SA Paladar

1.249 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SA Paladar

  1. 1. Eixo temático a ser trabalhado: Vida e Ambiente Série: 9º Ano do Ensino Fundamental 3º Bimestre Tema principal: O mapa da Língua - Paladar Principal eixo temático relacionado: Ser Humano e Saúde. Pré-requisitos referentes aos conteúdos da aula: Anos anteriores, mas principalmente o 1º bimestre do 8º ano e o 2º bimestre do 9º ano.
  2. 2. O currículo de Ciências
  3. 3. Destaque – 8º e 9º Anos
  4. 4. Currículo em Espiral com os eixos em trabalho destacados
  5. 5. • Identificar e explicar os mecanismos básicos pelos quais os cheiros são percebidos e os gostos são sentidos, com base em textos e procedimentos experimentais. • Estabelecer relações entre o sistema nervoso, a recepção de estímulos pelos órgãos dos sentidos, os impulsos nervosos e as reações, com base em textos ou esquemas. • Reconhecer o princípio de funcionamento dos filtros solares e a validade de argumentos que defendem o seu uso. • Reconhecer zonas de ruído que podem provocar problemas auditivos, com base em textos. • Propor alternativas para minimizar o nível de ruído em zonas urbanas, melhorando a qualidade de vida das populações.
  6. 6. Estabelecer relações entre o sistema nervoso, a recepção de estímulos pelos órgãos dos sentidos, os impulsos nervosos e as reações, com base em textos ou esquemas.
  7. 7. O sistema sensorial recebe estímulos que são transmitidos ao encéfalo, onde são interpretados e transformados em sensações. Os quimiorreceptores (detectam substâncias químicas) relacionados ao paladar situam-se na língua e nos permitem distinguir quatro sabores: salgado, doce, amargo e azedo. Então como é possível sentir o sabor agridoce? Onde será sua maior percepção (intensidade)?
  8. 8. Já estudamos que os alimentos são constituídos de nutrientes (lipídeos, carboidratos, proteínas, vitaminas e sais minerais) e fibras; como podemos relacioná-los com os gostos? Como o nosso paladar funciona? Monte um esquema ou explique descrevendo.
  9. 9. E como se sabe que um determinado alimento é doce, ou salgado? Os receptores, como estudamos, são responsáveis por receber estímulos ambientais. Então, como percebemos que um alimento contem carboidratos, todo alimento que contém uma boa quantidade de carboidrato é doce? Pense no SN e desenhe o caminho da informação desde o estimulo ao seu processamento...
  10. 10. Para o professor acessar e saber mais sobre o assunto: http://www.portalumami.com.br/ciencia/o-ex-mapa-da-lingua-e- as-principais-caracteristicas-para-identificacao-dos-gostos/
  11. 11. • Textos: O quinto sabor (livro didático) O Mapa dos Sabores da Língua Não funciona (Original de um artigo do New York Times) • Imagens: Conhecidos mapas da língua do início do século XX e esquemas novos (porém já destituídos) do mapa com os cinco sabores. • Vídeos (UMAMI e Como realmente funciona o mapa da língua) • Experimento: Situação de aprendizagem da apostila de ciências do 2º bimestre. Levar 4 substâncias para degustação a fim de se identificar os sabores e as regiões onde se tem maior percepção. Acoplando um quinto item surpresa (lanchinho com pão de batata, hambúrguer, queijo e molho agridoce).
  12. 12. Normalmente, quando estudamos a função da gustação consideramos quatro sabores básicos: Salgado, doce, amargo e azedo. No entanto, há um quinto sabor, conhecido por umami, palavra de origem japonesa, derivada de umai, que significa delicioso, saboroso. Esse sabor foi identificado em 1908 por D. Kikunae, um cientista japonês. Ele analisou um caldo feito com algas marinhas, conhecido por kombu dashi, que possui gosto característico. Kikunae denominou esse sabor por umami e estabeleceu que esse gosto é causado pelo glutamato monossódico, um aminoácido.
  13. 13. O glutamato esta presente naturalmente em numerosos alimentos, como o leite, carnes, sardinha, queijos, algas, cogumelos, tomate e muitos outros. Costuma ser também utilizado pela indústria como aditivo destinado a realçar o sabor dos alimentos. Além do glutamato, as outras duas substâncias que compõem as três principais responsáveis pelo sabor umami, são os nucleotídeos inosinato de sódio, identificado em 1913 por Shintaro Kodama, e o guanilato dissódico, identificado em 1957 por Akira Kuninaka.
  14. 14. O umami é considerado um dos sabores básicos principalmente pelo fato de que há na superfície da língua receptores para ele, como existem para os outros quatro sabores. Texto retirado de um livro didático. Autores V. Mendonça e J. Laurence.
  15. 15. EXPERIMENTO Situação de aprendizagem da apostila de ciências do 2º bimestre. Levar 4 substâncias para degustação a fim de se identificar os sabores e as regiões onde se tem maior percepção. Acoplando um quinto item surpresa (lanchinho com pão de batata, hambúrguer, queijo e molho agridoce).
  16. 16. Temos cerca de 5 mil botões gustatórios, situados dentro das papilas gustativas, que ficam, em sua maioria (cerca de 80%) na língua. No entanto consideramos como órgão do sabor toda a boca e não apenas a língua, pois também possuímos receptores gustatórios na mucosa oral, na faringe, na laringe, e até no inicio do esôfago.
  17. 17. O "umami", o "aquoso" e um amplo leque de sabores Até algumas décadas atrás eram aceitos apenas quatro "gostos básicos": salgado, doce, azedo (ou ácido) e amargo. Hoje está provado que possuímos em nossas bocas receptores específicos para mais dois sabores, o "umami" e o "aquoso", ou "gosto de água". Vejamos cada um destes "gostos básicos"
  18. 18. Salgado - é importante para nosso equilíbrio eletrolítico e é causado basicamente pelo cloreto de sódio, ou sal de cozinha. Doce - nossa maneira instintiva de reconhecer alimentos energéticos e dos vários tipos de açúcares, incluindo os adoçantes artificiais. Azedo - sabor dos ácidos, incluindo aminoácidos, essenciais ao nosso organismo que os utiliza para a síntese das proteínas. Amargo - nossa maneira instintiva de identificar possíveis venenos e alimentos tóxicos.
  19. 19. Umami - palavra japonesa que significa "saboroso" ou "delicioso". É causado pelo L-Glutamato, um aminoácido abundante em proteína animal, que originou o tempero "Ajinomoto". Possuímos em nossa boca receptores específicos para o umami, logo este não seria uma mera combinação dos outros sabores básicos. O umami estaria em alimentos com alto valor protéico e instintivamente buscaríamos tais alimentos "deliciosos". Aquoso - recentemente foi provado que possuímos receptores gustatórios específicos para a água, elemento essencial a nossa sobrevivência.
  20. 20. Outro conceito recente é que não sentimos apenas os gostos básicos. Nosso Córtex gustativo, localizado no lobo temporal, também percebe uma ampla gama de variações de intensidade e qualidade, formando assim um complexo leque de sabores.
  21. 21. A ciência prova que a imagem sensorial é a forma pela qual o cérebro, graças a vestígios químicos, efetua a memorização de um aroma e de um sabor. Estas impressões são dependentes, contudo, de variáveis sociais, sentimentais, biológicas e simbólicas. Aromas e sabores são sensações ao mesmo tempo individuais e coletivas.
  22. 22. Fadiga do Sabor A percepção do sabor também sofre a ação da fadiga. Um mesmo vinho parecerá mais ou menos doce, ou mais ou menos tânico ou ácido, dependendo do que foi servido antes ou junto deste vinho, como um prato harmonizado, por exemplo.
  23. 23. Agora Você consegue responder ! – Visualize. Como é possível sentir o sabor agridoce? Onde será sua maior percepção (intensidade)? Descreva com suas palavras utilizando seus novos conhecimentos e ilustres suas ideias. Depois discuta em grupo a razão para o termo “Ex – Mapa da Língua”. Por que na figura do artigo do jornal The New York Times vemos a quebra dessas divisões? Relacione a figura com o termo e transcreva os argumentos.

×