PALADAR
O PALADAR É UM DOS
CINCO SENTIDOS DOS
ANIMAIS. É UMA
CAPACIDADE QUE NOS
PERMITE RECONHECER
OS SABORES DE
SUBSTÂNCIAS
COLOC...
O GOSTO, OU PALADAR, É
ALGO ÚNICO. CADA PESSOA TEM
O SEU, COMO UMA IMPRESSÃO
DIGITAL.
O órgão responsável pelo paladar é a língua. Na parte de cima da língua,
existem pequenas elevações, que podem ser vistas ...
As dezenas de papilas linguais presentes na superfície da língua captam
os quatro sabores primários, ou as quatro sensaçõe...
Por muito tempo acreditou-se que existiam papilas
linguais diferentes para cada sabor primário, porém,
estudos recentes de...
AS PAPILAS E AS REGIÕES DA LÍNGUA QUE
RECONHECEM MAIS CADA SABOR :
•doce na ponta da língua;
•amargo no fundo da língua;
•...
CURIOSIDADES :
• Substâncias que não provocam reação alguma nas papilas
linguais são chamadas de insípidas. É o caso da água, por
exemplo...
Muitas vezes confundimos gostos e
cheiros, isso porque as sensações
olfativas e gustativas trabalham em
parceria. Quando s...
A perda ou a redução do olfato é a anomalia mais
frequente do olfato e do paladar. No início, as
pessoas costumam apercebe...
Você sabia que um chiclete perde o sabor
pela falta do açúcar e não da essência do
seu sabor? Cientistas estudaram a forma...
As cervejas exageradamente geladas
escondem seu verdadeiro gosto, pois o gelo,
ou frio intenso, entorpece temporariamente ...
Paladar
Paladar
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Paladar

1.544 visualizações

Publicada em

Um resumo sobre o sentido do paladar.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paladar

  1. 1. PALADAR
  2. 2. O PALADAR É UM DOS CINCO SENTIDOS DOS ANIMAIS. É UMA CAPACIDADE QUE NOS PERMITE RECONHECER OS SABORES DE SUBSTÂNCIAS COLOCADAS SOBRE A LÍNGUA.
  3. 3. O GOSTO, OU PALADAR, É ALGO ÚNICO. CADA PESSOA TEM O SEU, COMO UMA IMPRESSÃO DIGITAL.
  4. 4. O órgão responsável pelo paladar é a língua. Na parte de cima da língua, existem pequenas elevações, que podem ser vistas ao espelho, chamadas de papilas linguais. Cada papila lingual é formada por um conjunto de microscópicas células sensoriais. As papilas linguais estão ligadas a terminações nervosas que captam os estímulos de sabor e enviam impulsos nervosos ao cérebro, que os transforma em sensações gustatórias. Outras regiões como o palato, a epiglote e a faringe apresentam alguma sensibilidade aos sabores, nada comparado à capacidade da língua.
  5. 5. As dezenas de papilas linguais presentes na superfície da língua captam os quatro sabores primários, ou as quatro sensações gustatórias: doce, salgado, azedo ou ácido e amargo. Das combinações das quatro sensações gustatórias, surgem centenas de outros sabores. As papilas linguais só captam o sabor de alimentos em estado liquido. Por esse motivo, a saliva tem um papel importante em relação aos alimentos sólidos, pois a ela cabe dissolver os alimentos de modo que as papilas linguais captem os sabores.
  6. 6. Por muito tempo acreditou-se que existiam papilas linguais diferentes para cada sabor primário, porém, estudos recentes descobriram que cada papila lingual é capaz de perceber os quatro sabores primários, embora em cada parte da língua, as papilas linguais sejam mais sensíveis a um tipo de sabor. No fundo da língua, as papilas são mais sensíveis a estímulos amargos, nas laterais do meio da língua, a sensibilidade maior é para os sabores azedos. Um pouco mais a frente são sentidos, com maior intensidade, os sabores salgados, enquanto na ponta da língua é maior a sensibilidade aos doces.
  7. 7. AS PAPILAS E AS REGIÕES DA LÍNGUA QUE RECONHECEM MAIS CADA SABOR : •doce na ponta da língua; •amargo no fundo da língua; •salgado nas laterais; •azedo nas laterais; •o centro da língua não reconhece tanto os sabores, apenas temperatura e tato.
  8. 8. CURIOSIDADES :
  9. 9. • Substâncias que não provocam reação alguma nas papilas linguais são chamadas de insípidas. É o caso da água, por exemplo. • O fumo prejudica o paladar. Um fumante tem papilas gustativas cheias de fumo e a sua língua tem um fluxo de sangue menor que o normal, por influência da nicotina. • Apesar de todas as diferenças, o doce é sempre reconhecido como algo bom, pois o seu sabor nos remete a uma sensação primitiva: o gosto adocicado do leite materno. • O amargo, por outro lado, é sempre ruim, pois instintivamente nosso corpo o rejeita, já que a maioria dos venenos é amarga.
  10. 10. Muitas vezes confundimos gostos e cheiros, isso porque as sensações olfativas e gustativas trabalham em parceria. Quando sentimos o cheiro de algum alimento que apreciamos, por exemplo, liberamos saliva como se estivéssemos degustando tal alimento. Outro exemplo clássico da correlação entre o olfato e o paladar é o que ocorre ao nos alimentarmos quando estamos resfriados e a comida parece não ter gosto. Na verdade, o que não sentimos são os odores que os alimentos liberam assim que os colocamos na boca.
  11. 11. A perda ou a redução do olfato é a anomalia mais frequente do olfato e do paladar. No início, as pessoas costumam aperceber-se de uma alteração do sentido do olfato ao sentirem que os alimentos são insípidos, dado que a distinção entre um sabor e outro se baseia em grande medida no olfato. Às vezes, a perda do olfato ou do paladar dura semanas ou chega mesmo a ser permanente. As infecções graves ou a radioterapia podem afetar as células do olfato ou destruí-las. No entanto, o traumatismo craniano, causado frequentemente por acidentes de automóvel, constitui a causa mais frequente da perda do olfato.
  12. 12. Você sabia que um chiclete perde o sabor pela falta do açúcar e não da essência do seu sabor? Cientistas estudaram a forma como o cérebro interpreta o sabor dos alimentos através da ingestão constante de um líquido composto pela mistura de sabor (essência) e o açúcar. Conforme os voluntários bebiam a mistura, os cientistas iam reduzindo ou até eliminando um dos componentes. O que foi descoberto é que ao remover o sabor mas manter o açúcar, o cérebro continua sentindo o gosto do alimento. Mas quando o oposto foi feito, retirando o açúcar e só deixando o sabor, os voluntários acusavam falta de sabor do líquido.
  13. 13. As cervejas exageradamente geladas escondem seu verdadeiro gosto, pois o gelo, ou frio intenso, entorpece temporariamente os brotamentos gustativos (papilas gustativas). Assim, não estamos provando a cerveja e sim o frio. Todos nós sabemos que beber uma cerveja morna ou quente é insuportável.

×