Coaching de Relacionamento

747 visualizações

Publicada em

Coaching de Relacionamento como motivação para despertar o DOM gerador de poderosas e estimulantes redes afetivas, profissionais e de negócios.

Publicada em: Aperfeiçoamento pessoal
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coaching de Relacionamento

  1. 1. Copyright © 2014 Otavio Henrique 1 Coaching de Relacionamento DESPERTANDO SEU DOM GERADOR DE PODEROSAS E ESTIMULANTES REDES AFETIVAS, PROFISSIONAIS E DE NEGÓCIOS 2014 © OHCA Otávio Henrique
  2. 2. Copyright © 2014 Otavio Henrique 2 Coaching de Relacionamento DESPERTANDO SEU DOM GERADOR DE PODEROSAS E ESTIMULANTES REDES AFETIVAS, PROFISSIONAIS E DE NEGÓCIOS Otávio Henrique Master Coach otaviohca@ig.com.br
  3. 3. Copyright © 2014 Otavio Henrique 3 Sumário COACHING DE RELACIONAMENTO 4 1.1 Motivação Do Processo 4 1.2 Benefícios Do Processo 5 1.3 Estrutura do processo 5 1.3.1 Compreensão do contexto relacional do ambiente de convívio 8 1.3.2 Assimilação de comportamentos próprios e de terceiros 8 1.3.3 Conscientização de competências de receber e oferecer amor e afeto 8 1.3.4 Aceitação das competências de sedução e persuasão 9 1.3.5 Identidade relacional e papel de criador 9 1.3.6 Rede de relacionamentos integrais 9 1.3.7 Perpetuação do legado 10 1.4 Conclusão do processo 10
  4. 4. Copyright © 2014 Otavio Henrique 4 COACHING DE RELACIONAMENTO DESPERTANDO SEU DOM GERADOR DE PODEROSAS E ESTIMULANTES REDES AFETIVAS, PROFISSIONAIS E DE NEGÓCIOS (OTÁVIO HENRIQUE) O processo de Coaching de Relacionamento encontra-se em expansão no cenário internacional, dada a necessidade das pessoas obterem melhor compreensão do que representam os relacionamentos, seus desejos mais íntimos, do que é sexualidade, sexo e intimidade. Esse nicho de negócio, de certa forma, restringe-se a atuação de Coaches que conseguiram transcender suas crenças, limites e valores, chegando a um ponto de equilíbrio de instintos, emoções e ações levando-os a ter o preparo adequado para guiar pessoas a transcendência de suas vidas, relacionamentos e anseios, libertando seu potencial criativo para a realização e concretização de extraordinárias vivências seja no âmbito de intimidade, sexualidade, pessoal e professional. 1.1 MOTIVAÇÃO DO PROCESSO Durante todo meu período de vida e, adicionalmente desde 2004 envolvido em atividades sociais levando pessoas a alcançarem resultados extraordinários em suas vidas, pude perceber que as questões sobre relacionamentos podem impedir o sucesso integral na vida das pessoas. O grande fato é que estar bem resolvido com os relacionamentos de sua vida tende a levar uma pessoa a aplicar seu potencial criativo de forma mais eficaz e eficiente no dia-a-dia, encontrar a segurança para interagir com o outro, estar de bem com sua imagem, honrar e respeitar sua história, colocar em ação seu poder de criação independente do que os outros possam pensar. É importante estar ciente que muitas pessoas são castradas por seus pais, dogmas religiosos ou amigos que acabam por impactar esse lado da criação, oprimindo ou criando pressões no pensamento criativo do indivíduo, gerando
  5. 5. Copyright © 2014 Otavio Henrique 5 insegurança e comportamentos mais ríspidos que afetam os relacionamentos, a realização de negócios, o convívio profissional, pessoal, familiar e consigo mesmo. A compressão da própria consciência relacional, da maneira de amar e ser amado, de conviver com o outro, de entender sua intensidade, ritmo de agir e forma de interagir com o mundo, pode despertar o indivíduo para a realização plena. 1.2 BENEFÍCIOS DO PROCESSO Os benefícios do Coaching de Relacionamento guiam o cliente ao sucesso integral em sua vida, encontrando o bem estar em conviver consigo mesmo, com seus parceiros afetivos, de negócios e profissionais além de libertar e expandir seu potencial criativo. Dentre os benefícios pode-se elencar: 1. Potencialização da Criatividade 2. Expansão da vida profissional 3. Relações integrais nas áreas de negócios, profissional, afetiva, familiar, amizades, além de uma relação amorosa consigo mesmo 4. Exteriorização da essência interior 5. Compreensão dos verdadeiros instintos e fontes de prazer para a vida 6. Vivência dos próprios princípios, dos valores e da espiritualidade em suas ações e no convívio com os grupos 7. Aceitação da própria imagem, de seu próprio corpo, de seu jeito de ser, de sua melhor versão Você S/A 8. Fonte de vigor para a saúde física, mental, espiritual e sexual 1.3 ESTRUTURA DO PROCESSO O processo do Coaching de Relacionamento estrutura-se forma a atuar com o cliente para competências que fortaleça-o para lidar com seus sentimentos, instintos, desejos e ofensas, com a sexualidade exposta na sociedade, como realmente receber e oferecer ideias, conhecimentos, compreensão, amor e afeto, como explorar seu poder de criação, sedução e envolvimento para gerar relações duradores, sinérgicas e potencializadas.
  6. 6. Copyright © 2014 Otavio Henrique 6 A relação dos contextos e áreas de atuação dos procedimentos e intervenções são relacionados a seguir: 1. Compreensão do contexto relacional do ambiente de convívio 2. Assimilação de comportamentos próprios e de terceiros 3. Conscientização de competências de receber e oferecer amor, afeto, ideias, conhecimentos e compreensão. 4. Aceitação e habilidade das competências de sedução e persuasão 5. Identidade relacional e papel de criador 6. Rede de relacionamentos integrais 7. Perpetuação do legado Em alusão as pesquisas e trabalhos realizados por Sigmund Freud1, Erik Erikson2 e Carl Gustav Jung3 é possível criar uma referência entre os Níveis Neurológicos e os sentimentos, ações motivadoras e inibidoras definidas para abordagem dentro do Coaching de Relacionamento, conforme descrito no quadro de referência de níveis neurológicos versus sentimentos, ações e repressões. Tabela 1Quadro de referência de níveis neurológicos versus sentimentos, ações e repressões Nível Neurológico / Transcendência Sentimento Ação x Repressão Transcendência Sabedoria Ego integral Legado Carinho, Afeto Poder de Criação x Estagnação Filiação Amor Intimidade x Isolamento Identidade Fidelidade Identidade x Confusão de Papel Crenças e Valores Competências, Ações Produtividade x Inferioridade Habilidades e Capacidades Propósitos, Intenções Iniciativa x Culpa Comportamento Vontades, Desejos Autonomia x Vergonha Ambiente Esperança, Anseios Confiança x Insegurança 1 Sigmund Freud foi um neurologista austríaco fundador dos conceitos da psicanálise. 2 Erik Erikson foi um psicólogo e psicanalista alemão que criou a teoria do desenvolvimento psicossocial. 3 Carl Gustav Jung foi um psiquiatra e psicoterapeuta suíço que criou a teoria da psicologia analítica.
  7. 7. Copyright © 2014 Otavio Henrique 7 Em prosseguimento a essa visão de atuação, é proposta uma adaptação da Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Coaching4 para que possa abranger os pontos de atuação dentro do Coaching de Relacionamento, facilitando a visualização e percepção do modelo de intervenção junto ao Coachee. Essa estruturação será nomeada de Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Coaching de Relacionamento. 4 A Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Coaching foi desenvolvida por José Roberto Marques Ambiente Comportamento Habilidades e Capacidades Crenças e Valores Identidade Afiliação Legado Local Seguro Luz Transcendência CoachingRemediativoCoachingGenerativoCoachingEvolutivo ConscienteInconsciente Transformação Carinho, afeto Poder de criação x Estagnação Amor Intimidade x Isolamento Fidelidade Identidade x Confusão de Papel Competências, Ações Produtividade x Inferioridade Propósitos, Intenções Iniciativa x Culpa Vontades, Desejos Autonomia x Vergonha Esperanças, Anseios Confiança x Insegurança Sabedoria Ego Integral Figura 1Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Coaching de Relacionamento Adaptação da Pirâmide dos Níveis Neurológicos do Coaching © efetuada por Otavio Henrique
  8. 8. Copyright © 2014 Otavio Henrique 8 1.3.1 COMPREENSÃO DO CONTEXTO RELACIONAL DO AMBIENTE DE CONVÍVIO A compreensão do contexto relacional e do ambiente de convívio responde a indagações quanto a percepção do ambiente, fatores de incomodo, sensações, bloqueios decorrentes de insegurança e medo do desconhecido, lembranças que disparam bloqueios, ações e vivências que podem impactar a melhor convivência com o meio que está inserido. Concluindo essa etapa, reações como estresse e dispêndio de energia podem ser amenizadas provendo segurança nas ações, pró-atividade, ânimo revigorado, novos anseios e esperanças de realização. 1.3.2 ASSIMILAÇÃO DE COMPORTAMENTOS PRÓPRIOS E DE TERCEIROS A assimilação de comportamentos próprios e de terceiros atua diretamente nas vontade e desejos do cliente, identificando os pontos que podem bloquear o desenvolvimento do mesmo no contexto em que está inserido. Essa intervenção auxilia no desenvolvimento da autonomia, da autoestima que age como facilitador para a exposição de vontades, desejos e ideias que podem contribuir com o meio externo ou grupo. 1.3.3 CONSCIENTIZAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DE RECEBER E OFERECER AMOR E AFETO A conscientização das competências de receber e oferecer amor e afeto atua na questão dos propósitos e intenções que se tem a partir de uma relação e quais eventos podem levar o Coachee a um estado de interiorização de ofensas, falta de gratidão ou culpas. O procedimento nessa área auxilia o Coachee a ter mais iniciativa, desenvolvendo competências de compreensão e perdão, facilitando a comunicação e a busca de relacionamentos mais assertivos e diretos.
  9. 9. Copyright © 2014 Otavio Henrique 9 1.3.4 ACEITAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS DE SEDUÇÃO E PERSUASÃO A aceitação das competências de sedução e persuasão estão diretamente relacionadas com a capacidade do Coachee em lidar com a promoção de suas próprias competências e ações. Quando o cliente encontra-se em um estado de castração de suas competências deixa de conseguir êxito em suas ações, permanecendo sem a conquistar de reconhecimentos, dos resultados almejados e de articulação do meio em que está inserido, resumindo, deixou de criar e sente-se inferiorizado por estar estéril para a criação de resultados. A ressignificação neste estágio leva o cliente a alavancar o seu grau de produtividade e performance, seja pessoal, profissional, sexual, espiritual ou capacidade de relacionar-se com o meio social e até com suas próprias capacidades. 1.3.5 IDENTIDADE RELACIONAL E PAPEL DE CRIADOR A definição da identidade relacional e do papel de criador relaciona-se com a aceitação do próprio ser, de sua imagem, seus desejos, vontades, de seu corpo, capacidades, habilidades e o da competência de resiliência e fidelidade aos próprios valores e de assumir a si mesmo para o meio externo com toda segurança e convicção. Intervir nesse nível direciona o Coachee a encontrar qual é seu real papel no mundo, ter a clareza de seus instintos mais profundos e como pode utilizá-los para gerar valor, para assumir seu papel de criador e reprodutor de sucesso. É o poder de afirmação de quem é para o mundo. 1.3.6 REDE DE RELACIONAMENTOS INTEGRAIS A rede de relacionamentos integrais somente pode ser atingida com o amor oferecido ao universo, ligado a competência de doar aos participantes da rede conhecimento, valor. É viver o presente, agir de forma impactante sem esperar nada em troca, resume no desapego e na vontade de viver o momento, o relacionamento da forma mais intensa.
  10. 10. Copyright © 2014 Otavio Henrique 10 Esse nível gera transformações profundas, direcionando o Coachee a obter a competência de relacionar-se em níveis de segurança e intimidade profundos, promovendo relacionamentos sadios, fortes e francos. Promove a interdependência e fortalece o respeito e convivência com os parceiros. 1.3.7 PERPETUAÇÃO DO LEGADO A perpetuação do legado direciona ao poder de criação do Coachee, transcendendo as barreiras da estagnação e passando a capacidade colocar o amor em ação, tornando-o em afeto e conduzindo a própria vida a inspirar a si e seus parceiros a experiências de extremo êxtase. Neste ponto, transforma-se em fonte infinita de criação, todos os problemas transformam-se em novas ideias e soluções. O Coachee concluindo essa etapa, ultrapassa a capacidade de criar de maneira individual e passa a estimular seus parceiros a fazer parte de suas criações, a criarem e a conduzi-los a seus processos pessoais como um grande pai, parceiro de negócios, amigo, mentor ou porto seguro. 1.4 CONCLUSÃO DO PROCESSO A conclusão do processo de Coaching de Relacionamento resulta na conquista do ego integral do Coachee, da sabedoria em lidar com suas relações consigo mesmo, com os parceiros afetivos, de negócios, profissionais, amigos e com a própria imagem e a própria essência. Neste estágio, o cliente consegue ser um criador para sua vida e para o meio social em que convive. É forte, franco, robusto e segue conquistando e seduzindo a todos com sua exuberância, fonte de saber e produção que inspira e motiva a si e aos demais a viver de forma plena, livre e desapegada em que o grande objetivo é fazer de cada momento, de cada vivência a melhor experiência possível. A existência deixa de ser movida por instintos para ser movida pela clareza de sentimentos, desejos e ambições da mais pura essência do próprio ser.

×