramática. Petrópolis: Vozes, 1986).  A função da ambiguidade é sugerir significados diversos para uma mesma mensagem. É uma figura de palavra e de construção.  A inadequação ou a má colocação de elementos como pronomes, adjuntos adverbiais, expressões e até mesmo enunciados inteiros podem acarretar em duplo sentido, comprometendo a clareza do texto.
  3. 3.  Embora funcione como recurso estilístico, a ambigüidade também pode ser um vício de linguagem, que decorre da má colocação da palavra na frase. Nesse caso, deve ser evitada, pois compromete o significado da oração. Exemplo: " (...) os corpos do casal B serão exumados pela segunda vez nesta semana." (Folha de S.Paulo) Comentário: Os corpos serão exumados pela segunda vez, desde quando o inquérito começou; ou os corpos serão exumados duas vezes numa mesma semana, "nesta semana"? (Unicamp)  Correção: “... Esta semana, os corpos do casal B serão novamente exumados. É a segunda vez que o procedimento se repete desde que o inquérito teve início.”
  4. 4. Exemplo: “O professor falou com o aluno parado na sala" Comentário: Neste caso, a ambiguidade decorre da má construção sintática deste enunciado. Quem estava parado na sala? O aluno ou o professor? A solução é, mais uma vez, colocar "parado na sala" logo ao lado do termo a que se refere:  Correção: "Parado na sala, o professor falou com o aluno"; ou "O professor falou com o aluno, que estava parado na sala".
  5. 5. Exemplo: "A polícia cercou o ladrão do banco na rua Santos." Comentário: O banco ficava na rua Santos, ou a polícia cercou o ladrão nessa rua? A ambigüidade resulta da má colocação do adjunto adverbial. Para evitar isso, coloque "na rua Santos" mais perto do núcleo de sentido a que se refere:  Correção: “Na rua Santos, a polícia cercou o ladrão; ou A polícia cercou o ladrão do banco que localiza-se na rua Santos"
  6. 6. Exemplo: "O presidente americano (...) produziu um espetáculo cinematográfico em novembro passado na Arábia Saudita, onde comeu um peru fantasiado de marine no mesmo bandejão em que era servido aos soldados americanos." (Veja, 09/01/91)  Comentário I: Às vezes, quando um trecho é ambíguo, é o conhecimento que o leitor tem dos fatos que lhe permite fazer uma interpretação adequada do que lê. Um bom exemplo é o trecho acima, no qual há duas ambigüidades, uma decorrente da ordem das palavras e a outra, de uma elipse do sujeito.  Comentário II: Pode-se entender que o peru estivesse fantasiado de marine (fuzileiro naval), e não o presidente. Por outro lado, é possível entender que o presidente estivesse sendo servido aos soldados no bandejão, e não o peru. Correção: “O presidente americano, fantasiado de marine, produziu um espetáculo cinematográfico em novembro passado na Arábia Saudita, quando comeu peru no mesmo bandejão de que se serviam os soldados americanos.”
  7. 7. Exemplo: "A principal notícia foi o bate-boca entre os presidentes do Senado e da Câmara que chocou a todos." Comentário: A ambiguidade na frase acima reside na incerteza de identificar o que chocou a todos: o bate-boca ou a notícia? Apenas a reescrita pode esclarecer. Correção: “A principal notícia, que chocou a todos, foi o bate-boca entre os presidentes do Senado e da Câmara.”
  8. 8. “Bruno Gagliasso revela que está escrevendo um livro na bienal”.  Não vai dar tempo, porque a Bienal do Livro (Rio) vai apenas até o dia 20 de setembro.  Ou Gagliasso acelera a escrita ou o redator muda a manchete para: “Bruno Gagliasso revela, na Bienal, que está escrevendo um livro”.
  9. 9. O mau uso dos possessivos O diretor geral de um banco estava preocupado com um jovem e brilhante diretor que, depois de ter trabalhado durante algum tempo junto dele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia. Então o diretor do banco chamou um detetive particular e disse-lhe: -“Siga o diretor Lopes uma semana.” O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou: -“O diretor Lopes sai normalmente ao meio dia, pega o seu carro, vai à sua casa almoçar, namora a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.” Responde o diretor: - “Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.” Logo em seguida, o detetive pergunta. -“Desculpe. Posso tratá-lo por tu?” -“Sim, claro”, responde o diretor, surpreendido. - “Bom, então vou repetir”, disse o diretor. “O diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai à tua casa almoçar, namora a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
  10. 10.  Algumas acepções da palavra receita  Cul. Relação dos ingredientes e do modo de preparar um prato.  Renda, montante arrecadado, quantia recebida.  Bras. (Com maíuscula) Receita Federal. Órgão do governo federal que se ocupa da arrecadação de impostos.  Cesta básica = cesta contendo alimentos.  Ao dizer “ com a básica União sua RECEITA rende muito mais“, o anúncio sugere, por exemplo, que usando um quilo de açúcar União se poderia fazer um número maior de receitas que usando um quilo de açúcar de outra marca, consequentemente sua RECEITA (salário) renderia mais.
  11. 11.  No exemplo abaixo, a ambiguidade gerada pelo pronome possessivo SUAS, adquire um sentido absurdo e cria um problema na construção do sentido do texto. Que tal corrigir esse problema?  Correção: “Recolha as fezes de seu cachorro e mantenha-o fora dos jardins.”
  12. 12.  O out-door da Assistência Funeral SINAF “Como arrumar uma coroa” utiliza da ambiguidade do verbo arrumar e do substantivo coroa, utilizados no seu sentido conotativo (arrumar = conseguir, coroa = senhora idosa) e é a provocação que o texto faz ao colocar a imagem de um senhor idoso e jovial (um coroa esperto) ao lado da mensagem escrita.  Porém, com o auxílio da imagem (este senhor idoso) atrelada ao nome do produto (Assistência Funeral) se desfaz a ambiguidade. O verbo arrumar e o substantivo coroa passam a ter seu sentido original, denotativo (conseguir e enfeite de flores utilizados em funerais).
  13. 13. Exercício de Fixação 1- Indique as ambigüidades das frases a seguir, devido à má colocação da palavra em destaque: a) O juiz declaro ter julgado o réu “errado”. b) Conheço uma professora de literatura “inglesa”. c) O piloto “enjoado” levantou vôo. d) Comprou o carro “rápido”. f) Confessou os erros que cometeu “com franqueza”. g) O jornal criticou a peça exibida “com um critério arbitrário”. 2- Assinale o item em que o pronome relativo QUÊ pode causar ambigüidade: A) O homem QUE cumprimentei é o gerente desse banco. B) O aluno QUE estuda vence cedo ou tarde. C) A casa em QUE moro fica próxima ao centro. D) Não conheço o pai do menino QUE se acidentou. 3) Assinale o item em que não há possibilidade de ocorrer leitura ambígua. A) Deixe o cigarro correndo. B) Vendo carne aos fregueses sem pelanca. C) Meias para mulheres pretas D) Camas para crianças de ferro.
  14. 14. 4) Nos casos abaixo, assinale o item em que não ocorre um caso de ambiguidade lexical: A) Estudantes viram piranhas. B) Corto cabelo e pinto. C) A mãe olhava a filha sentado no sofá. D) O dinheiro estava no banco. 5) Nos pares de frases abaixo, apenas num dos itens temos o mesmo sentido: A) Exigir de Pedro o livro / Exigir o livro de Pedro. B) Olha isso aí / Olha isto aqui. C) Quem mata as matas / As matas, quem as mata? D) Os jogadores de futebol viram feras no Zoo / Os jogadores de futebol viram feras no jogo.

×