Angiospermas

24.296 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.296
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
825
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Angiospermas

  1. 1. ANGIOSPERMASPlantas vasculares com flores e frutos Profa. Lilian Escobar
  2. 2. ANGIOSPERMASGrupo + complexo entre os vegetais - plantasdominantes do mundo visível.Estão classificadas no filo Magnoliophyta e tbAnthophyta (do grego, antho - flor).Aparecimento na Era Mesozoica, períodoCretáceo (65,5 ± 0,3 a 145,5 ± 4,0) milhões deanos atrás e diversificação na Era Cenozoica(55,8 ± 0,2 a 65,5 ± 0,3) milhões de anos.
  3. 3. Diversidade das angiospermas- 285 mil espécies descritas.Extremamente diversas: milho; banana; amendoim;palmito; coco; mangueiras; laranjeiras; goiabeiras;canela; café; castanha-do-pará; arroz; feijão; trigo;coqueiros; orquídeas; roseiras; ipês; plantas aquáticas -lentilhas-d’água; ninfeias; valisnérias etc; cactáceas comoo mandacaru (Cereus), coroa-de-frade (Melocactus).
  4. 4. SistemáticaAtualmente filo Magnoliophyta:• Classe Dicotyledones• Classe Eudicotyledones• Classe MonocotyledonesEudicotiledôneas e monocotiledôneas = 97% dasespécies, 3% restantes - dicotiledôneas comcaracterísticas mais primitivas.É o grupo + numeroso, com espécies de grande porte(eucaliptos c/ troncos com + de 110 m. de altura e 20 m.de circunferência, até espécies c menos de 1 mm decomprimento.
  5. 5. Características gerais das angiospermasSão vasculadas ou traqueófitas (dotadas de vasos condutores de seivas).Características exclusivas: flores e frutos.Formam sementes - espermatófitas.Formam flores verdadeiras, com estames e carpelos (monóclinas), ou ainda estames oucarpelos (díclinas).Flores contêm sépalas, pétalas, osmóforos (secretores de odor) e nectários para aatração de agentes polinizantes.Mais evoluídas: geração esporofítica se torna maior e + independente do gametófito,enqto gametofítica se torna menor e + dependente do esporófito”.Dupla fecundação é uma característica distintiva das angiospermas.Os óvulos das angiospermas apresentam tegumento duplo e estão encerrados dentrodo pistilo, constituído por um ou mais carpelos (megasporófitos). Fecundados -sementes.O ovário transforma-se no fruto.Frutos abrigam as sementes e auxiliam na dispersão vegetal.Fecundação - sifonógama, ou seja, não depende de água do meio ambiente e sim dotubo polínico.Reproduzem-se por alternância de gerações.
  6. 6. REPRODUÇÃO NAS ANGIOSPERMASSão plantas vasculares com sementes efrutos, com ciclo de vida semelhante ao dasgimnospermas.• Gimnospermas: estróbilos• Angiospermas: floresPartes: pedúnculo  dá sustentação da florno caulereceptáculo  onde estão inseridos osverticilos floraisandroceu estames: sistema masculino dereproduçãogineceu carpelos ou pistilo: sistemafeminino de reproduçãoCorola  conjunto de folhas modificadas,geralmente coloridas - pétalas
  7. 7. Estrutura e constituição dos estames• São os esporófilos masculinos. Onde encontramos os microsporângios – produtores de micrósporos (grãos de pólem).• Filete: estrutura filamentosa que sustenta a antera – porção dilatada do filete onde estão os sacos polínicos ou microsporângio
  8. 8. Estrutura e constituição dos carpelos• São os esporófilos femininos. Cada um é formado por um estigma, um estile e um ovário.Estigma: porção apical  receptora de pólen, sustentadapelo estilete.Ovário: na porção basal do carpelo  onde são produzidose armazenados os óvulosCada óvulo é um megasporângio – estrutura produtora demegásporoCélula mãe do megásporo (2n)  meiose  4 células(n), 3 degeneram – 1 megásporo funcional que cresce eocupa o espaço interno do megasporângio.Placentação: modo como os óvulos se dispõem na paredeinterna do ovário até a maturidade.
  9. 9. Estrutura e constituição
  10. 10. REPRODUÇÃO NAS ANGIOSPERMAS
  11. 11. POLINIZAÇÃOTransporte do grão de pólen até o estigma.Pode ocorrer pela ação do vento (anemófila), por seresvivos – insetos (entomófila), morcegos (quiroptelófila) ouaves (ornitófila)Flores polinizadas por insetos ou aves  cálice e corolavistosos, coloridos, estruturas produtoras de odores e denéctar.
  12. 12. GERMINAÇÃO DO PÓLEN EFERTILIZAÇÃO• Grão de pólen - alcança o estigma, adere e germina  tubo polínico  penetra no estilete em direção ao óvulo. Núcleo reprodutivo  antes de atingir o óvulo, divide-se e origina 2 núcleos espermáticos haploides (n) – os gametas masculinos.• Tubo polínico  o gametófito masculino. Penetra no óvulo pela micrópila –dupla fecundação, característica das angiospermas:• 1. Núcleo espermático + oosfera = zigoto• 2. Núcleo espermático + dois núcleos polares = célula triploide (3n)  mitose  tecido triploide (3n) -reserva nutritiva para o embrião (albúmen ou endosperma).
  13. 13. FORMAÇÃO DA SEMENTE E DO FRUTOApós fecundação: desenvolvimento do ovário  fruto Óvulos  originam as sementes.• Semente  tegumento ou casca (proteção do embrião) + embrião (2n) + endosperma (3n).• Embrião: 3 partes - folhas embrionárias (cotilédones) + radícula + caulículo• Fruto: parede, o pericarpo (com 3 regiões: epicarpo, mesocarpo - parte comestível e endocarpo)..
  14. 14. O CICLO DE VIDA DAS ANGIOSPERMAS
  15. 15. DISPERSÃO DOS FRUTOSSementes protegidas pelos frutos tem mais chance dedispersão pelo vento, pela água ou agarrados aos pelosdos animais.Acúmulo de reservas nutritivas no fruto colabora naatração de animais consumidores dessas reservas.
  16. 16. REPRODUÇÃO ASSEXUADA NASPLANTAS VASCULARESEm pteridófitas, gimnospermas e angiospermas - a partirde pedaços do caule  propagação vegetativa.• Gemas ou botões vegetativos: regiões com tecidos indiferenciados  meristemas primários

×