Novo projeto de intervenção

402 visualizações

Publicada em

IFBAIANO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
402
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novo projeto de intervenção

  1. 1. PROJETO DE INTERVENÇÃO DESENVOLVIMENTO DA CADEIA DE VALORES PARA O TURISMO DE URUÇUCA PARA ALÉM DE SERRA GRANDE Propositores: Agnaldo Freire Alessandra Freitas Anaclea Calazans Daniel Carlos Karlla Miranda Sayonara Sabione URUÇUCA/BA 2015
  2. 2. Envolvidos: Curso Técnico em Guia de Turismo( disciplinas: Teoria e Técnica Profissional II, Empreendedorismo, Serviço de Alimentação, Geografia , Espanhol, Inglês), Curso Técnico em Informática( banco de dados) , Agrimensura( geodésia),Superior em Turismo ( qualificação ), Curso Técnico em Alimentos ( gestão de qualidade). Levando-se em conta que Uruçuca é município turístico e faz parte da Zona Turística Costa do Cacau junto com mais 7 cidades e que boa parte de seus atrativos já comercializados e mapeados se encontram no distrito de Serra Grande e que o sede do município tem a presença de agroindústrias e instituição de ensino que atrai público para turismo de negócio e a quantidade de eventos musicais, cavalgadas , festas religiosas acontecem com freqüência , faz-se necessário dar continuidade ao mapeamento prévio feito pelos alunos do 1º e 3 ano dos alunos do curso técnico em guia de turismo 2014, agora com amplitude seguindo o Plano de Gestão construído pelos gestores da Costa do Cacau participantes da Rede de Inovação em Turismo da Setur-BA, e a Lei Geral de Turismo: LEI Nº 11.771, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008,que dispõe sobre Política Nacional de Turismo, que define as atribuições do Governo Federal no planejamento , desenvolvimento e estímulo ao setor turístico, capítulo V que define os prestadores de serviços turísticos ,bem como a obrigatoriedade do CADASTUR CAPÍTULO V DOS PRESTADORES DE SERVIÇOS TURÍSTICOS Seção I Da Prestação de Serviços Turísticos Subseção I Do Funcionamento e das Atividades Art. 21. Consideram-se prestadores de serviços turísticos, para os fins desta Lei, as sociedades empresárias, sociedades simples, os empresários individuais e os serviços sociais autônomos que prestem serviços turísticos remunerados e que exerçam as seguintes atividades econômicas relacionadas à cadeia produtiva do turismo: I - meios de hospedagem; II - agências de turismo; III - transportadoras turísticas; IV - organizadoras de eventos; V - parques temáticos; e
  3. 3. VI - acampamentos turísticos. Parágrafo único. Poderão ser cadastradas no Ministério do Turismo, atendidas as condições próprias, as sociedades empresárias que prestem os seguintes serviços: I - restaurantes, cafeterias, bares e similares; II - centros ou locais destinados a convenções e/ou a feiras e a exposições e similares; III - parques temáticos aquáticos e empreendimentos dotados de equipamentos de entretenimento e lazer; IV - marinas e empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou à pesca desportiva; V - casas de espetáculos e equipamentos de animação turística; VI - organizadores, promotores e prestadores de serviços de infra- estrutura, locação de equipamentos e montadoras de feiras de negócios, exposições e eventos; VII - locadoras de veículos para turistas; e VIII - prestadores de serviços especializados na realização e promoção das diversas modalidades dos segmentos turísticos, inclusive atrações turísticas e empresas de planejamento, bem como a prática de suas atividades. Art. 22. Os prestadores de serviços turísticos estão obrigados ao cadastro no Ministério do Turismo, na forma e nas condições fixadas nesta Lei e na sua regulamentação. § 1o As filiais são igualmente sujeitas ao cadastro no Ministério do Turismo, exceto no caso de estande de serviço de agências de turismo instalado em local destinado a abrigar evento de caráter temporário e cujo funcionamento se restrinja ao período de sua realização. § 2o O Ministério do Turismo expedirá certificado para cada cadastro deferido, inclusive de filiais, correspondente ao objeto das atividades turísticas a serem exercidas. § 3o Somente poderão prestar serviços de turismo a terceiros, ou intermediá- los, os prestadores de serviços turísticos referidos neste artigo quando devidamente cadastrados no Ministério do Turismo. § 4o O cadastro terá validade de 2 (dois) anos, contados da data de emissão do certificado.
  4. 4. § 5o O disposto neste artigo não se aplica aos serviços de transporte aéreo. Costrução de mapa de risco : dengue etc . Disciplina de línguas tradução das informações para construção de material bilíngue. Depois do cadastro realizado passar todas as informações para órgãos oficiais como SETUR-BA, BAHIATURSA, Conselho Municipal de Turismo de Uruçuca, alimentação do blog que já está sendo construído pelos alunos que concluíram curso técnico em guia de turismo em Junho/2015 . O banco de dados será realizado pelos alunos do curso técnico em informática A proposta de aplicação da lei pelo alunos do 3 º ano do curso técnico em guia de turismo que estão estudando legislação na disciplina TTP II Os alunos do curso Superior em Gestão e Turismo – Qualificação dos empreendedores quando ao atendimento aos clientes Os alunos de agrimensura farão o levantamento dos pontos GPS pra aplicação no programa de Inovação em Turismo –SETUR-BA Os alunos do curso técnico em alimentos desenvolverão programa de gestão de qualidade junto aos empreendedores. Foi proposto a construção de um aplicativo de celular que mostra as vagas disponíveis na rede hoteleira da cidade e a disponibilidade de organização de cama e café pra suprir a necessidade de leitos .
  5. 5. META 1- LEVAMENTAMENTO DOS EMPREENDORES EM TURISMO DE URUÇUCA ETAPA 1-SENSIBILIAÇÃO: a)visita ao dono do empreendimento b) cadastro prévio de identificação c)formação dos alunos ETAPA II- CADASTRAMENTO: a) Divisão das atividades por área b) Banco de dados c) Portal Quando ? Sensibilização semana 1,2,3,4 Cadastro prévio- semana 4 Divisão semana 5,6,7 Portal semana 8 Seminário+ validação – Semana 8 Aplicação do projeto 20% da carga horária das disciplinas
  6. 6. Calendário – Curso Técnico em Guia de Turismo 21/07 Divisão das tarefas / início cadastro prévio dos empreendedores/divulgação do projeto nos blogs de Uruçuca e Costa do Cacau 28/07 Cadastro prévio dos empreendedores 11/08 Passar informações coletadas para tratamento dos dados pelos alunos de informática Data a definir – capacitação junto com a Câmara de Turismo da Costa do Cacau Qualificar dos empreendedores com SETUR/BA 18/08 Preenchimento dos dados dos empreendedores com CNPJ para o Cadastur-envio pelo correio ao MTUR/SSA 25/08 Orientação pelo SEBRAE quanto ao registro como empreendedor individual aos informais. Demais etapas do projeto serão realizadas de acordo os resultados da
  7. 7. 1ª etapa Links de apoio ao projeto http://geoturismo.bahia.com.br/index.jsp - sem informações Uruçuca http://www.bahiatursa.ba.gov.br/ http://bahia.com.br/cidades/urucuca/?submit=ir http://www.setur.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=19 aplicativos Lei geral do turismo http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007- 2010/2008/lei/l11771.htm http://www.cadastur.turismo.gov.br/cadastur/SobreCadastur.mtur
  8. 8. http://rededeinovacao.turismo.ba.gov.br/

×