SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
Baixar para ler offline
Estado-nação, território
e poder
Estados territoriais e Estados nacionais;
A organização do Estado nacional;
Além do Estado: as fronteiras estratégicas;
O que existe em comum entre as
duas cerimômias representadas nas
fotografias?
Posse da Rainha Elisabeth II como
rainha.
Posse de François Hollande como
presidente da França.
Estados territoriais e
Estados nacionais
Conceitos iniciais;
Surgimento dos Estados territoriais;
Surgimento dos Estados nacionais;
Soberania;
Conceitos iniciais – Geografia política
Dedica-se ao estudo das relações entre o Estado e o
espaço geográfico. O poder do Estado é exercido por um
conjunto de instituições governamentais, executivos,
legislativos ou judiciários. Essas instituições regulam a
vida política da sociedade instituída no interior do seu
território.
Conceitos iniciais – ESTADO
Uma forma organizacional cujo significado é de natureza
política. É uma entidade com poder soberano para
governar um povo dentro de uma área territorial
delimitada.
Conceitos iniciais - Nação
Os elementos território, língua, religião, costumes e tradição,
por si sós, não constituem o caráter da nação. São requisitos
secundários, que se integram na sua formação. O elemento
dominante, que se mostra condição subjetiva para a
evidência de uma nação assenta no vínculo que une estes
indivíduos, determinando entre eles a convicção de um
querer viver coletivo. É, assim, a consciência de sua
nacionalidade, em virtude da qual se sentem constituindo um
organismo ou um agrupamento, distinto de qualquer outro,
com vida própria, interesses especiais e necessidades
peculiares.
Conceitos iniciais – Identidade nacional
Identidade nacional é o conceito que sintetiza um
conjunto de sentimentos, os quais fazem um indivíduo
sentir-se parte integrante de uma sociedade ou nação.
Conceitos iniciais - Fronteiras
Definem a extensão geográfica da SOBERANIA do
Estado;
Delimitam o TERRITÓRIO NACIONAL, onde o poder
do Estado é soberano.
Conceitos iniciais – Estado/Fronteiras
Cabe ao Estado estabelecer subdivisões no território;
Formular estratégias de proteção e desenvolvimento
do território;
Conceitos iniciais – Fronteiras: Noção política
Surge no Império Romano, quando estes criaram
uma linha demarcatória que visava os separar dos
territórios BÁRBAROS;
Durante a idade média, surgem os ESTADOS
TERRITORIAIS e com eles a noção moderna de
fronteira, que separa dois ESTADOS SOBERANOS;
Formação dos ESTADOS
TERRITORIAIS
Processo
Formação dos Estados Territoriais
IDADE MÉDIA: Poder político fragmentado em um
mosaico de principados, condados, ducados e
domínios eclesiásticos. Cada um com suas leis e
regras.
Por concentrado nas aristocracias regionais. Cada
grupo possuía seu exército, alguns maiores que o do
REI.
O poder político não era territorial, mas pessoal.
Cabia ao senhor de terras interpretar e aplicar as leis.
RENASCIMENTO: Unificação do poder político com os
monarcas absolutistas. O ESTADO TERRITORIAL
ganha uma base geográfica definida, passível de ser
delimitada por fronteiras estáveis.
São criados exércitos regulares a um corpo estável de
funcionários.
São organizadas coletas de impostos, criação de
capitais políticas, sedes de aparelhos
administrativos...
O Estado territorial correspondia à MONARQUIA
ABSOLUTISTA. O território é patrimônio do monarca
e fonte de toda soberania, seus súditos lhe deviam
obediência e lealdade.
Formação dos Estados Territoriais
Luís XIV – Rei da França
L'État c'est moi
Do ESTADO TERRITORIAL
absolutista ao ESTADO NACIONAL
14 de julho de 1789. A queda da Bastilha.
Formação dos Estados Nacionais
REVOLUÇÃO FRANCESA:
Combate a monarquia
absoluta e ascensão da
burguesia ao poder. Fim dos
privilégios da realeza e do
clero (servidão, dízimo,
monopólios, isenções de
impostos e tribunais
especiais).
26/08/1789: Declaração dos
direitos do homem. A
soberania é retirada das mãos
do rei e dada ao povo, ou seja,
para os CIDADÃOS.
Formação dos Estados Nacionais
1791: Constituição francesa. Moldura jurídica.
MONTESQUIEU: Doutrina dos três poderes (executivo,
legislativo e judiciário).
1792: Proclamação da REPÚBLICA.
Convenção nacional que reunia representantes eleitos.
A organização do
ESTADO NACIONAL
Características
Formas de organização do ESTADO
As formas de organização do Estado refletem diferentes
formas de distribuição do pode político.
Do ponto de vista territorial, as formas mais difundidas de
organização são o ESTADO UNITÁRIO, a FEDERAÇÃO e a
CONFEDERAÇÃO.
ESTADO UNITÁRIO
Não admite a partilha da soberania. As unidades regionais
não possuem legislação própria e seus dirigentes limitam-
se a exercer funções administrativas. (Ex.: França, Bolívia,
algumas monarquias...)
ORGANIZAÇÃO FEDERATIVA
Oferece elevado grau de autonomia política para as
unidades regionais (estados, províncias, cantões ou
repúblicas).
As unidades regionais decidem sobre a ordem econômica e
social, com base em legislação própria.
Sua legislação está subordinada a constituição federal.
O poder central controla as esferas mais importantes, tais
como as forças armadas, a emissão de moeda e as relações
internacionais.
São exemplos: EUA, Brasil, Argentina, Rússia e a Índia.
ORGANIZAÇÃO CONFEDERATIVA
Baseia-se no princípio da reunião de entidades políticas
soberanas. O Estado consiste em um contrato político que
pode ser legalmente desfeito.
Cada um dos confederados possui constituição própria,
pode emitir moeda e manter forças armadas próprias.
O poder central tem apenas os poderes atribuídos pelo
contrato político entre as Repúblicas. Como o poder de
representação internacional.
São exemplos: Bósnia-Herzegovina, Suíça (Confederação
Helvética, se torna federação no século XIX)
ORDENAMENTO JURÍDICO-POLÍTICO
Compreende diversos tipos de organização do Estado,
diversos tipos de monarquia e República.
REPÚBLICAS:
O CHEFE DE ESTADO é escolhidos
pelos cidadãos, ou no caso das
ditaduras, imposto pelas forças
armadas (MIANMAR), pela elite
dirigente (CHINA, CUBA, COREIA DO
NORTE) ou cúpula religiosa (IRÃ)
MONARQUIAS:
O CHEFE DE ESTADO pertence a uma
linhagem dinástica.
REPÚBLICAS
PRESIDENCIALISTAS:
Quando o presidente
acumula as funções de
chefe de Estado e Chefe de
governo.
São exemplos: EUA, Brasil,
Argentina, África do Sul
PARLAMENTARISTAS: o
presidente é o chefe de
Estado e o primeiro-
ministro, que representa a
maioria parlamentar, chefia
o governo.
São Exemplos: Alemanha,
Itália, Índia
Joachim Gauck,
presidente da Alemanha.
Angela Merkel, primeira-
ministra da Alemanha.
Dilma Roussef, presidente
do Brasil.
MONARQUIAS
DEMOCRÁTICAS: adotam
regimes de governo
parlamentarista.
São exemplos: Reino Unido,
Espanha, Suécia e Japão
AUTORITÁRIAS: o soberano,
Rei, Sultão, Emir ou
Príncipe) exerce as funções
de chefe de governo
seguindo regras tradicionais
ou legislação própria
(religiosa).
São Exemplos: Arábia
Saudita, Butão e Marrocos.
Filipe VI – Rei da
Espanha. Chefe
de Estado.
Mariano Rajoy –
Primeiro-
ministro da
Espanha. Chefe
de governo.
Salman bin Abdulaziz Al
Saud é o rei da Arábia
Saudita, guardião dos
Lugares Santos e chefe
da Casa de Saud. Ele
sucedeu ao monarca
Abdullah, falecido a 23
de janeiro de 2015.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográficoCarminha
 
Estado nação e território
Estado nação e territórioEstado nação e território
Estado nação e territórioGeová da Silva
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da PopulaçãoEduardo Mendes
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamentalAbner de Paula
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raçaJulio Siqueira
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilProfessor
 
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicasIfes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicasKéliton Ferreira
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalCadernizando
 
América anglo saxônica
América anglo saxônicaAmérica anglo saxônica
América anglo saxônicaProfessor
 
Desenvolvimento e subdesenvolvimento
Desenvolvimento e subdesenvolvimentoDesenvolvimento e subdesenvolvimento
Desenvolvimento e subdesenvolvimentoAbner de Paula
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º anoProfessor
 

Mais procurados (20)

Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
Espaço, poder e territórios nacionais
Espaço, poder e territórios nacionaisEspaço, poder e territórios nacionais
Espaço, poder e territórios nacionais
 
Estado nação e território
Estado nação e territórioEstado nação e território
Estado nação e território
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
Regionalização da américa
Regionalização da américaRegionalização da américa
Regionalização da américa
 
Estado nação - país - território - etnia - raça
Estado   nação - país - território - etnia - raçaEstado   nação - país - território - etnia - raça
Estado nação - país - território - etnia - raça
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
A regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasilA regionalização e as divisões regionais no brasil
A regionalização e as divisões regionais no brasil
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
BRICS
BRICSBRICS
BRICS
 
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicasIfes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
Ifes aula 13-estado-nação-território_separatismo_e_minorias_étnicas
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
 
América anglo saxônica
América anglo saxônicaAmérica anglo saxônica
América anglo saxônica
 
Desenvolvimento e subdesenvolvimento
Desenvolvimento e subdesenvolvimentoDesenvolvimento e subdesenvolvimento
Desenvolvimento e subdesenvolvimento
 
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
Brasil territorio e fronteiras   7º anoBrasil territorio e fronteiras   7º ano
Brasil territorio e fronteiras 7º ano
 

Destaque

O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25
O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25
O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25Paes Viana
 
Estado, território e nação
Estado, território e naçãoEstado, território e nação
Estado, território e naçãoJoão Couto
 
Estado - O que é o Estado?
Estado - O que é o Estado?Estado - O que é o Estado?
Estado - O que é o Estado?Alfredo Garcia
 
Geografia 9º ano
Geografia 9º anoGeografia 9º ano
Geografia 9º anoEloy Souza
 
Território e poder
Território e poderTerritório e poder
Território e poderPedro Neves
 
O poder e o estado
O poder e o estadoO poder e o estado
O poder e o estadoLucas Castro
 
Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Carlagi Gi
 
Concepção de Território
Concepção de TerritórioConcepção de Território
Concepção de TerritórioMaria Moreninha
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagemFernanda Lopes
 
Territórios e nações do mundo
Territórios e nações do mundoTerritórios e nações do mundo
Territórios e nações do mundoJosé Itapicuru
 
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIROLOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRODANUBIA ZANOTELLI
 
Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Rosária Zamith
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Carlagi Gi
 
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...Aline Araújo
 

Destaque (20)

Estado nação
Estado naçãoEstado nação
Estado nação
 
O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25
O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25
O estado nação, territorio e territorialidade - cap. 03 - pag. 25
 
Estado, território e nação
Estado, território e naçãoEstado, território e nação
Estado, território e nação
 
Estado - O que é o Estado?
Estado - O que é o Estado?Estado - O que é o Estado?
Estado - O que é o Estado?
 
Estado
EstadoEstado
Estado
 
Geografia 9º ano
Geografia 9º anoGeografia 9º ano
Geografia 9º ano
 
Território e poder
Território e poderTerritório e poder
Território e poder
 
Conceitos Da Geografia
Conceitos Da GeografiaConceitos Da Geografia
Conceitos Da Geografia
 
Território
TerritórioTerritório
Território
 
O poder e o estado
O poder e o estadoO poder e o estado
O poder e o estado
 
Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5Teoria Geral do Estado - Aula 5
Teoria Geral do Estado - Aula 5
 
Concepção de Território
Concepção de TerritórioConcepção de Território
Concepção de Território
 
2014 nação-povo-estado-territorio
2014 nação-povo-estado-territorio2014 nação-povo-estado-territorio
2014 nação-povo-estado-territorio
 
1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem1 lugar, território, espaço e paisagem
1 lugar, território, espaço e paisagem
 
Territórios e nações do mundo
Territórios e nações do mundoTerritórios e nações do mundo
Territórios e nações do mundo
 
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIROLOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
 
Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)
 
O Poder e o Estado
O Poder e o EstadoO Poder e o Estado
O Poder e o Estado
 
Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1 Teoria Geral do Estado - Aula 1
Teoria Geral do Estado - Aula 1
 
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...
Estado-Nação; Realidades étnicas; Terrorismo; Migrações e ambientalismo; Movi...
 

Semelhante a EstNacTerritPoder

estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptx
estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptxestado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptx
estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptxsilvana maciel
 
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.ppt
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.pptMódulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.ppt
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.pptNunoFilipeFelixFaust
 
Brasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativaBrasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativaVinicius Coelho
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Elementos constirutivos do estado
Elementos constirutivos do estadoElementos constirutivos do estado
Elementos constirutivos do estadoDireito Nabuco
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoRamiro Bicca
 
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)echechurry
 
Aorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaAorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaProfessor
 
O absolutismo europeu
O absolutismo europeuO absolutismo europeu
O absolutismo europeuTania Beatriz
 
áRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãOáRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãORita
 
Política
PolíticaPolítica
Políticatsocio
 
A organização política no planeta
A organização política no planetaA organização política no planeta
A organização política no planetaProfessor
 
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...MisterJulio
 
Teoria Geral do Estado
Teoria Geral do EstadoTeoria Geral do Estado
Teoria Geral do EstadoPreOnline
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaMarco Santos
 

Semelhante a EstNacTerritPoder (20)

estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptx
estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptxestado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptx
estado-naoterritrioepoder-150808235120-lva1-app6891.pptx
 
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.ppt
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.pptMódulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.ppt
Módulo 2 – Do Antigo Regime à afirmação do Liberalismo.ppt
 
Brasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativaBrasil, estrutura política e administrativa
Brasil, estrutura política e administrativa
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
 
Estado.pptx
Estado.pptxEstado.pptx
Estado.pptx
 
República
RepúblicaRepública
República
 
Elementos constirutivos do estado
Elementos constirutivos do estadoElementos constirutivos do estado
Elementos constirutivos do estado
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado moderno
 
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)
Texto escolar3anoestadonacaoterritoriofronteiraspoliticas(1)
 
Aorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaAorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planeta
 
O absolutismo europeu
O absolutismo europeuO absolutismo europeu
O absolutismo europeu
 
áRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãOáRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãO
 
Aula 14 - Estado Nacional e Poder Político
Aula 14 - Estado Nacional e Poder PolíticoAula 14 - Estado Nacional e Poder Político
Aula 14 - Estado Nacional e Poder Político
 
Política
PolíticaPolítica
Política
 
A organização política no planeta
A organização política no planetaA organização política no planeta
A organização política no planeta
 
Sociologia 3° bimestre
Sociologia 3° bimestreSociologia 3° bimestre
Sociologia 3° bimestre
 
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...
Norberto Bobbio Estado, Governo, Sociedade BC&H UFABC 2010 Estado e Relações ...
 
Teoria Geral do Estado
Teoria Geral do EstadoTeoria Geral do Estado
Teoria Geral do Estado
 
Unidade 5
Unidade 5Unidade 5
Unidade 5
 
Conceitos de Geopolítica
Conceitos de GeopolíticaConceitos de Geopolítica
Conceitos de Geopolítica
 

Mais de Vinicius Coelho

Mercosul - Geografia - Mercado Comum do Sul
Mercosul - Geografia  - Mercado Comum do SulMercosul - Geografia  - Mercado Comum do Sul
Mercosul - Geografia - Mercado Comum do SulVinicius Coelho
 
Geografia econômica - Uniao europeia
Geografia econômica - Uniao europeiaGeografia econômica - Uniao europeia
Geografia econômica - Uniao europeiaVinicius Coelho
 
Geografia Agrária - Revolução verde
Geografia Agrária - Revolução verdeGeografia Agrária - Revolução verde
Geografia Agrária - Revolução verdeVinicius Coelho
 
Cinturões verdes e bacias leiteiras
Cinturões verdes e bacias leiteirasCinturões verdes e bacias leiteiras
Cinturões verdes e bacias leiteirasVinicius Coelho
 
Agricultura de Subsistência
Agricultura de SubsistênciaAgricultura de Subsistência
Agricultura de SubsistênciaVinicius Coelho
 
Complexo agroindustrial cai
Complexo agroindustrial   caiComplexo agroindustrial   cai
Complexo agroindustrial caiVinicius Coelho
 
Agricultura de jardinagem
Agricultura de jardinagemAgricultura de jardinagem
Agricultura de jardinagemVinicius Coelho
 
Plantations - Geografia Agrária
Plantations - Geografia AgráriaPlantations - Geografia Agrária
Plantations - Geografia AgráriaVinicius Coelho
 
Agricultura de jardinagem - Geografia
Agricultura de jardinagem - GeografiaAgricultura de jardinagem - Geografia
Agricultura de jardinagem - GeografiaVinicius Coelho
 
Processo de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoProcesso de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoVinicius Coelho
 
Pátria amada e a globalização
Pátria amada e a globalizaçãoPátria amada e a globalização
Pátria amada e a globalizaçãoVinicius Coelho
 
Processo de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoProcesso de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoVinicius Coelho
 

Mais de Vinicius Coelho (16)

Mercosul - Geografia - Mercado Comum do Sul
Mercosul - Geografia  - Mercado Comum do SulMercosul - Geografia  - Mercado Comum do Sul
Mercosul - Geografia - Mercado Comum do Sul
 
Geografia econômica - Uniao europeia
Geografia econômica - Uniao europeiaGeografia econômica - Uniao europeia
Geografia econômica - Uniao europeia
 
Geografia Agrária - Revolução verde
Geografia Agrária - Revolução verdeGeografia Agrária - Revolução verde
Geografia Agrária - Revolução verde
 
Cinturões verdes e bacias leiteiras
Cinturões verdes e bacias leiteirasCinturões verdes e bacias leiteiras
Cinturões verdes e bacias leiteiras
 
Agricultura de Subsistência
Agricultura de SubsistênciaAgricultura de Subsistência
Agricultura de Subsistência
 
Agraria eua e ue
Agraria   eua e ueAgraria   eua e ue
Agraria eua e ue
 
Complexo agroindustrial cai
Complexo agroindustrial   caiComplexo agroindustrial   cai
Complexo agroindustrial cai
 
Agricultura de jardinagem
Agricultura de jardinagemAgricultura de jardinagem
Agricultura de jardinagem
 
Plantations - Geografia Agrária
Plantations - Geografia AgráriaPlantations - Geografia Agrária
Plantations - Geografia Agrária
 
Agricultura de jardinagem - Geografia
Agricultura de jardinagem - GeografiaAgricultura de jardinagem - Geografia
Agricultura de jardinagem - Geografia
 
Processo de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoProcesso de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismo
 
Pátria amada e a globalização
Pátria amada e a globalizaçãoPátria amada e a globalização
Pátria amada e a globalização
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Afeganistão
AfeganistãoAfeganistão
Afeganistão
 
Iraque
IraqueIraque
Iraque
 
Processo de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismoProcesso de desenvolvimento do capitalismo
Processo de desenvolvimento do capitalismo
 

Último

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 

Último (20)

Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 

EstNacTerritPoder

  • 1. Estado-nação, território e poder Estados territoriais e Estados nacionais; A organização do Estado nacional; Além do Estado: as fronteiras estratégicas;
  • 2. O que existe em comum entre as duas cerimômias representadas nas fotografias? Posse da Rainha Elisabeth II como rainha. Posse de François Hollande como presidente da França.
  • 3. Estados territoriais e Estados nacionais Conceitos iniciais; Surgimento dos Estados territoriais; Surgimento dos Estados nacionais; Soberania;
  • 4. Conceitos iniciais – Geografia política Dedica-se ao estudo das relações entre o Estado e o espaço geográfico. O poder do Estado é exercido por um conjunto de instituições governamentais, executivos, legislativos ou judiciários. Essas instituições regulam a vida política da sociedade instituída no interior do seu território.
  • 5. Conceitos iniciais – ESTADO Uma forma organizacional cujo significado é de natureza política. É uma entidade com poder soberano para governar um povo dentro de uma área territorial delimitada.
  • 6. Conceitos iniciais - Nação Os elementos território, língua, religião, costumes e tradição, por si sós, não constituem o caráter da nação. São requisitos secundários, que se integram na sua formação. O elemento dominante, que se mostra condição subjetiva para a evidência de uma nação assenta no vínculo que une estes indivíduos, determinando entre eles a convicção de um querer viver coletivo. É, assim, a consciência de sua nacionalidade, em virtude da qual se sentem constituindo um organismo ou um agrupamento, distinto de qualquer outro, com vida própria, interesses especiais e necessidades peculiares.
  • 7. Conceitos iniciais – Identidade nacional Identidade nacional é o conceito que sintetiza um conjunto de sentimentos, os quais fazem um indivíduo sentir-se parte integrante de uma sociedade ou nação.
  • 8. Conceitos iniciais - Fronteiras Definem a extensão geográfica da SOBERANIA do Estado; Delimitam o TERRITÓRIO NACIONAL, onde o poder do Estado é soberano.
  • 9. Conceitos iniciais – Estado/Fronteiras Cabe ao Estado estabelecer subdivisões no território; Formular estratégias de proteção e desenvolvimento do território;
  • 10. Conceitos iniciais – Fronteiras: Noção política Surge no Império Romano, quando estes criaram uma linha demarcatória que visava os separar dos territórios BÁRBAROS; Durante a idade média, surgem os ESTADOS TERRITORIAIS e com eles a noção moderna de fronteira, que separa dois ESTADOS SOBERANOS;
  • 12. Formação dos Estados Territoriais IDADE MÉDIA: Poder político fragmentado em um mosaico de principados, condados, ducados e domínios eclesiásticos. Cada um com suas leis e regras. Por concentrado nas aristocracias regionais. Cada grupo possuía seu exército, alguns maiores que o do REI. O poder político não era territorial, mas pessoal. Cabia ao senhor de terras interpretar e aplicar as leis.
  • 13. RENASCIMENTO: Unificação do poder político com os monarcas absolutistas. O ESTADO TERRITORIAL ganha uma base geográfica definida, passível de ser delimitada por fronteiras estáveis. São criados exércitos regulares a um corpo estável de funcionários. São organizadas coletas de impostos, criação de capitais políticas, sedes de aparelhos administrativos... O Estado territorial correspondia à MONARQUIA ABSOLUTISTA. O território é patrimônio do monarca e fonte de toda soberania, seus súditos lhe deviam obediência e lealdade. Formação dos Estados Territoriais
  • 14. Luís XIV – Rei da França L'État c'est moi
  • 15. Do ESTADO TERRITORIAL absolutista ao ESTADO NACIONAL 14 de julho de 1789. A queda da Bastilha.
  • 16. Formação dos Estados Nacionais REVOLUÇÃO FRANCESA: Combate a monarquia absoluta e ascensão da burguesia ao poder. Fim dos privilégios da realeza e do clero (servidão, dízimo, monopólios, isenções de impostos e tribunais especiais). 26/08/1789: Declaração dos direitos do homem. A soberania é retirada das mãos do rei e dada ao povo, ou seja, para os CIDADÃOS.
  • 17. Formação dos Estados Nacionais 1791: Constituição francesa. Moldura jurídica. MONTESQUIEU: Doutrina dos três poderes (executivo, legislativo e judiciário). 1792: Proclamação da REPÚBLICA. Convenção nacional que reunia representantes eleitos.
  • 18. A organização do ESTADO NACIONAL Características
  • 19.
  • 20. Formas de organização do ESTADO As formas de organização do Estado refletem diferentes formas de distribuição do pode político. Do ponto de vista territorial, as formas mais difundidas de organização são o ESTADO UNITÁRIO, a FEDERAÇÃO e a CONFEDERAÇÃO.
  • 21. ESTADO UNITÁRIO Não admite a partilha da soberania. As unidades regionais não possuem legislação própria e seus dirigentes limitam- se a exercer funções administrativas. (Ex.: França, Bolívia, algumas monarquias...)
  • 22. ORGANIZAÇÃO FEDERATIVA Oferece elevado grau de autonomia política para as unidades regionais (estados, províncias, cantões ou repúblicas). As unidades regionais decidem sobre a ordem econômica e social, com base em legislação própria. Sua legislação está subordinada a constituição federal. O poder central controla as esferas mais importantes, tais como as forças armadas, a emissão de moeda e as relações internacionais. São exemplos: EUA, Brasil, Argentina, Rússia e a Índia.
  • 23. ORGANIZAÇÃO CONFEDERATIVA Baseia-se no princípio da reunião de entidades políticas soberanas. O Estado consiste em um contrato político que pode ser legalmente desfeito. Cada um dos confederados possui constituição própria, pode emitir moeda e manter forças armadas próprias. O poder central tem apenas os poderes atribuídos pelo contrato político entre as Repúblicas. Como o poder de representação internacional. São exemplos: Bósnia-Herzegovina, Suíça (Confederação Helvética, se torna federação no século XIX)
  • 24.
  • 25. ORDENAMENTO JURÍDICO-POLÍTICO Compreende diversos tipos de organização do Estado, diversos tipos de monarquia e República. REPÚBLICAS: O CHEFE DE ESTADO é escolhidos pelos cidadãos, ou no caso das ditaduras, imposto pelas forças armadas (MIANMAR), pela elite dirigente (CHINA, CUBA, COREIA DO NORTE) ou cúpula religiosa (IRÃ) MONARQUIAS: O CHEFE DE ESTADO pertence a uma linhagem dinástica.
  • 26. REPÚBLICAS PRESIDENCIALISTAS: Quando o presidente acumula as funções de chefe de Estado e Chefe de governo. São exemplos: EUA, Brasil, Argentina, África do Sul PARLAMENTARISTAS: o presidente é o chefe de Estado e o primeiro- ministro, que representa a maioria parlamentar, chefia o governo. São Exemplos: Alemanha, Itália, Índia Joachim Gauck, presidente da Alemanha. Angela Merkel, primeira- ministra da Alemanha. Dilma Roussef, presidente do Brasil.
  • 27. MONARQUIAS DEMOCRÁTICAS: adotam regimes de governo parlamentarista. São exemplos: Reino Unido, Espanha, Suécia e Japão AUTORITÁRIAS: o soberano, Rei, Sultão, Emir ou Príncipe) exerce as funções de chefe de governo seguindo regras tradicionais ou legislação própria (religiosa). São Exemplos: Arábia Saudita, Butão e Marrocos. Filipe VI – Rei da Espanha. Chefe de Estado. Mariano Rajoy – Primeiro- ministro da Espanha. Chefe de governo. Salman bin Abdulaziz Al Saud é o rei da Arábia Saudita, guardião dos Lugares Santos e chefe da Casa de Saud. Ele sucedeu ao monarca Abdullah, falecido a 23 de janeiro de 2015.