REUNIÃO DE PAIS - 4° ANO
Déa e Elis
NOSSA ESTRUTURA DE GESTÃO PEDAGÓGICA
DIRETORA
DIRETORA
PEDAGÓGICA
PEDAGÓGICA

COORDENADORA
COORDENADORA
DE SEGMENTO
DE SEG...
Prova é um exercício que vale nota” (Catarina)
“É uma avaliação mais complexa” (Felipe Fernandes)
“É uma avalição que no f...
Quando penso em prova eu sinto.....
Estudo

“Eu acho que prova é um texto informativo que vale nota e tem um
tempo”
“Prova...
AVALIAÇÃO

Peso 1

Peso 2

Lição de casa
Caderno

Provas e trabalhos
LÍNGUA PORTUGUESA

NOTAS

Produz contos de suspense apresentando os três momentos básicos (estado
inicial de equilíbrio, c...
O ESTUDO
Objetivos para os alunos
 Desenvolver o hábito de estudo;
Aprender como estudar cada disciplina através dos
rot...
ROTEIRO DE ESTUDO
LÍNGUA PORTUGUESA
PRODUÇÃO DE TEXTOS
Produção de
autoria de
contos de
suspense

Resenha

Produção de texto
informativo

Adaptação de
mito pa...
GRAMÁTICA
 Substantivo – masculino / feminino; próprios / comuns
 Adjetivo
 Verbos – presente, pretérito e futuro
 Con...
ORTOGRAFIA
 Revisão das regras ortográficas estudadas nos anos anteriores
U e L em terminações verbais
ÃO e AM - verbos...
CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS
Cópias
Serão sempre corrigidas. Os alunos devem compreender que
existe uma fonte de consulta.
Prod...
LEITURA
 Leitura com autonomia
(Biblioteca)
 Leitura compartilhada
 Leitura de textos
informativos
MATEMÁTICA
NÚMEROS E OPERAÇÕES
 Números naturais –
milhões, bilhões
 Revisão das operações –
adição e subtração (conta
armada e cál...
GRANDEZAS E MEDIDAS
 Medidas de tempo, capacidade, comprimento e
massa
 Transformações simples de medidas (Ex: kg em g/
...
ESPAÇO E FORMA
 Noções espaciais
 Relações entre figuras
 Sólidos geométricos
 Características das figuras geométricas
CIÊNCIAS SOCIAIS
DESLOCAMENTOS POPULACIONAIS
 Conceito de deslocamento:
- Tipos de deslocamentos
- Causas e consequências
 Chegada dos Po...
CIÊNCIAS NATURAIS
SOLO
Conceito de solo, sua
formação e seus
componentes

Seres vivos e o solo

Cuidados com o solo
(poluição, enchentes,
ag...
MÁQUINAS SIMPLES
Introdução a conceitos básicos
de física (força potente, força
resistente, peso, distância)
As máquinas c...
ASSEMBLEIAS
OBJETIVOS


Resolver conflitos cotidianos através do diálogo;



Fazer colocações de forma respeitosa;



Expressar as ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

4º ano C e D - Reunião de pais - 1º semestre 2014

877 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
877
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Explicar que este é um ano que traz grandes expectativas tanto para as crianças como para as famílias, pois é a primeira vez que vivenciarão, nesta escola, uma avaliação “tradicional”, ou seja, as provas com notas. Dizer que nele as crianças costumam pensar em como “sobreviverão” a isso e os pais ficam bastante preocupados em como ajudar. Contar que as crianças aprenderão a estudar e entenderão que aprender também depende muito do envolvimento e do empenho com que se dispõe a participar do que lhes é proposto.
    Contar que a primeira pergunta foi: quando começam as provas?
    Aprenderão a postura de estudante para atuar nestes momentos e o significado das provas.
    Contar qual o papel dos pais neste processo de avaliação
    Garantir contar para os pais que estamos cuidando desse processo, pois sabemos o quanto isso é angustiante para eles. Vamos ajudando eles e cuidamos dos sentimentos. Olhamos isso agora e quando começarem a viver isso também.
    Roteiros de estudo – nem sempre serão como o modelo, as vezes serão estratégias de como estudar
    Provas assim que são corrigidas mostramos para os alunos
    Média 6,0
    Descontos para erros ortográficos que já conhecem 0,01.
  • Sentimentos dos alunos em relação a provas e notas. Ser avaliado. Peso da nota. Expectativa- família
  • Serão duas provas/ trabalhos no mínimo de cada área. Mais a nota do caderno.
    Provas e trabalhos tem peso 2 e caderno peso 1. Famílias recebem relatório com notas (esse é um exemplo).
    As provas vão corrigidas para casa e os pais devem assinar e devolver na mesma semana pois ficam arquivadas. Dúvida: as provas não podem ficar com os pais e eles assinam um protocolo?
  • Desenvolver hábito de estudo (Tempo) retomar conteúdos, revisões, consulta nos cadernos.
    Aprender como estudar cada disciplina
    Fazer anotações dos estudos realizados
    Anotar dúvidas e trazê-las para sanar com a professora
    Os meninos não consolidarão a aprendizagem sobre estudo no 4° ano. Essa é uma aprendizagem que se dará ao longo da escolaridade.
    Fazer comparativo com o começo das lições de casa. Parceria com os estudos em casa.
    Papel da família
    Organizar a rotina e um local adequado para a realização dos estudos
    Combinar tempo de estudo
    Participar do estudo quando a atividade solicitar
    Reforçar a importância da rotina para consigam estudar e fazer as tarefas de casa. Eles sentem a mudança e precisam de apoio dos pais. Às vezes necessitam de ajustes nas aulas extras, tempo de dedicação ao estudo.
  • Explicar que este é um ano que traz grandes expectativas tanto para as crianças como para as famílias, pois é a primeira vez que vivenciarão, nesta escola, uma avaliação “tradicional”, ou seja, as provas com notas. Dizer que nele as crianças costumam pensar em como “sobreviverão” a isso e os pais ficam bastante preocupados em como ajudar. Contar que as crianças aprenderão a estudar e entenderão que aprender também depende muito do envolvimento e do empenho com que se dispõe a participar do que lhes é proposto.
    Aprenderão a postura de estudante para atuar nestes momentos e o significado das provas.
    Contar qual o papel dos pais neste processo de avaliação
    Garantir contar para os pais que estamos cuidando desse processo, pois sabemos o quanto isso é angustiante para eles. Vamos ajudando eles e cuidamos dos sentimentos. Olhamos isso agora e quando começarem a viver isso também.
  • 4º ano C e D - Reunião de pais - 1º semestre 2014

    1. 1. REUNIÃO DE PAIS - 4° ANO Déa e Elis
    2. 2. NOSSA ESTRUTURA DE GESTÃO PEDAGÓGICA DIRETORA DIRETORA PEDAGÓGICA PEDAGÓGICA COORDENADORA COORDENADORA DE SEGMENTO DE SEGMENTO T2 ao 1º ano T2 ao 1º ano COORDENADORA COORDENADORA DE SÉRIE DE SÉRIE T2, T3 ee T5 T2, T3 T5 Priscila COORDENADORA COORDENADORA DE SEGMENTO DE SEGMENTO 2º ao 5º ano 2º ao 5º ano Dami COORDENADORA COORDENADORA DE SÉRIE DE SÉRIE T4 ee 1º ano T4 1º ano COORDENADORA COORDENADORA DE SÉRIE DE SÉRIE 2º ee 3º 2º 3º Dami Diretora geral: Adriana Cury Sonnewend Diretor administrativo: Fernando Cury Diretor financeiro: José Roberto Cury Carol Marta Elaine COORDENADORA COORDENADORA DE SÉRIE DE SÉRIE 4º ee 5º 4º 5º Elaine COORDENADORA COORDENADORA DE SEGMENTO DE SEGMENTO 6º ao 9º 6º ao 9º ORIENTADORA ORIENTADORA EDUCACIONAL EDUCACIONAL 6º ao 9º 6º ao 9º Guta q Leticia COORDENADORA DE ÁREA (idiomas) Angela
    3. 3. Prova é um exercício que vale nota” (Catarina) “É uma avaliação mais complexa” (Felipe Fernandes) “É uma avalição que no final tem nota para saber o “É fazer uma atividade que vale nota, mas não é uma nota tão valiosa, é para mostrar como você está.” “É um teste para verificar o conteúdo que a pessoa aprendeu.” “Uma prova é a mesma coisa que uma atividade comum, que quando você entrega não pode pegar de volta e a professora dá nota. Nada mais.” “Acho que uma prova é uma coisa que deve ter absoluto silêncio, deve ser legal.”
    4. 4. Quando penso em prova eu sinto..... Estudo “Eu acho que prova é um texto informativo que vale nota e tem um tempo” “Prova é uma atividade que temos que estudar o roteiro.” “É uma lição que tem nota.” “Prova é uma atividade que tem notas e tempo pra terminar, mas para facilitar pense que é uma atividade normal.”
    5. 5. AVALIAÇÃO Peso 1 Peso 2 Lição de casa Caderno Provas e trabalhos
    6. 6. LÍNGUA PORTUGUESA NOTAS Produz contos de suspense apresentando os três momentos básicos (estado inicial de equilíbrio, conflito e desfecho) com coerência e coesão; e com os elementos essenciais do gênero: personagens e cenários típicos, recursos descritivos e marcadores temporais. Produz resenhas de livros, utilizando os elementos estruturantes do gênero: título, autor, editora, quantidade de páginas, coleção, síntese e crítica pessoal. Lê e compreende os textos propostos realizando inferências, levantando hipóteses, localizando informações e identificando o gênero textual. Apresenta o caderno organizado de acordo com as orientações dadas (apresentação estética, registros e correções) e as lições de casa com assiduidade, completas e organizadas. Média Final 9,0 7,5 8,0 5,5 7,5
    7. 7. O ESTUDO Objetivos para os alunos  Desenvolver o hábito de estudo; Aprender como estudar cada disciplina através dos roteiros; Realizar anotações; Registrar dúvidas. Papel da família = rotina/ parceria no estudo
    8. 8. ROTEIRO DE ESTUDO
    9. 9. LÍNGUA PORTUGUESA
    10. 10. PRODUÇÃO DE TEXTOS Produção de autoria de contos de suspense Resenha Produção de texto informativo Adaptação de mito para texto teatral Produção de notícia
    11. 11. GRAMÁTICA  Substantivo – masculino / feminino; próprios / comuns  Adjetivo  Verbos – presente, pretérito e futuro  Concordância nominal e verbal  Interjeição  Vírgula - enumeração e após marcador temporal  Aspas, travessão, dois pontos, interrogação e exclamação - em outras situações além das narrativas  Sílaba tônica
    12. 12. ORTOGRAFIA  Revisão das regras ortográficas estudadas nos anos anteriores U e L em terminações verbais ÃO e AM - verbos e substantivos ESA/OSO ou EZA Por que/ Porque (pergunta e resposta) Plural– exemplos: L/ IS - U/US - Z/ES – M/NS S, SS, Ç Mal e mau Mas e Mais Acentuação das proparoxítonas
    13. 13. CORREÇÕES ORTOGRÁFICAS Cópias Serão sempre corrigidas. Os alunos devem compreender que existe uma fonte de consulta. Produções diversas (respostas de problemas, respostas para textos informativos, produções de textos). Marcações feitas pela professora para os alunos apenas observarem se cometeram erros ou não. Marcações feitas pela professora para os alunos corrigirem. Correções feitas pelos alunos Proposta com foco no procedimento respeitados os limites dos alunos. de revisão. Serão
    14. 14. LEITURA  Leitura com autonomia (Biblioteca)  Leitura compartilhada  Leitura de textos informativos
    15. 15. MATEMÁTICA
    16. 16. NÚMEROS E OPERAÇÕES  Números naturais – milhões, bilhões  Revisão das operações – adição e subtração (conta armada e cálculo mental)  Multiplicação por 2 ou mais algarismos  Cálculo mental  Sistematização da tabuada Divisão Fração
    17. 17. GRANDEZAS E MEDIDAS  Medidas de tempo, capacidade, comprimento e massa  Transformações simples de medidas (Ex: kg em g/ cm em m) TRATAMENTO DE INFORMAÇÃO Interpretação e construção de tabelas e gráficos (uso da régua)
    18. 18. ESPAÇO E FORMA  Noções espaciais  Relações entre figuras  Sólidos geométricos  Características das figuras geométricas
    19. 19. CIÊNCIAS SOCIAIS
    20. 20. DESLOCAMENTOS POPULACIONAIS  Conceito de deslocamento: - Tipos de deslocamentos - Causas e consequências  Chegada dos Portugueses (Colonização)  Vinda da família real para o Brasil  Deslocamentos atuais (Haitianos)  Mapas
    21. 21. CIÊNCIAS NATURAIS
    22. 22. SOLO Conceito de solo, sua formação e seus componentes Seres vivos e o solo Cuidados com o solo (poluição, enchentes, agrotóxicos, erosão, etc)
    23. 23. MÁQUINAS SIMPLES Introdução a conceitos básicos de física (força potente, força resistente, peso, distância) As máquinas como meio de facilitar algumas tarefas do dia a dia As máquinas e sua evolução através dos tempos
    24. 24. ASSEMBLEIAS
    25. 25. OBJETIVOS  Resolver conflitos cotidianos através do diálogo;  Fazer colocações de forma respeitosa;  Expressar as próprias opiniões;  Colocar-se no lugar do outro;  Discutir e elaborar regras de convivência;  Explicitar diferenças, defender posturas e ideias muitas vezes opostas;  Saber conviver num espaço coletivo.

    ×