Encontro de supervisores do magisterio

621 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
621
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro de supervisores do magisterio

  1. 1. Águas de Lindóia de 04 à 07 de junho 2013
  2. 2. Sindicato dos Supervisores de Ensino do Magistério Oficial do Estado de São Paulo
  3. 3. Este encontro abordou criticamente sobre o currículo, que é o caminho que percorremos, e a herança civilizatória, que é o conhecimento acumulado pelas gerações passadas e que precisa ser transmitidas para as novas gerações.
  4. 4. Papel do Supervisor  Parceiro  Articulador  Orientador  Mediador  Visão ampla do todo  Contribuição
  5. 5. Celso dos Santos Vasconcelos Doutor em Educação pela USP, Mestre em História e Filosofia da Educação pela PUC/SP "O SIGNIFICADO DA VIDA É A MAIS URGENTE DAS QUESTÕES"
  6. 6. Palestra Celso dos Santos Vasconcellos  Análise da Educação desde o século XV com apontamentos em relação ao currículo, dialética, democracia e avaliação.  Tomada de Consciência: Sou – Ainda não sou – Posso vir a ser mais  Situações encontradas: Baixa auto-estima, pessoa que se acha, Síndrome de Gabriela: Eu nasci assim...
  7. 7.  O professor acaba fazendo inimigos àqueles que deveriam ser seus aliados. É preciso cuidar do professor.  Objetiva um currículo não fragmentado contemplando o homem como um todo dando voz aos estudantes e visando uma escola para todos e de qualidade.  O papel da avaliação é qualificar a aprendizagem, e o fracasso escolar pode estar diretamente ligado aos objetivos errôneos das avaliações. Enquanto não se pensar a questão da repetência nos anos iniciais da escolarização, é sinal que nada mudou efetivamente.
  8. 8. José Carlos Libâneo Mestre em Filosofia da Educação e doutor em Historia e Filosofia da Educação
  9. 9. Palestra com José Carlos Libâneo  O grande foco de sua palestra é a internacionalização das políticas públicas educacionais: Quando e porque a Escola Pública desandou?  Acolhimento social não pode substituir a missão preponderante da escola que é a missão pedagógica (aprendizagem)
  10. 10. Tópicos relevantes:  Conferência Mundial sobre Educação para todos  Escola dos ricos  Escola que sobrou para os pobres:  Atendimento pedagógico mínimo ou básico;  Educação individualizada para formar mão de obra barata. Citação de Antonio Nóvoa “Temos nos tempos atuais uma escola a duas velocidades; por um lado, acolhimento social para os pobres e outra focada no conhecimento e nas tecnologias para os ricos”
  11. 11. Quatro propostas curriculares referenciadas às políticas sociais  Currículo instrumental: resultados imediatos;  Currículo de proteção social: escola do acolhimento: escola de tempo integral;  Currículo intercultural: Proposta Progressiva  Currículo cultural-científico: ideal
  12. 12. Flavia Schilling Doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1997). “Se podes olhar, vê E se puderes ver, repara.” (Saramago)
  13. 13. Palestra com Flávia Schilling  A educação como um direito humano/ Declaração Universal dos Direitos Humanos 1948.  Duas dimensões da escola e seus direitos: Acesso e Permanência (Const.1988, art. 206 e LDB art. 3º)  Educação e violência: As dificuldades atuais; Violência contra o patrimônio, física, doméstica e simbólica.  Precisamos de um ambiente propício para a convivência.
  14. 14. Qual é o papel da escola nos dias atuais?  A Escola deve ensinar além de ler, escrever e contar; Respeito / Responsabilidade/ Relacionamento  Para o adolescente Responsabilizar-se/ Restaurar –se /Reconstruir relacionamentos.  Três aspectos da indisciplina na escola: Família é a culpada O sujeito tem pré-disposição Culpa do professor ou da gestão  O ECA não diz que não podemos punir as crianças, diz que não é permitido punir com violência
  15. 15. Marcos Ferreira dos Santos Professor de mitologia comparada, pedagogo e arte-educador Doutor em filosofia da educação (fe-usp) e pós-doutoramento em hermenêutica simbólica Aprendizagem da morte... Aprender a tornar-se desnecessário... Georges Gusdorf
  16. 16. Sementes do nosso Quintal
  17. 17.  Nós somos uma construção aberta que precisa constantemente do outro.  Nós sempre sabemos como começamos, mas não como terminaremos.  "Só é possível transformar-se na medida em que já se é" (Novalis)  Estesia significa fazer com, ao contrário será anestesia, quando não consigo sentir.  Quanto mais eu caminho em direção à utopia mais ela se afasta, porém, é por causa dela que eu caminho...
  18. 18. Saíde Nair Benute Luciene de Oliveira Tomaz Maria José Apolinário Valdirene do Prado Jussara Abdo Rafael Kanashiro Cristiane Andrade

×