AD1 - 1 BIMESTRE - 3 ANO

555 visualizações

Publicada em

AD1 DO TERCEIRO ANO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
102
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AD1 - 1 BIMESTRE - 3 ANO

  1. 1. MARTIN HEIDEGGER
  2. 2. E o ser humano? Quem ele é? O QUE É A EXISTÊNCIA HUMANA? • Primeira Guerra Mundial • Segunda Guerra Mundial • Regime do Nazismo • Perseguição aos judeus, às mulheres, aos homossexuais... • Nazismo, fascismo, maoísmo, stalinismo... • Europa pós-guerra (destruída) • Grandes indústrias... • Queda da bolsa de 1929
  3. 3. EXISTÊNCIA HUMANA . . ... NASCIMENTO NASCIMENTO MORTE
  4. 4. O que é o ser humano? O ser humano é um ser-para-a- morte.
  5. 5. . Escola Trabalho Namoro Muita cerveja Sexo Escola Sexo Sexo Lotérica As vezes um Smirnoff ICe Shopping Shopping Shopping Shopping Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Trabalho Facebook Faceboo Facebook Facebook Facebook Facebook Whatsapp Whatsapp Whatsapp Whatsapp WhatsappNASCIMENTO Instagram Instagram Spotify
  6. 6. As pessoas agem como se a vida fosse uma infinitude...
  7. 7. . . A vida deve ser pensada como FINITUDE. Deve-se pensar na MORTE. Afinal de contas, ninguém pode morrer no meu lugar. NASCIMENTO MORTE
  8. 8. O QUE EU SOU NESSE MUNDO?
  9. 9. EXISTÊNCIA AUTÊNTICA -Morte - Nada - Solidão EXISTÊNCIA INAUTÊNTICA - Falatório - Diversão - Massa
  10. 10. "...dentre todos os sentimentos e modos da existência humana, a angústia é aquele que pode reconduzir o homem ao encontro de sua totalidade como ser e juntar os pedaços a que é reduzido pela imersão na monotonia, na MASSA e na indiferenciação da vida cotidiana. A angústia faria o homem elevar-se da traição cometida contra si mesmo, quando se deixa dominar pelas mesquinharias do dia-a-dia, até o autoconhecimento em sua dimensão mais profunda."
  11. 11. Existência autêntica -MORTE -NADA -SOLIDÃO
  12. 12. Jean-Paul Charles Aymard Sartre (Paris, 21 de Junho de 1905 — Paris, 15 de Abril de 1980) -Estuda filosofia na Sorbonne -É reprovado no Mestrado e no Doutorado -Alista-se no exército como soldado metereologista -Professor em Havre, Laon e Paris -Filia-se à La Resistance (“A resistência”) – partido comun. -Recusou um Prêmio Nobel -Morre de causas naturais e tem o funeral acompanhado por mais de 50.000 pessoas
  13. 13. KIERKEGAARD HEIDEGGER ANGÚSTIA EVOLUÇÃO NOS GRAUS TEMPORALIDADE DA VIDA DEUS (grau religioso) ANGÚSTIA NADA MORTE EXISTÊNCIA AUTÊNTICA
  14. 14. A EXISTÊNCIA É UM ABSURDO É evidente que um ser humano sem sentido de vida cancele do seu horizonte o sentido de todas as outras coisas. Existência-> Essência O mundo é um absurdo. Só Deus poderia dar-lhe um sentido, mas ele não existe, de sorte que precisamos aceitar a própria vida como um absurdo. Na realidade, o homem é aquilo que é: uma paixão inútil.
  15. 15. Existência-> Essência O ser humano é condenado à ser livre. SER LIBERDADE NADA
  16. 16. SER LIBERDADE SER LIBERDADE “O inferno, na verdade, são os OUTROS.”
  17. 17. Por um segundo o eu tem plena consciência do outro. Há neste momento um silêncio constrangedor, instigante, desconfortável, quase insuportável, pois ambos estão paralisados um diante do outro, tentando compreender qual a dimensão dessa descoberta.
  18. 18. Quando a consciência do eu funde-se com a consciência do outro, elas estão simultaneamente avaliando- se, reconhecendo-se em si e no outro. Esta conscientização mútua produz uma visão indefinida, obtusa, distanciada, e esta dissociação causa sensações conflitantes tanto no eu como no outro.
  19. 19. É preciso urgentemente encontrar um meio para sair dessa invasão, pois o “eu” sente-se inferiorizado diante do “outro” e esta tensão fica insuportável, porque está visivelmente sem proteção, sem recuo, suas fraquezas estão à mostra, não consegue recuar, tenta de todas as formas se esconder, mas suas emoções o condenam, mostra realmente a sua verdadeira face e nesse momento tem a nítida certeza que é um ser pequeno, frágil, diminutivo diante do “outro”.
  20. 20. Olhar Náusea, hemorragia existencial, me rouba a liberdade e as possibilidades... CAUSA SOLUÇÃO? Eu Emitir o olhar Outro
  21. 21. O homem nada mais é do que aquilo que ele faz de si mesmo. Sartre
  22. 22. Primeiramente, o homem existe, se descobre, surge no mundo e só depois se define. Sartre
  23. 23. NADA É NECESSÁRIO ESTAMOS CONDENADOS À LIBERDADE SOMOS RESPONSÁVEIS PELO QUE FAZEMOS COM A LIBERDADE A EXISTÊNCIA É ABSURDA TUDO É CONTINGENTE
  24. 24. “Sou assim porque Deus me quis assim...” “Sou assim porque a educação que meus pais me deram resultou nisso...” “Sou assim porque a vida foi muito injusta comigo...” “Sou assim porque sou pobre...” “Terminei meu namoro semana passada pois era o que as previsões astrológicas do meu signo diziam...” “Sou assim porque a vida foi muito injusta comigo...”
  25. 25. ESSÊNCIA EXISTÊNCIA “Eu sou assim e sempre serei assim...”
  26. 26. ESSÊNCIAEXISTÊNCIA “Eu sou livre para escolher o que quero ser...”
  27. 27. Nada deve limitar as possibilidades que posso usufruir com a minha liberdade
  28. 28. Minha liberdade carrega junto a responsabilidade para com toda a humanidade.
  29. 29. Tudo o que acontece conosco é porque aceitamos, de um modo ou de outro, seja ativamente ou passivamente. Sartre

×