Gnosiologia

1.209 visualizações

Publicada em

Gnosiologia Turma 24TP

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.209
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
253
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gnosiologia

  1. 1. GNOSIOLOGIA Nomes: William, Luís, Leonardo, Emanuel Turma: 24tp Área: Humanas Disciplina: Filosofia e Sociologia Professor: Alexandre Misturini
  2. 2. Gnosiologia é a parte da Filosofia que estuda o conhecimento humano. Pode ser entendida como a teoria geral do conhecimento, na qual se reflete sobre a concordância do pensamento entre sujeito e objeto.
  3. 3. Embora esta palavra não apareça ainda na filosofia antiga, a temática de que ela trata está já aí presente: nos pré-socráticos, nomeadamente entre os atomistas com o seu relativismo gnosiológico, em Sócrates e Platão e a sua teoria do conhecimento que se dividia em dois mundos (o conhecimento sensível e o inteligível, falso o primeiro e verdadeiro o segundo) ou ainda em Aristóteles, por exemplo no estudo que dedica às categorias (os modos possíveis de se predicar algo sobre um sujeito).
  4. 4. Gnosiologia para Sócrates: A filosofia Socrática, por tanto, limita-se à gnosiologia e a ética, sem metafísica. A gnosiologia de Sócrates, que se concretizava no se ensinamento dialógico, donde é preciso extrai-la, pode- se esquematicamente resumir nestes pontos fundamentais: ironia, maiêutica, introspecção, ignorância, indução e definição. Antes de tudo, cumpre desembaraçar o espirito dos conhecimentos errados, dos preconceitos, opiniões: este é um momento de ironia, isto é, da critica.
  5. 5. Gnosiologia para Aristóteles: é o criador da lógica sobre a base socrático-platônica, denominada por ele mesmo de analítica e representa a metodologia científica. Trata dos problemas lógicos e gnosiológicos. Em geral a ciência, a filosofia, tem como objeto o universal e o necessário e sob o ponto de vista metafísico o objeto da ciência é a forma. Tudo o que se pode aprender precede a sensação e é independente dela.
  6. 6. Gnosiologia para Platão: Segundo Platão, o conhecimento humano divide-se em dois graus: o conhecimento sensível, e o conhecimento intelectual, que parte do primeiro conhecimento, mas que dele não se pode derivar. A diferença essencial entre eles, está nisto: o conhecimento sensível não sabe que o é, de onde pode passar o conhecimento diverso, cair no erro sem o saber; ao passo que o segundo, sabe que o é, não podendo de modo algum ser substituído, errôneo.
  7. 7. A Gnosiologia Tomista: Tomás de Aquino expôs a sua teoria do conhecimento em muitos lugares, embora não tenha desenvolvido um tratado gnosiológico. Destacamos aqui, as doutrinas encontradas nas principais obras: Suma Teológica; Contra Gentios; De veritate; De anima; Comentários ao De anima; Comentários aos livros da Metafísica; De unitate intellectus.
  8. 8. Em geral, cada corrente filosófica propõe uma teoria do conhecimento que define a sua marca específica. Definidos os princípios que caracterizam a gnosiologia proposta, o filósofo faz daí derivar todo o seu sistema no que respeita às outras temáticas que dizem respeito ao comportamento humano, como por exemplo a ética ou a estética.
  9. 9. A Teoria do Conhecimento tem por objetivo buscar a origem, a natureza, o valor e os limites do conhecimento, da faculdade de conhecer.

×