Reunião com Investidores  Resultados 1T10 Bernardo Gradin Presidente Marcela Drehmer  Vice-Presidente Financeiro
Ressalva sobre declarações futuras <ul><li>Esta  apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são ap...
Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
Braskem: evolução consistente <ul><li>Consolidação do Passo Estratégico rumo à liderança da petroquímica mundial </li></ul...
Cenário Mundial <ul><li>No 1T10, preços de resinas e petroquímicos básicos mantiveram tendência de alta </li></ul><ul><ul>...
Destaques <ul><li>EBITDA 1T10 de R$ 729 milhões, crescimento de 19% sobre o 4T09 e margem de 16,3%.  EBITDA UDM alcançou R...
Braskem continua a operar a taxas elevadas de utilização Taxa de Utilização % Fonte: Braskem <ul><li>Crackers  e unidades ...
Estabilidade da demanda no 1T10 reflete bom desempenho dos setores Fonte: Abiquim, IPEA, Estimativa Braskem Crescimento da...
Desempenho do mercado doméstico Fonte: Braskem * Estimativa Braskem: Vendas internas + Importa ç ões Vendas Mercado Intern...
Fonte: Braskem R$ milhões Evolução do EBITDA  Melhor margem de contribuição e impacto positivo do câmbio superaram o menor...
Principais indicadores econômicos Fonte: Braskem R$ milhões
Principais indicadores econômicos R$ milhões Fonte: Braskem EBITDA UDM: R$3.496MM (US$1.871MM) - Braskem: R$2.746MM - Quat...
Caixa muito confortável cobrindo 2 anos de amortização da dívida Fonte: Braskem Em R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta:  9....
Nível confortável de alavancagem <ul><li>Melhor desempenho operacional reduziu nível de alavancagem para 3,12x no 1T10 </l...
Fonte: Braskem Caixa Braskem:  + 3.311  Caixa Quattor:  + 544 Aumento de capital: + 3.742 (-) Pagamento UNIPAR -  (700) (-...
Fonte: Braskem R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta:  9.810 Dívida Liq.:  6.500 Prazo Médio:  9,7 anos Dívida Liq./EBITDA: 2...
Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
Direcionamento estratégico Visão 2020: Ser líder das Américas, tornar-se uma das  5 maiores petroquímicas  globais em EV* ...
Pilares do direcionamento estratégico Fonte: Braskem Diferenciação empresarial Pessoas  Disponibilidade de matéria prima e...
Visão do ciclo da indústria petroquímica global Taxa de utilização estimada para 2009 Fonte: CMAI  K t <ul><li>Balanço de ...
Investimentos em 2010 somam R$ 1,6 bi Investimentos previstos 2010 R$ milhões   1.617 Ativos Industriais Novos Projetos Pr...
Crescimento com melhoria de competitividade BRASIL Eteno Verde <ul><li>Entrada em operação: setembro de 2010 </li></ul><ul...
Crescimento com melhoria de competitividade AMÉRICA LATINA México: Projeto Etileno XXI <ul><li>Entrada em operação: início...
Ranking Américas + Global 4 o 1 o 8 o 12 o Capacidade nas Américas (kta) Capacidade Mundial (kta) aquisições
Concentrações <ul><li>Contínuo fortalecimento no relacionamento de LP com Clientes  </li></ul><ul><li>Apoio à sustentabili...
Decisão de investimento <ul><li>Por que petroquímica? </li></ul><ul><li>Por que Braskem? </li></ul><ul><li>Por que EUA? </...
Reunião com Investidores  Resultados 1T10 Bernardo Gradin Presidente Marcela Drehmer  Vice-Presidente Financeiro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação apimec resultados 1 t10

306 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
306
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • BOM DIA SENHORAS E SENHORES, GOSTARIA DE AGRADECER A TODOS PELA PARTICIPAÇÃO EM MAIS UMA CONFERÊNCIA TELEFÔNICA TRIMESTRAL DA BRASKEM. HOJE DISCUTIREMOS OS RESULTADOS DO 2T09; INICIALMENTE LEMBRAMOS QUE, COM A INCORPORAÇÃO DOS ATIVOS DA PETROQUÍMICA TRIUNFO EM MAIO DE 2009, ESSA TELECONFERÊNCIA PASSA A CONTEMPLAR, PARA TODOS OS PERÍODOS AQUI DEMONSTRADOS, INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS PRO FORMA QUE INCLUEM 100% DOS RESULTADOS DESSE NOVO ATIVO. EM ATENDIMENTO À INSTRUÇÃO CVM 247, OS NÚMEROS TAMBÉM CONTEMPLAM A CONSOLIDAÇÃO PROPORCIONAL DA PARTICIPAÇÃO NA CETREL S.A. VAMOS ENTÃO PARA O SLIDE SEGUINTE, DE NÚMERO 3, POR ONDE INICIAREMOS NOSSOS COMENTÁRIOS...
  • NO PRIMEIRO SLIDE, O DE NÚMERO 3, GOSTARIA DE COMEÇAR DANDO UMA IDÉIA DO CENÁRIO DA PETROQUÍMICA MUNDIAL O CENÁRIO DO 1º TRIMESTRE DE 2010 FOI MARCADO PELA CONTÍNUA RECUPERAÇÃO DE PREÇOS DE RESINAS E PETROQUÍMICOS BÁSICOS, MOTIVADA: PELOS MAIORES PREÇOS DE MATÉRIA-PRIMA, QUE ACOMPANHARAM A ALTA DO PETRÓLEO; PELA FORTE DEMANDA ASIÁTICA, IMPULSIONADA PRINCIPALMENTE PELO MERCADO CHINÊS EM ANTECIPAÇÃO AO ANO NOVO LUNAR; POR UMA OFERTA LIMITADA DE PRODUTOS, DECORRENTE DE PARADAS PROGRAMADAS E NÃO PROGRAMADAS DE MANUTENÇÃO; E NO CASO MAIS ESPECÍFICO DO MERCADO NORTE-AMERICANO, A MENOR DEMANDA POR GASOLINA, QUE LEVOU À REDUÇÃO DAS TAXAS DE OPERAÇÃO DAS REFINARIAS AMERICANAS E CONSEQUENTEMENTE RESTRINGIRAM A DISPONIBILIDADE DE PROPENO NA REGIÃO. A EXPECTATIVA É DE QUE O MERCADO CONTINUE BALANCEADO EM TERMOS DE OFERTA E DEMANDA PARA O 2º TRIMESTRE, O QUE DEVERÁ MANTER OS PREÇOS NO MERCADO INTERNACIONAL PRATICAMENTE EM LINHA COM O 1º TRIMESTRE DO ANO. O CENÁRIO DO 2º SEMESTRE PODERÁ SER MAIS DESAFIADOR PARA A RENTABILIDADE DA INDÚSTRIA PETROQUÍMICA, QUANDO É ESPERADA REGULARIZAÇÃO NA OPERAÇÃO DAS NOVAS CAPACIDADES DE ORIENTE MÉDIO E ÁSIA, E CONSEQUENTEMENTE AUMENTO NO VOLUME DE OFERTA . ADICIONALMENTE, LISTAMOS ALGUNS FATORES EXÓGENOS AO CICLO PETROQUÍMICO E QUE PODERÃO INFLUENCIAR O NÍVEL DO CRESCIMENTO DA DEMANDA, COMO: A ATUAL DEPENDÊNCIA DA ECONOMIA MUNDIAL POR ESTÍMULOS GOVERNAMENTAIS; UM ÍNDICE DE CONFIANÇA DO CONSUMIDOR NOS MERCADOS DESENVOLVIDOS AINDA BAIXO, QUE É REFLEXO DA RECUPERAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO; E MAIS RECENTEMENTE O CRESCENTE RISCO DAS ECONOMIAS DOS PIIGS. EM RELAÇÃO AO PREÇO, A BUSCA DO MERCADO DE CAPITAIS POR INVESTIMENTO EM COMMODITIES TRAZ UMA VOLATILIDADE AO PREÇO DE PETRÓLEO, QUE POR SUA VEZ INFLUENCIA OS PREÇOS DE NAFTA E DEMAIS PETROQUÍMICOS. NO CASO DO BRASIL, O MERCADO DE RESINAS TERMOPLÁSTICAS NO 1º TRIMESTRE DO ANO SE MOSTROU CONSISTENTE, EM TERMOS DE SUSTENTABILIDADE NA DEMANDA, E FICOU PRATICAMENTE EM LINHA COM OS DOIS TRIMESTRES ANTERIORES. OS PREÇOS ACOMPANHARAM A TENDÊNCIA DE ALTA DO MERCADO INTERNACIONAL E CRESCERAM CERCA DE 5% EM RELAÇÃO AO ÚLTIMO TRIMESTRE DE 2009. PASSANDO AGORA PARA O PRÓXIMO SLIDE, O DE Nº 4
  • NO SLIDE 4 VEREMOS OS DESTAQUES DESTE 1T10: A BRASKEM APRESENTOU EBITDA DE R$ 729 MILHÕES NESTE TRIMESTRE, UM CRESCIMENTO DE 19% EM RELAÇÃO AO 4T09 E DE 59% EM RELAÇÃO AO 1T09, COM MARGEM DE 16,3% SOBRE RECEITA LÍQUIDA. EM ABRIL ÚLTIMO A BRASKEM CONCLUIU A AQUISIÇÃO DA SUNOCO CHEMICALS, APÓS APROVAÇÃO PELAS AUTORIDADES DE DEFESA DA CONCORRENCIA NORTE-AMERICANAS, DA QUATTOR PARTICIPAÇÕES, UNIPAR COMERCIAL E POLIBUTENOS. TODAS DENTRO DA EXPECTATIVA ANUNCIADA. PARA QUE A AQUISIÇÃO DE QUATTOR OCORRESSE, A BRASKEM REALIZOU AUMENTO DE CAPITAL DE R$3,74 BILHÕES, SENDO R$ 3,5 BILHÕES DOS CONTROLADORES. COM ESSE AUMENTO DE CAPITAL A BRASKEM PASSOU A POSSUIR 780,8 MILHÕES DE AÇÕES E A RESERVA DE CAPITAL CONSTITUIDA NO AUMENTO DE CAPITAL FOI USADA PARCIALMENTE PARA ABSORÇÃO DOS PREJUÍZOS ACUMULADOS DA COMPANHIA, APÓS AUTORIZAÇÃO DE AGO-E REALIZADA EM 30/ABRIL. A BRASKEM CONFIRMOU TAMBÉM EM ABRIL A MUDANÇA DE ESCOPO DO PROJETO DE PP DA VENEZUELA – PROPILSUR – E VAI AGORA APROFUNDAR OS ESTUDOS DE VIABILIDADE DA NOVA LOCALIZAÇÃO E CONFIRMAR O MONTANTE DE INVESTIMENTOS. PERMANECE, PORÉM, A PARTICIPAÇÃO PARITÁRIA DE PEQUIVEN E BRASKEM. JÁ TENDO SIDO SONDADOS FINANCIAMENTO DE BNDES E DO BANCO DE FOMENTO DA VENEZUELA. ALÉM DISSO, A COMPANHIA CONFIRMOU A BOA PERCEPÇÃO DO MERCADO DE CAPITAIS SOBRE SUA HIGIDEZ FINANCEIRA AO EMITIR US$ 400 MILHÕES EM BONDS DE 10 ANOS A 7% - MENOR TAXA DE CAPTAÇÃO PARA A COMPANHIA. EM MAIO, O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO APROVOU A EXPANSÃO DE CAPACIDADE DE PVC – PROJETO DE 200 KT/ANO QUE APROVEITA O EXCEDENTE DE CAPACIDADE DE EDC E QUE DETALHAREMOS MELHOR NO ÚLTIMO SLIDE. PASSANDO AGORA PARA O PRÓXIMO SLIDE, O DE Nº 5
  • NO SLIDE 6, VEMOS A EVOLUÇÃO DO MERCADO BRASILEIRO DE RESINAS TERMOPLÁSTICAS EM 2009. A DEMANDA POR RESINAS TERMOPLÁSTICAS NO MERCADO BRASILEIRO CRESCEU 1% EM 2009, REFLETINDO A RECUPERAÇÃO DO MERCADO, INTENSIFICADA DURANTE O 2º SEMESTRE DE 2009 QUE FOI SUFICIENTE PARA COMPENSAR A FRACA DEMANDA DO INÍCIO DO ANO, FORTEMENTE IMPACTADA PELA RETRAÇÃO ECONÔMICA INTERNACIONAL E PELO ELEVADO NÍVEL DE ESTOQUE AO LONGO DA CADEIA. MESMO COM A FORTE RECUPERAÇÃO NA 2ª METADE DO ANO, AS VENDAS DE PE DA BRASKEM NO MERCADO DOMÉSTICO APRESENTARAM RETRAÇÃO DE 2% EM RELAÇÃO A 2008, ENQUANTO AS VENDAS DE PP APRESENTARAM CRESCIMENTO DE 9%. NO CASO DE PVC, A QUEDA DAS VENDAS DOMÉSTICAS FOI DE 8%, REFLETINDO A MAIOR DEMORA NA RECUPERAÇÃO DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL. PASSANDO PARA O PRÓXIMO SLIDE, O DE Nº 7...
  • NESTE SLIDE, DE NÚMERO 6, APRESENTAMOS A EVOLUÇÃO DO EBITDA ENTRE O 4T09 E O 1T10, COM CRESCIMENTO DE R$ 115 MILHÕES ENTRE OS PERÍODOS: A MANUTENÇÃO DA TENDÊNCIA DE ALTA NOS PREÇOS INTERNACIONAIS DE RESINAS E PETROQUÍMICOS BÁSICOS INICIADA EM MEADOS DE NOVEMBRO FORAM PARCIALMENTE COMPENSADAS PELOS AUMENTOS NO CUSTO DE MATÉRIA-PRIMA E DE OUTROS CUSTOS VARIÁVEIS COMO GÁS NATURAL E ÓLEO COMBUSTÍVEL. COM ISSO A MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO PROPICIOU UM GANHO DE R$ 76 MILHÕES; A DESVALORIZAÇÃO DO REAL MÉDIO DO PERÍODO EM 4% GEROU UM EFEITO POSITIVO DE R$ 53 MILHÕES, SENDO R$ 152 MILHÕES POSITIVOS NA RECEITA E R$ 99 MILHÕES NEGATIVOS NO CUSTO. A REDUÇÃO DE 3% DO VOLUME DE VENDAS TOTAIS DE RESINAS NO PERÍODO, BEM COMO A QUEDA NAS VENDAS TOTAIS DE PETROQUÍMICOS BÁSICOS IMPACTARAM NEGATIVAMENTE O EBITDA EM R$ 12 MILHÕES; PASSEMOS AO SLIDE DE NÚMERO 7...
  • A RECEITA LÍQUIDA DA COMPANHIA NO 1T10 FOI DE R$ 4,5 BILHÕES, COM CRESCIMENTO DE 5% EM RELAÇÃO AO 4T09. APESAR DA LIGEIRA QUEDA NOS VOLUMES VENDIDOS, CONTRIBUIRAM POSITIVAMENTE PARA A RECEITA O AUMENTO DOS PREÇOS DE RESINAS NOS MERCADOS DOMÉSTICO E INTERNACIONAL, BEM COMO OS MAIORES PREÇOS DE PETROQUÍMICOS BÁSICOS, COM DESTAQUE PARA PROPENO E BTX NO MERCADO EXTERNO, QUE TIVERAM CRESCIMENTO SUPERIOR A 20%. COMO COMENTAMOS ANTERIORMENTE, O EBITDA DO 1T10 ALCANÇOU R$ 729 MILHÕES, UM CRESCIMENTO DE 19% EM COMPARAÇÃO AO TRIMESTRE ANTERIOR, COM MARGEM DE 16,3% COM RELAÇÃO AO RESULTADO FINANCEIRO, O 1T10 REGISTROU UM RESULTADO NEGATIVO EM R$ 645 MILHÕES, IMPACTADO PELA VARIAÇÃO CAMBIAL DO PERÍODO EM R$ 175 MILHÕES E PELOS PASSIVOS TRIBUTÁRIOS CONTABILIZADOS EM R$ 262 MILHÕES DECORRENTES PRINCIPALMENTE DA INCLUSÃO DE DÉBITOS ADICIONAIS AO REFIS. POR OUTRO LADO, A REDUÇÃO DOS JUROS DE FINANCIAMENTOS EM RELAÇÃO AO 4T09 E AO 1T09 DEMONSTRA A CAPACIDADE DA COMPANHIA NA ADMINISTRAÇÃO DE SUA DÍVIDA E A VISÃO POSITIVA DO MERCADO EM RELAÇÃO A ESSA ADMINISTRAÇÃO. PASSANDO PARA O SLIDE DE NÚMERO 8,
  • A PARTIR DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2010 (2T10) A BRASKEM APRESENTARÁ SEUS RESULTADOS CONSOLIDANDO OS RESULTADOS DE QUATTOR E BRASKEM AMÉRICA, ANTIGA SUNOCO CHEMICALS. PARA QUE SEJA MANTIDA A COMPARABILIDADE ENTRE OS PERÍODOS, APRESENTAREMOS RESULTADOS PRO FORMA COMO SE ESTAS AQUISIÇÕES TIVESSEM OCORRIDO EM 01 DE JANEIRO DE 2009. NESTE TRIMESTRE, PORÉM, COM O OBJETIVO DE MANTER O MERCADO INFORMADO, APRESENTAMOS ABAIXO OS RESULTADOS DO 1T10 DESTAS EMPRESAS. A RECEITA LÍQUIDA E O EBITDA DA QUATTOR FICARAM PRATICAMENTE EM LINHA EM RELAÇÃO AO TRIMESTRE ANTERIOR, REFLEXO AINDA DE PROBLEMAS DE FORNECIMENTO DE MATÉRIA PRIMA. JÁ O RESULTADO LÍQUIDO FOI IMPACTADO POR AJUSTES DE IMPAIRMENT REALIZADOS EM MARÇO. NOS PRÓXIMOS TRIMESTRES DEVERÁ OCORRER MELHORIA SENSÍVEL NO RESULTADO OPERACIONAL, COM O AUMENTO DE CONFIABILIDADE DAS PLANTAS E NORMALIZAÇÃO DE FORNECIMENTO DE MATÉRIA PRIMA. NA BRASKEM AMERICA, A RECUPERAÇÃO DOS SPREADS DE PP SOBRE PROPENO E A MELHORIA DA ECONOMIA AMERICANA QUANDO COMPARADO AO 4T09 MELHORARAM A PERFORMANCE DO 1T10. O EBITDA TAMBÉM FOI AFETADO POR UM GANHO NÃO RECORRENTE DE AJUSTE DE ESTOQUE, NO MONTANTE DE R$ 18 MILHOES. NO CONSOLIDADO, VEMOS QUE A BRASKEM, MESMO COM QUATTOR COM UM EBITDA MUITO AQUÉM DE SUAS POSSIBILIDADES, ATINGIU R$ 900 MILHÕES DE EBITDA, E UM EBITDA UDM DE R$ 3,5 BILHÕES, COM MARGEM DE 15%. PASSANDO PARA O SLIDE DE NÚMERO 9,
  • NESTE SLIDE APRESENTAMOS A AGENDA DE AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA DA BRASKEM EM 31 DE MARÇO DE 2010: AO FINAL DESTE 1T10, A BRASKEM APRESENTOU MELHORIA DE SEU NÍVEL DE ENDIVIDAMENTO COM AUMENTO DE CAXIA DA ORDEM DE R$150 MILHÕES, LEVANDO A UMA DÍVIDA LÍQUIDA 2% MENOR, EM REAIS, JÁ QUE A DÍVIDA BRUTA PERMANECEU EM R$ 9,8 BILHÕES, EM LINHA COM A REGISTRADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009. QUANDO EXPRESSA EM DÓLARES A DÍVIDA LÍQUIDA FOI 4% MENOR, US$3,65 BILHÕES, DEVIDO À DESVALORIZAÇÃO DO REAL EM 2% NO 1T10. A MELHOR GERAÇÃO DE CAIXA ASSOCIADA AO CRESCIMENTO DO EBITDA NOS ÚLTIMOS DOZE MESES ASSEGUROU A QUEDA DA ALAVANCAGEM FINANCEIRA MEDIDA PELA RELAÇÃO DÍVIDA LÍQUIDA/EBITDA, DE 2,67x NO 4T09 (ÚLTIMOS 12 MESES) PARA 2,37x NO 1T10. QUANDO EXPRESSA EM DÓLARES, A QUEDA FOI DE 18%, PASSANDO DE 2,98x PARA 2,46x. O PRAZO MÉDIO DO ENDIVIDAMENTO CRESCEU UM POUCO E FICOU EM 9,7 ANOS EM MARÇO, EM COMPARAÇÃO A 9,5 ANOS AO FINAL DE DEZEMBRO DE 2009. A BRASKEM CONSIDERA SEU PERFIL DE PAGAMENTO ANUAL PERFEITAMENTE ADEQUADO À GERAÇÃO DE CAIXA DA COMPANHIA. PASSANDO PARA O SLIDE DE NÚMERO 10
  • O SLIDE 10 RETRATA A ESTRUTURA DE CAPITAL DA COMPANHIA NUM PRO FORMA DO CONSOLIDADO COM QUATTOR E BRASKEM AMERICA (ANTIGA SUNOCO CHEMICALS), JÁ CONSIDERANDO TAMBÉM O AUMENTO DE CAPITAL DE R$ 3,74 BILHÕES E A MELHORIA DO EBITDA CONSOLIDADO DOS ÚLTIMOS 12 MESES. COM UM CAIXA DE R$ 6 BILHÕES E CAIXA MÍNIMO CALCULADO EM TORNO DE R$ 3 BILHÕES, A BRASKEM PRETENDE FOCAR NOS PRÓXIMOS MESES NA REDUÇÃO DA DÍVIDA BRUTA E NA MELHORIA DO SEU PERFIL, TANTO DE PRAZOS, CUSTO COMO MOEDA. É IMPORTANTE OBSERVAR QUE, CONFORME ESPERÁVAMOS, O NÍVEL DE ENDIVIDAMENTO CALCULADO COM BASE NOS NÚMEROS DE 2009 ERA BASTANTE CONSERVADOR. COM A MELHORIA SIGNIFICATIVA DO EBITDA DE BRASKEM, JÁ QUE O EBITDA DO 1T10 FOI R$ 271 MILHÕES MAIOR QUE O DO 1T09, O NÍVEL DE DÍVIDA LÍQUIDA EBITDA CONSOLIDADO PRO FORMA CAIU PARA 3,1X. O NÍVEL DE ALAVANCAGEM PERMANECE PORTANTO EXTREMAMENTE CONFORTÁVEL, BEM ABAIXO DO LIMITE DE QUEBRA DE COVENANTS, QUE É DE 4,5x , TANTO EM DÓLARES COMO EM REAIS. PASSANDO PRO ÚLTIMO SLIDE, O DE Nº 11
  • A BRASKEM ESPERA INVESTIR R$ 1,6 BILHÃO EM 2010, MONTANTE QUASE 2 X SUPERIOR AO INVESTIDO EM 2009. HÁ UMA CONCENTRAÇÃO EM INVESTIMENTOS ESTRATÉGICOS, COMO OS R$ 254 MILHÕES PARA O PROJETO DE PE VERDE E O INÍCIO DO DESEMBOLSO COM O PROJETO DO MÉXICO, R$ 72 MILHÕES E COM A EXPANSÃO DE PVC APROVADA EM 06/05, NO VALOR DE R$ 52 MILHÕES. ALÉM DISSO, ESSE MONTANTE JÁ INCLUI INVESTIMENTOS PARA ACELERAÇÃO DE CAPTURA DE SINERGIAS E MELHORIA DE DESEMPENHO NA QUATTOR, NO VALOR ESTIMADO DE R$ 360 MILHÕES. SOBRE A EXPANSÃO DO PVC, O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO APROVOU O PROJETO DE 200 KT/ANO ADICIONAIS QUE APROVEITA O EXCEDENTE DE CAPACIDADE DE EDC HOJE EXPORTADO. COM INVESTIMENTOS DE US$ 470 MILHÕES E VPL DE US$ 450 MILHÕES, O PROJETO É SEM DÚVIDA UM PASSO IMPORTANTE PARA O PRÓPRIO CRESCIMENTO DA INFRAESTRUTURA DO PAÍS E DEVE ENTRAR EM OPERAÇÃO AO FINAL DO 1º SEMESTRE DE 2012. ISSO ENCERRA NOSSA APRESENTAÇÃO. MUITO OBRIGADA. PASSEMOS AGORA À SEÇÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS.
  • NESTE ÚLTIMO SLIDE, APRESENTAMOS AS PRINCIPAIS CONCENTRAÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO: A ADMINISTRAÇÃO PERMANECE CONFIANTE E COMPROMETIDA COM SEU OBJETIVO ESTRATÉGICO DE SER UMA DAS 5 MAIORES PETROQUÍMICAS DO MUNDO. NESSE CONTEXTO, A BRASKEM SEGUE COM SEU COMPROMISSO RUMO AO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, E O CONTÍNUO FORTALECIMENTO DO RELACIONAMENTO DE LONGO PRAZO COM SEUS CLIENTES. APÓS ANUNCIAR A AQUISIÇÃO DA QUATTOR, QUE LEVOU À LIDERANÇA DAS AMÉRICAS EM TERMOS DE CAPACIDADE DE RESINAS TERMOPLÁSTICAS, E DOS ATIVOS DE POLIPROPILENO DA SUNOCO CHEMICALS, QUE CARACTERIZOU UM AVANÇO IMPORTANTE NO PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO, ALÉM DE ESTABELECER UMA POSIÇÃO DE RELEVÂNCIA NA AMÉRICA DO NORTE, UMA DAS PRIORIDADES DE 2010 SERÁ A CONSOLIDAÇÃO E A CAPTURA DAS SINERGIAS DA INTEGRAÇÃO DESTES ATIVOS PETROQUÍMICOS. A BRASKEM IRÁ SE CONCENTRAR AINDA NA ANÁLISE DOS PROJETOS DO COMPLEXO PETROQUÍMICO DE SUAPE E DO COMPERJ, A FIM DE DEFINIR SUA PARTICIPAÇÃO NOS MESMOS. EM RELAÇÃO AO PE VERDE, O CRONOGRAMA SEGUE NA ORDEM E NO PRAZO, E A EXPECTATIVA É DE QUE A PLANTA INICIE SUA OPERAÇÃO NO 3T10. A LIDERANÇA DA BRASKEM MANTÉM SEU COMPROMISSO EM IDENTIFICAR AS MELHORES OPÇÕES DE CRIAÇÃO DE VALOR PARA SEUS ACIONISTAS. AS RECENTES AQUISIÇÕES NÃO DESCARTAM A POSSIBILIDADE DE FUTUROS MOVIMENTOS NO MERCADO NORTE-AMERICANO. A PRESERVAÇÃO DE SUA SOLIDEZ E LIQUIDEZ FINANCEIRA JUNTAMENTE COM A MAXIMIZAÇÃO DE SUA RENTABILIDADE OPERACIONAL CONTINUAM SENDO FOCO DA COMPANHIA. BEM, ENCERRAMOS AQUI A NOSSA APRESENTAÇÃO E PASSAMOS PARA A SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS...
  • Apresentação apimec resultados 1 t10

    1. 1. Reunião com Investidores Resultados 1T10 Bernardo Gradin Presidente Marcela Drehmer Vice-Presidente Financeiro
    2. 2. Ressalva sobre declarações futuras <ul><li>Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas da direção da Braskem. As palavras &quot;antecipa&quot;, &quot;acredita&quot;, &quot;espera&quot;, &quot;prevê&quot;, &quot;pretende&quot;, &quot;planeja&quot;, &quot;estima&quot;, &quot;projeta&quot;, &quot;objetiva&quot; e similares são declarações prospectivas. Embora acreditemos que essas declarações prospectivas se baseiem em pressupostos razoáveis, essas declarações estão sujeitas a vários riscos e incertezas, e são feitas levando em conta as informações às quais a Braskem atualmente tem acesso. </li></ul><ul><li>Esta apresentação está atualizada até 31 de março de 2010 e a Braskem não se obriga a atualizá-la mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. </li></ul><ul><li>A Braskem não se responsabiliza por operações ou decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas nesta apresentação. </li></ul>
    3. 3. Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
    4. 4. Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
    5. 5. Braskem: evolução consistente <ul><li>Consolidação do Passo Estratégico rumo à liderança da petroquímica mundial </li></ul><ul><li>Assinatura do contrato de fornecimento de matéria prima: Projeto Etileno XXI </li></ul><ul><li>Investimentos consolidados estimados em 2010 somam R$ 1,6 bilhão </li></ul><ul><li>Desempenho Operacional </li></ul>
    6. 6. Cenário Mundial <ul><li>No 1T10, preços de resinas e petroquímicos básicos mantiveram tendência de alta </li></ul><ul><ul><li>Maiores preços de matéria-prima </li></ul></ul><ul><ul><li>Forte demanda asiática </li></ul></ul><ul><ul><li>Paradas não programadas </li></ul></ul><ul><ul><li>Menor demanda por gasolina limitou operação das refinarias norte-americanas </li></ul></ul><ul><li>Paradas programadas, problemas operacionais e contínuo uso de cargas leves ( crackers ) ajudam a balancear o mercado, favorecendo a petroquímica no 2T10 </li></ul><ul><li>Pontos de atenção para o 2º semestre de 2010 </li></ul><ul><ul><li>Novas capacidades na Ásia e Oriente Médio poderão pressionar rentabilidade da indústria a partir do 2S2010 </li></ul></ul><ul><ul><li>Economia mundial está muito dependente de estímulos governamentais </li></ul></ul><ul><ul><li>Preços de matéria-prima impactados pela volatilidade do mercado de capitais </li></ul></ul><ul><ul><li>Mercado de trabalho em recuperação </li></ul></ul><ul><li>No Brasil, a demanda tende a crescer dois dígitos, acompanhando PIB, e preços seguem a tendência do mercado mundial </li></ul><ul><ul><li>Mercado de resinas termoplásticas em linha com o 4T09, 1.165 (a) mil toneladas, e a expectativa é de crescimento para o 2T10 </li></ul></ul>(a) Estimativa interna da Companhia, uma vez que a Abiquim não divulgou os números de consumo aparente do mercado brasileiro Fonte: Braskem / CMAI
    7. 7. Destaques <ul><li>EBITDA 1T10 de R$ 729 milhões, crescimento de 19% sobre o 4T09 e margem de 16,3%. EBITDA UDM alcançou R$ 2,7 bilhões </li></ul><ul><li>Aprovada pelos órgãos anti-trust americanos a aquisição dos ativos de PP da Sunoco Chemicals </li></ul><ul><li>Aumento de capital de R$ 3,74 bilhões, sendo R$ 3,5 bilhões por Odebrecht e Petrobras </li></ul><ul><li>Conclusão da aquisição de 60% da Quattor Participações + Polibutenos + Unipar Comercial por R$ 700 milhões </li></ul><ul><li>Captações de cerca de USD 1bi, sendo US$ 400 milhões em bonds de 10 anos a 7% e pré-pagamentos de US$ 530 milhões com prazo de 5 anos </li></ul><ul><li>Aprovação do Projeto PVC pelo conselho de Administração com VPL (valor presente líquido) de US$ 450 milhões </li></ul><ul><li>Alteração no escopo do Projeto Venezuela </li></ul><ul><ul><ul><li>Redução do investimento na Propilsur de US$ 1,2 bi para US$ 500 milhões, com utilização de propeno disponível do complexo de Paraguaná </li></ul></ul></ul>Fonte: Braskem
    8. 8. Braskem continua a operar a taxas elevadas de utilização Taxa de Utilização % Fonte: Braskem <ul><li>Crackers e unidades da 2ª geração continuaram a apresentar bom desempenho operacional no 1T10 </li></ul>
    9. 9. Estabilidade da demanda no 1T10 reflete bom desempenho dos setores Fonte: Abiquim, IPEA, Estimativa Braskem Crescimento da produção de bens de consumo (3% em relação ao 4T09) tem influenciado positivamente a demanda por resinas termoplásticas 1T10 28% Consumo Aparente (Mil ton)
    10. 10. Desempenho do mercado doméstico Fonte: Braskem * Estimativa Braskem: Vendas internas + Importa ç ões Vendas Mercado Interno 1T10 x 4T09 % Vendas Mercado Interno 1T10 x 1T09 % Vendas no 1T10 em linha com 4T09 Vendas superiores refletindo a recuperação da crise global a partir do 2T09
    11. 11. Fonte: Braskem R$ milhões Evolução do EBITDA Melhor margem de contribuição e impacto positivo do câmbio superaram o menor volume de vendas
    12. 12. Principais indicadores econômicos Fonte: Braskem R$ milhões
    13. 13. Principais indicadores econômicos R$ milhões Fonte: Braskem EBITDA UDM: R$3.496MM (US$1.871MM) - Braskem: R$2.746MM - Quattor: R$607MM - Sunoco: R$143MM * Considera efeito extraordinário de R$18MM. *
    14. 14. Caixa muito confortável cobrindo 2 anos de amortização da dívida Fonte: Braskem Em R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 9.810 Dívida Líquida: 6.500 Prazo Médio: 9,7 anos 65% da dívida estão atrelados ao dólar
    15. 15. Nível confortável de alavancagem <ul><li>Melhor desempenho operacional reduziu nível de alavancagem para 3,12x no 1T10 </li></ul><ul><li>Liquidez ainda elevada, com disponibilidade em torno de R$ 6 bilhões </li></ul>Fonte: Braskem, Unipar e Sunoco Inc - 10% Aporte R$ 3,74bi + Quattor + Sunoco EBITDA 2009 Aporte R$ 3,74bi + Quattor + Sunoco EBITDA UDM 1T10 Dívida Bruta 17.131 17.176 Disponibilidades 6.231 6.267 Dívida Líquida 10.900 10.909 EBITDA 3.150 3.495 Dív. Líq/EBITDA 3,46x 3,12x
    16. 16. Fonte: Braskem Caixa Braskem: + 3.311 Caixa Quattor: + 544 Aumento de capital: + 3.742 (-) Pagamento UNIPAR - (700) (-) Pagamento SUNOCO - (630) Caixa = 6.267 Perfil de endividamento Braskem consolidada (inicial) R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 9.810 Dívida Liq.: 6.500 Prazo Médio: 9,7 anos Dívida Liq./EBITDA: 2,37x Aquisição Quattor + Sunoco R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 17.176 Dívida Liq.: 10.909 Prazo Médio: 6,6 anos Dívida Liq./EBITDA: 3,12x Aumento de Capital 64% da dívida atrelada ao USD 44% da dívida atrelada ao USD
    17. 17. Fonte: Braskem R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 9.810 Dívida Liq.: 6.500 Prazo Médio: 9,7 anos Dívida Liq./EBITDA: 2,37x Aquisição Quattor + Sunoco R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 17.176 Dívida Liq.: 10.909 Prazo Médio: 6,6 anos Dívida Liq./EBITDA: 3,12x Aumento de Capital 64% da dívida atrelada ao USD 44% da dívida atrelada ao USD R$ Milhões (31/03/10) Dívida Bruta: 14.098 Dívida Liq.: 10.909 Prazo Médio: 8,1 anos Dívida Liq./EBITDA: 3,12x Captações realizadas em abril e maio e pagamentos programados 59% da dívida atrelada ao USD Caixa Braskem: + 3.311 Caixa Quattor: + 544 Aumento de capital: + 3.742 (-) Pagamento UNIPAR - (700) (-) Pagamento SUNOCO - (630) Emissão Bond (US$400MM) + 712 Fin. Silex e EPP 5 anos + 946 Pré Pag. e Venc. Dívidas: - (4.734) Caixa = 3.191 Perfil de endividamento Braskem consolidada após reestruturação da dívida
    18. 18. Agenda <ul><li>Resultados 1T10 </li></ul><ul><li>Crescimento com Criação de Valor </li></ul>
    19. 19. Direcionamento estratégico Visão 2020: Ser líder das Américas, tornar-se uma das 5 maiores petroquímicas globais em EV* Fonte: Braskem * Enterprise Value (Valor de Empresa)
    20. 20. Pilares do direcionamento estratégico Fonte: Braskem Diferenciação empresarial Pessoas Disponibilidade de matéria prima e energia a baixo custo Autonomia Tecnológica Expansão internacional em mercados atrativos Diversificação de Produtos e Negócios Fortalecimento da petroquímica brasileira
    21. 21. Visão do ciclo da indústria petroquímica global Taxa de utilização estimada para 2009 Fonte: CMAI K t <ul><li>Balanço de 2009 melhor que o esperado </li></ul><ul><li>Atrasos nas entradas de capacidade (Ásia e Oriente Médio) </li></ul><ul><li>Demanda maior que a esperada na China ajudou a equilibrar o mercado </li></ul><ul><li>Plantas de alto custo fechadas durante a crise </li></ul><ul><li>Entrada de capacidade líquida 50% abaixo da previsão </li></ul><ul><li>Cenário Global </li></ul><ul><li>~3 MM t estimadas para 2010 devem ser postergadas para 2012-2013 (projetos do Irã e da Arábia Saudita) </li></ul><ul><li>Curva de aprendizado das plantas sendo comissionadas </li></ul><ul><li>Estima-se que outros ativos não competitivos sejam fechados em caráter permanente </li></ul><ul><li>Crescimento de demanda acima de 6 MM t por ano devem superar a oferta adicional em 2011 </li></ul><ul><li>Aumento no consumo interno dos países emergentes como Brasil e China </li></ul><ul><li>Consolidação da indústria aumentando competitividade dos players </li></ul>América do Norte Europa Oriente Médio Ásia Mundo Capacidade nominal Produção Efetiva K t Capacidade adicional e fechamentos anunciados Estimativa de postergação O.MÉDIO EUROPA ÁSIA OUTROS AM. DO NORTE PREVISÃO MAIO/09
    22. 22. Investimentos em 2010 somam R$ 1,6 bi Investimentos previstos 2010 R$ milhões 1.617 Ativos Industriais Novos Projetos Projetos com a Petrobras
    23. 23. Crescimento com melhoria de competitividade BRASIL Eteno Verde <ul><li>Entrada em operação: setembro de 2010 </li></ul><ul><li>Avanço físico de 75%; </li></ul><ul><li>Custo conforme planejado; </li></ul><ul><li>VPL Esperado ~US$ 180 milhões </li></ul>Expansão de PVC <ul><li>Entrada em operação: 1º semestre de 2012 </li></ul><ul><li>Expansão da capacidade de 200 kt/a de PVC em Alagoas </li></ul><ul><li>Investimentos de US$ 470 milhões </li></ul><ul><li>VPL Esperado ~US$ 450 milhões </li></ul><ul><li>Suporte a projetos de infraestrutura no país </li></ul>Fonte: Braskem Ativos Industriais Novos Projetos Projetos com a Petrobras
    24. 24. Crescimento com melhoria de competitividade AMÉRICA LATINA México: Projeto Etileno XXI <ul><li>Entrada em operação: início de 2015 </li></ul><ul><li>Parceria entre Braskem (65%) e o grupo mexicano IDESA (35%) para a aquisição de etano da PEMEX </li></ul><ul><li>Projeto petroquímico integrado: 1 Mt/a de eteno e 1 Mt/a de PE </li></ul><ul><li>Investimentos estimados em até US$ 2,5 bilhões ao longo de 5 anos </li></ul>Venezuela: JV’s com Pequiven através de Project Finance <ul><li>Propilsur </li></ul><ul><li>Entrada em operação: 2013 </li></ul><ul><li>300 kt/a PP no complexo de Paranaguá </li></ul><ul><li>Investimento estimado em US$500 milhões </li></ul>Fonte: Braskem <ul><li>Polimerica (projeto postergado por 1 ano) </li></ul><ul><li>Avaliação de alternativas ainda mais competitivas para o projeto </li></ul><ul><li>Projeto integrado 1,3 Mt/a eteno e 1 Mt/a PE </li></ul>Ativos Industriais Novos Projetos Projetos com a Petrobras
    25. 25. Ranking Américas + Global 4 o 1 o 8 o 12 o Capacidade nas Américas (kta) Capacidade Mundial (kta) aquisições
    26. 26. Concentrações <ul><li>Contínuo fortalecimento no relacionamento de LP com Clientes </li></ul><ul><li>Apoio à sustentabilidade da cadeia petroquímica brasileira </li></ul><ul><li>Implementação das etapas de aquisição de Quattor e Sunoco </li></ul><ul><li>Análise da participação da Braskem nos projetos de Suape (pólo têxtil) e Comperj (1ª e 2ª gerações) </li></ul><ul><li>Construção da planta de PE Verde: no prazo e no custo </li></ul><ul><li>Projetos na América Latina: matéria-prima competitiva </li></ul><ul><li>Solidez financeira e liquidez </li></ul>Crescimento Sustentável
    27. 27. Decisão de investimento <ul><li>Por que petroquímica? </li></ul><ul><li>Por que Braskem? </li></ul><ul><li>Por que EUA? </li></ul>
    28. 28. Reunião com Investidores Resultados 1T10 Bernardo Gradin Presidente Marcela Drehmer Vice-Presidente Financeiro

    ×