Orientações para o projeto de intervenção

10.301 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
301
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orientações para o projeto de intervenção

  1. 1. PROJETO ESCOLA QUE PROTEGE IIEDUCADORAS E EDUCADORES FAZENDO CULTURA DE PAZ: Combate às Violências<br />Orientações sobre a elaboração do projeto de intervenção<br />
  2. 2. O QUE É O PROJETO DE INTERVENÇÃO?<br />O Projeto-intervenção, como o próprio <br />título alude, fundamenta-se nos <br />pressupostos da pesquisa-ação. <br />Tem como base a idéia de uma relação <br />dialética entre pesquisa e ação, supondo <br />ainda que a pesquisa deve ter como função a transformação da realidade. <br />IMPORTANTE<br />Tanto pesquisador como pesquisados estão diretamente envolvidos em uma perspectiva de mudança.<br />
  3. 3. 1. TEMA: (de acordo com o conteúdo)<br />- A indicação da temática a ser trabalhada, tem que refletir a necessidade a ser superada. <br />2. JUSTIFICATIVA: (porque vale a pena trabalhar com projetos na escola, na comunidade ou na instituição?)<br />- É o que transmite a dimensão do que vai ser trabalhado.<br />3. DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA: (dificuldades referente à temática, que pode ser discutida/solucionada, por meio de intervenção pedagógica).<br />- Por que o problema ocorre? Ou seja, quais são as causas do problema? <br />
  4. 4. 4. PÚBLICO ALVO: indica o segmento, ou a série, ou a turma, ou o grupo de alunos e/ou professores com o qual se vai trabalhar.<br />5. OBJETIVOS: (o quê o projeto pretende discutir, verificar, solucionar, alcançar...)<br /><ul><li>O objetivo consta de duas partes: o que se vai fazer, que é a indicação da ação que será realizada e para que fazê-lo, que é a indicação do que se pretende alcançar, a finalidade.</li></ul>OBS: TANTO PODE SER GERAIS COMO ESPECIFICOS<br />6. PLANO DE AÇÃO (como fazer? Quais são as ações e fases necessárias?)<br />
  5. 5. 7. METODOLOGIA: o quê envolver como caminhos a serem trilhados para alcance dos objetivos pretendidos (atividades, estratégias, habilidades, <br />trato interdisciplinar, envolvimento dos segmentos da escola, construção coletiva).<br />8. RECURSOS: disponibilidade material, tanto física como humana são os recursos que torna exeqüíveis o projeto<br />9. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES: dando um caráter efetivo, fazendo parte do currículo da escola e, não apenas de um calendário de eventos.<br />10. AVALIAÇÃO: é um procedimento que mostra se o que está sendo desenvolvido avança na direção dos objetivos. A avaliação é constante e mostra como vai indo o desenvolvimento do projeto.<br />

×