SlideShare uma empresa Scribd logo
APOSTILA 7
1
Apresentação
Aluno
Assumir uma posição, a favor ou contra
algo, num texto escrito que muita gente lerá,
não é uma tarefa simples, mas é um bom
desafio.
Neste módulo, você estudará o artigo, que
é um texto em que se assumem posições, e
escreverá o seu. Conhecerá alguns processos
usados para formar palavras em língua
portuguesa, descobrindo que é um campo
interminável.
2
Legenda
Exercício [faça no seu caderno]
Produção de texto [escreva no seu
caderno]
Conceito [conceito importante que você
deve gravar]
Aprenda mais [faça no seu caderno]
Ler é viver [leia e depois responda no seu
caderno]
3
4
Interpretação do texto
1- Procure no dicionário o significado das palavras grifadas:
A identidade nacional perdeu o centro, e suas marcas se fragmentaram
em espasmos contraditórios.
2- No primeiro parágrafo e no terceiro há um sinônimo diferente para
adolescência. Copie a frase completa onde cada um aparece.
3- O texto “Adolescência imaginária” é um artigo, isto porque é um texto
que expõe claramente a opinião do autor e traz seu nome. Quem escreve
esse artigo? A respeito do que ele dá sua opinião?
4- O artigo diz que a adolescência chega quando a voz começa a
esganiçar. Depois, o mesmo acontece com o Brasil. Como isso se dá?
5- Por que as novelas “Mandacaru” e “Zazá” são consideradas
“espasmos contraditórios”?
6- O que representa a adolescência obediente na TV?
7- O que o artigo diz que se pode levar a sério? Você concorda ou não?
Por quê?
Você reparou que o artigo sobre TV, embora seja a opinião de quem
o escreveu, não precisa ter as expressões “eu acho”, “na minha
opinião”, “é o que eu penso”, etc? Isto porque ele trata alguns aspectos
da TV como positivos e outros como negativos, o que já demonstra a
opinião dele.
8- Agora é sua vez. Qual é o assunto da semana que todos estão
discutindo? Leia sobre ele, pense bem, encontre os aspectos positivos e
negativos e escreva seu artigo.
5
Conheça a formação de palavras.
Você já deve saber que a maior parte das palavras da língua
portuguesa teve origem no latim que se transformou com o passar do
tempo.
A língua está sempre em processo de criação de palavras, seja por
motivos expressivos ou por necessidade mesmo, isto porque cada vez
que se inventa um aparelho, cada vez que ocorre uma descoberta, é
necessário criar palavras para nomear essas novidades. Até bem pouco
tempo, não tínhamos a palavra deletar, mas a informática fez com que
fosse necessária a sua criação.
Observe o trecho do texto estudado:
“A imagem do Brasil na tela começou a descarrilar para os falsetes
como a voz insegura de um rapaz diante do óbvio.”
descarrilar des + carril (trilho) + ar
insegura in + segura
Você notou que essas palavras foram formadas por acréscimo de
elementos?
Esse processo de formação de palavras é chamado de derivação.
Derivação é o processo pelo qual se forma uma palavra nova a partir
de outra já existente na língua.
A palavra que dá origem a outra chama-se primitiva. A palavra que
se originou de outra chama-se derivada.
Note: carne primitiva
encarnado
encarnar
descarnar derivadas
carnívoro
Essas palavras são formadas do mesmo radical primitivo “carn” e
constituem uma família de palavras. Ao elemento básico, o radical, você
pode acrescentar outros para fazer a derivação.
6
Assim, temos:
 prefixo acrescentado antes do radical.
Ex.: inseguro
 sufixo acrescentado depois do radical.
Ex.: segurança
Podemos ainda, na derivação, acrescentar prefixo e sufixo ao
radical, ao mesmo tempo.
Ex.: insegurança
Exemplos de alguns prefixos: ão, ada, ário, aria, ismo, isto, izar,inho,
mente, dade, eiro, ento, etc.
Observação: O sufixo  inho (a)  não indica apenas diminutivo,
isto é, tamanho pequeno, mas pode indicar sentimento: afeto ou
desprezo.
Ex.: É apenas uma criancinha. (tamanho pequeno)
Minha melhor amiga é um amorzinho de pessoa. (afeto)
Que sujeitinho mais atrevido! (desprezo)
Observe este exemplo do texto sobre TV que trata da composição
de palavras.
“. . . e a mitologia do “cabra macho” se desmancha em pó-de-arroz”
pó + de + arroz
A palavra “pó-de-arroz” foi formada pelo processo denominado
composição.
Composição é o processo de formação de palavras pela junção de
duas ou mais palavras ou radicais já existentes na língua.
Veja:
pó poeira
arroz um tipo de grão usado cozido na alimentação
pó-de-arroz pó para passar no rosto
7
A composição se realiza de dois modos:
1- por justaposição: cada elemento mantém sua origem.
Ex.: pó-de-arroz (pó + de + arroz)
guarda-chuva (guarda + chuva)
passatempo (passa + tempo)
2- por aglutinação: um dos elementos sofre alguma alteração
Ex.: planalto (plano + alto)
alviverde ( alvo + verde)
aguardente (água + ardente)
1- No 3º parágrafo do texto “Adolescência imaginária”, aparece “uma
seiva de brasilidade”! Faça uma lista de, pelo menos, três palavras da
mesma família de brasilidade.
2- Copie do texto:
a) uma palavra que possua prefixo e identifique-o;
b) uma palavra que possua sufixo e identifique-o.
3- Quais são os processos responsáveis pela formação das palavras
abaixo?
a) couve-flor
b) deslealdade
c) felizmente
d) pé-de-moleque
e) passatempo
f) ilegal
g) pernalta
4- O que indica o sufixo – inha nesse texto?
8
5- O “Moderno Dicionário da Língua
Portuguesa” de Michaelis, edição de
1998, traz a palavra “perueiro”, formada
por derivação, que os dicionários não
registravam. Por que foi necessária a
criação dessa palavra?
Cruzeiro do Sul
20/10/98
6- Encontre em jornais ou revistas uma palavra formada por processo de
derivação que ainda não aparece em dicionários. Explique a necessidade
de seu uso.
PERUEIROS DE VOTORANTIM
DISPUTAM OS PASSAGEIROS
PÁG. 11
9
A fim de / Afim
Você não deve confundir a locução a fim de com o adjetivo afim.
Para evitar essa confusão, observe:
• a locução a fim de traduz idéia de finalidade. Essa locução tem
significado próximo ao da preposição para (para que):
Prestamos atenção a fim de evitar dúvidas. (. . . para evitar . . .)
Ficamos atentos a fim de que não tivéssemos dúvidas. (. . . para que
não tivéssemos . . .)
• a palavra afim é um adjetivo que significa igual, semelhante. Como se
trata de um adjetivo, deve concordar com o substantivo a que se refere:
Os dois desempenham funções afins na equipe.
Nossos objetivos são afins; devemos, portanto, trabalhar juntos.
10
11
O que é que os jornais não noticiam? Por quê?
12
Gabarito
p. 04
1) Procure no dicionário.
2) A puberdade, quando chega, é impiedosa e inequívoca.
Segundo ela, tudo o que resta da identidade pátria é uma pergunta (bem típica da pubescência, por
sinal): o país vai ou não decolar?
3) Eugênio Bucci – A respeito de um país adolescente.
4) Pelas mudanças que ocorrem através do tempo (umas para melhor, outras para pior).
5) Porque Mandacaru foi uma novela de época que não abordou temas atuais, enquanto a novela
Zazá, através de metáforas, comparou um Brasil que não se desenvolveu com a questão do avião: “o
país vai ou não vai decolar”.
6) Representa a imitação, ou seja, a cópia de comportamentos (modelos) de outros países.
7) Resposta pessoal.
8) Resposta pessoal.
p.07
1) Casualidade, responsabilidade etc. . .
2) Exemplos: impiedosa adolescência
prefixo sufixo
3) a- composição (justaposição) b- derivação (prefixo e sufixo) c- derivação (sufixo)
d- composição (justaposição) e- composição (justaposição) f- derivação (prefixo)
g- composição (aglutinação)
4) Passa-nos a idéia de carinho indicando também o diminutivo da palavra.
p. 08
5) Devido a criação de uma categoria de trabalhadores. Observe que a palavra perueiro deriva da
palavra perua com o acréscimo do sufixo eiro.
6) Resposta pessoal.
p. 11
Resposta pessoal.
13
Bibliografia
• O Texto: Da Teoria À Prática – Subsídios à Proposta Curricular para o
Ensino de Língua Portuguesa – Ensino Fundamental – Secretaria de
Estado da Educação – São Paulo – Coordenadoria de Estudos e Normas
Pedagógicas – 2ª ed. – São Paulo – 1998.
• Parâmetros Curriculares Nacionais – Português e Apresentação dos
Temas Transversais – Ministério da Educação e do Desporto – Secretaria
de Educação Fundamental – Brasília – 1997.
• Proposta Curricular para o ensino de Língua Portuguesa – Ensino
Fundamental – Secretaria de Estado da Educação – São Paulo -
Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas - 4ª ed. – São Paulo –
1998.
ALMEIDA, Maria Aparecida e FERREIRA, Givan - Falando a Mesma
Língua. São Paulo: FTD, 1994.
BASSI, Cristina M. e LEITE, Márcia - Leitura e Expressão. Atual Editora,
1992.
CARDOSO, Eloisa G. e DONADIO, Miriam G. - Português – Projeto
Alternativo. Ed. do Brasil, 1989.
CARVALHO, Carmen Silvia C. Torres de; PANACHÃO, Déborah;
KUTNIKAS, Sarina Bacellar; SALMASO, Silvia Maria de Almeida -
Construindo a escrita: Gramática/ ortografia. São Paulo: Ática, 1997.
CARVALHO, Carmen Silvia C. Torres de; PANACHÃO, Déborah;
KUTNIKAS, Sarina Bacellar; SALMASO, Silvia Maria de Almeida -
Construindo a escrita: Leitura e interpretação de textos. São Paulo: Ática,
1997.
COLEÇÃO “PARA GOSTAR DE LER” : Ed. Ática, 1994.
CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley - Nova Gramática do Português
Contemporâneo. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.
ENCICLOPÉDIA BRITÂNICA DO BRASIL – Rio de Janeiro, 1997.
FARACO, Carlos Emílio e MOURA, Francisco Marto de - Gramática Nova.
São Paulo: Ática, 1992.
FARACO, Carlos Emílio e MOURA, Francisco Marto de - Linguagem Nova.
São Paulo: Ática, 1997.
FÁVERO, Leonor L. - Coesão e coerência textuais. 3ª ed. São Paulo: Ática,
1995.
FÁVERO, Leonor L. e KOCH, Ingedore G. V - Linguística textual:
introdução. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1994.
14
GARCIA, Othon M. - Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro:
Fundação Getúlio Vargas, 1975.
GONÇALVES, Maria Silvia e RIOS, Rosana - Português Em Outras
Palavras. 2ª ed. Ed. Scipione, 1997.
GRANATIC, Branca - Técnicas básicas de redação. 4ª ed. São Paulo:
Scipione, 1997.
INFANTE, Ulisses - Do texto ao texto: curso prático de leitura e redação.
São Paulo: Scipione, 1998.
JORNAIS: O Estado de São Paulo, Cruzeiro do Sul, Folha de São Paulo,
Diário de Sorocaba.
KLEIMAN, Angela - Texto e leitor. 4ª ed. Campinas, SP: Pontes, 1995.
LUFT, Celso Pedro e CORREA, Maria Helena - A Palavra é Sua. 3ª ed. São
Paulo: Ed. Scipione, 1997.
MAIA, João D. - Literatura: Textos e técnicas. São Paulo: Ática, 1996.
MIRANDA, Claudia e RODRIGUES, Maria Luiza Delage - Linguagem viva.
3ª ed. São Paulo: Ática, 1997.
NICOLA, José De e INFANTE, Ulisses - Palavras e Idéias. São Paulo:
Scipione, 1995.
PERINI, Mario A. - Por uma nova gramática. 4ª ed. São Paulo: Ática, 1989.
PROENÇA, Graça e HORTA, Regina - A Palavra É Português. 3ª ed. Ed.
Ática, 1997.
REVISTAS: Veja, Isto É, Manequim, Nova Escola, Cláudia.
SARGENTIM, Hermínio G. - Atividades de Comunicação em Língua
Portuguesa. São Paulo: IBEP.
SILVA, Antonio de Siqueira e BERTOLIN, Rafael - A Construção da
Linguagem. São Paulo: IBEP.
SOARES, Magda - Português Através de Textos. 3ª ed. São Paulo: Ed.
Moderna, 1993.
TRAVAGLIA, Luiz C. - Gramática e interação: uma proposta para o ensino
de gramática no 1º e 2º graus. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1997.
TEATRO DA JUVENTUDE – Governo do Estado de São Paulo/ Secretaria
da Cultura. Ano 2 – Número 14 – Outubro/1997.
TESOTO, Lídio - Novo Texto e Contexto. São Paulo: Ed. do Brasil, 1994.
TUFANO, Douglas - Curso Moderno de Língua Portuguesa. 2ª ed.
reformulada. São Paulo: Moderna, 1991.
15
Equipe de Português
• Antonia Gilmara Biazotto de Souza Rodrigues
• Aparecida Ferreira Ladeira
• Edna Gouvêa
• Maria Alice Pacos
Coordenação
Cheila Fernanda Rodrigues
Supervisão
Terezinha Hashimoto Bertin
Colaboração especial
Neide Giamboni Lopes
Direção
Rita de Cássia Fraga Costa
Capa
Criação: Lopes e Vilela
Observação Importante
Este material foi elaborado pelos professores de
Português/ Sorocaba, para uso exclusivo de CEES.
É proibida a sua comercialização.
Observação
Estes Módulos foram feitos com base na nova
L D B, Parâmetros Curriculares, Proposta CENP.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de português
Apostila de portuguêsApostila de português
Apostila de português
Leila Pryjma
 
Avaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagemAvaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagem
Marcia Oliveira
 
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
Kênia Machado
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Damisa
 
6 ano português
6 ano português6 ano português
6 ano português
Letícia Rojas
 
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
Olivier Fausti Olivier
 
Artigos
ArtigosArtigos
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua PortuguesaSinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Jomari
 
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason LimaEstrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
jasonrplima
 
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Marcia Oliveira
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010
LeYa
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
linguonautas
 
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Exerc
ExercExerc
Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
Nilberte
 
2º teste de português
2º teste de português2º teste de português
2º teste de português
pereiraepereira1
 
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
MADELOM FERREIRAA
 
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
Giselda morais rodrigues do
 
Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM
Cyntia Borges
 
Português para concurso
Português para concursoPortuguês para concurso
Português para concursorackgbseason11
 

Mais procurados (20)

Apostila de português
Apostila de portuguêsApostila de português
Apostila de português
 
Avaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagemAvaliação de didática da linguagem
Avaliação de didática da linguagem
 
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
142686437 exercicios-sobre-flexao-dos-adjetivos
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
6 ano português
6 ano português6 ano português
6 ano português
 
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
59118853 questoes-de-variantes-linguisticas
 
Artigos
ArtigosArtigos
Artigos
 
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua PortuguesaSinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
 
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason LimaEstrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
Estrutura verbal - exercícios com gabarito - Tales - Professor Jason Lima
 
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
Simulado língua portuguesa 9º ano (análise sintática e morfológica)
 
Rta aula 6 - 2010
Rta   aula 6 - 2010Rta   aula 6 - 2010
Rta aula 6 - 2010
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
 
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
Português para estrangeiros gramática básica para alunos que já falem e escre...
 
Exerc
ExercExerc
Exerc
 
Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
 
2º teste de português
2º teste de português2º teste de português
2º teste de português
 
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
Atividades recuperacao final 6 ano (1) (3)
 
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
20190218100452 thumb be6ano_linguaportuguesa
 
Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM
 
Português para concurso
Português para concursoPortuguês para concurso
Português para concurso
 

Semelhante a Portuguesvol7

Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdfInterpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
gabrielbrumdias
 
Apostila português
Apostila português Apostila português
Apostila português
Benigno Andrade Vieira
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Marcia Oliveira
 
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdfPDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
SelmaViana4
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
efomm2013
 
Hipóteses
HipótesesHipóteses
Hipóteses
purusiaco
 
Pdf apostilha
Pdf apostilhaPdf apostilha
Pdf apostilha
Marcilio Sampaio
 
Inglês para Leitura Instrumental.pdf
Inglês para Leitura Instrumental.pdfInglês para Leitura Instrumental.pdf
Inglês para Leitura Instrumental.pdf
Jonas185568
 
interpretação de texto.pptx
interpretação de texto.pptxinterpretação de texto.pptx
interpretação de texto.pptx
JssicaCassiano2
 
Gestar Ii 26 05 09
Gestar Ii 26 05 09Gestar Ii 26 05 09
Gestar Ii 26 05 09
Marystela
 
Dicas Para Compreender E Interpretar Textos
Dicas Para Compreender E Interpretar TextosDicas Para Compreender E Interpretar Textos
Dicas Para Compreender E Interpretar Textos
agx123
 
Palestra sobre comunicaçao
Palestra sobre comunicaçaoPalestra sobre comunicaçao
Palestra sobre comunicaçao
Bruna Dalmagro
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
ameliamardm
 
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
Marjorie
 
Sa pioneira
Sa pioneiraSa pioneira
Sa pioneira
Murilo Lopes
 
Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - material
MaiteFerreira4
 
Ingles instrumental leitura
Ingles instrumental leituraIngles instrumental leitura
Ingles instrumental leitura
haminadabe
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
Nato EBel
 
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
Resumo   Tp4 Unid 15 (1)Resumo   Tp4 Unid 15 (1)
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
christall2009
 

Semelhante a Portuguesvol7 (20)

Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdfInterpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
Interpretacao_de_Textos_TEORIA_e_800_QUE.pdf
 
Apostila português
Apostila português Apostila português
Apostila português
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais Os mecanismos de coesão e coerência textuais
Os mecanismos de coesão e coerência textuais
 
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdfPDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
PDF_JACKSON_BEZERRA_PORTUGUES_TEORIA.pdf
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
 
Hipóteses
HipótesesHipóteses
Hipóteses
 
Pdf apostilha
Pdf apostilhaPdf apostilha
Pdf apostilha
 
Inglês para Leitura Instrumental.pdf
Inglês para Leitura Instrumental.pdfInglês para Leitura Instrumental.pdf
Inglês para Leitura Instrumental.pdf
 
interpretação de texto.pptx
interpretação de texto.pptxinterpretação de texto.pptx
interpretação de texto.pptx
 
Gestar Ii 26 05 09
Gestar Ii 26 05 09Gestar Ii 26 05 09
Gestar Ii 26 05 09
 
Dicas Para Compreender E Interpretar Textos
Dicas Para Compreender E Interpretar TextosDicas Para Compreender E Interpretar Textos
Dicas Para Compreender E Interpretar Textos
 
Palestra sobre comunicaçao
Palestra sobre comunicaçaoPalestra sobre comunicaçao
Palestra sobre comunicaçao
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
 
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
2985305 apostila-concurso-interpretacao-textos-800-questoes-gabarito
 
Sa pioneira
Sa pioneiraSa pioneira
Sa pioneira
 
Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - material
 
Ingles instrumental leitura
Ingles instrumental leituraIngles instrumental leitura
Ingles instrumental leitura
 
Produção textual
Produção textualProdução textual
Produção textual
 
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
Resumo   Tp4 Unid 15 (1)Resumo   Tp4 Unid 15 (1)
Resumo Tp4 Unid 15 (1)
 

Mais de Blaunier Matheus

Ed fisica fundamental - 2021
Ed fisica   fundamental - 2021Ed fisica   fundamental - 2021
Ed fisica fundamental - 2021
Blaunier Matheus
 
Geo ef - 2021 - volume 2
Geo   ef - 2021 - volume 2Geo   ef - 2021 - volume 2
Geo ef - 2021 - volume 2
Blaunier Matheus
 
Geo ef - 2021 - volume 1
Geo   ef - 2021 - volume 1Geo   ef - 2021 - volume 1
Geo ef - 2021 - volume 1
Blaunier Matheus
 
Geo ef - 2021 - volume 4
Geo   ef - 2021 - volume 4Geo   ef - 2021 - volume 4
Geo ef - 2021 - volume 4
Blaunier Matheus
 
Geo ef - 2021 - volume 3
Geo   ef - 2021 - volume 3Geo   ef - 2021 - volume 3
Geo ef - 2021 - volume 3
Blaunier Matheus
 
Artes
ArtesArtes
Educacao fisica fundamental
Educacao fisica   fundamentalEducacao fisica   fundamental
Educacao fisica fundamental
Blaunier Matheus
 
Educacaoo fisica medio
Educacaoo fisica   medioEducacaoo fisica   medio
Educacaoo fisica medio
Blaunier Matheus
 
Redacao vol1
Redacao vol1Redacao vol1
Redacao vol1
Blaunier Matheus
 
Matematica vol6
Matematica vol6Matematica vol6
Matematica vol6
Blaunier Matheus
 
Matematica vol5
Matematica vol5Matematica vol5
Matematica vol5
Blaunier Matheus
 
Matematica vol4
Matematica vol4Matematica vol4
Matematica vol4
Blaunier Matheus
 
Matematica vol3
Matematica vol3Matematica vol3
Matematica vol3
Blaunier Matheus
 
Matematica vol2
Matematica vol2Matematica vol2
Matematica vol2
Blaunier Matheus
 
Matematica vol1
Matematica vol1Matematica vol1
Matematica vol1
Blaunier Matheus
 
Ingles
InglesIngles
Historia vol7
Historia vol7Historia vol7
Historia vol7
Blaunier Matheus
 
Historia vol8
Historia vol8Historia vol8
Historia vol8
Blaunier Matheus
 
Historia vol6
Historia vol6Historia vol6
Historia vol6
Blaunier Matheus
 
Historia vol5
Historia vol5Historia vol5
Historia vol5
Blaunier Matheus
 

Mais de Blaunier Matheus (20)

Ed fisica fundamental - 2021
Ed fisica   fundamental - 2021Ed fisica   fundamental - 2021
Ed fisica fundamental - 2021
 
Geo ef - 2021 - volume 2
Geo   ef - 2021 - volume 2Geo   ef - 2021 - volume 2
Geo ef - 2021 - volume 2
 
Geo ef - 2021 - volume 1
Geo   ef - 2021 - volume 1Geo   ef - 2021 - volume 1
Geo ef - 2021 - volume 1
 
Geo ef - 2021 - volume 4
Geo   ef - 2021 - volume 4Geo   ef - 2021 - volume 4
Geo ef - 2021 - volume 4
 
Geo ef - 2021 - volume 3
Geo   ef - 2021 - volume 3Geo   ef - 2021 - volume 3
Geo ef - 2021 - volume 3
 
Artes
ArtesArtes
Artes
 
Educacao fisica fundamental
Educacao fisica   fundamentalEducacao fisica   fundamental
Educacao fisica fundamental
 
Educacaoo fisica medio
Educacaoo fisica   medioEducacaoo fisica   medio
Educacaoo fisica medio
 
Redacao vol1
Redacao vol1Redacao vol1
Redacao vol1
 
Matematica vol6
Matematica vol6Matematica vol6
Matematica vol6
 
Matematica vol5
Matematica vol5Matematica vol5
Matematica vol5
 
Matematica vol4
Matematica vol4Matematica vol4
Matematica vol4
 
Matematica vol3
Matematica vol3Matematica vol3
Matematica vol3
 
Matematica vol2
Matematica vol2Matematica vol2
Matematica vol2
 
Matematica vol1
Matematica vol1Matematica vol1
Matematica vol1
 
Ingles
InglesIngles
Ingles
 
Historia vol7
Historia vol7Historia vol7
Historia vol7
 
Historia vol8
Historia vol8Historia vol8
Historia vol8
 
Historia vol6
Historia vol6Historia vol6
Historia vol6
 
Historia vol5
Historia vol5Historia vol5
Historia vol5
 

Último

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 

Último (20)

UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 

Portuguesvol7

  • 2. 1 Apresentação Aluno Assumir uma posição, a favor ou contra algo, num texto escrito que muita gente lerá, não é uma tarefa simples, mas é um bom desafio. Neste módulo, você estudará o artigo, que é um texto em que se assumem posições, e escreverá o seu. Conhecerá alguns processos usados para formar palavras em língua portuguesa, descobrindo que é um campo interminável.
  • 3. 2 Legenda Exercício [faça no seu caderno] Produção de texto [escreva no seu caderno] Conceito [conceito importante que você deve gravar] Aprenda mais [faça no seu caderno] Ler é viver [leia e depois responda no seu caderno]
  • 4. 3
  • 5. 4 Interpretação do texto 1- Procure no dicionário o significado das palavras grifadas: A identidade nacional perdeu o centro, e suas marcas se fragmentaram em espasmos contraditórios. 2- No primeiro parágrafo e no terceiro há um sinônimo diferente para adolescência. Copie a frase completa onde cada um aparece. 3- O texto “Adolescência imaginária” é um artigo, isto porque é um texto que expõe claramente a opinião do autor e traz seu nome. Quem escreve esse artigo? A respeito do que ele dá sua opinião? 4- O artigo diz que a adolescência chega quando a voz começa a esganiçar. Depois, o mesmo acontece com o Brasil. Como isso se dá? 5- Por que as novelas “Mandacaru” e “Zazá” são consideradas “espasmos contraditórios”? 6- O que representa a adolescência obediente na TV? 7- O que o artigo diz que se pode levar a sério? Você concorda ou não? Por quê? Você reparou que o artigo sobre TV, embora seja a opinião de quem o escreveu, não precisa ter as expressões “eu acho”, “na minha opinião”, “é o que eu penso”, etc? Isto porque ele trata alguns aspectos da TV como positivos e outros como negativos, o que já demonstra a opinião dele. 8- Agora é sua vez. Qual é o assunto da semana que todos estão discutindo? Leia sobre ele, pense bem, encontre os aspectos positivos e negativos e escreva seu artigo.
  • 6. 5 Conheça a formação de palavras. Você já deve saber que a maior parte das palavras da língua portuguesa teve origem no latim que se transformou com o passar do tempo. A língua está sempre em processo de criação de palavras, seja por motivos expressivos ou por necessidade mesmo, isto porque cada vez que se inventa um aparelho, cada vez que ocorre uma descoberta, é necessário criar palavras para nomear essas novidades. Até bem pouco tempo, não tínhamos a palavra deletar, mas a informática fez com que fosse necessária a sua criação. Observe o trecho do texto estudado: “A imagem do Brasil na tela começou a descarrilar para os falsetes como a voz insegura de um rapaz diante do óbvio.” descarrilar des + carril (trilho) + ar insegura in + segura Você notou que essas palavras foram formadas por acréscimo de elementos? Esse processo de formação de palavras é chamado de derivação. Derivação é o processo pelo qual se forma uma palavra nova a partir de outra já existente na língua. A palavra que dá origem a outra chama-se primitiva. A palavra que se originou de outra chama-se derivada. Note: carne primitiva encarnado encarnar descarnar derivadas carnívoro Essas palavras são formadas do mesmo radical primitivo “carn” e constituem uma família de palavras. Ao elemento básico, o radical, você pode acrescentar outros para fazer a derivação.
  • 7. 6 Assim, temos:  prefixo acrescentado antes do radical. Ex.: inseguro  sufixo acrescentado depois do radical. Ex.: segurança Podemos ainda, na derivação, acrescentar prefixo e sufixo ao radical, ao mesmo tempo. Ex.: insegurança Exemplos de alguns prefixos: ão, ada, ário, aria, ismo, isto, izar,inho, mente, dade, eiro, ento, etc. Observação: O sufixo  inho (a)  não indica apenas diminutivo, isto é, tamanho pequeno, mas pode indicar sentimento: afeto ou desprezo. Ex.: É apenas uma criancinha. (tamanho pequeno) Minha melhor amiga é um amorzinho de pessoa. (afeto) Que sujeitinho mais atrevido! (desprezo) Observe este exemplo do texto sobre TV que trata da composição de palavras. “. . . e a mitologia do “cabra macho” se desmancha em pó-de-arroz” pó + de + arroz A palavra “pó-de-arroz” foi formada pelo processo denominado composição. Composição é o processo de formação de palavras pela junção de duas ou mais palavras ou radicais já existentes na língua. Veja: pó poeira arroz um tipo de grão usado cozido na alimentação pó-de-arroz pó para passar no rosto
  • 8. 7 A composição se realiza de dois modos: 1- por justaposição: cada elemento mantém sua origem. Ex.: pó-de-arroz (pó + de + arroz) guarda-chuva (guarda + chuva) passatempo (passa + tempo) 2- por aglutinação: um dos elementos sofre alguma alteração Ex.: planalto (plano + alto) alviverde ( alvo + verde) aguardente (água + ardente) 1- No 3º parágrafo do texto “Adolescência imaginária”, aparece “uma seiva de brasilidade”! Faça uma lista de, pelo menos, três palavras da mesma família de brasilidade. 2- Copie do texto: a) uma palavra que possua prefixo e identifique-o; b) uma palavra que possua sufixo e identifique-o. 3- Quais são os processos responsáveis pela formação das palavras abaixo? a) couve-flor b) deslealdade c) felizmente d) pé-de-moleque e) passatempo f) ilegal g) pernalta 4- O que indica o sufixo – inha nesse texto?
  • 9. 8 5- O “Moderno Dicionário da Língua Portuguesa” de Michaelis, edição de 1998, traz a palavra “perueiro”, formada por derivação, que os dicionários não registravam. Por que foi necessária a criação dessa palavra? Cruzeiro do Sul 20/10/98 6- Encontre em jornais ou revistas uma palavra formada por processo de derivação que ainda não aparece em dicionários. Explique a necessidade de seu uso. PERUEIROS DE VOTORANTIM DISPUTAM OS PASSAGEIROS PÁG. 11
  • 10. 9 A fim de / Afim Você não deve confundir a locução a fim de com o adjetivo afim. Para evitar essa confusão, observe: • a locução a fim de traduz idéia de finalidade. Essa locução tem significado próximo ao da preposição para (para que): Prestamos atenção a fim de evitar dúvidas. (. . . para evitar . . .) Ficamos atentos a fim de que não tivéssemos dúvidas. (. . . para que não tivéssemos . . .) • a palavra afim é um adjetivo que significa igual, semelhante. Como se trata de um adjetivo, deve concordar com o substantivo a que se refere: Os dois desempenham funções afins na equipe. Nossos objetivos são afins; devemos, portanto, trabalhar juntos.
  • 11. 10
  • 12. 11 O que é que os jornais não noticiam? Por quê?
  • 13. 12 Gabarito p. 04 1) Procure no dicionário. 2) A puberdade, quando chega, é impiedosa e inequívoca. Segundo ela, tudo o que resta da identidade pátria é uma pergunta (bem típica da pubescência, por sinal): o país vai ou não decolar? 3) Eugênio Bucci – A respeito de um país adolescente. 4) Pelas mudanças que ocorrem através do tempo (umas para melhor, outras para pior). 5) Porque Mandacaru foi uma novela de época que não abordou temas atuais, enquanto a novela Zazá, através de metáforas, comparou um Brasil que não se desenvolveu com a questão do avião: “o país vai ou não vai decolar”. 6) Representa a imitação, ou seja, a cópia de comportamentos (modelos) de outros países. 7) Resposta pessoal. 8) Resposta pessoal. p.07 1) Casualidade, responsabilidade etc. . . 2) Exemplos: impiedosa adolescência prefixo sufixo 3) a- composição (justaposição) b- derivação (prefixo e sufixo) c- derivação (sufixo) d- composição (justaposição) e- composição (justaposição) f- derivação (prefixo) g- composição (aglutinação) 4) Passa-nos a idéia de carinho indicando também o diminutivo da palavra. p. 08 5) Devido a criação de uma categoria de trabalhadores. Observe que a palavra perueiro deriva da palavra perua com o acréscimo do sufixo eiro. 6) Resposta pessoal. p. 11 Resposta pessoal.
  • 14. 13 Bibliografia • O Texto: Da Teoria À Prática – Subsídios à Proposta Curricular para o Ensino de Língua Portuguesa – Ensino Fundamental – Secretaria de Estado da Educação – São Paulo – Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas – 2ª ed. – São Paulo – 1998. • Parâmetros Curriculares Nacionais – Português e Apresentação dos Temas Transversais – Ministério da Educação e do Desporto – Secretaria de Educação Fundamental – Brasília – 1997. • Proposta Curricular para o ensino de Língua Portuguesa – Ensino Fundamental – Secretaria de Estado da Educação – São Paulo - Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas - 4ª ed. – São Paulo – 1998. ALMEIDA, Maria Aparecida e FERREIRA, Givan - Falando a Mesma Língua. São Paulo: FTD, 1994. BASSI, Cristina M. e LEITE, Márcia - Leitura e Expressão. Atual Editora, 1992. CARDOSO, Eloisa G. e DONADIO, Miriam G. - Português – Projeto Alternativo. Ed. do Brasil, 1989. CARVALHO, Carmen Silvia C. Torres de; PANACHÃO, Déborah; KUTNIKAS, Sarina Bacellar; SALMASO, Silvia Maria de Almeida - Construindo a escrita: Gramática/ ortografia. São Paulo: Ática, 1997. CARVALHO, Carmen Silvia C. Torres de; PANACHÃO, Déborah; KUTNIKAS, Sarina Bacellar; SALMASO, Silvia Maria de Almeida - Construindo a escrita: Leitura e interpretação de textos. São Paulo: Ática, 1997. COLEÇÃO “PARA GOSTAR DE LER” : Ed. Ática, 1994. CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley - Nova Gramática do Português Contemporâneo. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988. ENCICLOPÉDIA BRITÂNICA DO BRASIL – Rio de Janeiro, 1997. FARACO, Carlos Emílio e MOURA, Francisco Marto de - Gramática Nova. São Paulo: Ática, 1992. FARACO, Carlos Emílio e MOURA, Francisco Marto de - Linguagem Nova. São Paulo: Ática, 1997. FÁVERO, Leonor L. - Coesão e coerência textuais. 3ª ed. São Paulo: Ática, 1995. FÁVERO, Leonor L. e KOCH, Ingedore G. V - Linguística textual: introdução. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1994.
  • 15. 14 GARCIA, Othon M. - Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1975. GONÇALVES, Maria Silvia e RIOS, Rosana - Português Em Outras Palavras. 2ª ed. Ed. Scipione, 1997. GRANATIC, Branca - Técnicas básicas de redação. 4ª ed. São Paulo: Scipione, 1997. INFANTE, Ulisses - Do texto ao texto: curso prático de leitura e redação. São Paulo: Scipione, 1998. JORNAIS: O Estado de São Paulo, Cruzeiro do Sul, Folha de São Paulo, Diário de Sorocaba. KLEIMAN, Angela - Texto e leitor. 4ª ed. Campinas, SP: Pontes, 1995. LUFT, Celso Pedro e CORREA, Maria Helena - A Palavra é Sua. 3ª ed. São Paulo: Ed. Scipione, 1997. MAIA, João D. - Literatura: Textos e técnicas. São Paulo: Ática, 1996. MIRANDA, Claudia e RODRIGUES, Maria Luiza Delage - Linguagem viva. 3ª ed. São Paulo: Ática, 1997. NICOLA, José De e INFANTE, Ulisses - Palavras e Idéias. São Paulo: Scipione, 1995. PERINI, Mario A. - Por uma nova gramática. 4ª ed. São Paulo: Ática, 1989. PROENÇA, Graça e HORTA, Regina - A Palavra É Português. 3ª ed. Ed. Ática, 1997. REVISTAS: Veja, Isto É, Manequim, Nova Escola, Cláudia. SARGENTIM, Hermínio G. - Atividades de Comunicação em Língua Portuguesa. São Paulo: IBEP. SILVA, Antonio de Siqueira e BERTOLIN, Rafael - A Construção da Linguagem. São Paulo: IBEP. SOARES, Magda - Português Através de Textos. 3ª ed. São Paulo: Ed. Moderna, 1993. TRAVAGLIA, Luiz C. - Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2º graus. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1997. TEATRO DA JUVENTUDE – Governo do Estado de São Paulo/ Secretaria da Cultura. Ano 2 – Número 14 – Outubro/1997. TESOTO, Lídio - Novo Texto e Contexto. São Paulo: Ed. do Brasil, 1994. TUFANO, Douglas - Curso Moderno de Língua Portuguesa. 2ª ed. reformulada. São Paulo: Moderna, 1991.
  • 16. 15 Equipe de Português • Antonia Gilmara Biazotto de Souza Rodrigues • Aparecida Ferreira Ladeira • Edna Gouvêa • Maria Alice Pacos Coordenação Cheila Fernanda Rodrigues Supervisão Terezinha Hashimoto Bertin Colaboração especial Neide Giamboni Lopes Direção Rita de Cássia Fraga Costa Capa Criação: Lopes e Vilela Observação Importante Este material foi elaborado pelos professores de Português/ Sorocaba, para uso exclusivo de CEES. É proibida a sua comercialização. Observação Estes Módulos foram feitos com base na nova L D B, Parâmetros Curriculares, Proposta CENP.