A filosofia da existência (2)

220 visualizações

Publicada em

Trabalho de filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
220
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A filosofia da existência (2)

  1. 1.  O filósofo dinamarquês Soren produziu uma filosofia com forte caráter psicológico de certo modo como uma reação as ideias do filósofo Hegel.
  2. 2.  Um dos representantes desse pensamento foi o filósofo Martin.Ele distingue entre ser e ente. Para Martin,um ente é tudo o que existe;uma mesa,um livro etc.
  3. 3.  Para Friedrich,todo ser humano é um estranho para si mesmo e,por isso,a prática filosófica precisa orientar-se para uma investigação da existência humana cotidiana.
  4. 4.  O método utilizado pela corrente existencialista se denomina fenomenologia.
  5. 5.  Esse método foi criado por Edmund.
  6. 6.  O homem é um ser-no-mundo,uma vez que sua tomada de consciência não se dá no vazio,mas em meio às coisas;  Ao estar no mundo,o ser humano é um ser-com,um ser de relações;  Mas é também um ser-com-os-outros,uma vez que se relaciona com as coisas.
  7. 7.  Martin também afirma que o ser humano é livre,uma vez que,tendo sido lançado ao mundo.
  8. 8.  Outra característica do ser humano,segundo Martin, é que vive a dimensão da temporalidade e descobre-se como um ser- para-a-morte.
  9. 9.  Para Aristóteles, a essência humana existe antes mesmo de o ser humana existir. Ao longo da vida humana,a essência vai se realizando com a ação.
  10. 10.  Decidiu aplicar o método fenomenológico ao estudo da existência humana,mas sem afastar-se das ideias de Husserl,como fizera Heidegger.Escreveu vários livros sob essa influencia, sendo o principal O ser e o nada,publicado em 1943.
  11. 11.  A condição humana é marcada por três realidades,muito próximas daquelas identificadas por Heidegger: O homem é um ser-no-mundo; um ser-com-os-outros; e um ser-para-a-morte.
  12. 12.  A condição humana determina que o ser humano construa sempre sua identidade.Ele nunca é alguma coisa,ele sempre esta em determinada condição.
  13. 13. Trabalho apresentado à disciplina de Filosofia,como requisito parcial para obtenção de nota da III unidade, sob orientação do Prof.ª Elias Barros. Alunos:Cintia,Claudia,Marinês,Michely,Murilo,Rayssa e Tamires Morais.

×