ANGIOSPERMAS 
PROFESSOR: ALEXANDRE BARCELOS
• Representa maior 
parte das plantas 
atuais. 
• Representam o filo 
Anthophyta que 
inclui cerca de 
450.000 espécies 
•...
• Possuem inúmeras 
linhas evolutivas 
• Duas muito 
grandes: Classe das 
Monocotiledôneas 
(90,000 espécies) e 
as Eudico...
AANNGGIIOOSSPPEERRMMAASS:: FFIILLOO 
MMAAGGNNOOLLIIOOPPHHYYTTAA OOUU AANNTTHHOOPPHHYYTTAA 
• A classificação das angiosper...
PPrriinncciippaaiiss ddiiffeerreennççaass 
* Crescimento 
secundário verdadeiro 
usualmente presente 
nas Eudicotiledôneas...
DIFERENÇAS ENTRE LILIOPSIDAS EE EEUUDDIICCOOTTIILLEEDDÔÔNNEEAASS 
QQUUAANNTTOO ÀÀ DDIISSPPOOSSIIÇÇÃÃOO DDOOSS VVAASSOOSS C...
• Nutrição: Quase todas de vida livre, mas existem 
formas parasíticas e saprofíticas Ex: Visgo e 
Cuscuta/ cachimbo-india...
FLOR E POLINIZAÇÃO 
• O desenvolvimento de flores típicas, mais 
atraentes para os agentes polinizadores, 
representou um ...
FFLLOORR:: ÓÓRRGGÃÃOO RREEPPRROODDUUTTOORR 
• Flor é um Sistema Caulinar determinado 
• Angeiom = vaso; sperma = semente
PARTES DE UMA FLOR 
Em uma flor completa podemos notar as seguintes 
partes: 
• Pedicelo: ramo que contém a flor 
• Recept...
FORMAÇÃO DDOO GGRRÃÃOO DDEE PPÓÓLLEENN 
((MMIICCRROOSSPPOORROOGGÊÊNNEESSEE EE MMIICCRROOGGAAMMEETTOOGGÊÊNNEESSEE))
PÓLEN
GRÃO DE PÓLEN 
O grão de pólen 
funciona como uma 
impressão digital, 
possuindo uma 
forma determinada 
para cada espécie...
FFOORRMMAAÇÇÃÃOO DDOO GGAAMMEETTAA FFEEMMIINNIINNOO 
((MMEEGGAASSPPOORROOGGÊÊNNEESSEE EE MMEEGGAAGGAAMMEETTOOGGÊÊNNEESSEE)...
Ciclo de vida: Angiospermas 
Endosperma 
(3n) 
Dupla 
fecundação 
Frutos 
Célula vegetativa 
Polinização 
Antera 
Óvulo 
M...
AAGGEENNTTEESS PPOOLLIINNIIZZAADDOORREESS 
• Polinização: Transporte do grão de pólen 
da parte masculina para a parte fem...
VISÃO HUMANA 
VISÃO INSETO
• Segundo os cientistas, os insetos são capazes 
de enxergarem comprimento de onda 
referente ao infravermelho, que consis...
Fatores de atração de polinizadores: 
Alimentos: néctar – localizado na base das 
pétalas 
grãos de pólen comestíveis 
A p...
Não ZOOFILIA 
podemos 
confundir 
zoofilia, que 
é o 
transporte 
de grãos de 
pólen por 
animais, 
com 
zoocoria, 
que é ...
TIPOS DE INFLORESCÊNCIAS
TIPOS DE INFLORESCÊNCIAS
EEVVOOLLUUÇÇÃÃOO DDOOSS EESSPPOORRÓÓFFIITTOOSS
FFRRUUTTOOSS 
EE 
SSEEMMEENNTTEESS 
Abacate: fruto 
carnoso, tipo drupa. 
Tomate: fruto 
carnoso, tipo baga.
FRUTO PROTEGE A(S) SEMENTE(S) E 
FACILITA SUA DISPERSÃO
FFRRUUTTOOSS EE SSEEMMEENNTTEESS 
• O fruto origina-se do ovário desenvolvido. 
• A semente resulta do óvulo fecundado. 
•...
CLASSIFICAÇÃO DOS FRUTOS 
A. Quanto à origem carpelar 
1. Fruto simples: origina-se de uma flor com 
um único ovário. Ex.:...
PSEUDOFRUTOS 
Quando outras partes da flor, além do ovário, podem 
tornar-se comestíveis, classificam-se em: 
• Pseudofrut...
PSEUDOFRU 
TOS 
SIMPLES
PSEUDOFRUTOS AGREGADOS OU 
COMPOSTOS
PSEUDOFRUTOS: INFRUTESCÊNCIAS 
OU FRUTOS MÚLTIPLOS
ZOOCORIA 
Zoocoria - 
transporte 
de 
sementes 
por 
animais.
SEMENTES DE EUDICOTILEDÔNEAS E 
LILIOPSIDAS (MONOCOTILEDÔNEAS)
SEMENTE DE ABACATE
Relações filogenéticas 
Embriófitas 
Traqueófitas (plantas vasculares) 
Espermatófitas (plantas que produzem sementes) 
Al...
2   angiospermas
2   angiospermas
2   angiospermas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 angiospermas

829 visualizações

Publicada em

plantas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
829
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 angiospermas

  1. 1. ANGIOSPERMAS PROFESSOR: ALEXANDRE BARCELOS
  2. 2. • Representa maior parte das plantas atuais. • Representam o filo Anthophyta que inclui cerca de 450.000 espécies • Possuem flores e frutos
  3. 3. • Possuem inúmeras linhas evolutivas • Duas muito grandes: Classe das Monocotiledôneas (90,000 espécies) e as Eudicotiledôneas (200.000 espécies)
  4. 4. AANNGGIIOOSSPPEERRMMAASS:: FFIILLOO MMAAGGNNOOLLIIOOPPHHYYTTAA OOUU AANNTTHHOOPPHHYYTTAA • A classificação das angiospermas está passando por grandes modificações, por enquanto adotaremos a classificação abaixo: Filo ou divisão Classe % de espé-cies Magnoliophyta ou Anthophyta (anthos = flor) Magnoliopsida (dicotiledôneas) Dicotiledôneas basais ou paleodicotiledôneas 3 eudicotiledôneas Liliopsida 97 (monocotiledôneas)
  5. 5. PPrriinncciippaaiiss ddiiffeerreennççaass * Crescimento secundário verdadeiro usualmente presente nas Eudicotiledôneas e raro nas momocotiledôneas
  6. 6. DIFERENÇAS ENTRE LILIOPSIDAS EE EEUUDDIICCOOTTIILLEEDDÔÔNNEEAASS QQUUAANNTTOO ÀÀ DDIISSPPOOSSIIÇÇÃÃOO DDOOSS VVAASSOOSS CCOONNDDUUTTOORREESS NNOO CCAAUULLEE • A figura A representa o corte transversal de um caule de Liliopsida, com estrutura acatostélica e na figura B o corte de uma magnoliopsida eudicotiledônea apresenta caule com estrutura eustélica.
  7. 7. • Nutrição: Quase todas de vida livre, mas existem formas parasíticas e saprofíticas Ex: Visgo e Cuscuta/ cachimbo-indiano. Viscum album Monotropa uniflora
  8. 8. FLOR E POLINIZAÇÃO • O desenvolvimento de flores típicas, mais atraentes para os agentes polinizadores, representou um marco evolutivo no reino vegetal. • Além da economia de grãos de pólen os agentes polinizadores promoveram uma melhora na troca de material genético, aumentando dessa forma a variabilidade genética e a biodiversidade desse grupo.
  9. 9. FFLLOORR:: ÓÓRRGGÃÃOO RREEPPRROODDUUTTOORR • Flor é um Sistema Caulinar determinado • Angeiom = vaso; sperma = semente
  10. 10. PARTES DE UMA FLOR Em uma flor completa podemos notar as seguintes partes: • Pedicelo: ramo que contém a flor • Receptáculo floral: parte do ramo floral em que se encaixam diversos tipos de folhas especializadas, os elementos florais. • Elementos florais férteis (formadores de esporângios): Carpelos ou megasporófilos – formam os óvulos Estames ou microsporófilos – formam os grãos de pólen • Elementos florais estéreis: Pétalas – em geral, delicadas e coloridas, cujo conjunto forma a corola. Sépalas – em geral menores, mais espessas e verdes, cujo conjunto forma o cálice. Elementos florais são conjuntos de partes iguais da flor.
  11. 11. FORMAÇÃO DDOO GGRRÃÃOO DDEE PPÓÓLLEENN ((MMIICCRROOSSPPOORROOGGÊÊNNEESSEE EE MMIICCRROOGGAAMMEETTOOGGÊÊNNEESSEE))
  12. 12. PÓLEN
  13. 13. GRÃO DE PÓLEN O grão de pólen funciona como uma impressão digital, possuindo uma forma determinada para cada espécie vegetal e é complementar ao estigma, evitando, como por exemplo, que um castanheiro fecunde uma gramínea.
  14. 14. FFOORRMMAAÇÇÃÃOO DDOO GGAAMMEETTAA FFEEMMIINNIINNOO ((MMEEGGAASSPPOORROOGGÊÊNNEESSEE EE MMEEGGAAGGAAMMEETTOOGGÊÊNNEESSEE))
  15. 15. Ciclo de vida: Angiospermas Endosperma (3n) Dupla fecundação Frutos Célula vegetativa Polinização Antera Óvulo Meiose Meiose Megásporo Células que degeneram Célula geradora Envoltórios Saco embrionário (gametófito feminino) Oosfera (n) Núcleos polares (n) Células espermáticas Tubo polínico Zigoto Embrião (2n) Parede do óvulo Semente Grão de pólen (gametófito masculino)
  16. 16. AAGGEENNTTEESS PPOOLLIINNIIZZAADDOORREESS • Polinização: Transporte do grão de pólen da parte masculina para a parte feminina de uma mesma flor ou de outra. • Anemofilia – polinização feita pelo vento (gimnospermas e liliopsidas como as gramíneas). • Entomofilia – polinização feita por insetos. • Ornitofilia – polinização feita por pássaros. • Quiropterofilia - polinização feita por morcegos.
  17. 17. VISÃO HUMANA VISÃO INSETO
  18. 18. • Segundo os cientistas, os insetos são capazes de enxergarem comprimento de onda referente ao infravermelho, que consiste em emissão de calor. • Comparando as figuras notamos que as áreas mais escuras da pétala da flor pela visão do ser humano, vão absorver mais energia, aumentando sua temperatura em relação às suas partes mais claras. • Desta forma os insetos enxergarão melhor, as partes com temperaturas mais elevadas, pois estas estão brilhando em relação às outras partes da flor, com temperaturas menores.
  19. 19. Fatores de atração de polinizadores: Alimentos: néctar – localizado na base das pétalas grãos de pólen comestíveis A polinização pode ocorrer de dia ou de noite: Dia - corola colorida e vistosa perfume Noite – perfume forte corola branca ou escura
  20. 20. Não ZOOFILIA podemos confundir zoofilia, que é o transporte de grãos de pólen por animais, com zoocoria, que é o transporte de sementes por animais.
  21. 21. TIPOS DE INFLORESCÊNCIAS
  22. 22. TIPOS DE INFLORESCÊNCIAS
  23. 23. EEVVOOLLUUÇÇÃÃOO DDOOSS EESSPPOORRÓÓFFIITTOOSS
  24. 24. FFRRUUTTOOSS EE SSEEMMEENNTTEESS Abacate: fruto carnoso, tipo drupa. Tomate: fruto carnoso, tipo baga.
  25. 25. FRUTO PROTEGE A(S) SEMENTE(S) E FACILITA SUA DISPERSÃO
  26. 26. FFRRUUTTOOSS EE SSEEMMEENNTTEESS • O fruto origina-se do ovário desenvolvido. • A semente resulta do óvulo fecundado. • Caroço: nome dado à semente de frutos como pêssego e abacate – possuem um só óvulo. • Sementes: frutos como o tomate e as leguminosas possuem várias sementes, porque tem ovário com vários óvulos.
  27. 27. CLASSIFICAÇÃO DOS FRUTOS A. Quanto à origem carpelar 1. Fruto simples: origina-se de uma flor com um único ovário. Ex.: tomate, pêssego, berinjela. 2. Fruto agregado: origina-se de uma flor com vários ovários. Ex.: framboesa, amora, morango. 3. Fruto múltiplo: compõe-se de ovários de diversas flores. Ex.: jaca, abacaxi. B. Quanto à natureza do pericarpo 1. Fruto carnoso: apresenta pericarpo suculento; pode ser do tipo baga ou drupa. 2. Fruto seco: apresenta pericarpo não-suculento; pode ser deiscente ou indeiscente.
  28. 28. PSEUDOFRUTOS Quando outras partes da flor, além do ovário, podem tornar-se comestíveis, classificam-se em: • Pseudofruto simples: maçã, caju. • Fruto agregado: amora, morango, framboesa. • Fruto múltiplo ou infrutescência: abacaxi, figo, atemóia.
  29. 29. PSEUDOFRU TOS SIMPLES
  30. 30. PSEUDOFRUTOS AGREGADOS OU COMPOSTOS
  31. 31. PSEUDOFRUTOS: INFRUTESCÊNCIAS OU FRUTOS MÚLTIPLOS
  32. 32. ZOOCORIA Zoocoria - transporte de sementes por animais.
  33. 33. SEMENTES DE EUDICOTILEDÔNEAS E LILIOPSIDAS (MONOCOTILEDÔNEAS)
  34. 34. SEMENTE DE ABACATE
  35. 35. Relações filogenéticas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas (plantas que produzem sementes) Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas Flores e frutos Sementes Vasos condutores de seiva Embrião retido no gametângio feminino Gametângios revestidos por células estéreis

×