"Como Construir uma Carreira de Sucesso para International Trader"

412 visualizações

Publicada em

"Como Construir uma Carreira de Sucesso para International Trader"

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
412
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

"Como Construir uma Carreira de Sucesso para International Trader"

  1. 1. M.I.B Business Metting International Trader Tema: Perfil do profissional, oportunidades e desafios
  2. 2. Prof. Doutor José Meireles de Sousa Jose-meireles@uol.com.br Doutor em Administração e Comércio Internacional Consultor em Negócios Internacionais Sócio da JMS – Treinamento e Desenvolvimento Profissional Professor universitário de cursos na área dos negócios internacionais 9 livros publicados em temas de gestão e comércio internacional
  3. 3. • 5ª População Mundial • 8° PIB (PPC) Mundial (US$ 3.073 tri.) • Crescimento PIB (2014) 0,3% - 198º mundo • PIB per capita – US$ 12.200 – 101º mundo • 24° Exportador (US$ 242,7 bi) (mercadorias) • 23° Importador (US$ 241,9 bi) • Participação exportações mundiais mercadorias1,35 % (estável) • Participação importações mundiais mercadorias 1,28 % (estável) • Participação na Corrente de Comércio mundial – 1,31 % (estável) • Exportação de serviços US$ 37 bi (2013) • Importação de serviços US$ 83 bi (2013) O Brasil no ambiente globalizado (2014) Fonte: CIA World Factbook, 2015; Organização Mundial do Comércio – OMC (2015); MDIC (2015)
  4. 4. Fundado em 1991, com o tartado de Assunção, o MERCOSUL, visa promover a livre circulação e troca de bens e pessoas entre os países membros O Brasil é a porta de entrada para o MERCOSUL Os países membros do MERCOSUL: Argentina, Brasil, Uruguai ; Paraguai et Venezuela; Bolívia está em processo de adesão. O Brasil na América do Sul
  5. 5. Principais produtos comercializados pelo Brasil (2014) Exportações (US$ 225,101 bilhões) Importações (US$ 229,060 bilhões) 1. Complexo de Soja – 14,0% 2. Minérios – 12,6% 3. Petróleo e Combustíveis – 11,2% 4. Material de Transporte – 9,1% 5. Carnes – 7,5% 6. Químicos – 6,7% 7. Produtos Metalúrgicos – 6,4% 8. Açúcar e Etanol – 4,6% 9. Máquinas e Equipamentos – 3,9% 10. Papel e Celulose – 3,2% Amostra refere 79,20 % do total importado 1. Combustíveis e Lubrificantes - 19,7%; 2. Equipamentos Mecânicos - 13,9% 3. Equip. Elétricos e Eletrônicos – 11,8% 4. Automóveis e partes – 8,5% 5. Químicos Org. e Inorgânicos – 5,9 % 6. Plásticos e Obras – 3,9 % 7. Fertilizantes – 3,7% 8. Ferro, Aço e obras – 3,3% 9. Farmacêuticos – 3,2% 10. Instr. Ótica e Precisão – 3,0% Amostra refere 76,90 % do total importado Fonte: MDIC, 2015
  6. 6. A situação atual do comércio exterior brasileiro • Participação das importações brasileiras no total mundial  1,26% (2012) • Participação das exportações brasileiras no total mundial  1,36% (2012) • Derivados de petróleo  19,1% do total das importações brasileiras (2013)
  7. 7. Tipos de empresas que operam em comércio exterior  As empresas industriais e de serviços  As empresas comerciais exportadoras  As empresas “Trading”  Os agentes comerciais  Os “brokers” de mercadorias  Os “traders”
  8. 8. Empresas que apoiam as operações de comércio exterior  Despachantes aduaneiros  Comissária de despacho aduaneiro  Transitários de carga  Empresas de logística  Armadores, empresas de transportes rodoviários, ferroviários e aéreos.  Empresas de inspeção (ex. Bureau Veritas)  Bancos  Seguradoras ( de transporte internacional e de crédito)
  9. 9. Tradings, comerciais exportadoras e os traders  Dominam procedimentos comerciais;  Conhecem mercados e suas características;  Identificam os riscos comerciais e fiscais;  Identificam os procedimentos necessários à contratação de transporte e seguro; formas de pagamentos;  Identificam os financiamentos disponíveis;  Atenuam as diferenças de idiomas e costumes entre empresas de diferentes países;  Facilitam a colocação dos produtos no exterior pela dedicação total aos mercados exteriores
  10. 10. Ser fonte de riqueza Deixar-se comprar Valorizar-se Negociar de forma pró-ativa Os Dilemas das empresas exportadoras brasileiras...
  11. 11. Criação de espaço na mente do consumidor Cultura de mercado do empresário Para as empresas se desenvolverem deverão transmitir valor para os consumidores   Os Dilemas das empresas exportadoras brasileiras...
  12. 12.  Controlando os seus produtos até aos seus consumidores Somente com o controle de seus produtos até ao mercado as empresas podem conhecer os seus consumidores, agregando valor e possibilitando o seu desenvolvimento Objetivos prioritários para as empresas
  13. 13. As dificuldades no crescimento das empresas nos mercados exteriores AS SOLUÇÕES “AS DIFERENÇAS CULTURAIS” A necessidade de adaptação a diferentes culturas
  14. 14. Adaptação do trader a outras culturas
  15. 15. A necessidade de adaptação a diferentes culturas  Os métodos que na sociedade utiliza para resolver os seus problemas  Uma programação coletiva de mentalidades Ou simplesmente… Cultura é a maneira como fazemos as coisas por aqui… John Mole
  16. 16. Cultura e comportamento • Uma cultura diferente implica: – comportamento consumidor diferente – tradições de trabalho diferente – processos empresariais diferentes • Não se adaptar à cultura local pode … – Criar problemas de interpretação entre o trader e o ambiente local – Tornar as ações do trader menos efetivas – Causar fracassos dispendiosos
  17. 17. Cultura e comportamento • Assim é fundamental… – Aprender o “máximo” possível sobre o mercado antes de entrar – Entrar passo a passo – Planejar uma organização flexível – Construir com base em recursos humanos locais – Conhecer os seus clientes, fornecedores e colegas:  Comprar “conhecimento”  Estabelecer joint ventures com entidades locais  Participar na sociedade local
  18. 18. SEGUNDA PARTE PERFIL DOS PROFISSIONAIS
  19. 19. O profissional na “nova economia” Os vetores de desenvolvimento da Nova Economia  RAPIDEZ – Na tomada de decisão  PROXIMIDADE – Da organização aos seus públicos  FOCO – Atuação focada no público alvo  INTEGRAÇÃO EMPRESA / SOCIEDADE – Desenvolvimento harmonioso
  20. 20. O profissional da “nova economia” Qualidades  PENSAMENTO SISTÊMICO Capacidade de considerar as várias áreas da empresa e o seu relacionamento  COMPETENCIA INTERCULTURAL Capacidade de compreender as diferenças  TREINAMENTO CONTÍNUO E EXTENSIVO “C.K.Prahalad”
  21. 21. Profissional Cosmopolita Sem fronteiras Pró-Ativo Saber lidar com as adversidades Administra as emoções Não desvia da trilha do sucesso Prospera para poder vender talento e habilidades Fonte: Ludovico (mimeo, 2009)
  22. 22. Perfil profissional do International Trader  Empreendedor – Persuasivo, social e se valoriza. Utiliza as palavras de forma hábil.  Compreensivo – prestativo e amável, buscando seu apoio em amizades  Racional – extremamente organizado até nos detalhes  Controla o processo – voltado para resultados e detentor de todo o processo  Sabe negociar – planejamento / negociação distributiva e integrativa / MAANA Fonte: Kuazaqui, 2007 PERFIL DO TRADER
  23. 23. Atividades do profissional de comércio exterior  Negociações com o Exterior  Procedimentos Administrativos de Comex  Normas Cambiais / Pagamentos  Logística Operacional  Incentivos Fiscais e Financeiros  Sistema Aduaneiro  Regimes Aduaneiros  Legislação Internacional 25
  24. 24. Os Traders e as operações em mercados exteriores  Pesquisa de mercados exteriores  Intermediação na negociação entre exportador e importador  “Principal” e “Broker” de mercadorias  Resolução de problemas decorrentes das operações (follow-up)  Continuidade do relacionamento com fornecedores e clientes
  25. 25. • A necessidade de vender e não de se “deixar comprar”; • A necessidade de ir mais longe na cadeia produtiva; • A necessidade de entender os riscos das operações de compra e venda internacional e como ultrapassá-los; • A necessidade de controlar os seus produtos e não somente de os vender. • A necessidade de se INTERNACIONALIZAR e não somente de exportar. Concluindo a pró-atividade necessária e o papel dos traders
  26. 26. Obrigado pela participação de todos!

×