O comércio

1.494 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.494
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
979
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O comércio

  1. 1. Agrupamento de Escolas Cávado-Sul[Escolher a Escola E. B 2,3 S. Rosendo – Santo Tirso data] Guião de Estudo Geografia - 9º Ano Lectivo 2011/2012 O Comércio O comércio é uma actividade económica que se dedica à compra e venda de bens, pertencendo ao sector terciário. Este sector corresponde a todas as actividades económicas onde não exista nenhuma produção de bens materiais. Embora o comércio e os serviços sejam actividades que existem há muito tempo, a sua importância actual resulta do desenvolvimento das sociedades modernas, industrializadas e urbanizadas. É através do comércio que se realizam as trocas de bens entre pessoas, regiões e países. O comércio pode realizar-se dentro do mesmo país (comércio interno) ou entre países (comércio externo ou internacional). Na segunda metade do século XX, deu-se uma grande expansão do comércio internacional de mercadorias. O grande aumento do comércio mundial tem como principais razões: - o crescimento da população mundial, que fez aumentar o consumo; - a intensificação da produção industrial, que fez crescer muito a oferta; - a modernização dos transportes, que aumentou o volume de tráfego de mercadorias; - o desenvolvimento das telecomunicações, que desenvolveu a publicidade e possibilitou a realização de negócios a longas distâncias; - o desenvolvimento do mundo empresarial. O comércio externo consiste nas trocas comerciais entre os países. A compra de bens de um país realiza a outro denomina-se importação. A venda de bens de um país a outro designa-se exportação. As exportações e importações evidenciam os contrastes de desenvolvimento a nível mundial. Os maiores exportadores são os países desenvolvidos, por terem uma maior produção. Os países desenvolvidos também são os maiores importadores, devido ao maior poder de compra da população. Alguns países têm importações superiores às exportações, o que significa que têm uma balança comercial deficitária ou negativa. Os fluxos comerciais mais importantes realizam-se entre as regiões mais desenvolvidas – América do Norte, União Europeia – e a Ásia, sobretudo, com o Japão e os Novos Países Industrializados. As diferenças mundiais dos valores das exportações explicam-se pelo tipo de mercadorias exportadas. Assim, os países desenvolvidos exportam mercadorias mais valiosas, como os
  2. 2. produtos industriais, e os países em desenvolvimento exportam mercadorias de menor valorcomercial, como os produtos agrícolas e minerais.Por estas razões, o comércio internacional é mais lucrativo para os países desenvolvidos querealizam mais dinheiro com a venda dos seus produtos.Os ServiçosO sector terciário integra um grande número de actividades económicas designadas porserviços (educação, saúde, banca, serviços administrativos, turismo, entre outros).De acordo com o seu nível de qualificação, encontramos serviços pouco qualificados (limpezas,cabeleireiro e esteticista) e serviços que exigem uma elevada qualificação (cirurgia, engenhariade telecomunicações e investigação científica).O terciário inferior integra os serviços pouco qualificados e o terciário superior ou quaternário,inclui os serviços de elevada qualificação.Nos países desenvolvidos, predominam as actividades do sector terciário superior ouquaternário.Nos países em desenvolvimento, predominam as actividades do sector terciário inferior.Nas últimas décadas, o elevado crescimento do sector dos serviços ficou a dever-se:- à expansão de serviços tradicionais, como a banca, os seguros e o comércio;- ao aparecimento de novas actividades, principalmente nas áreas da informática, dastelecomunicações e do lazer;
  3. 3. - à deslocalização da indústria, que fez desenvolver os serviços de apoio à empresas,sobretudo nos Novos Países Industrializados.A contribuição do sector dos serviços para a formação do PIB e para o emprego permite, emparte, avaliar o nível de desenvolvimento dos países.Nos países desenvolvidos, devido ao maior desenvolvimento da agricultura e da indústria e aoelevado nível de vida da população, os serviços são o sector que mais contribui para aformação do PIB e do emprego. Nos países em desenvolvimento, essa contribuição é muitomenor, embora seja já bastante significativa nos Novos Países Industrializados e relativamenteelevada em alguns países, como o México.Esta situação deve-se, em parte, à concentração da riqueza numa classe privilegiada e àimportância da economia paralela.Bom Estudo! A Professora: Tânia Baptista

×