DOR - FISIOPATOLOGIA    Carlos Darcy Alves Bersot        Título Superior em Anestesiologia-SBA Responsável pelo CET-Hospit...
“A MISÉRIA DE UMA VIDA SEM DOR”
FISIOPATOLOGIA DA DOR Dor: é uma experiência sensorial subjetiva e  complexa,de natureza cognitiva e emocional,normalmente...
   Anesth Analg 2007;105:205-221
QUAL É A REALIDADE?71%DOS PACIENTES TINHAM DORSENDO QUE 51% TINHA DOR HOSPITALIZADO          20% TINHAM DOR EM ALTA...
Recomendações   AVALIAR A DOR PÓS OPERATÓRIA   ESCUTAR E COMPREENDER O    PACIENTE   CONHECER A FISIOPATOLOGIA DA    DOR
TIPOS DE DOR: AGUDA E CRÔNICA  DOR AGUDA        DOR SUBAGUDA        DOR CRÔNICA Minutos – Dias         Semanas         Mes...
concept of pain to Rene Descartes
Spinothalamic Pathway                           Primary somatosensory                           cortex (S1)               ...
NEUROTRANSMISSÃO DA DOR                                          SNC ATIVADORES: Histamina, BK  Serotonina         Fibras ...
Substância P
Dor inflamatório   Inflamação                         Dor espontânea                         Hipersensibilidade           ...
Dor Nociceptivo     Frio                  Dor                           Resposta autonômica   Quente                  Refl...
Dor Neuropático                    Dor espontânea                    Hipersensibilidade                       cérebroNeurô...
TIPOS DE FIBRAS
Nociceptors
Dor rápida e dor lenta                              Dor aguda bem localizada                           Intensidade    Fibr...
Dor aguda           Nociceptor       Dor Crônica                      Glutamato                                        Sus...
Spinothalamic Pathway                           Primary somatosensory                           cortex (S1)               ...
Estímulo nocivo                                Ausência de  ou injúria do nervo                            Estímulo nocivo...
4. Somatosensory cortexLocated in the postcentral gyrus of thehuman cerebral cortex.
Mecanismo de Ação                    PAG              NMR
Mecanismo de Ação                                         Córtex             Opióides                                     ...
Regulação da dor     Teoria do Portão Medular (Melzack e                    Wall)                                  Fibras ...
Percepção                                            Sofrimento Fármacos                     Anestesia       Tálamo utiliz...
PAIN…                       International Association for the Study of                                          Pain      ...
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY

1.451 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.451
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • websites
  • PAIN-PHYSIOLOGY AND PHYSIOPATOLOGY

    1. 1. DOR - FISIOPATOLOGIA Carlos Darcy Alves Bersot Título Superior em Anestesiologia-SBA Responsável pelo CET-Hospital Federal da Lagoa-SUSMédico Anestesiologista do Hospital Pedro Ernesto-UERJ
    2. 2. “A MISÉRIA DE UMA VIDA SEM DOR”
    3. 3. FISIOPATOLOGIA DA DOR Dor: é uma experiência sensorial subjetiva e complexa,de natureza cognitiva e emocional,normalmente provocada por estímulos nocivos.
    4. 4.  Anesth Analg 2007;105:205-221
    5. 5. QUAL É A REALIDADE?71%DOS PACIENTES TINHAM DORSENDO QUE 51% TINHA DOR HOSPITALIZADO 20% TINHAM DOR EM ALTA...
    6. 6. Recomendações AVALIAR A DOR PÓS OPERATÓRIA ESCUTAR E COMPREENDER O PACIENTE CONHECER A FISIOPATOLOGIA DA DOR
    7. 7. TIPOS DE DOR: AGUDA E CRÔNICA DOR AGUDA DOR SUBAGUDA DOR CRÔNICA Minutos – Dias Semanas Meses - AnosEstimulação nociceptiva Hiperalgesia Consolidação da hiperalgesiaCaracterísticas Dor Aguda Dor CrônicaFunção Função de Alerta Sem função fisiológicaEtiologia Agente externo DesconhecidaDuração Transiente Prolongada (<6meses)Exemplos Dor Somática Dor Neuropática, Dor visceral Dor fantasma, Cefaléia, Câncer
    8. 8. concept of pain to Rene Descartes
    9. 9. Spinothalamic Pathway Primary somatosensory cortex (S1) Thalamus Medulla Small sensory fibres: Spinothalamic tract Pain, temperature, some touch Spinal cord
    10. 10. NEUROTRANSMISSÃO DA DOR SNC ATIVADORES: Histamina, BK Serotonina Fibras aferentes 1árias AMPA - ↑Na Fibra C e Aδ Glu NMDA - ↑Ca S.P NK1 - PLC Nociceptores PG’s BK X PGE(sensibilizadores) Hiperalgesia
    11. 11. Substância P
    12. 12. Dor inflamatório Inflamação Dor espontânea Hipersensibilidade Hiperalgesia Macrófago AlodiniaMastócito cérebro Neurônio NociceptorNeutrófilo Tecidodanificado Medula espinal
    13. 13. Dor Nociceptivo Frio Dor Resposta autonômica Quente ReflexoIntensidade cérebro da força Neurônio mecânica Nociceptor irritantes químicos Medula espinal
    14. 14. Dor Neuropático Dor espontânea Hipersensibilidade cérebroNeurônioperiféricodanificado Medula espinal Danificada
    15. 15. TIPOS DE FIBRAS
    16. 16. Nociceptors
    17. 17. Dor rápida e dor lenta Dor aguda bem localizada Intensidade Fibra Aδ Dor rápida Da dorReceptores polimodades C Tempo Estímulo nocivo Intensidade Fibra C Dor lenta Da dor (pele) Tempo Estímulo nocivo Vaga queimação dolorosa
    18. 18. Dor aguda Nociceptor Dor Crônica Glutamato Sustância P Canal de K+ Guanil sintetase NMDA K+ AMPA NK-1 Ca2+ PKCAMPA: Mg 2+ Na+ K+ Na+ K+ NOAlfa-amino-3- Ca2+hidróxi-5-metil-4-isoxazol- Mg2+propionato NO sintetase Expressão do Gene c-fos
    19. 19. Spinothalamic Pathway Primary somatosensory cortex (S1) Thalamus Medulla Small sensory fibres: Spinothalamic tract Pain, temperature, some touch Spinal cord
    20. 20. Estímulo nocivo Ausência de ou injúria do nervo Estímulo nocivo Dor Dor Psicogênica Dor Somática Dor neuropática (central) Componentes da dor:Sistema Sensorial Sistema Afetivo Sistema Cognitivo / Discriminativo / Motivacional / Avaliação Intensidade, Sofrimento, Perigo de implicação, Duração, Emocional, Medo, Localização Motivacional Ansiedade
    21. 21. 4. Somatosensory cortexLocated in the postcentral gyrus of thehuman cerebral cortex.
    22. 22. Mecanismo de Ação PAG NMR
    23. 23. Mecanismo de Ação Córtex Opióides (+) (+) Tálamo PAG Hipotálamo (+) (+) (+) (+) NRPG NMR LC 5-HT Enk NA Opióides (-) Opióides Corno Dorsal AG = Substância cinzenta periaquedutalNMR = Núcleo magno da rafe PeriferiaNRPG = Núcleo reticular paragigantocelular
    24. 24. Regulação da dor Teoria do Portão Medular (Melzack e Wall) Fibras C Glu - SP Fibras Aβ Din - Enc +Coluna dorsal Fibra C SG - FET + + Interneurônio Glu Glu Neurônio de projeção Fibras Aβ Trato espinotalâmico Acuputura
    25. 25. Percepção Sofrimento Fármacos Anestesia Tálamo utilizados no alívio da dor: Morfina PAG • N. rafe • • AINES Acupuntura• Anestésicos Locais (ALs) • Anestésicos Gerais Morfina •OPIÁCEOS ALs SAC • Fármacos não opiódesde ação central (Clonidina, AINES Transecção Amitriptilina)
    26. 26. PAIN… International Association for the Study of Pain http://www.iasp-pain.org/ American Pain Foundation http://www.painfoundation.org/ American Pain Society http://www.ampainsoc.org/ American Chronic Pain Association http://www.theacpa.org/ American Academy of Pain Medicine http://www.painmed.org/about/ NIH information http://www.ninds.nih.gov/health medical/pubs/pain.htm#spinePain Seminar, Lecture #1, DEFINING PAIN, p. 2

    ×