Dra. sandra gargur - 20/09/2012

521 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
521
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dra. sandra gargur - 20/09/2012

  1. 1. Secretaria Municipal de Saúde de SalvadorCoordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde IV Congresso Brasileiro de Enfermagem em DermatologiaDesafios para atuação de enfermagem especializada nos variados níveis da atenção em dermatologia 20 de Setembro de 2012 Salvador-Ba
  2. 2. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeCONSIDERANDO QUE... A SMS tem a missão de cuidar de formaintegral da saúde do cidadão emSalvador, assegurando seus direitos erespeitando a diversidade e, assim cumpriros princípios constitucionais do SistemaÚnico de Saúde - SUS que objetivam oatendimento universal, a integralidade dasações, a garantia de acesso e a equidadena atenção à população.
  3. 3. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeA Coordenação de Atenção e Promoção àSaúde (COAPS), funciona como instânciagestora responsável peloplanejamento, organização, coordenação,avaliação e gerência dos processos eprocedimentos das ações nas áreas depromoção, prevenção, recuperação ereabilitação da saúde e deve se configurarnuma estrutura que respondapositivamente à missão da SMS.
  4. 4. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde A COAPSAPRESENTA, ATUALMENTE, A SEGUINTE ESTRUTURA:
  5. 5. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde DESENHO ASSISTENCIAL 12 DISTRITOS SANITÁRIOSCentro Histórico, Barra Rio Vermelho, Boca do Rio , Brotas, Cabula Beiru, Cajazeiras, Centro Histórico, Itapagipe, Itapuã, Liberdade, Pau da Lima, São Caetano Valéria, Subúrbio Ferroviário.61 USF50 UBS06 CEOs (Carlos Gomes , Periperi, Roma, Mussurunga, Cajazeiras eCabula)02 UAOs ( Brotas e Liberdade)07 RTs18 CAPS( sendo 02 CAPS AD e 02 CAPS ia)03 Postos Comunitários ( Posto Médico Bom Juá, São Gonçalo eArraial do Retiro)01 Laboratório de Análises Clínicas01 Centro de Referência em Cardiologia ( CRDC)01 PA Psiquiátrico
  6. 6. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde COMO TUDO COMEÇOU•Busca de conhecimento técnico dos profissionais de Enfermagemobjetivando a melhoria no tratamento de feridas .•Essa busca era de forma individualizada - algunsprofissionais traziam a sua experiência de outras instituições desaúde.•Dificuldade de identificar um profissional específico para prestar aassistência na sala de curativos aos portadores de feridas–envolvimento com outros Programas Ministeriais•Aquisição das coberturas especiais.•Adesão aos treinamentos x rotatividade de profissionais naAtenção Básica.
  7. 7. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde•Crescimento da necessidade dos profissionais deenfermagem em sistematizar a assistência no tratamento deferidas.•Necessidade de elaborar estratégias de prevenção dasferidas• Novembro 2009 -Criação da comissão de curativos eesterilização com o objetivo de discutir e organizar aassistência nas unidades de saúde do município -representantes dos 12 Distritos Sanitários da SMS;
  8. 8. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeANO 2010•Elaboração de um modelo de relatório mensal de curativos paraidentificar o perfil de pacientes da rede municipal - instrumento deavaliação qualitativa e quantitativa das ações realizadas pelaequipe de enfermagem nas 110 unidades de saúde.•Elaboração pelos membros da comissão de um instrumento decoleta de dados a ser utilizado para pacientes portadores deferidas crônicas ;•Maio 2010 - Confecção do Manual de Assistência Aos Portadoresde Feridas da SMS;•Capacitação 500 profissionais técnicos de enfermagem eenfermeiros responsáveis pelas salas de curativos ,para utilizaçãodas coberturas padronizadas e sistematização da assistência.
  9. 9. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde Manual de Assistência Aos Portadores de Feridas•Objetivo de sistematizar as ações dos profissionais / assistência deenfermagem aos portadores de feridas, garantindo uma atuação deforma integral;•Consulta de enfermagem x encaminhamentos;•Ficha de avaliação e acompanhamento dos portadores de feridascrônicas – ENFERMEIRO.•Ficha de evolução do tratamento de feridas – TÉCNICO DEENFERMAGEM.
  10. 10. RELATÓRIO/ CONSOLIDADO MENSAL DE CURATIVOS
  11. 11. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeANO 2011•Parceria com a UFBA – Grupo de Pesquisa em AtividadesHiperbáricas (GPAH)- elaboração do Protocolo de Assistênciaao paciente portador de feridas na rede básica de Salvador -Projeto Piloto 14° C.S. ( DS Brotas);•Avaliação e mudança da padronização , teste de novascoberturas (espuma de poliuretano,carboximetilcelulose comprata, curativos impregnados com PHMB,etc);•Capacitação prática nas salas de curativos de 10 distritossanitários.
  12. 12. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeDIAGNÓSTICO SITUACIONAL• 110 unidades de saúde ( UBS, USF e PA) que realizam curativos• Faixa etária predominante - 20 a 70 anos, maioria idosos;• Escoriações , feridas cirúrgicas, traumáticas ( lesão por arma branca ,arma de fogo), úlceras de perna , por pressão , queimaduras, falcêmica, pé diabético, leishmaniose, oncológica, hanseníase , etc;• Pacientes acamados – curativos em domicílio realizado por profissionais do Programa de Saúde da Família;• Atendimento de 30 a 40 usuários por dia - demanda espontânea e ambulatórios - maior demanda no turno matutino
  13. 13. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeRECURSOS UTILIZADOS• Coberturas especiais ( bota de unna elástica e inelástica, hidrogel com e sem alginato, carvão ativado com prata , compressa não aderente com emulsão de petrolatum, carboximetilcelulose, espuma de poliuretano);
  14. 14. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeSITUAÇÃO ATUAL - DIFICULDADES• Falta de adesão dos pacientes, de continuidade do tratamento;• Demanda maior que a oferta de serviços;• Deficiência de recursos humanos e materiais para a sala de curativos;• Acompanhamento efetivo do enfermeiro no cuidado inexistência de normas e procedimentos padronizados .• Dificuldade de referenciar pacientes para realização de exames laboratoriais e consultas com outras especialidades;• Assegurar o internamento hospitalar quando necessário, através do encaminhamento da unidade de saúde ;• Ausência de um Sistema de Informação Municipal no atendimento ao paciente portador de feridas para registro e
  15. 15. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeDESAFIOS• Ampliação do projeto piloto para as demais unidades de saúde da rede municipal;• Implementar o Programa de Atenção ao paciente portador de feridas na rede básica de Salvador, promovendo a interação da família no cuidado , garantindo uma assistência integral e contínua, reduzindo a taxa de abandono contribuir para uma abordagem integral ao ser humano no tratamento de feridas nas unidades de saúde do município ;• Efetivar a referência e contra- referência para o acompanhamento ambulatorial ;
  16. 16. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdeDESAFIOS• Articulação / parceria com a SESAB e integração com outras instituições inter e intrasetoriais para criar uma rede de assistência;• Implantar Sistema de Informação;• Criar indicadores para avaliação e monitoramento das ações implementadas no programa;• Captação de recursos humanos , financeiros (aquisição de impressos para o programa, material informativo – profissionais e usuários, equipamentos para a sala de curativos, capacitações dos profissionais);• Qualificar os profissionais – educação permanente.
  17. 17. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à SaúdePROPOSTA 2012 / 2013 PROTOCOLO DE ASSISTÊNCIA AOS PORTADORES DE FERIDAS• Padronização de impressos;•Fluxo de atendimento ao portador de feridas na unidade desaúde;•Termo de compromisso assinado pelo paciente para garantir acontinuidade do tratamento;•Modificação da Ficha de avaliação e acompanhamento dospacientes portadores de feridas e de evolução da ferida•Ficha de dispensação de curativos especiais para controle doestoque ;•Mapa mensal de requisição de curativos especiais que serápreenchido pelos enfermeiros dos distritos sanitários eencaminhados para a Secretaria Municipal de Saúde.
  18. 18. Secretaria Municipal de Saúde de Salvador Coordenadoria de Atenção e Promoção à Saúde RESULTADOS ESPERADOSAcompanhamento contínuo dos pacientes portadores de feridas crônicas ,diagnóstico de enfermagemmais preciso acerca da condição clínica e social dos usuários, promovendo a inserção da família no cuidado, diminuindo a taxa de abandono aotratamento, favorecendo a alta precoce ,reduzindo custos e estabelecendo parcerias com outras instituições.
  19. 19. Obrigada!
  20. 20. COAPS – SANDRA GARGURTEL: 3186-1016 / 3186-1040 /3186-1048 E-MAIL: smgargur@yahoo.com.br coaps.saude@gmail.com

×